Ir ao conteúdo
  • Cadastre-se
Eduardo13

Dúvida: utilização do multimetro

Posts recomendados

Boa tarde colegas do fórum!

Sou iniciante em eletrônica e estou em dúvida sobre como utilizar o multimetro para medir corrente.

Estou querendo medir a corrente que passa por uma fonte até a carga, para eu medir eu teria que colocar o cabo vermelho na entrada "10A" do multimetro(a fonte é 1,5A) e o preto na entrada COM, certo?

Após isso eu teria que ligar um dos cabos do multimetro(pode ser qualquer um?) a um dos fios da fonte? tem que ser o negativo ou positivo da fonte, ou pode ser qualquer um? O outro cabo ligo na minha carga(um aparelho de som)?

Valeu galera, não sei se fui bem claro em relação a minha dúvida... espero que sim..

Abraços

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

você precisa inserir o multimetro em serie com a fonte ,lembrando q a mesma tem q ter uma carga amigo.

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Olá

Colocar em série com a fonte seria como eu citei no texto acima?

Obrigado!

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Existe uma regra para evitar queima do mesmo se estiver com chave Posicionada errada amigo Veja e esses videos para enteder a Base do equipamento e saber como utilizalo ;)( caso ja saiba tudo bem :D

Como o nosso amigo Jorge falou precisa inserir o multimetro em serie com a fonte

(Fio Positivo na ponta vermelha e o terra na ponta preta)

você sabe do detalhe 'corrente contínua e 'corrente alternada' Certo?

Posicione a chave do multimetro no lado certo ok :D

e

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Na verdade felipe ,isso seria um paralelo nao ? quando digo em serie ,o multimetro tem como entrada uma das pontas e a outra sai para a carga ,q tem a sua outra extrimidade ligado ao terra.Assim a corrente drenada pela carga sera mostrada no multimetro.Deve atentar a qual a corrente q quer medir e posicionar a chave para tal, e respeitar o limete de corrente q seu multimetro e capaz de ler.

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

jorgeletronico

tem como explicar melhor? No caso eu ligaria uma das pontos do multimetro na fonte e a outra ponta na carga?

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites
Boa tarde colegas do fórum!

Sou iniciante em eletrônica e estou em dúvida sobre como utilizar o multimetro para medir corrente.

Estou querendo medir a corrente que passa por uma fonte até a carga, para eu medir eu teria que colocar o cabo vermelho na entrada "10A" do multimetro(a fonte é 1,5A) e o preto na entrada COM, certo?

Após isso eu teria que ligar um dos cabos do multimetro(pode ser qualquer um?) a um dos fios da fonte? tem que ser o negativo ou positivo da fonte, ou pode ser qualquer um? O outro cabo ligo na minha carga(um aparelho de som)?

Valeu galera, não sei se fui bem claro em relação a minha dúvida... espero que sim..

Abraços

Tudo correto.

- Cabo vermelho do multímetro no borne10A;

- Cabo preto do multímetro no borne COM.

- Para medir a corrente coloque a ponta de prova vermelha no saída do fio positivo da fonte.

- A ponta preta vai no positivo da carga. O negativo da carga vai no negativo da fonte.

- O seletor de função do multímetro deverá estar apontando para DCA, 10 A

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Olá faller!

Muito obrigado pela ajuda!

Só tenho mais uma dúvida de iniciante: como o aparelho que é a minha carga, tem negativo e positivo em um conector de alimentação P4 fêmea, o único jeito de medir é abrindo o aparelho e conectando o multimetro e o negativo da fonte direto no circuito do aparelho?

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites
Olá faller!

Muito obrigado pela ajuda!

Só tenho mais uma dúvida de iniciante: como o aparelho que é a minha carga, tem negativo e positivo em um conector de alimentação P4 fêmea, o único jeito de medir é abrindo o aparelho e conectando o multimetro e o negativo da fonte direto no circuito do aparelho?

Mais ou menos.... Abra o aparelho e desconecte um dos fios do conector P4. Ai é que deves ligar o multímetro.

- Uma ponteira no terminal do Jack J4 que ficou sem o fio;

- Outra ponteira justo nesse fio que ficou solto..

Assim, abrindo o circuito e inserindo o multímetro farás com que toda a corrente necessária para alimentar sua carga passe por dentro desse multímetro, podendo então medi-la. Lógico, não???

Nem te preocupe com a polaridade. Multímetros eletrônicos vão apresentar a medida de corrente com o sinal de - (menos) na frente se a polaridade estiver invertida...

Você não deve colocar jamais ambas as ponteiras, uma em cada terminal do Jack J4, pois ai podes queimar o fusível ou até mesmo alguma trilha de seu multímetro. Corrente sempre se mede seccionando o circuito, abrindo o mesmo e inserindo o medidor nessa abertura..

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Olá Faller

Muito obrigado pela ajuda! Agora entendi muito bem!

Só não sei se vou ter coragem de abrir o aparelho, trata-se de um orgão eletrônico muito antigo. Pra mim que sou inexperiente não sei se não vou acabar fazendo besteira.

Moderador, pode fechar o tópico...

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Conforme solicitado, estamos reabrindo este tópico!

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Ae galera

Medi a corrente da fonte com a carga ligada na escala 10A e o multimetro mostrou 0.25. É normal essa corrente considerando que a fonte é 1,5A?

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites
Ae galera

Medi a corrente da fonte com a carga ligada na escala 10A e o multimetro mostrou 0.25. É normal essa corrente considerando que a fonte é 1,5A?

Essa característica da fonte ai de 1,5 Amperes se trata da corrente máxima que a mesma oferece. O consumo de 0,25 Amperes depende da tua carga e não da fonte.. Como não sei nada sobre a sua carga não consigo validar se esse consumo é coerente ou não...

Se na mesma fonte colocares uma lâmpada de 10 Watts o consumo deverá subir para perto de 1 Ampere, sempre de acordo com a carga, nunca com a fonte..

Se colocares uma fonte capaz de oferecer 100 Amperes ai nessa tua carga, o consumo, ou demanda será desses mesmos 0,25 Amperes..

Finalmente, se colocares uma carga que demande 10 Amperes, ai a fonte não vai conseguir bem alimentar essa carga pela sua restrição máxima de 1,5 Amperes..

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Olá Faller

Entendi o que você quis dizer mas pelas especificações da minha carga ela necessita de 1,5A para funcionar.

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Um órgão é uma uma carga dinâmica, como um amplificador, por exemplo?? Nesse caso a demanda vai depender da excitação do mesmo, da potência que o mesmo estiver entregando no momento da medida..

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Hmmmm, mas 0,25A não seria MUITO abaixo dos 1,5A nominais? Mesmo que esteja com pouca excitação...

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

O órgão faz o que deve fazer??? Cumpre o que deve cumprir??? Então deve estar correto, não achas???

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Faller

Inicialmente ele faz, mas após algumas horas de uso percebi que ele "microdesafina", cerca de 1/4 de tom. Por isso resolvi tentar medir a corrente, estranhei o resultado mas não sei se é correto ou não. Achei que o multimetor deveria me mostrar exatos 1,5A.

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

1,5A é a corrente que a fonte é capaz de fornecer, conforme o faller já explicou.

Se o tal aparelho tivesse sido projetado para consumir 1,5A, então provavelmente a tal fonte de alimentação teria sido dimensionada para 2A (para ter uma margem de tolerância).

Hmmmm, mas 0,25A não seria MUITO abaixo dos 1,5A nominais? Mesmo que esteja com pouca excitação...
1,5A é nominal para a fonte, não para a carga.
Inicialmente ele faz, mas após algumas horas de uso percebi que ele "microdesafina", cerca de 1/4 de tom.
Um órgão eletrônico é, de maneira simplificada, nada mais que um conjunto de osciladores. Se estes osciladores saem da frequência, o instrumento desafina. Não vejo, numa primeira análise, relação disso com a corrente... Entretanto, dependendo de como o aparelho foi constuido, pode existir de fato relação com a fonte de alimentação.

Estes osciladores podem depender da tensão da fonte (da tensão, não da corrente), principalmente se estivermos falando de um aparelho bem antigo, construído antes dos circuitos integrados (construído com componentes discretos). Dentro do aparelho deve haver um circuito de regulagem da tensão (dentro do aparelho, e não da fonte). Acho interessante que comeces a pesquisar a pane neste circuito.

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Olá cabteixeira

Obrigado pelas dicas! Pesquisei um pouco sobre a desafinação do orgão e pelo que pesquisei as únicas chances de ele desafinar seria por falta de regulagem da bobina do circuito gerador da nota ou então se estiver com algum transistor, que serve como divisor de frequência para as notas mais agudas ruim. Pelo que medi está tudo certo.

O problema é que o orgão funciona normalmente, após umas duas horas de uso ele passa desafina 1/4 de tom.

Mas se o circuito depende da tensão, a tensão não é "dependente" da corrente? Pensei que tivesse alguma associação...

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Ninguém? =/

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Tensão e corrente são duas grandezas elétricas.

Observe que a existência de tensão não quer dizer que exista corrente... Encurtando um pouco este vôo nas teorias e voltando ao teu caso específico, tens a seguinte relação;

1- A fonte externa fornece uma tensão X e é capaz de fornecer até uma determinada corrente Y;

2- Dentro do equipamento existe algum circuito que recebe a tensão vinda da fonte externa e regula para o valor da tensão que o aparelho precisa. Em alguns casos, dependendo do projeto, podemos ter vários reguladores, operando em várias tensões diferentes (uma tensão diferente para cada parte do circuito).

O que eu havia sugerido antes é que poderia haver defeito num desses reguladores internos...

O problema é que o orgão funciona normalmente, após umas duas horas de uso ele passa desafina 1/4 de tom.

Esse é um problema que tem grande chance de estar relacionado com semicondutores. Minha sugestão é:

a) Compre um spray congelante desses:

spray_congelante_implastec_245.jpg

http://www.mundomax.com.br/_lubrificantes_e_limpadores/spray_congelante_implastec

B) Abra o equipamento e deixe-o aberto, com o circuito eletrônico a mostra;

c) Ligue o equipamento e deixe-o funcionando até que o defeito comece;

d) Com o spray congelante, congele pequenas partes do circuito e vá testando o aparelho. Congele apenas o menor número de peças possível de cada vez (utilize aquele canudinho que vem com o spray, acoplando-o na válvula para poder direcionar o spray para pequenas áreas). Quando você congelar o componente com defeito, o órgão vai voltar para a afinação normal dele.

É só uma sugestão...

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Crie uma conta ou entre para comentar

Você precisar ser um membro para fazer um comentário

Criar uma conta

Crie uma nova conta em nossa comunidade. É fácil!

Crie uma nova conta

Entrar

Já tem uma conta? Faça o login.

Entrar agora





Sobre o Clube do Hardware

No ar desde 1996, o Clube do Hardware é uma das maiores, mais antigas e mais respeitadas publicações sobre tecnologia do Brasil. Leia mais

Direitos autorais

Não permitimos a cópia ou reprodução do conteúdo do nosso site, fórum, newsletters e redes sociais, mesmo citando-se a fonte. Leia mais

×
×
  • Criar novo...

GRÁTIS: minicurso “Como ganhar dinheiro montando computadores”

Gabriel TorresGabriel Torres, fundador e editor executivo do Clube do Hardware, acaba de lançar um minicurso totalmente gratuito: "Como ganhar dinheiro montando computadores".

Você aprenderá sobre o quanto pode ganhar, como cobrar, como lidar com a concorrência, como se tornar um profissional altamente qualificado e muito mais!

Inscreva-se agora!