Ir ao conteúdo
  • Cadastre-se
Entre para seguir isso  
Guest Fracarolli820

[Resolvido] Vírus Sasser Age E Ms Promete Windows Mais Seguro

Recommended Posts

Guest Fracarolli820

Vírus e Cia

Quarta, 5 de maio de 2004, 08h27

Vírus Sasser age e MS promete Windows mais seguro

A Microsoft vai tornar seus programas mais confiáveis e fáceis de usar, prometeu ontem o vice-presidente do grupo, responsável pelo Windows, Jim Allchin. A promessa foi feita no mesmo dia em que a praga eletrônica Sasser continuou a explorar uma falha no sistema operacional da empresa, disseminando-se pela Internet e infectando máquinas do mundo inteiro.

Allchin afirmou que o Windows ainda não cumpriu a meta da maior companhia de software do mundo de tornar a computação mais fácil para os usuários. "É difícil preparar o sistema operacional hoje em dia, os programas estão mais difíceis de serem desenvolvidos do que deveriam ser", disse Allchin durante conferência anual Windows Hardware Engineering.

Allchin também informou que sua divisão, a maior da Microsoft, está trabalhando para melhorar a segurança e confiabilidade do Windows, cuja última versão, XP, já foi instalada em mais de 210 milhões de PCs.

Mas as declarações do executivo foram encobertas pelo Sasser, que infectou, segundo algumas estimativas, mais de 1 milhão de computadores pessoais que usam Windows 2000, NT e XP desde que surgiu na semana passada.

Próxima geração do Windows

Allchin também confirmou que a Microsoft vai divulgar uma versão beta da próxima versão do Windows, Longhorn, este ano. O novo sistema deve começar a ser vendido na primeira metade de 2006.

O executivo demonstrou a versão mais recente do Longhorn com o Windows XP em dois PCs colocados lado a lado. A máquina com o Longhorn, apesar de ter um desempenho levemente melhor que a com Windows XP, travou quando Allchin tentou exibir duas aplicações gráficas pesadas, sendo uma delas o popular game de tiro em primeira pessoa Quake. O executivo afirmou que o computador, que tinha funcionado antes, estava estranhamente mais lento.

Bill Gates, chairman da Microsoft, disse que a empresa vai começar a distribuir diferentes versões do XP para Tablet PCs e computadores especializados em execução de mídia que usem processadores de 64 bits. "O que estamos vendo é que a complexidade da informação... está tornando cada mais difícil desenvolver as coisas", disse Gates em discurso.

Gates afirmou que a Microsoft vai começar a distribuir kits com ferramentas de desenvolvimento para o Longhorn a fabricantes de aparelhos eletrônicos para que possam criar drivers para seus produtos.

O co-fundador da Microsoft também demonstrou um protótipo de PC para residências, o Home Concept PC. A máquina foi conectada a um painel grande que exibiu uma versão modificada do Windows XP Media Center, voltado para músicas, fotos e vídeos. O aparelho podia ser operado por um controle remoto que funciona também como telefone.

Reuters

Terra - Reuters

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites
Guest Z£®O

q sacanagem...

a Microsoft sempre promete estabilidade nas novas versões do windows.. e td q a gente ganha, são mais bugs e travamentos....

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Falando nisso, a Microsoft também prometeu patches melhores (no sentido de compatibilidade), depois que vários usuários de Windows 2000 não conseguiram mais iniciar o PC com a instação do Patch do Sasser.

O suposto cara que fez o Sasser foi preso. Como ele disse que fez o Netsky também, estou vendo se os netskys param e pegaram o cara certo...

http://news.google.com/news?num=30&hl=en&e...tnG=Search+News

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites
Visitante
Este tópico está impedido de receber novos posts.
Entre para seguir isso  





Sobre o Clube do Hardware

No ar desde 1996, o Clube do Hardware é uma das maiores, mais antigas e mais respeitadas publicações sobre tecnologia do Brasil. Leia mais

Direitos autorais

Não permitimos a cópia ou reprodução do conteúdo do nosso site, fórum, newsletters e redes sociais, mesmo citando-se a fonte. Leia mais

×