Ir ao conteúdo
  • Cadastre-se
Rafael Alquati

'Games sérios' ensinam jogadores a agir durante atentados.

Recommended Posts

Nesses títulos, usuários devem socorrer vítimas em tempo real.

Categoria, que vem ganhando espaço, reduz gastos com treinamento.

Uma bomba explode em uma loja cheia de lojas e muitos comerciantes precisam de assistência rápida -- felizmente, esse cenário só existe na tela do computador. Essa crise virtual, usada para treinar pessoas para situações de emergência, é parte de uma categoria dos chamados “games sérios”, que vêm ganhando espaço na indústria dos jogos.

0,,15037650,00.jpg

'Triage Training' mostra vítima de atentado a bomba; jogador deve socorrer o homem. (Foto: AFP)

"Triage Training", o jogo que simula essa explosão no centro comercial, foi criado por uma subsidiária do grupo Blitz Game na Inglaterra. O objetivo é mostrar essa situação da forma mais realista possível e, a julgar pelas cenas, os desenvolvedores conseguiram.

Em uma das situações, um homem grita por socorro, uma ambulância dispara sua sirene, é possível ver vidros quebrados e também latas de lixo viradas. Nesse cenário caótico, o jogador precisa realizar com agilidade diversas atividades -- checar se a vítima está respirando e conferir sua pulsação, por exemplo – antes de se atender o próximo ferido.

“O jogo funciona em tempo real. Se você não cuidar do que deve rápido o bastante, as vítimas morrem”, disse Mary Matthews, diretor de desenvolvimento da Blitz Truism. “É assustador.” O jogo foi criado em seis meses com a ajuda do Instituto dos Jogos Sérios (SGI, na sigla em inglês) e, de acordo com Matthews, já foi testado por diversos potenciais clientes.

“Isso é o que se chama de um jogo de treinamento estruturado”, afirmou David Wortley, diretor do SFI, que trabalha para aproximar clientes dos projetos de jogos sérios.

O instituto também desenvolve um modelo tridimensional de Londres para ajudar no treinamento de trabalhadores de emergência e bombeiros. A meta é testar o quanto a cidade está preparada para responder a um ataque a bomba. Segundo Wortley, é muito mais barato fazer esse tipo de treinamento no mundo virtual do que no real.

0,,15037651,00.jpg

Nos jogos sérios, usuários devem aprender a lidar com cenários caóticos. (Foto: AFP)

Fonte: G1 com informações da France Presse.

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

É a paranóia depois da onda de atentador terroristas..

Não acho que um game simula bem ou ensina muita coisa, queria ver quantos que se saem bem num jogo de fato conseguiriam segurar a barra nessa situação com pedaço de gente e coisa espalhado..

Mas quem sabe a tendência pegue.

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Concordo, é muito difícil você jogar ou simular uma situação e essa mesma situação acontecer "ao vivo". São reações diferentes...

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Crie uma conta ou entre para comentar

Você precisar ser um membro para fazer um comentário

Criar uma conta

Crie uma nova conta em nossa comunidade. É fácil!

Crie uma nova conta

Entrar

Já tem uma conta? Faça o login.

Entrar agora





Sobre o Clube do Hardware

No ar desde 1996, o Clube do Hardware é uma das maiores, mais antigas e mais respeitadas publicações sobre tecnologia do Brasil. Leia mais

Direitos autorais

Não permitimos a cópia ou reprodução do conteúdo do nosso site, fórum, newsletters e redes sociais, mesmo citando-se a fonte. Leia mais

×