Ir ao conteúdo
  • Cadastre-se

Recommended Posts

Galera...estou tentando fazer isso porém não estou conseguindo!!!

Liguei a saida de audio da minha pedaleira na entrada auxiliar da minha placa de som (da assinatuara) porém o som que sai está demasiadamente baixo!!!

tenho que deizar tudo no último pata ouvir um som muito baixo e sem nenhuma qualidade!!! :tantan:

e o programa não identifica o som que eu estou tocando!!!! :angry:

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Chama o mixer e verifique se o canal que você ligou está selecionado e com o volume regulado. Ou no mixer Opções > Propriedades > Gravação e selecione a entrada que você ligou a guitarra e verifique se ela está selecionada.

  • Curtir 1

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

E aí cara,

Tente fazer o seguinte: plugue sua guitarra no mic in, pois essa entrada já possui uma pré amplificação, e no mixer existe a opção de amplificar novamente, isso irá resolver o seu problema. Caso contrário, deverá ser um problema com sua pedaleira, aí faça o seguinte: liga a guitarra direto no mic in, para testar.

PS: Não esqueça de ajustar o volume de entrada (mic in) no mixer, e se preciso, habilite a amplificação (Mic Boos - + 20dB). Perguntinha: você quer plugar a guitarra só pra ouvi-la direto do pc ou quer gravar algo?

  • Curtir 1

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

eu não estava querendo colocar ela na entrada de microfone por causa da impedância que é diferente e o som fica com menos qualidade..

mas realmente ainda não testei essa opção!!!

vou tentar...

mas descartem a opção de ser problema na pedaleira porque ela já foi usada em outras maquinas e funcionou beleza!!! :joia:

liguei a guitarra na entrada do microfone e deu certo!!!! :palmas:

o som ficou com uma altura regular mas a qualidade não ficou tão boa!!!

o sound forge identificou e gravou...só queria saber como faço pra gravar mais de uma pista simultâneamente....(tipo..gravo uma parte, depois gravo outra pista tocando por cima do que já gravei!!)

se alguem souber como????!!!!

me avise!!!! :joia:

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

nao sei se e isso que voce quer mas o guitar rig faz isso e com um monte de efeitos e distorções legais e tambem grava.

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

seguinte, eu usava o sound forge só pra gravar o som da minha pedaleira, mas pra colocar duas faixas simultaneamente eu usava o vegas movie studio (q na verdade é um editor de video, mas mesmo assim dá pra colocar varias faixas só de musica). tem um jeito de fazer isso no sound forge, mas eu realmente não lembro, era mais fácil fazer no vegas.

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Vegas é um editor multitrack ou multipistas. Trabalha com áudio e video com várias trilhas simultâneas (se quiser).

SoundForge só edita ou grava ou se escuta uma única pista ou track.

Vegas e SoundForge são programas pagos.

Um editor multipistas free que pode auxiliar e muito, é o Audacity.

Vale lembrar que mesmo que for trabalhar(gravar) com Audacity ou Vegas, o recurso de gravar várias pistas ao mesmo tempo vai depender de quantas entradas simultâneas a placa de som do usuário tem. Se for placa onboard, não se poderá gravar simultaneamente dois instrumentos já que as placas onboard não dispõe de 2 entradas de linha independente (Line IN). O que a maioria não conhece é que a maioria das placas onboard tem 2 entradas de microfone. Uma é usada na parte traseira e a outra fica a critério de se usar ou não. Essa segunda entrada é justamente a que é usada na parte frontal do gabinete.

De qualquer forma, o usuário terá que gravar uma pista de cada vez e no editor multitrack, seja Audacity ou Vegas ou qualquer outro editor multitrack, fazer o trabalho de mistura de duas ou mais tracks.

Essa pedaleira sua, aparentemente, tem algum problema. Geralmente, saida de pedaleira tem um sinal alto e pode ser usada a entrada de linha.

Usar a entrada de microfone é apenas um quebra-galho mas não é adequada para isso. Além de distorcer muito, o timbre é alterado por causa da diferença de impedância entre a saída da pedaleira e a entrada de microfone. Entrada de microfone das placas de som está por volta de uns 10 a 47 k de impedância. Só que a entrada de microfone tem um nivel de sinal de entrada máximo bem mais baixo comparado a saída de uma pedaleira.

Sua pedaleira deveria funcionar na entrada de linha (Line IN). Se o sinal está baixo, dois possíveis problemas: Ou sua pedaleira tem problema ou existe algum problema da entrada de linha da sua placa de som. Para saber se a sua entrada de linha é a causadora, basta apenas usar qualquer saída de sinal de um leitor de Cds com ajuda de um cabo. Numa ponta vai ser o conector próprio usado no leitor de CDs e a outra ponta será um conector P2 estereo. Outra maneira de testara entrada, é retirar o sinal de audio de um DVD player de mesa com ajuda de um cabo. Nesse cabo, uma ponta será dois conectores RCA (para ligar no DVD Player) e a outra ponta será um conector P2 estéreo. Ligue esse cabo na entrada de linha da placa de som e faça os devidos ajustes. Se o som sair legal, limpo, sem problemas, inclusive atenuando ou aumentando o volume de som através do aplicativo da placa de som referente a entrada Line IN, então essa entrada está ok. Se aparecer os mesmos problemas, então, essa entrada de audio(Line IN), possivelmente está com problemas: seu conector, alguma trilha rompida no caminho, problema no chipset de som, etc. Ou pode até ser o aplicativo mal instalado ou driver com problemas. Não se pode dizer o que é realmente.

Pode-se também ligar essa pedaleira noutro micro. Se acontecer o mesmo problema, pode ser da pedaleira. Só pode-se confirmar que é da pedaleira se ligar em vários micros em perfeito estado de funcionamento e constatar-se o mesmo sintoma.

Faça os testes. Mostrei várias alternativas para usuários não técnicos.

Abração

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Uma pequena observação...

Com o SoundForge, dá pra mixar 2 trilhas mas é um trabalho do "cão". Muitos usam o recurso de mixagem no Sounforge para pequenos trechos e mesmo assim, é um método de tentativa e erro. Muitos usuários "maceteados" com o recurso de mixagem do SF, dizem que é fácil. Fácil nada. É um tal de experimentar, testar. Se não deu certo, faz-se novamente e assim vai. E por que esse trabalho todo? Simplesmente porque o SF não abre duas trilhas ao mesmo tempo. Abre-se uma trilha de som ou track. Abre-se outra. Seleciona-se uma delas e copia-se ela toda. Abre-se a outra trilha. Posiciona-se onde começa o inicio da mixagem e ainda por cima, tem que saber como se vai mixar as duas. Não deu certo? Desfaz-se o trabalho e recomeça tudo.

Com um editor multitrack, basta abrir os dois arquivos em cada track separado. Pode-se escutar um ou o outro ou ambos. Pode-se posicionar o inicio de cada um separadamente, pode-se aumentar o volume de um sem alterar o outro, pode-se fazer um controle de nível dinâmico em cada trilha, pode-se cortar trechos, emendar, repetir, sem alterar os arquivos originais. Uma vez ouvido o trabalho final, salva-se o projeto no formato nativo do programa e renderiza-se o projeto e têm-se um arquivo final com tudo que se deseja desde a ideia até o produto final. e mais ainda... Quando se faz o trabalho ou projeto, salva-se esse trabalho no formato nativo do programa, seja Vegas ou Audacity. E para que isso? Ora... Se o arquivo final, não ficou bom, pode-se abrir o arquivo nativo onde foi feito o trabalho e corrigir apenas o que passou despercebido e só notou-se no arquivo final. Abrindo-se o arquivo que foi salvo o projeto das duas trilhas, com todas as informações armazenadas nesse projeto, corrige-se o erro ou erros e mais uma vez, renderiza-se o arquivo final.

Não dá para fazer a correção do erro ou erros no SF. Vai ter que fazer tudo novamente e lembrar como é que foi feita as arrumações pra se ter o trabalho final. Essa mixagem no SF é para pequenos trechos e olhe lá.

Vou fazer uma comparação grosseira... Usar SF para esse tipo de trabalho é o mesmo que usar faca de ponta como chave de fenda. É uma gambiarra meio esquisita. Pode-se ou quebrar a ponta da faca ou estragar a fenda do parafuso ou as duas coisas. Ou então, consegue-se retirar o parafuso mas com a fenda danificada e dependendo da faca, ela pode ficar com a ponta torta. Parafuso com fenda deve ser usado com a ferramenta certa, na medida certa, para não estragar a fenda da chave e nem estragar a fenda do parafuso.

Posso até ser preciosista, detalhista mas essa é a maneira certa de se trabalhar.

Abração

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites
...só queria saber como faço pra gravar mais de uma pista simultâneamente....(tipo..gravo uma parte, depois gravo outra pista tocando por cima do que já gravei!!)

se alguem souber como????!!!!

me avise!!!! :joia:

Esse trabalho que tu queres fazer não depende só de programa.

Depende exclusivamente da placa de som.

A grande parte, para não dizer, a maioria, só oferece o recurso de gravação e monitoração de uma entrada de cada vez.

Somente com placas de som profissionais e semiprofissionais é que você tem esse tipo de recurso: Gravar uma trilha enquanto escuta-se outra.

Nada impede você de gravar as duas trilhas em separado e escutá-las simultaneamente num programa multitracker como o Vegas ou o Audacity. Porém a simultaneidade só ocorre na reprodução.

Para fazer isso, você precisaria de ter no mínimo, uma placa de som com pelo menos duas entradas e duas saídas.

Com uma dessas, você poderia gravar dois instrumentos ao mesmo tempo e monitorar cada instrumento e escutaria-se a monitoração dos dois.

Ou usando o seu exemplo, faria a gravação de um instrumento. Depois de gravada, essa trilha serviria de monitoração e usaria-se a outra entrada para a gravação de outro instrumento. E claro... Isso só pode ser feito em programas multitracker como o Vegas, Audacity, Sonar e outros que não recordo o nome no momento.

A placa de som que você tem, presumo que seja a que veio na placa-mãe do micro e adianto, ela não tem esse tipo de recurso. E não é pelo fato dela ser onboard. Uma placa de som onboard é simplesmente um dispositivo que veio implantado na placa-mãe. Nada impede de o usuário adquirir uma placa com múltiplas entradas e saídas. Nesse caso, a escolha será de quantidade mínima de canais de entrada/saída, recursos, e principalmente; se o driver e aplicativos existem para o sistema operacional em uso.

Para te dar um exemplo de placa de som com múltiplas entradas e saidas: M Audio Delta 1010.

Essa placa de som tem controle de no máximo; 10 entradas e 10 saídas simultâneas. Poderias ouvir simultaneamente 9 tracks e gravar uma track.

Há placas com menos entradas e saídas. Já vi no mínimo com 4 entradas e 4 saídas. Não me recordo agora qual modelo e qual fabricante.

Esse é o tipo de produto que não se encontra assim em qualquer "boteco" de áudio. É produto que você só encontra em sites ou lojas especializadas em áudio profissional.

Então... Para resumir e finalizar, o que tu queres fazer só terá simultaneidade na escuta somente(com sua placa de som). E mesmo assim, terás que ter um programa multitracker.

Para gravar cada trilha ou track, tanto pode-se usar o programa multitracker ou qualquer programa de edição de áudio porém o trabalho de simultaneidade só poderá ser executado no multitracker.

SF não é só para gravar trilhas. SF é a ferramenta final que é usada para fazer a finalização, masterização, aplicação de plugins, etc, no trabalho realizado no multitracker.

Espero que o esclarecimento sirva para clarear algo.

Abração

.

.

PS - Tu podes usar uma gambiarra que funciona. Graves uma trilha e execute-a em outro micro para servir de monitoração enquanto gravas a outra trilha. Porém a mixagem final, terá que ser feita no programa multitracker porque é com ele que você vai sincronizar as duas trilhas e fazer a renderização final.

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Crie uma conta ou entre para comentar

Você precisar ser um membro para fazer um comentário

Criar uma conta

Crie uma nova conta em nossa comunidade. É fácil!

Crie uma nova conta

Entrar

Já tem uma conta? Faça o login.

Entrar agora





Sobre o Clube do Hardware

No ar desde 1996, o Clube do Hardware é uma das maiores, mais antigas e mais respeitadas publicações sobre tecnologia do Brasil. Leia mais

Direitos autorais

Não permitimos a cópia ou reprodução do conteúdo do nosso site, fórum, newsletters e redes sociais, mesmo citando-se a fonte. Leia mais

×