Ir ao conteúdo
  • Cadastre-se
Tosado

Sensor de Temperatura - Eletronica Embarcada

Recommended Posts

Olá pessoal,

Eu estou fazendo um projeto de uma espécie de computador de bordo. Uma das coisas que irei medir nesse projeto é temperatura, sendo temperatura externa, temperatura dentro da cabine do carro e temperatura do motor. Para isso eu precisava de um sensor que medisse até uns 200ºC que é uma margem de segurança para poder medir a temperatura do motor. Eu precisava que esses sensores fossem lineares e que me retornassem um valor de tensão para eu poder ligar em um pic. Alguém poderia me dar uma dica de que sensor usar que atenda esses critérios?

Desde já agradeço a todos.

valeu!!

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites
tente este LM35

O problema é que pelo que tava olhando no datasheet do LM35, ele suporta no maximo 150ºC, e o motor chega a 160 ou 180ºC se n me engano...

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites
O problema é que pelo que tava olhando no datasheet do LM35, ele suporta no maximo 150ºC, e o motor chega a 160 ou 180ºC se n me engano...

desculpe mas nunca vi motor a trabalhar a 160 C

o normal e 90 a 100

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites
Irônicamente a temperatura interna de uma camisa supera os 3000°C! e "não funde com a devida refrigeração!

ora! Se é refrigerado então não atinge essa temperatura...

Com 1668°C é possível fundir o titânio.

http://pt.wikipedia.org/wiki/Ponto_de_fus%C3%A3o

http://pt.wikipedia.org/wiki/Tit%C3%A2nio

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites
Irônicamente a temperatura interna de uma camisa supera os 3000°C! e "não funde com a devida refrigeração!
Acho que ele está se referindo a temperatura no interior da câmara de combustão do cilindro, no momento da queima dos gases... Não sei qual a temperatura ali, mas deve ser algo realmente muito alto, visto que o que ocorre é a explosão do combustível.

No caso, a camisa (parede do cilindro, que fica no bloco do motor) não derrete porque ela é refrigerada por água (nos motores da maioria dos carros de passeio) ou por ar (no fusca, brasília e nas kombis mais antigas).

Sendo que a temperatura que é medida nos motores é a do líquido de arrefecimento (o fusca não tem indicador de temperatura), que em muitos motores fica em torno dos 90°.

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

É, esperaremos a manifestação do colega Tosado!!!, ele quer um sensor de temperatura que pudesse usar tanto no ambiente fora e dendro da cabine (comando), quanto no motor!!!, e jogar a informação do sensor em um PIC (saiu da minha área)..., Foi o que entendi!!!

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Ué...qual liquido que vai arrefecer ou refrigerar 3000°C...esse 3000, não é só no momento da explosão..que é transformada em força???

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

pessoal: estão confundindo temperatura com quantidade de calor.

mas voltando ao tópico, experimente pesquisar sobre termopares, são baratos e possuem uma resolução boa.

basicamente o trabalho que voce vai ter é pegar o sinal do termopar, amplicar com um simples AmpOP, e depois jogar na entrada do PIC.

digo amplificar primeiro, pois o sinal de um termopar é da ordem de milivolts.

espero ter ajudado

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites
Ué...qual liquido que vai arrefecer ou refrigerar 3000°C...esse 3000, não é só no momento da explosão..que é transformada em força???

A temperatura DENTRO da câmara de combustão é muito alta, afinal o que ocorre lá é uma explosão. O líquido de arrefecimento NÃO circula na câmara (dentro do cilindro). Ele circula encostado na parede do cilindro, por fora deste (dentro do bloco do motor).

Assim, embora ocorrendo explosões em seu interior, a parede do cilindro não derrete, pois o líquido de refrigeração não deixa sua temperatura subir muito.

Você deve considerar também que a explosão ocorre apenas numa fração de tempo muito pequena. Um motor de ciclo Otto possui 4 tempos:

av2-alcool_html_m63dcf6bd.jpg

Note que a explosão ocorre num deles, gerando o movimento do motor e produzindo calor. Nos outros 3 tempos, o cilindro estará sendo apenas refrigerado.

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Companheiros!, o colega Oceano deu um palpite quase certeiro!... o "INCOMENSURAVEL", " FERA", e outros adjetivos..., o SOSCHIP!, deu uma semana ou mais de pesquisas ao autor "Tosado"! em seu 1° post!!!(post do SOSCHIP, vejam acima!) esperemos a manifestação do mesmo, após estudar todo o material que o SOSHIP paçou!!!..., antes disso?, tudo que dissermos, será mera especulação!!!...

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Por isso mesmo CABTEIXEIRA a explosão é em fração de segundos..é sabido que as refrigeração..é periferica aos cilindros..em cadeia os quatro cilindros em si..a soma total de calor acho que nem chega a uns 400 graus..por isso que ha um tempo para o refriamento...com arrefecimento...liquido......acho que isso...valeu

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Você pode usar um Pt-100, ou Termopar. Um Pt-100 seria ótimo nessa faixa. Se quiser alguma coisa muito mais simples pode usar um simples diodo 1N4148 que responde linearmente como um NTC ao aumento da temperatura. Se o seu projeto for mais elaborado pode usar um INA114 como amplificador de instrumentação para amplificar o sinal para entrada do conversor AD.

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Amigos nao se esqueçam q nao e apenas a agua q resfria o motor,o oleo tbem serve para tanto lubrificar qto resfriar o motor tbem,e como ja foi dito a agua passa por dutos no motor refrigerando o bloco e indo direto para o radiador onde sua temperatura e baixada e a mesma volta a resfriar o motor .falei!!!

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Como sensor de temperatura podem-se usar vários...

O Pt-100 eu acho viável. O termopar eu acho mais complicado, pois ele necessita de uma junção fria para que se tenha precisão.

Agora, dependendo do motor onde isso vai ser aplicado, ele ja tem um sensor de temperatura, que fornece a leitura pro indicador do painel de instrumentos do carro e pra centralina da injeção eletrônica. Inclusive, colocar um sensor novo é algo complicado, pois você teria que furar o circuito de arrefecimento em algum lugar para que o sensor entre em contato com a água, o que gera riscos de vazamentos. Em alguns veículos, existe um sensor de temperatura é do tipo interruptor térmico (ele apenas comanda uma luz no painel, que acende pra informar pro motorista que ele se ferrou e vai ter que chamar um reboque...) e nestes casos o ideal seria substituir este sensor por um outro tipo que forneça informação analógica...

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Mals a demora pra responder pessoal, estive viajando por isso não passei por aqui.

Creio que vocês estão certos mesmo, a temperatura externa do motor não deve passar de 90ºC mesmo não... Quem havia me dito que poderia ser ser mais alta (160º, 180º deve ter se enganado).

Andei pesquisando e lendo o que vocês disseram e acho que o LM35 vai me servir bem, pois ele é linear e a faixa de temperaturas atende bem. Tenho só que ver se vai não vai ser muito trabalhoso a conversão A/D no pic pois cada grau nele equivale a 10mV.

No mais agradeço a todos ai galera pela ajuda e pelo interesse com relação sensor e em relação a temperatura do motor.

Abraços.

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Crie uma conta ou entre para comentar

Você precisar ser um membro para fazer um comentário

Criar uma conta

Crie uma nova conta em nossa comunidade. É fácil!

Crie uma nova conta

Entrar

Já tem uma conta? Faça o login.

Entrar agora





Sobre o Clube do Hardware

No ar desde 1996, o Clube do Hardware é uma das maiores, mais antigas e mais respeitadas publicações sobre tecnologia do Brasil. Leia mais

Direitos autorais

Não permitimos a cópia ou reprodução do conteúdo do nosso site, fórum, newsletters e redes sociais, mesmo citando-se a fonte. Leia mais

×