Ir ao conteúdo

Capcom lança a versão demo final de Resident Evil 7: Biohazard

       
 3.596 Visualizações    13 comentários

O jogo completo será lançado em janeiro de 2017.

Capcom lança a versão demo final de Resident Evil 7: Biohazard
Flavia Dutra Editora de Notícias do Clube do Hardware

A Capcom divulgou a última atualização da versão de demonstração do jogo Resident Evil 7: Biohazard, já disponível para PlayStation 4 e PlayStation VR. Esta versão será lançada para Xbox One no dia 9 de dezembro e para computador no dia 19 de dezembro.

O jogo é de horror focado na exploração de cenários em primeira pessoa, onde o jogador comanda Ethan, um homem que busca a esposa em uma mansão abandonada, em Dulvey, Louisiana, nos Estados Unidos. O protagonista usa pistolas, espingardas, lança-chamas, explosivos e motoserras para matar as criaturas. 

Resident Evil 7: Biohazard será lançado para no dia 24 de janeiro de 2017 para PlayStation 4, PlayStation VR, Xbox One por R$ 249,99 e por R$ 99 para computador.

 

Mais informações

Compartilhar

  • Curtir 1


  Denunciar Notícia

Notícias similares


Comentários de usuários


55 minutos atrás, Gabriel POTUS disse:

Sinto falta dos Resident Evil que era apenas contra "Zombies" mesmo :tw_dissapointed_relieved:

amigo acho que esse vai estar muito intensamente ***** rsrsrs pelos trailers e demo que eles estão lançando, nao é a mesma coisa dos antigos, eles deram uma cara meio de outlast mesclando com os resident mais novos, estou ansioso para o lançamento 

Compartilhar este comentário


Link para o comentário
Compartilhar em outros sites
1 minuto atrás, Gabriel POTUS disse:

sim sim, más eu adorei o resident evil 4, só joguei até o 5, nada além disso

o 4 é um classico muito bom! Esse deram uma cara nova q ainda nao tinham dado, espero que de muito medo senao acho que nao vai ter graça

Compartilhar este comentário


Link para o comentário
Compartilhar em outros sites

Na minha opinião a capcom perdeu um pouco o foco do verdadeiro survival horror que é o resident 1 e 2.

O jogo virou mais ação do q outro gênero. Espero que esse volte ao foco original do game.

Graficamente pelo jeito está show.

No aguardo para rodar no talo.  :D

Compartilhar este comentário


Link para o comentário
Compartilhar em outros sites

eu to jogando o remake do 1 aqui e é bem legal principalmente os sustos.

Bem diferente do 5 que zerei a pouco tempo que os zumbis até de moto andavam

Compartilhar este comentário


Link para o comentário
Compartilhar em outros sites

Tive o prazer de jogar em VR e meu amigo nunca mais altos sustos, porém esse jogo nada tem haver com resident evil mano perdeu a essência

Compartilhar este comentário


Link para o comentário
Compartilhar em outros sites

0 ao 3 tem um gênero bem consistente, alguns melhores que outros mas de maneira geral valem a pena. O resto é tenso... o 4 sei lá, é o mesmo que o Cobain para o rock, brilhou mas gerou muita coisa ruim, tipo o emocore! O 5 quando vi zombies andando de motos, acrobacias, hiiiiiiiiiiii!

Ahhh, bem que poderia rolar um remake do primeiro Silent Hill da Konami né? Como andam fazendo com o RE2!

Compartilhar este comentário


Link para o comentário
Compartilhar em outros sites

Até o 3 foi um "mesmo" jogo, a partir do 4, já podiam ter criado outra série, com outro nome.
Não que minha opinião valha de alguma coisa, mas tirando o fato de não ser residente evil, achei muito fraco pelo trailer. Nível 0 de terror psicológico. Apesar de quê, ficar velho, atrapalha bastante esse tipo de experiência.
Mas de toda maneira não vejo uma evolução significativa na movimentação dos personagens. Continua tudo muito robótico e artificial. Além dessa insistência no uso de cores muito vivas, distantes da realidade, ainda mais num jogo de terror, onde a ideia é criar um clima sombrio.

Compartilhar este comentário


Link para o comentário
Compartilhar em outros sites


Crie uma conta ou entre para comentar

Você precisar ser um membro para fazer um comentário






Sobre o Clube do Hardware

No ar desde 1996, o Clube do Hardware é uma das maiores, mais antigas e mais respeitadas publicações sobre tecnologia do Brasil. Leia mais

Direitos autorais

Não permitimos a cópia ou reprodução do conteúdo do nosso site, fórum, newsletters e redes sociais, mesmo citando-se a fonte. Leia mais

×