Ir ao conteúdo
  • Cadastre-se

Raspberry Pi lança o novo Compute Module 3 (CM3) para Internet das Coisas (IoT)

       
 6.631 Visualizações    1 comentário

O módulo CM3 é baseado no minicomputador Raspberry Pi 3.

Raspberry Pi lança o novo Compute Module 3 (CM3) para Internet das Coisas (IoT)
Flavia Dutra Editora de Notícias do Clube do Hardware

A Fundação Raspberry Pi anunciou o lançamento do módulo Compute Module 3 (CM3), baseado no hardware do minicomputador Raspberry Pi 3 e voltado para a Internet das Coisas (IoT).

O CM3 existe em duas versões: uma traz o processador BCM2837 com clock de 1,2 GHz, 1 GiB de memória DDR2 SODIMM e 4 GiB de memória flash eMMC; e a segunda, chamada Compute Module 3 Lite (CM3L), se difere por possuir leitor de cartão SD no lugar da memória flash.

O novo módulo já está à venda no mercado mundial, através de parceiros da Fundação Raspberry Pi, como Element14, Farnell UK e RS Components. O CM3 custa US$ 30 e o CM3L, US$ 25, sem impostos e taxas de envio. A empresa ainda disponibiliza o Compute Module original, lançado em 2014, por US$ 25. Os compradores ganharão também kits de desenvolvimento para iniciar projetos. 

Compute-Module-small-500x280.jpg

Compute-Module-Main-500x301.jpg

Mais informações

Compartilhar

  • Curtir 1


  Denunciar Notícia

Notícias similares


Comentários de usuários


CM3L aguenta até quantos gigas de memória SD?
Dependendo a melhor opção é comprar o Lite, ja que é expansível ...

Compartilhar este comentário


Link para o comentário
Compartilhar em outros sites


Crie uma conta ou entre para comentar

Você precisar ser um membro para fazer um comentário

Criar uma conta

Crie uma nova conta em nossa comunidade. É fácil!

Crie uma nova conta

Entrar

Já tem uma conta? Faça o login.

Entrar agora





Sobre o Clube do Hardware

No ar desde 1996, o Clube do Hardware é uma das maiores, mais antigas e mais respeitadas publicações sobre tecnologia do Brasil. Leia mais

Direitos autorais

Não permitimos a cópia ou reprodução do conteúdo do nosso site, fórum, newsletters e redes sociais, mesmo citando-se a fonte. Leia mais

×