Ir ao conteúdo
  • Comunicados

    • Gabriel Torres

      Seja um moderador do Clube do Hardware!   12-02-2016

      Prezados membros do Clube do Hardware, Está aberto o processo de seleção de novos moderadores para diversos setores ou áreas do Clube do Hardware. Os requisitos são:   Pelo menos 500 posts e um ano de cadastro; Boa frequência de participação; Ser respeitoso, cordial e educado com os demais membros; Ter bom nível de português; Ter razoável conhecimento da área em que pretende atuar; Saber trabalhar em equipe (com os moderadores, coordenadores e administradores).   Os interessados deverão enviar uma mensagem privada para o usuário @Equipe Clube do Hardware com o título "Candidato a moderador". A mensagem deverá conter respostas às perguntas abaixo:   Qual o seu nome completo? Qual sua data de nascimento? Qual sua formação/profissão? Já atuou como moderador em algo outro fórum, se sim, qual? De forma sucinta, explique o porquê de querer ser moderador do fórum e conte-nos um pouco sobre você.   OBS: Não se trata de função remunerada. Todos que fazem parte do staff são voluntários.
Entre para seguir isso  
Guest Fracarolli820

[Resolvido] Vírus: Agora Com Novas Táticas Para Não Serem Desc

Recommended Posts

Guest Fracarolli820

Hot News São Paulo, 21 de Março de 2004

Vírus: agora com novas táticas para não serem descobertos

Lincoln Spector, PC World, EUA

19/03/2004 13:31

Os novos vírus circulando pela Internet vêm usando métodos inéditos para se disseminar e fazer vítimas. Diferentemente das tradicionais pragas, que chegam em arquivos anexados a e-mails, as variantes do Beagle –ou Bagle- surgem em anexos com senhas para evitar sua detecção e induzem os internautas a inserirem senhas para infectar os PCs.

Apesar de divergirem em relação ao nome das novas pragas, os fabricantes de antivírus vêm atualizando seus programas para identificar as últimas versões do vírus. Porém, como a peste eletrônica infecta programas e se espalha por redes de compartilhamento de arquivos, é difícil se livrar de um sistema infectado. Além disso, para os especialistas, sua abordagem deixa claro que vírus cada vez mais “inteligentes” estão por vir.

Evitando a detecção

A primeira versão do Bagle foi descoberta em janeiro, e desde então novas variantes surgem quase diariamente. Uma delas, chamada W32/Bagle.n@MM pela McAfee e W32/Beagle.m@MM pela Symantec, foi detectada pela primeira vez em 13 de março e traz uma pequena imagem bitmap para fugir do bloqueio por programas antivírus. A praga usa a mesma imagem para fazer com que o usuário insira a senha.

Fora a tática da senha, os vírus Bagle usam técnicas comuns a outras pragas que se espalham por e-mail. Quando infecta um computador, ele se envia para todos os endereços eletrônicos encontrados no disco rígido da máquina.

Além disso, ele usa aleatoriamente esses e-mails no campo de remetente para esconder a identidade do PC verdadeiramente infectado. E, assim como a maioria dos outros vírus de e-mail, o Bagle chega em um arquivo anexo.

Outra diferença do Bagle é que o anexo é normalmente protegido por senha e usa extensões .zip e .rar, que não costumam carregar códigos nocivos. Aparentemente, a ideia é que os programas de antivírus são incapazes de detectar pragas em arquivos protegidos por senhas.

O texto do e-mail tenta convencer a potencial vítima a abrir o arquivo, usando a senha informada na mesma mensagem. Também para se proteger dos programas antivírus, a praga gera senhas aleatoriamente.

A sofisticação do Bagle não pára por aí. Ele ainda usa uma série de diferentes títulos de assunto, textos no corpo da mensagem e nomes de arquivos. Entre os assuntos estão: "Account notify", "Fax Message Received" e "Re: Yahoo!"

Estragos

Para se espalhar em arquivos compartilhados em redes P2P (ponto-a-ponto), como Kazaa e iMesh, o Bagle se instala em arquivos específicos no PC atacado.

Os especialistas acreditam que o vírus tenha sido criado para se reproduzir pela Internet e não para destruir sistemas. Porém, um vírus destinado a se espealhar incontrolavelmente também é capaz de muito estrago.

Algumas das variantes do Bagle intencionalmente impedem o funcionamento de mais de 270 programas. Os alvos incluem antivírus e firewalls capazes de pegar o intruso. Além disso, o Bagle infecta todos os arquivos .exe encontrados pelo seu caminho. Assim, você pode achar que desinfetou o sistema, mas torna a acionar a praga simplesmente ao executar qualquer programa.

Finalmente, os vírus parecem abrir uma porta para que o pirata da Web acesse o sistema atacado sem o conhecimento de seu dono, mesmo que ele esteja atrás de um firewall.

Os especialistas em segurança ainda não foram capazes de determinar o verdadeiro objetivo do Bagle. Eles acreditam que a praga possa estar planejando ataques DoS (negação de serviço) contra servidores conectados à Internet.

PC WORLD

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Para mim estes caras que fabricam vírus não tem nem um pouco de inteligência. O conhecimento deles só serve para isto, criam um virus passa um tempo e eles descobrem como para-lo. Queimam neurônio a toa. :muro:

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites
Postado Originalmente por Cassiano BH@22 mar 2004, 12:36

Queimam neurônio a toa.  :muro:

como a toa?

você já viu quantos milhões de dollares de prejuizo esses virus causam ao mundo cada vez que um deles é criado???

alguns podem ser frutos de nerds que não tem mais nada pra fazer da vida, mas muitos tem um propósito e são criados com uma inteção sim, nem sempre boas, mas não são à toa como você diz

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Para mim tudo que destrói e não contribui com o desenvolvimento tecnológico é a toa sim. O mundo melhora com conhecimento sólido e com resultados visando o bem estar, fazer um virus só dá dinheiro para as empresas fabricantes de antivirus. O mané do nerd que fez o vírus com certeza não ganhará nenhum centavo, só atinge nós que não tem nada a ver com a briga. Infelizmente se você aprecia a destruição é uma escolha sua e uma atitude míope de que o mundo só desenvolve com ataques e prejuízos.

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites
Guest Fracarolli820

è verdade mas e o cara que fez aquela p.... do blaster se n fosse ele a vulnerabilidade do Windows n seria descoberta........ tem seu lado ruim também quanto aos dos prejuízos gerados por estas pragas, mas também tem o lado bom pois os caras trabalham em cima do problema para criar soluções contra bugs também, é meio por ai essa e minha opnião............. :-BEER

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites
Visitante
Este tópico está impedido de receber novos posts.
Entre para seguir isso  





Sobre o Clube do Hardware

No ar desde 1996, o Clube do Hardware é uma das maiores, mais antigas e mais respeitadas publicações sobre tecnologia do Brasil. Leia mais

Direitos autorais

Não permitimos a cópia ou reprodução do conteúdo do nosso site, fórum, newsletters e redes sociais, mesmo citando-se a fonte. Leia mais

×