Ir ao conteúdo
  • Cadastre-se

Kingston revela o lançamento das novas memórias FURY DDR4 RGB e FURY DDR4 no Brasil

       
 3.687 Visualizações    6 comentários

As memórias vêm com o recurso Plug and Play de overclock automático.

Kingston revela o lançamento das novas memórias FURY DDR4 RGB e FURY DDR4 no Brasil

A Kingston revelou o lançamento no Brasil da nova memória FURY DDR4 RGB, bem como uma atualização da linha FURY DDR4, componentes da sua divisão para jogos HyperX.

Ambos os modelos de memórias vêm com o recurso Plug and Play de overclock automático, perfis Intel XMP pré-ajustados e compatibilidade com plataformas AMD e Intel.

A memória FURY DDR4 RGB mede 133,3 x 41,2 x 7 mm, tem capacidades de 8 GiB e 16 GiB (single), 16 GiB e 32 GiB (kits com dois módulos) e 32 GiB e 64 GiB (kits com quatro módulos), frequências de 2.400 MHz, 2.666 MHz, 3.000 MHz, 3.200 MHz e 3.466 MHz, latência de CL15 ou CL16, tensão de 1,2 V ou 1,35 V, temperatura de operação de 0 °C a 70 °C, barra de LED com efeitos luminosos, a tecnologia Infrared Sync, que permite a sincronização das luzes de diferentes módulos, e suporte aos programas de controle de iluminação HyperX Ngenuity, ASUS Aura Sync, o Gigabyte RGB Fusion e o MSI Mystic Light Sync.

Já a memória FURY DDR4 mede 133,3 x 34,1 x 7 mm, possui capacidades de 4 GiB, 8 GiB e 16 GiB (single), 8 GiB, 16 GiB e 32 GiB (kits com dois módulos) ou 16 GiB, 32 GiB e 64 GiB (kits com quatro módulos), frequências de 2.400 MHz, 2.666 MHz, 3.000 MHz, 3.200 MHz e 3.466 MHz, latência de CL15 ou CL16, tensão de 1,2 V ou 1,35 V e temperatura de operação de 0 °C a 85 °C.

As memórias possuem garantia vitalícia, mas a empresa não informou a data exata do início das vendas nem os preços no mercado brasileiro.

066855_announcement_fury_image_-_fury-ddr4-rgb-and-fury-ddr4-kit-of-4-1000x611.jpg

Mais informações

Compartilhar

  • Curtir 2
  • Triste 1


  Denunciar Notícia

Notícias similares


Comentários de usuários


Interessante essas memórias, pela latência, kits com 64gb e por terem um perfil baixo (no texto a espessura delas está como 70mm, seria 7,0mm né?) mesmo com o RGB, o que possibilita o uso de uma gama de air coolers bem maior, já que muitos cobrem o 1 slot de memória e suportam memórias até 45mm. Só para efeito de comparação as minhas Corsair Vengeance Pro Rgb tem 51mm de altura.

Uma pena elas não funcionarem com o Asrock Polychrome, pelo menos não tem informação sobre. ^^

Compartilhar este comentário


Link para o comentário
Compartilhar em outros sites

Logo agora que comprei as memórias Fury normais D:

Compartilhar este comentário


Link para o comentário
Compartilhar em outros sites

Gostei do review mas foi só isso.

 

Que memórias ruins, so melhoraram o dissipador. tensão alta 1,35V além de esquentar mais ainda atrapalha um possível over no CAS (latências menores), parece pra mim que são chips de sobra de mercador que pra funcionar a 3200mhz fizeram um over na tensão dos chips antigos que eram de 1,2V pra 1,35V pra poder baixar o CAS, mas isso se conseguia antes até CAS 14 com 3200mhz e 1,35V (em over manual); agora nessas novas é 1,35V CAS 15 mínimo pra chegar a menos que isso mantendo a frequência teria de aumentar a tensão ou seja esses chips novos são piores.

 

Fora o fato dessas novas memórias estarem abandonado a estrutura JEDEC e partindo pra XMP ( que permite usar chips piores com tensão maior) atrapalhando quem visa overclock.

 

Na minha opinião Kingston deu um tiro no pé, pois quem sabe ver PDF sabe que as antigas são melhores que essas novas. Só se é uma tentativa de baratear as memórias deles (eu acho que é pra aumentar o lucro).

 

PDF da antiga https://www.kingston.com/dataSheets/HX432C18FW2K2_16.pdf

PDF da nova https://www.kingston.com/dataSheets/HX432C16FB3K2_16.pdf

Compare você mesmo e veja as antigas se consegue CAS bem menores aumentando a tensão de 1,2V pra 1,35V, nas novas elas já tem essa tensão (1,35V) o que significa que terás de aumentar ainda mais a tensão pra conseguir o sonhado CAS 14 a 3200mhz.

 

Kingston acaba de cair no meu conceito. Colocando Chips de 2400mhz baratos e aumentando a tensão pra vender como 3200mhz. Minha opinião.

 

Fora o fato do VPP e VDDSPD serem iguais nos 2 tipos o que torna o limite de aumento de tensão seguro continuar sendo 1,45V.

 

Miséria Kingston, pura Miséria isso.

 

adicionado 2 minutos depois
5 horas atrás, GabrielBrand disse:

Logo agora que comprei as memórias Fury normais 😧

você se deu bem são melhores que essas novas

Compartilhar este comentário


Link para o comentário
Compartilhar em outros sites

Eu comprei as Fury ano passado, um kit com 4 un de 8GB... até hoje eu não consegui sincronizar elas com o Gigabyte RGB Fusion...mas está tudo bem...funcionam bem em XMP mais agressivo em conjunto com R7 2700x.

Compartilhar este comentário


Link para o comentário
Compartilhar em outros sites
Em 21/08/2019 às 17:44, Henrique PP disse:

Gostei do review mas foi só isso.

 

Que memórias ruins, so melhoraram o dissipador. tensão alta 1,35V além de esquentar mais ainda atrapalha um possível over no CAS (latências menores), parece pra mim que são chips de sobra de mercador que pra funcionar a 3200mhz fizeram um over na tensão dos chips antigos que eram de 1,2V pra 1,35V pra poder baixar o CAS, mas isso se conseguia antes até CAS 14 com 3200mhz e 1,35V (em over manual); agora nessas novas é 1,35V CAS 15 mínimo pra chegar a menos que isso mantendo a frequência teria de aumentar a tensão ou seja esses chips novos são piores.

 

Técnica de mercado manjada essa. Varias empresas fazem isso há anos e enganam os consumidores que compram achando que "novo" é melhor. Mas na verdade o que ocorre é que quando um produto novo vai bem de vendas e se torna popular, muitas fabricantes se aproveitam desse nome para fazer mais dinheiro lançando a versão 2.0 do produto que dá aquela enxugada no custo de produção colocando componentes internos inferiores, mas mantendo a aparência do produto.

 

Lembro de um caso que aconteceu comigo faz uns bons anos. Quando o wifi começou a popularizar de verdade e os celulares viraram smartphones com wifi, fui em busca do meu primeiro roteador wifi. Depois de pesquisar bastante decidi pela marca que era uma das melhores do mercado a Linksys. E como vantagem dupla, a empresa havia sido comprada pela Cisco, que é ate hoje a líder de mercado de redes. Escolhi um modelo que cabia no orçamento. Não lembro o nome do modelo exatamente, mas lembro que era a versão 7.0 do produto já. Não funcionava direito! Era uma porcaria que travava o tempo todo. Depois de 2 trocas em garantia descobri que a Cisco estava usando o nome da Linksys para gerar o máximo de lucro ao custo de diminuir progressivamente as especificações do produto. Esse roteador por exemplo tinha míseros 8 MB de espaço de rom e 16 MB de memória, enquanto as versões antigas chegaram a ter 32 MB de rom e 64 de memória.

No final tive a sorte de conversar com um atendente que aceitou me enviar um modelo mais antigo, a versão 5.0 do roteador que tinha uns 3 ou 4 anos a mais de idade, mas que até hoje funciona perfeitamente na casa de um primo meu que ficou com o aparelho.

 

 

Compartilhar este comentário


Link para o comentário
Compartilhar em outros sites

@sdriver  Cara eu tenho esse modelo antigo que provavelmente é o que você se referia, funciona de boa comigo a quase uns 10 anos, so não digo o modelo exato por já ser antigo e dar brecha na minha segurança. mas é Cisco Linksys Exxxx ( o XXXX é o número do modelo que não digo por questão de segurança), ele só implica com a impressora na rede, mas funciona mesmo assim tudo conecta nele e já ta meio fraco hoje em dia, afinal esta comigo a uns 10 anos. Os antigos são os melhores. Só não comprei outro porque esse ainda pega na casa toda de boa (incluindo o quintal), e tem suporte a rede N novidade na época.

 

Hoje tem padrões bem mais rápidos de roteador, mas só largo do meu quando precisar, ou quando ele quebra.

 

Triste ver que a Kingston uma empresa que estava no 1º lugar no meu conceito, me faz essa sacanagem. Caiu no meu conceito, agora enquanto tiver o padrão antigo vou de Kingston, tão logo não tenha mais no mercado vou de G'skill.

 

Pelo jeito tão matando as DDR4 de todo jeito, com memórias ruins, preços altos. Se não podem 1, inventam outra coisa pra matar a plataforma. Já tem celulares novos em plenos 2019 que ainda são vendidos com DDR3 pois a DDR4 ta cara. Anunciaram que tava sobrando no mercado mundial os chips, e com isso preço ia cair, mas não ví uma queda até agora. triste.

Compartilhar este comentário


Link para o comentário
Compartilhar em outros sites


Crie uma conta ou entre para comentar

Você precisar ser um membro para fazer um comentário

Criar uma conta

Crie uma nova conta em nossa comunidade. É fácil!

Crie uma nova conta

Entrar

Já tem uma conta? Faça o login.

Entrar agora





Sobre o Clube do Hardware

No ar desde 1996, o Clube do Hardware é uma das maiores, mais antigas e mais respeitadas publicações sobre tecnologia do Brasil. Leia mais

Direitos autorais

Não permitimos a cópia ou reprodução do conteúdo do nosso site, fórum, newsletters e redes sociais, mesmo citando-se a fonte. Leia mais

×
×
  • Criar novo...

GRÁTIS: minicurso “Como ganhar dinheiro montando computadores”

Gabriel TorresGabriel Torres, fundador e editor executivo do Clube do Hardware, acaba de lançar um minicurso totalmente gratuito: "Como ganhar dinheiro montando computadores".

Você aprenderá sobre o quanto pode ganhar, como cobrar, como lidar com a concorrência, como se tornar um profissional altamente qualificado e muito mais!

Inscreva-se agora!