Ir ao conteúdo
  • Cadastre-se
Rafaela-Sama.

Montar Regulador: entrada 0-110vcc, Saída 24vcc 10a.

Posts recomendados

A maioria dos PICs suporta, no máximo, 25 mA de corrente em seus pinos. Se você superar esse valor, o conversor AD pode fazer leituras erradas. Quando for fazer o seu divisor de tensão, tente mensurar as resistências de forma que a corrente nos pinos analógicos do PIC (pino referente ao conversor AD usado) não ultrapasse o valor.

Outro dia penei para resolver um problema de leitura de tensão com o PIC e a questão era essa dos 25mA. Depois de muito tempo lendo no datasheet e buscando na net eu achei diversas fontes relatando isso.

Bom... fica a dica ai.

Abraço.

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Depois de muito tempo, voltei a trabalhar no meu projeto.

Consegui fazer a leitura de tensão.

Assim que eu tiver mais tempo, posto como ficou, pra poder enfim encerrar o tópico.

rsrsr

Antes tarde do que nunca né!!

;)

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites
Visitante: emilianogringo

Volto ao assunto alimentação do motor corrente continua de 24V 5A a partir de um transformador de solda (eles tem uma tensão secundaria de mais ou menos 50Vca).

Porque não usar um contrôle de fase com tiristores?

As perdas serão pequenas.

Este motor precisa freiar tambem? (funcionamento quatro quadrantes?)

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites
Volto ao assunto alimentação do motor corrente continua de 24V 5A a partir de um transformador de solda (eles tem uma tensão secundaria de mais ou menos 50Vca).

Porque não usar um contrôle de fase com tiristores?

As perdas serão pequenas.

Este motor precisa freiar tambem? (funcionamento quatro quadrantes?)

O que eu tenho a tensão de saída é continua, por isso o uso dos mosfets.

O motor é com escova, e precisará freiar sim.

Ou seja, de um jeito ou de outro estou procurando aprender a usar o mosfet de canal P para chavear os 100v.

Estou tentando usar o TLP250. Não sei se é o melhor driver.

Alguém tem mais alguma solução?

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Controle do mosfet canal P.

Segue as imagens, porém só daria certo com tensão fixa. O que não é o meu caso.

post-398822-13884966179496_thumb.png

post-398822-13884966179956_thumb.png

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Experimente alimentar o driver do mosfet com uma fonte auxiliar.

Este circuito que você fez aí com este mosfet N e mosfet P, ficaria melhor com apenas mosfet canal N e um Dual Bootstrapped, 12 V MOSFET Driver.

Exemplo IR2110

Neste caso é preciso a fonte auxiliar que pode ser fornecida por qualquer fonte chaveada ou transformador comum de baixa potência

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Você deve pesquisar por fonte do tipo Step-down. Mas é um assunto bem mais complicado.

Você deve considerar que o motor possui indutância. O circuito equivalente mais simples dele é um indutor em série ou em paralelo com uma resistência. A indutância considera a parte reativa e a resistência a parte que transfere energia a ser consumida para girar o eixo.

Pensando assim, pode considerar o indutor como parte integrante dessa fonte e torná-la fonte de corrente. Mas como eu mencionei antes, fica complicado.

Conforme já mencionado, um circuito com fonte linear funcionaria com muita perda de energia. Energia esta que seria transferida para o transistor. Como você mencionou, mesmo com um circuito darlington.

Como trabalho didático essa fonte é válida, mas como desafio, devido ao que você postou, sugiro que comece por projetos mais simples.

MOR_AL

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Galera, me desculpem não ter postado mais nada.

Muita correria na empresa(novos e emocionantes projetos, rsrs), comecei a faculdade esse ano e tenho estudado muito!

A fonte ainda está em andamento, estou fazendo certas mudanças, e se houver necessidade voltarei a postar aqui no fórum.

Agradeço a todos que me ajudaram, realmente eu aprendi muito aqui!

Já é quase fim de ano, então desejo desde já um ótimo 2014 a todos!

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Você quer fazer o que afinal? Controlar a tensão RMS por chaveamento para um motor? Só isso? De forma que mesmo a tensão da fonte varie, o valor da rms sobre o motor continue o mesmo?

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

@albert_emule estou tentando voltar a mexer no projeto, vamos ver quanto tempo terei desta vez, hahaha!

 

Bom fiz os testes usando o TLP250 e comparei o sinal de onda que iria pro gate do mosfet, realmente ele funciona muito bem como driver, sinal de onda perfeito *-*.

Fiz também a lógica para ler a tensão, até ai perfeito também. Fiz os cálculos para manter o pwm com o duty correspondente para que mantesse assim uma tensão de 24V na carga, e coloquei um resistor como carga para testar e funcionou perfeito.

 

Dos 10V até os 24V de entrada, ele mantém na saída o valor correspondente. A partir dos 24vdc de entrada até os 180V ele continou mantendo 24VDC em cima do resistor.

 

*-* Fiz usando Mosfet de canal N.

 

Mas ai decidi colocar o motor no lugar do resistor( é um motor com escova), e o circuito ficou doidinho. Acredito que seja interferência eletromagnética. Tentei colocar um capacitor de 100nF em paralelo com o motor para ver se adiantava de algo, mas não adiantou.  

 

E ai alguma ideia do que eu posso fazer galera?

 

Tava pensando em criar um post novo e postar os diagramas e o meu programa para que vocês tenham uma noção melhor... será que é uma boa?

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Você precisa mesmo usar um pic? Se você esta tentando controlar a velocidade do motor através de um software, a melhor maneira é usar o pic para gerar uma tensão na saida analogica, e usar ela para uma referencia para o circuito analogico, o pwm fica por conta do circuito analogico, porque usar o pic para gerar um pwm é ruim, não tem muito rendimentos!

esse é um projeto que levaria de 1 a 2 dias no max para ser projetado, o caminho que você está indo é bem mais complicado...

Faça um step down, utilizr o pic para mandar uma referencia ao circuito analogico para decidir qual a tensão na saida, (o pic só define a tensão media na saida atraves de um referencia mandada ao circuito analogico) e o seu software pode controlar a potencia do motor, variando essa tensão na saida analogica do pic.

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Olha, acho que seria bom criar um novo post, com o esquema atual, confesso que lí desde o início e estou meio perdido ainda....

Paulo

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

@albert_emule estou tentando voltar a mexer no projeto, vamos ver quanto tempo terei desta vez, hahaha!

 

Bom fiz os testes usando o TLP250 e comparei o sinal de onda que iria pro gate do mosfet, realmente ele funciona muito bem como driver, sinal de onda perfeito *-*.

Fiz também a lógica para ler a tensão, até ai perfeito também. Fiz os cálculos para manter o pwm com o duty correspondente para que mantesse assim uma tensão de 24V na carga, e coloquei um resistor como carga para testar e funcionou perfeito.

 

Dos 10V até os 24V de entrada, ele mantém na saída o valor correspondente. A partir dos 24vdc de entrada até os 180V ele continou mantendo 24VDC em cima do resistor.

 

*-* Fiz usando Mosfet de canal N.

 

Mas ai decidi colocar o motor no lugar do resistor( é um motor com escova), e o circuito ficou doidinho. Acredito que seja interferência eletromagnética. Tentei colocar um capacitor de 100nF em paralelo com o motor para ver se adiantava de algo, mas não adiantou.  

 

E ai alguma ideia do que eu posso fazer galera?

 

Tava pensando em criar um post novo e postar os diagramas e o meu programa para que vocês tenham uma noção melhor... será que é uma boa?

 

Oi Rafaela. Quanto tempo!

 

O problema é que microcontroladores são muito sensíveis a ruídos elétricos.

És a razão pela qual você não vê fontes chaveadas por aí usando microcontroladores.

A pouco tempo eu vi um vídeo de um engenheiro brasileiro muito fera, como poucos que existem aqui no brasil. Ele estava projetando uma placa para controle de fator de potência de forma eletrônica. A placa era para fornecer 6Kw, Depois de 18 meses de projeto ainda não conseguia passar dos 400W pois ao aumentar a potência além disso, o chaveamento dos IGBTs nos indutores causavam muitos ruídos que influenciavam na placa de controle digital, travando os processadores.

 

Acho que seja algo parecido que esteja acontecendo com você.

O que o Roberto citou é um dos caminhos.

Por outro lado outros colegas que já tem experiências em controlar cargas indutivas usando PWM com microcontrolador pode lhe dar umas dicas.

 

Coloque o esquema para entendermos melhor. 

Coloque fotos das formas de onda de quando funciona bem com carga puramente resistiva e de quando fica louco com cargas indutivas. 

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Crie uma conta ou entre para comentar

Você precisar ser um membro para fazer um comentário

Criar uma conta

Crie uma nova conta em nossa comunidade. É fácil!

Crie uma nova conta

Entrar

Já tem uma conta? Faça o login.

Entrar agora





Sobre o Clube do Hardware

No ar desde 1996, o Clube do Hardware é uma das maiores, mais antigas e mais respeitadas publicações sobre tecnologia do Brasil. Leia mais

Direitos autorais

Não permitimos a cópia ou reprodução do conteúdo do nosso site, fórum, newsletters e redes sociais, mesmo citando-se a fonte. Leia mais

×
×
  • Criar novo...

Eletrônica

PROMOÇÃO DE QUARENTENA

Aproveite o isolamento social para aprender eletrônica!
De R$ 39,90 por apenas R$ 19,90
Só até as 23h59min desta sexta-feira 10/04/2020

CLIQUE AQUI E COMPRE AGORA MESMO!