Ir ao conteúdo
  • Comunicados

    • Gabriel Torres

      Seja um moderador do Clube do Hardware!   12-02-2016

      Prezados membros do Clube do Hardware, Está aberto o processo de seleção de novos moderadores para diversos setores ou áreas do Clube do Hardware. Os requisitos são:   Pelo menos 500 posts e um ano de cadastro; Boa frequência de participação; Ser respeitoso, cordial e educado com os demais membros; Ter bom nível de português; Ter razoável conhecimento da área em que pretende atuar; Saber trabalhar em equipe (com os moderadores, coordenadores e administradores).   Os interessados deverão enviar uma mensagem privada para o usuário @Equipe Clube do Hardware com o título "Candidato a moderador". A mensagem deverá conter respostas às perguntas abaixo:   Qual o seu nome completo? Qual sua data de nascimento? Qual sua formação/profissão? Já atuou como moderador em algo outro fórum, se sim, qual? De forma sucinta, explique o porquê de querer ser moderador do fórum e conte-nos um pouco sobre você.   OBS: Não se trata de função remunerada. Todos que fazem parte do staff são voluntários.
anonimow

Quadro Disjuntor, alguem sabe como funciona?

Recommended Posts

olá galera, o papo e reto e não e torto, to querendoo montar eu mermo um quadro de disjunção, mas tenho algumas dúvidas, se alguem souber, me ajuda.

aii o esquema:

quadrodisjuntor.jpg

Fios Vermelhos -> Fase 110v

Fios Pretos -> Neutro 0v

Fio Azul -> Proteção

Primeira Dúvida: porque o neutro tem que ser ligado no disjuntor central?

Segunda Dúvida: a proteção é o fio terra ne?

Terceira Dúvida: posso ligar o terra nas tomadas 110v também, ou só nas 220v

Quarta Dúvida: pra fazer o 220v é só ligar duas fases 110v né?

valeu aiii cambada!

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Fios Vermelhos -> Fase 110v

Fios Pretos -> Neutro 0v

Fio Azul -> Proteção

Primeira Dúvida: porque o neutro tem que ser ligado no disjuntor central?

Segunda Dúvida: a proteção é o fio terra ne?

Terceira Dúvida: posso ligar o terra nas tomadas 110v também, ou só nas 220v

Quarta Dúvida: pra fazer o 220v é só ligar duas fases 110v né?

valeu aiii cambada!

1: O neutro jamais deve ser ligado em qualquer tipo de interruptor, ele só passará por disjuntor do tipo DR, se você instalar. Se for disjuntor normal o neutro não passa por ele.

2: Sim, fio terra e deve ser feito seguindo as normas.

3: O terra DEVE ser instalado em TODAS as tomadas.

4: Sim, duas fases 110V formarão 220V.

Sobre as cores, por norma deve-se seguir:

Fase: qualquer cor, exceto verde e azul.

Neutro: azul claro

Terra: Verde

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

valeu aiii cara, sobre as cores, era as que euu tava colocando no desenho...

=)

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Contrate um profissional pra fazer o serviço, pode parecer um serviço fácil, mas os detalhes é que passam batidos por leigos. A não ser que você tenha um conhecimento razoável, procure pesquisar bem antes de mexer nisso aí.

1 - JAMAIS, veja bem, JAMAIS o neutro deve passar por um disjuntor a não ser que esse disjuntor desligue simultaneamente os fios fases junto com o neutro. Como já foi dito, o neutro só deve passar pelo dispositivo DR. Um dispositivo DR previne contra choques mortais e fugas de corrente não detectadas facilmente. Esse dispositivo é obrigatório desde 1997, mas como no Brasil é tudo levado daquele jeitinho que todo mundo conhece, ainda são poucas as instalações que possuem um desses.

2 - Sim, ele até pode ser ligada no neutro dentro do quadro de disjuntores (apenas no quadro de disjuntore e nunca nas caixas de passagem) e partir em fio de cor verde ou verde/amarelo para as tomadas, mas nesse caso o neutro deve ser corretamente dimensionado de forma que não seja sobrecarregado e ele idealmente deveria ser aterrado na entrada. Outro esquema de aterramento, mais ideal, é derivar o fio verde equipotencializado com o neutro no padrão de entrada. Há critérios diversos para se fazer isso e do dimensionamento do condutores que você deveria saber antes de mexer com isso.

3 - Fio terra deve estar presente em todas caixas de passagem de fio ou seja, ligado em todas tomadas.

4 - Sim, isso onde a rede de distribuição foi configurada em 220/127V. Há locais onde a rede é configurada em 380/220V onde é sempre 220V Fase/Neutro. Há um erro de muitos leigos em pensar que 220V é sempre conseguido com duas fases. Tudo depende da configuração dos transformadores na rede de baixa tensão publica.

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Parece um serviço fácil, mas recomendaria um curso técnico, SENAI ou CEFET para pelo menos ter uma noção e fazer sem riscos para você e para o serviço executado, pequenos detalhes fazem a diferença.

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

valeu aii pessoal.

rau, só não entendi uma coisa... esse disjuntor DR seria aproximadamente a mesma coisa que um disjuntor bipolar, correto? qual é a diferença entre eles.

não entendi essa parte ai que você falo sobre o quadro e as caixas de passagem, qual problema do neutro passar na caixa de luz? e nesse caso estamos falando do neutro ou do terra?

valeu aii de novo...

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

O nome correto é Dispositivo DR ou Interruptor DR, apesar de existir os Disjuntores DR tb, explico:

Dispositivos DR em geral protegem as pessoas contra choques elétricos seja por contato direto ou indireto. Os diretos são contato direto com um fio energizado e indireto uma falha de isolação de algum equipamento.

A sua função é medir toda corrente que entre e retorna em um circuito elétrico ou seja, tudo que entre pela fase e retorna pelo neutro ou outra fase deveria no final das contas ter valores iguais de corrente. Se por exemplo num circuito monofásico há um consumo de 10 Amperes, há que haver 10A tanto no fase como no neutro. Quando esse equilibrio é quebrado o DR desliga a energia. Esse desequilibrio ocorre por várias razões, a mais perigosa delas é quando o usuário toma um choque ou seja, quando há uma fuga de corrente pelo corpo do usuário para o chão. Erros na instalação elétrica e equipamentos defeituosos tb provocam fugas perigosas que o DR pode detectar antes de alguém tomar um choque.

Diferenças dos tipos de dispositivos DR existentes no mercado nacional:

Disjuntor DR: Mais difícil de encontrar, mas esse além da função de DR, ele tb protege contra curto-circuito e sobrecarga como um disjuntor comum. Dispensa assim o uso de um disjuntor comum.

Interruptor DR: Apenas protege contra fugas de energia e deve sempre existir um disjuntor antes dele de corrente igual ou superior à suporta pelo Interruptor DR. Ex: Se o Interruptor DR for de 40A, ele deve ser usado em conjunto com um disjuntor de 40A. Tem que se atentar ao fato de que lojistas dificilmente sabem diferenciar um disjuntor de um interruptor DR porque por fora são iguais, tem que geralmente consultar o catalogo do fabricante, mas disjuntores DR são mosca branca no mercado e quando se encontra, são muito caros.

Dispositivos DR possuem niveis de sensibilidade, a mais usual é 30mA. Essa sensibilidade indica que quando houver uma fuga de no máximo 30mA, o dispositivo desarmará instantaneamente. Há ainda os de 100, 300 e 500mA, mas são recomendados apenas para proteção contra incêndio e contato indireto, pra proteção de pessoas contra choques por contato direto e indireto, o modelo com sensibilidade de 30mA é o mínimo recomendado.

Há ainda os Dispositivos DR monofásicos e trifásicos. Os trifásicos podem ser usados numa rede bifásica entretanto.

Há outras especificações ainda menos conhecidas pro técnico comum que são DR's com sensibilidade pra correntes alternadas, pulsantes ou continuas, o mais comum em residência são os que detectam apenas fugas de corrente alternada.

Além disso há os DR's com retardo de disparo, entre outras especificações, mas pra uma residência geralmente basta saber se o DR tem que ser trifásico ou mono, a corrente suportada por ele e a sensibilidade. Na instalação podemos escolher ainda instalar um DR geral, pra casa inteira, ou mais de um DR pra evitar desligamentos totais. Pode-se tb um adotar um DR geral, mas apenas pra alguns circuitos, no caso os de áreas mais perigosas como áreas, varandas, cozinhas, banheiros e áreas externas em geral, todas sujeitas à umidade, chão molhado e estar descalço ao mesmo tempo...

Sobre o neutro e terra, você me entendeu errado. Não há problema algum no neutro passar na caixa de luz ou qualquer caixa que seja, ele TEM que passar por elas ou como você ligará as coisas???

Estamos falando de neutro e terra. Leia o tópico meu sobre aterramento pra ter uma ideia do assunto:

http://forum.clubedohardware.com.br/aterramento-aterra/659241

Mas adiantando, o que eu quis dizer é que você pode derivar o fio terra direto do barramento do neutro dentro da caixa de disjuntores (ou antes de passar pelo DR caso exista) se atentando pra alguns critérios pra separar neutro e terra do mesmo condutor neutro (PEN). O que eu quis dizer é que não se deve entretanto ligar o pino terra da tomada no neutro da caixinha que estão as tomadas, isso cria certas implicações mais sérias do que ligar o fio terra em si no neutro geral - o mais grosso. Apesar disso o ideal é que o fio terra já chegue no quadro de disjuntores separado do neutro na entrada elétrica do local, eles só devem estar emendados lá na entrada pra motivos de equipotencialização.

Há ainda outro esquema onde o terra é totalmente independente, ligado numa ou mais hastes separadas do neutro. Esse esquema deve ser evitado quando possivel ou não recomendado os outros esquemas por diversas razões, mas nesse caso deve obrigatoriamente existir um dispositivo DR + Proteção contra surto elétrico (DPS) entre Neutro e PE (terra) dentro do quadro de disjuntores. Por que isso? Antes de responder, leia o link que te passei.

Terra e neutro são QUASE a mesma coisa com a simples diferença que ao longo da instalação interna neutro conduz corrente (A) e em condições normais não apresenta tensão (V) elevada, na maioria dos casos não passa de 3V, além dele estar ligado no transformador da rua no "meio" das fases pra se conseguir as tensões geralmente 127 ("110") ou 220V em circuitos monofásicos. Já o fio terra não possui corrente nem tensão ao longo de toda instalação, salvo pequenissimas fugas naturais e em caso de falhas sérias como curto-circuito Fase-Terra ocasionado por um problema de isolação de algum equipamento. Nesse acontecimento, se o aterramento for adequado, o disjuntor deveria desarmar instantaneamente e caso existe um Dispositivo DR, ele é quem desarmará primeiro antes que a corrente se eleve ao ponto de desarmar um disjuntor - por essa razão mais seguro e eficaz, além de proteger contra contatos diretos com um pino fase da tomada por exemplo.

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

@rau

ainda não li o artigo, porque o mesmo é demasiadamente grande e eu estou muito apertado neste momento, mas irei tentar interpretar sua resposta, ai depois leio o artigo quando estiver com um tempinho a noite.

o que você sugere é uma fusao do barramento neutro com o terra? assim?

quadrodisjuntor2.jpg

e mais uma coisa, você está de parabéns, parece ser um perito no assunto.

você e engenheiro eletricista ou algo do tipo?

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Não recomendo usar DR como geral, só traz problemas, um breve exemplo e o mais comum por aqui: Um jardineiro usa um cortador de grama elétrico mais antigo ou com problema de fuga de corrente e já era, desarma o Geral (DR) e lá se vão vários R$ em produtos que ficam em freezers nas residências de veraneio, onde o proprietário só aparece no final de semana.

Deve-se sim projetar os circuitos e usar eles em partes separadas, tipo Chuveiros elétricos, cozinha, lavanderia, áreas de serviço, tomadas de banheiros, academias e locais com possível umidade apesar de teoricamente necessários, também não recomendo o uso em iluminação de jardim, pois com o tempo sempre ocorrem fugas e para descobrí-las é quase impossível, então mais vale deixá-las, pois a iluminação é usada somente a noite e nesse período as pessoas nunca ou quase entram em contato com as luminárias e seus perímetros.

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Crie uma conta ou entre para comentar

Você precisar ser um membro para fazer um comentário






Sobre o Clube do Hardware

No ar desde 1996, o Clube do Hardware é uma das maiores, mais antigas e mais respeitadas publicações sobre tecnologia do Brasil. Leia mais

Direitos autorais

Não permitimos a cópia ou reprodução do conteúdo do nosso site, fórum, newsletters e redes sociais, mesmo citando-se a fonte. Leia mais

×