Ir ao conteúdo
  • Comunicados

    • Gabriel Torres

      Seja um moderador do Clube do Hardware!   12-02-2016

      Prezados membros do Clube do Hardware, Está aberto o processo de seleção de novos moderadores para diversos setores ou áreas do Clube do Hardware. Os requisitos são:   Pelo menos 500 posts e um ano de cadastro; Boa frequência de participação; Ser respeitoso, cordial e educado com os demais membros; Ter bom nível de português; Ter razoável conhecimento da área em que pretende atuar; Saber trabalhar em equipe (com os moderadores, coordenadores e administradores).   Os interessados deverão enviar uma mensagem privada para o usuário @Equipe Clube do Hardware com o título "Candidato a moderador". A mensagem deverá conter respostas às perguntas abaixo:   Qual o seu nome completo? Qual sua data de nascimento? Qual sua formação/profissão? Já atuou como moderador em algo outro fórum, se sim, qual? De forma sucinta, explique o porquê de querer ser moderador do fórum e conte-nos um pouco sobre você.   OBS: Não se trata de função remunerada. Todos que fazem parte do staff são voluntários.
Hugo Stiglitz

Aterramento para pc: indispensável ou acessório? Dúvida

Recommended Posts

Pessoal, comprei uma fonte nova (vide ass.) e substitui o estabilizador por um filtro de linha APC. Acontece que não tenho aterramento eficiente (Meia boca) Que tipo de proteção eu perco sem o aterramento? Será indispensável ou um acessório na segurança elétrica.;

Obrigado.

Editado por Hugo Stiglitz
erro de grafia

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites
Pessoal, comprei uma fonte nova (vide ass.) e substitui o estabilizador por um filtro de linha APC. Acontece que não tenho aterramento eficiente (Meia boca) Que tipo de proteção eu perco sem o aterramento? Será indispensável ou um acessório na segurança elétrica.;

Obrigado.

Basicamente se tem dois modos pelos quais algum surto de tensão pode chegar em seu PC:

Modo comum: Essas interferências tem como referência a terra, o planeta terra, a massa portanto. São tipicamente as interferências derivadas de eventos da natureza, as tempestades elétricas os raios.

Como a geração dos mesmos está envolvendo o terra, sua solução, sua extinção, sua proteção também tem que envolver. Para dissipar a energia de exceção oriunda de um fenômeno como estes, que aparecem em modo comum, somente com um bom aterramento na tomada do PC.

Modo diferencial: As interferências que operam nesse modo são geradas pelo homem e suas máquinas elétricas. A geração dessa espécie de distúrbio bem pode ser a comutação, o liga desliga, de um motor pesado, do elevador do prédio vizinho, com pouca manutenção, da batedeira de massa da padaria da esquina ou até mesmo a máquina de solda elétrica de serralheria do bairro. Esses surtos de tensão tem sua gênese, aparecem, entre o fase e o neutro, ou até mesmo entre fases distintas, não necessariamente envolvendo o aterramento. Podem até mesmo estar referenciados ao terra em algum ponto, mas sua energia existe entre fase e neutro basicamente. A remoção, a dissipação desse tipo de surto bem pode ser resolvida entre fase e neutro.

Evidentemente que o segundo modo é o que se apresenta de modo mais freqüente, o de maior incidência pois o ser humano necessita de suas máquinas e a quantidade delas numa rede elétrica é muito grande. Por outro lado a rede elétrica se comporta como uma grande antena coletiva a tal ponto que esses dois fios que alimentam seu PC ai, bem podem ser os mesmos que alimentam um motor pesado na oficina da outra esquina.

Os distúrbios de modo comum vão aparecer naqueles dias de tempo carregado, quando a coisa fica preta nos céus, nas tempestades.

Um bom aterramento deixa a sua proteção da APC, que é muito boa, tremendamente a vontade para operar de todos os modos. Sem o aterramento um dos modos parcialmente se perde.

A maioria dos lares brasileiros, por cultura, por ausência de padrão, por falta de cobrança, não possui aterramento nas tomadas elétricas. Se for fácil sua execução, providencie. Se for extremamente difícil, paciência, corra o risco, afinal uma variável pelo menos está a seu favor, chama-se probabilidade.

Outro dia redigi um tópico alertando para o conceito de que somente um bom aterramento, ou a simples existência de aterramento na tomada não configurava necessariamente proteção para seu PC, exigia algo mais.. Você tem esse algo mais que é uma boa régua de proteção. O que te falta é o aterramento..

Tópico: http://forum.clubedohardware.com.br/aterrei-tomada-pc/596190?t=596190&highlight=Aterrei

Abraço..

Editado por Meiraneto
Erro no link.

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

faller. Na verdade aqui em casa tem aterramento, porém em outra tomada, longe do meu pc. Fiz o seguinte: comprei a tomada fase, neutro e terra e coloquei onde ligo o pc. como o aterramento fica uns 15 metros do meu quarto, peguei um fio e trouxe até meu quarto e instalei o cabo no "terra da todada" funcionou bem. porém quando fui ligar a régua, o led vermelho acendeu. Será que minha "gambiarra" deu certo. A distância do aterramento da tomada (15 metros) pode estar interferindo? ou preciso fazer mais alguma coisa?

Abraço.

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Esse led vermelho da régua de tomada por acaso é aquele que diz ter problema seu aterramento???

Se sim, veja se você ligou de modo coreto os outros dois fios da tomada. O fase e o neutro tem uma posição muito bem definida e deve estar aparecendo na sua tomada, quando vista de frente, da seguinte maneira:

NEMA5-15.jpg

Como saber?? Se você não tem uma chave de teste vá numa ferragem ou elétrica e compre. É uma chave bem barata. Vale a pena ter uma em casa... Veja uma delas ai.

chaveneon.jpg

Ao colocá-la em contato com o fio fase, colocando seu dedo em um contato na traseira da chave, deverá acender uma neon dentro da mesma. No neutro não deve acender.

Abraço...

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Sim faller, o led indica problema no aterramento. vou comprar essa chave amanhã e verificar se o Fase e o Neutro estão corretamente colocados. Só uma dúvida: se estivessem colocados de forma errada não era pra não funcionar o pc?

Abraços

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Mesmo que esteja invertido seu PC vai funcionar. Se realmente estiver trocado, desligue o disjuntor, teste com sua nova chave para ver se após desligar o disjuntor não mais há alimentação na tomada, abra a mesma e inverta as ligações do fase com o neutro. ai tudo voltará ao normal e o led não mais acenderá...

Abraço...

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

faller. você tinha toda razão! Olhei a tomada e ví que ela estava de cabeça pra baixo em relação à figura que você postou. Desmontei-a troquei as posiçôes do Fase e do Neutro. Montei novamente, liguei a régua e o Led vermelho não mais acendeu! Mais uma vez, obrigado! Grande abraço.....

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

O modo mais eficiente é comprar uma haste terra que é vendida em casa de materiais de construção e fazer um terra só p o PC. Deverá também comprar uma tomada com três fases: Neutro, fase e terra e fazer a ligação correta. Fazer a ligação não tem nenhuma dificuldade, basta colocar os dois fios no neutro e fase e o terra deverá ser ligado ao haste terra. Lembrando que a haste terra deverá ser colocado dentro da terra

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites
O modo mais eficiente é comprar uma haste terra que é vendida em casa de materiais de construção e fazer um terra só p o PC. Deverá também comprar uma tomada com três fases: Neutro, fase e terra e fazer a ligação correta. Fazer a ligação não tem nenhuma dificuldade, basta colocar os dois fios no neutro e fase e o terra deverá ser ligado ao haste terra. Lembrando que a haste terra deverá ser colocado dentro da terra

Se fosse só isso pra se ter um terra de qualidade, sem criar outros problemas, tava fácil. Pra executarmos um terra descente, especialmente pra eletronicos informaticos, precisamos equalizar esse terra com o terra do neutro na entrada de energia do ambiente, eliminando ao máximo uma DDP entre terras, que pode vir gerar disturbios de funcionamento e até queimas em casos extremos.

Uma DDP entre neutro e terra basicamente cria um fluxo de corrente entre ambos pontos de terra e como fontes e componentes eletronicos sao referenciados em cima de ambos terras, esse fluxo entre ambas linhas poderá criar problemas.

Dê uma pesquisada sobre equipotencialização de terra, aterramento padrão TN-S, técnicas de aterramento, norma NBR5410...

O simples enficar de uma barra no solo não garante nada e ainda por cima pode abrir portas pra mais problemas.

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Acho que um nobreak pode ficar mais barato que um bom aterramento e te dar mais proteção.

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites
Acho que um nobreak pode ficar mais barato que um bom aterramento e te dar mais proteção.

Agora eu não entendi o seu comentário... O cidadão do tópico já disse que tem aterramento na tomada do PC dele. Na verdade não tinha mas providenciou, e para tal teve um custo de aproximadamente 15 metros de fio.

Nessa hora você opina que poderia sair mais barato a adoção de um no-break do que ter o aterramento. Não entendi...

1) Não sairia mais barato que 15 metros de fio;

2) Do ponto de vista proteção, um no-break sem aterramento não protegeria mais do que a régua de proteção que o autor já tem, associada com um aterramento;

3) Sim teria uma função a mais que seria a possibilidade de operar mesmo que por pouco tempo, na queda de energia, podendo desse modo salvar seus dados e bem desligar seu PC, mas pelo que me consta ninguém levantou essa necessidade pelo menos aqui nesse tópico...

Gostaria de entender porque um no-break me daria mais proteção do que um bom aterramento..

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites
Acho que um nobreak pode ficar mais barato que um bom aterramento e te dar mais proteção.

O que q o c-ú tem haver com as calças?

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Já foi discutido sobre o assunto a uns 2 anos atrás, inclusive explicamos detalhadamente sobre aterramento, como fazer, como medir, etc...

O problema é achar esse tópico

:D

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Leia isso:

http://www.forumpcs.com.br/viewtopic.php?t=246442

Esse modo de aterramento indicado pelo pdf (TT) não é recomendado. O ideal é o TN-S onde o terra é ligado ao neutro na entrada de energia da residência.

Leonardo

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites
Leia isso:

http://www.forumpcs.com.br/viewtopic.php?t=246442

Esse modo de aterramento indicado pelo pdf (TT) não é recomendado. O ideal é o TN-S onde o terra é ligado ao neutro na entrada de energia da residência.

Leonardo

O aterramento do neutro provido pelos consumidores alimentados

em baixa tensão é essencial para que seja atingido o grau

de efetividade mínimo requerido para o aterramento do condutor

neutro da rede pública, conforme critério de projeto atualmente

padronizado pelas concessionárias de energia elétrica.

Do ponto de vista da instalação, o aterramento do neutro na

origem proporciona uma melhoria na equalização de potenciais

essencial à segurança.

O aterramento neutro do sistema elétrico de distribuição não deve ser utilizado para aterramento de equipamentos e eletrodomésticos, incluindo-se um computador. A finalidade do aterramento - neutro é manter o equilíbrio de tensão entre fases num sistema conectado em estrela, que é o caso da rede de distribuição de baixa tensão ao qual somos atendidos em nossas residências.

Repito: O ATERRAMENTO NEUTRO É PARTE INTEGRANTE DO SISTEMA ELÉTRICO DE DISTRIBUIÇÃO, NÃO SENDO RECOMENDADO EM HIPOTESE ALGUMA SEU USO PARA PROTEÇÃO DE EQUIPAMENTOS E PESSOAS!!!

Recomendado não é igual à proibido, ok?

Leiam esse artigo:

http://www.labre-pr.org.br/aterra1.pdf

Sou Técnico em Eletrotécnica e Eng. Eletricista formado pela Universidade Federal de Pernambuco e sei o que estou escrevendo.

Na dúvida, procurem ajuda de um profissional habilitado e autorizado para executar qualquer tipo de intervenção nas suas instalações.

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Então a NBR 5410 está errada ao indicar o padrão TN-S, então a Código Americano Elétrico (NEC) tb está errado ao indicar o padrão TN-S de aterramento como o mais seguro pras pessoas e pros equipamentos eletrônicos informáticos?

E o aterramento de segurança (PE) seguir o padrão TT sem um ponto equipotencial entre PE e N (neutro), num evento transiente como a queda proxima de um raio, N e PE flutuarão seus potenciais, fazendo dessa forma corrente fluir entre esses pontos de terra, gerando disturbios e até queimas, principalmente em ETI (Equipamentos de Tecnologia da Infomação) como tb elevar o risco às pessoas com relação a tensão de contato e tensão de passo.

O padrão TN-S prevê um ponto equipotencial entre N e PE e esse ponto idealmente se localiza no ponto de origem da energia ou seja, antes da entrada da residência ou prédio. Dessa forma, esse ponto minimiza as chances de DDP's ocorrerem entre PE e N, aos estarem isolados em hastes distintas. A partir desse ponto N e PE seguem nos seus condutores específicos sem mais nenhuma interligação intencional entre PE e N. Do ponto equipotencial pra baixo ambos usam o mesmo ponto de aterramento, o mesmo condutor (PEN). Dessa forma não haverá corrente fluindo no condutor PE dentro do ambiente e o neutro será somente o condutor de referencia (retorno) da instalação, permitindo assim um PE seguro pras pessoas e pros equipamentos.

A Norma NB5410 indica fortemente o uso do padrão TN-S, principalmente se não houver uso de DR's nos chuveiros por exemplo, já que por apresentar uma impedância baixissima, o padrão TN-S na maioria dos casos é o suficiente pro dispositivo seccionador do circuito como um disjuntor comum, desligar rapidamente no caso de um curto Fase-Massa (água nesse caso), protegendo do usuário do chuveiro elétrico.

Uma flutuação de DDP entre N e PE num sistema TT, durante uma queda de raio por exemplo, numa fonte de computador, que está em contato com a massa do gabinete, fará com que corrente flua entre N e PE, criando ai um risco pra quem tiver nesse momento encostando no gabiente ja que o circuito será fechado entre Neutro e PE nesse pequeno instante de flutuação entre o terra do neutro e outro (s) ponto (s) de terra isolados, já que essas fontes têm neutro e massa capacitativamente ligados.

O aterramento de ponto único, equipotencializado é o mais seguro sim e tá nas normas! Nos EUA por exemplo, toda construção relativamente nova não tem pontos distintos de terra, ambos neutor e terra estão enficandos num mesmo ponto e na origem, eles se separam através de condutores especificos pra neutro e outro pra terra (PE). As normas européiais q são mais avançadas ainda, recomendam o mesmo.

EDITADO:

É claro que vale a pena reforçar esse aterramento da origem, do "padrão", já que geralmente ele só tem um eletrodoto enficando ali embaixo, principalmente no caso da perda do neutro do seu padrão de luz pra fora. Mas em uso normal, esse eletrodo está ligado a toda malha de aterramento da CIA Elétrica proxima dos postes de luz da rua, do transformadores, por isso ele tem uma impedância baixa e promove um curto Fase-Massa muito mais alto, fazendo com os disjuntores reajam de forma muito mais eficaz e veloz num caso desses. Num aterramento do tipo TT, as chances são de que sua alta impedância faça esse curto gerar apenas um faiscamento, mas não um seccionameto do circuito por não conseguir uma elevação de corrente tal para seu disparo.

Editado por _rau_

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites
Então a NBR 5410 está errada ao indicar o padrão TN-S, então a Código Americano Elétrico (NEC) tb está errado ao indicar o padrão TN-S de aterramento como o mais seguro pras pessoas e pros equipamentos eletrônicos informáticos?

E o aterramento de segurança (PE) seguir o padrão TT sem um ponto equipotencial entre PE e N (neutro), num evento transiente como a queda proxima de um raio, N e PE flutuarão seus potenciais, fazendo dessa forma corrente fluir entre esses pontos de terra, gerando disturbios e até queimas, principalmente em ETI (Equipamentos de Tecnologia da Infomação) como tb elevar o risco às pessoas com relação a tensão de contato e tensão de passo.

O padrão TN-S prevê um ponto equipotencial entre N e PE e esse ponto idealmente se localiza no ponto de origem da energia ou seja, antes da entrada da residência ou prédio. Dessa forma, esse ponto minimiza as chances de DDP's ocorrerem entre PE e N, aos estarem isolados em hastes distintas. A partir desse ponto N e PE seguem nos seus condutores específicos sem mais nenhuma interligação intencional entre PE e N. Do ponto equipotencial pra baixo ambos usam o mesmo ponto de aterramento, o mesmo condutor (PEN). Dessa forma não haverá corrente fluindo no condutor PE dentro do ambiente e o neutro será somente o condutor de referencia (retorno) da instalação, permitindo assim um PE seguro pras pessoas e pros equipamentos.

A Norma NB5410 indica fortemente o uso do padrão TN-S, principalmente se não houver uso de DR's nos chuveiros por exemplo, já que por apresentar uma impedância baixissima, o padrão TN-S na maioria dos casos é o suficiente pro dispositivo seccionador do circuito como um disjuntor comum, desligar rapidamente no caso de um curto Fase-Massa (água nesse caso), protegendo do usuário do chuveiro elétrico.

Uma flutuação de DDP entre N e PE num sistema TT, durante uma queda de raio por exemplo, numa fonte de computador, que está em contato com a massa do gabinete, fará com que corrente flua entre N e PE, criando ai um risco pra quem tiver nesse momento encostando no gabiente ja que o circuito será fechado entre Neutro e PE nesse pequeno instante de flutuação entre o terra do neutro e outro (s) ponto (s) de terra isolados, já que essas fontes têm neutro e massa capacitativamente ligados.

O aterramento de ponto único, equipotencializado é o mais seguro sim e tá nas normas! Nos EUA por exemplo, toda construção relativamente nova não tem pontos distintos de terra, ambos neutor e terra estão enficandos num mesmo ponto e na origem, eles se separam através de condutores especificos pra neutro e outro pra terra (PE). As normas européiais q são mais avançadas ainda, recomendam o mesmo.

EDITADO:

É claro que vale a pena reforçar esse aterramento da origem, do "padrão", já que geralmente ele só tem um eletrodoto enficando ali embaixo, principalmente no caso da perda do neutro do seu padrão de luz pra fora. Mas em uso normal, esse eletrodo está ligado a toda malha de aterramento da CIA Elétrica proxima dos postes de luz da rua, do transformadores, por isso ele tem uma impedância baixa e promove um curto Fase-Massa muito mais alto, fazendo com os disjuntores reajam de forma muito mais eficaz e veloz num caso desses. Num aterramento do tipo TT, as chances são de que sua alta impedância faça esse curto gerar apenas um faiscamento, mas não um seccionameto do circuito por não conseguir uma elevação de corrente tal para seu disparo.

Corretíssimo! Mas eu não arrisco e não faço esse tipo de instalação, mesmo estando nas normas. Normas sempre devem ser revistas e atualizadas de acordo com as experiências obtidas ao longo do tempo, talvez essa já esteja necessitando de uma boa revisão.

A teoria nem sempre dá certo na prática.

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Pois a exigência de equipotencialização é coisa relativamente recente e revisada recentemente, procure qualquer órgão internacional reponsável por essa área, que vai te confirmar isso, pergunte qualquer especialista em instalação de Dispositivos de Proteção contra Surtos, que vai te confirmar a mesma coisa. Dá uma lida na revista online Electrical Construction and Maitanance e verá a mesma coisa.

http://ecmweb.com/

Vou te poupar de pesquisar e indicar logo um artigo:

Single Point Grounding:

http://ecmweb.com/mag/electric_observations_supplemental_grounding_4/index.html

e outro:

http://ecmweb.com/mag/electric_grounding_vs_bonding_11/index.html

Pontos de terra distintos em ambientes com a presença de eletrônicos, especialmente informáticos é algo condenado em qualquer atualização de norma, seja a NEC 2005 ou mais atuai, NBR 2004 e outras. Pontos de equipotencialização de terras é algo que deve ser estudado por qualquer um que seja hoje executar um bom sistema de aterramento pra segurança tanto pesssoal como de nossos eletrônicos. Procure se atualizar porque isso não é coisa antiga como fala, são as revisões normativas recentes que exigem isso, você q tá no passado!

Leia ai a ultima norma revisada ja que você se julga superior aos órgãos normatizadores:

http://www.eletrica.ufsj.edu.br/pub/eletrotecnica/norma5410/09_compatibilidade.pdf

e

http://www.procobre.org/pr/pdf/pdf_pr/03_aterrame.pdf

Ei Marco_piracicaba, tá bom de você aparecer ai pra ajudar o colega ai entender melhor com sua facilidade de explicação da coisa.

\\\\\\\\\EDITADO//////////

Há pouco tempo atrás eu tb teimei nesse assunto e duvidava de que o aterramento TN-S era melhor do que o TT pra ETI's e na verdade na época entendia 1000x menos sobre aterramendo do que entendo hoje. Cheguei a discutir com o marco_piracicaba q é um cara que tá atenando e trabalha nessa área elétrica, automação, industrial e implantação de sistemas informáticos, dêem uma olhada no perfil dele aqui do forum...Então ele postou uma mensagem que me elucidou muito nesse assunto e me instigou a pesquisar mais:

http://forum.clubedohardware.com.br/showpost.php?p=2608522&postcount=207

Editado por Meiraneto

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

_rau_, tenho uma duvida que me perturba a um bom tempo,

tenho aqui em casa um aterramento TT para o pc, o que é melhor, ficar com esse aterramento TT ou deixar o pc sem terra mesmo?

Tenho 10 pcs em rede, 4 aterramentos TT distintos, 4 pcs aterrados (cada um em seu aterramento) e outros 6 (dentre eles notebooks) sem aterramento.

Mas será melhor eu deixar assim ou desligar o fio terra desses pcs?

Não há possibilidades de transformar esse aterramento em TN-S, muito menos de interligar as hastes de aterramento.

Fico até com vergonha de falar da péssima instalação que tenho aqui ;p junta com o restante da instalação mau feita e as fontes genéricas, esta tudo pronto para explodir huahauhaua

Abraço

Leonardo

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

O ponto mais errado de todos é você ter ai PCs que provavelmente estão interconectados em rede e ambos compartilhando pontos de terra de segurança diferentes.

Isso abre portas pra mais DDPs entre os micros, podendo gerar queimas de portas de conexão, placa de rede porque as placas de rede retiram um referencial desse terra massa e por serem distintos em cada PC, poderá haver uma DDP fluente entre duas placas de rede, elevando a tensão e gerando a queima de uma ou mais portas. Se isso ainda não aconteceu ai, sorte sua desses terras estarem apresentando um mesmo potencial ou bem semelhante. Mas no caso de um raio caindo ai proximo, mesmo q você use protetores, provavelmente vai fluir corrente entre esses terras, um circuito será formado pela DDP de ambos condutores, por não estarem equipotencializados e ainda tem a DDP que poderá ser gerada entre esses pontos distintos + o terra funcional do neutro. O estrago vai ser feito...

Na minha opinião, no mínimo esses aterramentos TT deveriam ser o mesmo pra todos os PCs e idealmente deveria ser criado um ponto equipotencial entre N e PE como exige a nossa mais recente norma NBR 5410 pra ETI's. E se formos mais rígidos ainda, seria melhor q esses terras nem tivessem aí, por menos que eu goste de indicar um trafo isolador como os da Microsol, eu preferiria um pra evitar problemas de choques nas pessoas e tirar todos esses terras dai, é mais seguro pros equipamentos ao mesmo tempo que pras pessoas ao usar um trafo isolador.

No caso de chuveiro, um aterramento TT só é seguro com a presença de DRs, sem DR's o seccionamento do circuito usando um terra TT é difícil, teria que ser um aterramento muito bom mesmo, já que um curto Fase-Massa (água) não conseguiria elevar a corrente acima de por exemplo, 5000W (se o disjuntor for de por exemplo de 25A @ 220V), muitas vezes fica bem aquém disso, para que houvesse seccionamento do circuito pelo disjuntor. Tente circular 5000W num terra TT qualquer e veja o nível de queda de tensão, é altíssimo ou seja, um TT tem impedância elevadíssima e pra se conseguir baixa impedância não é algo tão fácil num terra TT por isso a norma exige uso de DR's pra segurança pessoal com uso do terra TT. Eu perguntaria até pro Diogo Rios se nas instalações dele onde possuem os chuveiros aterrados via terra isolado se ele coloca DR's ou ao menos mede esse aterramento se é capaz de conduzir faltas á terra bem acima da corrente exigida pelo chuveiro. Se essa terra é incapaz disso com queda mínima de tensão, esqueça porque esse terra é ruim e só um DR protegeria 100%, já que qualquer terra nessa condição seria o suficiente pra causar uma corrente de fuga o suficiente pro DR conseguir desativar o circuito.

Na impossibilidade de um terra TN-S, você poderia comprar um trafo isolador q desse continuidade ao fio terra e apos o secundário do trafo, houvesse uma ligação equipotencial entre Neutro e Terra. Isso você encontra em alguns produtos da Microsol da linha mais profissional e com certeza há outras marcas tb. Dessa forma seria tanto seguro para as máquinas quanto para as pessoas, mas ainda assim o terra TT deveria ser o mesmo pra todas as máquinas.

Editado por _rau_

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites
O ponto mais errado de todos é você ter ai PCs que provavelmente estão interconectados em rede e ambos compartilhando pontos de terra de segurança diferentes...

Até consigo eliminar dois desses aterramentos TT, esses estão nos meus pcs, o problema é com o pc dos três vizinhos com os quais compartilho a internet, dois deles tem aterramento TT no pc e convencer eles de que isso não é bom seria muito difícil.

Removendo o aterramento de dois pcs, permanecerá em outros 2, os riscos de queimas dos pcs por causa das ddps seria mais provável nos pcs com ou sem aterramento?

Como disse, interligar os aterramentos é difícil, são residências diferentes, inclusive uma é do outro lado da rua. Fazer aterramentos TN-S envolveria reformas muito grande na instalação elétrica, o que também é inviável.

Abraço

Leonardo

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Remover o aterramento de dois PCs e deixar outro dois aterrados, significa q os PCs sem aterramento ficarão aterrados no terra mais distante através do fio "GND" do cabo de rede o que não é uma boa coisa.

Nesse caso eu recomendaria interligar dois pontos coma antenas direcionais num sistema wi-fi, mais seguro na questão elétrica e cada casa ter seu proprio aterramento TN-S ou quem não quiser, mantenha seu TT e dane-se.

Mas vem cá, como q você puxou cabo de rede até a outra residência? porque não puxa um cabeamento até o aterramento deles tb, mesmo que por cima? Compre um cabo flexivel 10mm ou maior e interligue essas hastes. O ideal seria que fosse por baixo, embaixo da terra com cordoalha de cobre, mas por cima daria tb. Eu prefiro a opção do wi-fi e cada um que se vire com seus pontos de aterramento.

Outra coisa, esses cabinhos CAT-5 percorrendo postes são outra porta aberta pra pegar um surto de algum raio caindo próximo, raro, mas não impossível.

Editado por _rau_

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Crie uma conta ou entre para comentar

Você precisar ser um membro para fazer um comentário






Sobre o Clube do Hardware

No ar desde 1996, o Clube do Hardware é uma das maiores, mais antigas e mais respeitadas publicações sobre tecnologia do Brasil. Leia mais

Direitos autorais

Não permitimos a cópia ou reprodução do conteúdo do nosso site, fórum, newsletters e redes sociais, mesmo citando-se a fonte. Leia mais

×