Ir ao conteúdo

JBL lança no Brasil novas caixas de som Bluetooth da linha Squad, com estampa camuflada

       
 7.462 Visualizações    8 comentários

As caixas de som são compatíveis com os sistemas operacionais Android e iOS.

JBL lança no Brasil novas caixas de som Bluetooth da linha Squad, com estampa camuflada
Flavia Dutra Editora de Notícias do Clube do Hardware

A JBL divulgou o lançamento no mercado brasileiro das novas caixas de som Bluetooth da linha Squad, de estampa camuflada, com os modelos Clip 2, Charge 3 e Xtreme.

A caixa de som Clip 2 pesa 184 g, tem clipe de aço para prendê-la, bateria de 730 mAh com autonomia de até oito horas e duas horas e 30 minutos de recarga, frequência de resposta de 120 Hz a 20 kHz, relação sinal/ruído de 80 dB, conectividade Bluetooth 4.2 e certificação IPX7, que permite submergir o aparelho por 30 minutos em até um metro de profundidade.

A versão Charge 3 pesa 800 g, possui viva-voz, dois transdutores de 50 mm, conectividade Bluetooth 4.1, bateria de 22 Wh com autonomia de até 20 horas e 4,5 horas de recarga, frequência de resposta de 65 Hz a 20 Hz, radiadores passivos, certificação IPX7, que possibilita submergir o aparelho em até um metro de profundidade por 30 minutos, e é feita de tecido resistente e laterais emborrachadas.      

Já o modelo Xtreme pesa 2,1 kg, traz dois transdutores de 63 mm, dois tweeters de 35 mm com 40 W de potência RMS, conectividade Bluetooth 4.1, bateria de 37 Wh com autonomia de até 15 horas e 3,5 horas de recarga, dois woofers de 63 mm, processamento de potência duplo de 20 W, frequência de resposta de 70 Hz a 20 kHz, relação sinal/ruído de 80 dB, dois radiadores passivos, sistema de viva-voz e é à prova de respingos d’água.     

Todas as caixas de som recarregam dispositivos móveis, permitem conexão com diversos aparelhos de áudio, têm microfone embutido, cancelamento de eco e ruídos, bateria recarregável, compatibilidade com os sistemas operacionais Android e iOS e suporte ao sistema JBL Connect.

As novas caixas de som já estão à venda no Brasil, sendo a Clip 2 por R$ 299; a Charge 3 por R$ 999; e a Xtreme por R$ 1.499.

image-jbl-xtreme-squad-acc-7101-fs-x1.jpg

download.jpg

download (2).jpg

Mais informações

Compartilhar

  • Curtir 2


  Denunciar Notícia

Notícias similares


Comentários de usuários


gostei desse esquema de ser a prova d'agua e tal, mas minha pergunta é:

Pra que a camuflagem? na próxima atualização ctza que vão colocar RGB

Compartilhar este comentário


Link para o comentário
Compartilhar em outros sites
2 horas atrás, E. Soares disse:

Pra que a camuflagem?

 

Pra ornitologistas. :D

 

--

 

Parece que o povo não tem mais o que inventar de qualidade e fica agora com essas ideias de girico.

Compartilhar este comentário


Link para o comentário
Compartilhar em outros sites

Parabéns a @Flavia Dutrapela reportagem! Mas os comentários já indicam que não houve uma real pesquisa de mercado para desenvolver o produto. Vamos tentar justificar o uso do mesmo...

  1. A camuflagem serviria para esconder a caixa de som em um jardim e brincar de caça ao tesour... digo, caça à caixa de som!
  2. O anuncio de que a caixa é unissex, conforme o Sr. @E. Soares encontrou deve ser para não discriminar ninguém que queira utilizar o produto, seja o usuário um(a) militar ou não e assim a caixa não ser apreendida por homofobia.
  3. A certificação IPX7 é interessante para uma pessoa que queira ficar dançando no fundo de uma piscina, a pessoa pode dançar por até 30 minutos, lembrando que o som na água se propaga mais rápido e com menos perdas que no ar!

Só acho um perigo para as pessoas que gostam de compartilhar o som do seu dispositivo com outras pessoas no transporte público, geralmente não é um som muito agradável (funk proibidão), mas pelo preço das mesmas, não são todos que vão adquirir!

Compartilhar este comentário


Link para o comentário
Compartilhar em outros sites

Essas caixas são muito boas, mas o tempo de duração da bateria da xtreme só será 15 horas se escutar no volume mínimo, dificilmente chega em 10 horas, o preço no Brasil é uma piada, não pela conversão do dólar, mas pelo poder aquisitivo ser baixo, nos USA custa U$ 300 a xtreme, o camuflado vejo mais como diferencial para atrasar as falsificações, pois é um grande problema, comprar um item desses falsificado e sair falando mau do produto achando que possui um original rss. Pode ser também para animar as vendas entre o pessoal que vai acampar, fazer trilhas e afins, já que podem ficar na chuva forte sem problemas e essa galera gosta de uma estampa camuflada.

Compartilhar este comentário


Link para o comentário
Compartilhar em outros sites

Caraca.... 1500 reais!

 

Me lembro até hoje, fui num restaurante mexicano que estavam tocando... musicas mexicanas.

 

Era uma bendita Xtreme que tem incriveis graves bacanas e que deu um som super legal para quase 30 pessoas que estavam no estabelecimento com qualidade!

 

Depois disso, entendo porque não se precisa mais de sons enormes e tão pomposos visualmente. Mas R$1500 numa caixa de som com um amplificador de 50w no maximo?Aí é forçar a barra.

 

Meu caso é interessante: Eu economizaria no meu apto de poucos 47 m2 espaço para ter uma caixinha dessas. Mas aí me lembro que existem as soundbar que ofertam mais qualidade, melhor volume e mais definição e então vejo o quanto esse produto é caro (e acho caro também a soundbar...rs).

 

Não a toa acabei optando por um home theater da Yamaha...rs

Compartilhar este comentário


Link para o comentário
Compartilhar em outros sites


Crie uma conta ou entre para comentar

Você precisar ser um membro para fazer um comentário






Sobre o Clube do Hardware

No ar desde 1996, o Clube do Hardware é uma das maiores, mais antigas e mais respeitadas publicações sobre tecnologia do Brasil. Leia mais

Direitos autorais

Não permitimos a cópia ou reprodução do conteúdo do nosso site, fórum, newsletters e redes sociais, mesmo citando-se a fonte. Leia mais

×