Ir ao conteúdo

AMD divulga os novos processadores mobile Ryzen com chip gráfico integrado Vega

       
 7.064 Visualizações    24 comentários

Os novos processadores estarão disponíveis em notebooks no mercado mundial no início de 2018.

AMD divulga os novos processadores mobile Ryzen com chip gráfico integrado Vega
Flavia Dutra Editora de Notícias do Clube do Hardware

A AMD anunciou o lançamento dos novos processadores mobile Ryzen 5 2500U e Ryzen 7 2700U, com chip gráfico integrado Radeon Vega, voltados para notebooks.

Os processadores possuem processo de fabricação de 14 nm, dois canais de memória DDR4 de até 2400 MHz, 2 MiB de memória cache L2, interface PCI Express 3.0, dissipação térmica de 15 W, arquiteturas dos núcleos Zen, as tecnologias SenseMI e Precision Boost 2, faixa de frequência móvel estendida (mXFR) e compatibilidade com a resolução 4K e os recursos DirectX 12, HDR e FreeSync. 

O modelo Ryzen 5 2500U tem quatro núcleos, oito threads, clock de 2,0 GHz até 3,6 GHz e motor gráfico com clock de até 1100 MHz e oito unidades computacionais.

Já o Ryzen 7 2700U tem quatro núcleos, oito threads, clock de 2,2 GHz até 3,8 GHz e motor gráfico com dez unidades computacionais e clock de até 1300 MHz.

Os novos processadores mobile da AMD estarão disponíveis em notebooks de diversas marcas no mercado mundial no início de 2018.

ryzen.jpg

Mais informações

Editado por Flavia Dutra

Compartilhar

  • Curtir 4
  • Amei 1
  • Haha 2


  Denunciar Notícia

Notícias similares


Comentários de usuários


Quero ver os R3, um Note de entrada que aguente jogos é algo que o mercado precisa muito, principalmente o BR

 

Especialmente com os leaks apontando que o R7 2700U tem performance semelhante a uma MX150 + i7-8550U,

Compartilhar este comentário


Link para o comentário
Compartilhar em outros sites

Juntando $$$ para um note assim desde já! Hehehehehe

15W com desempenho de I7, "de quebra" com VGA boa

Editado por Rodrigo J Polette

Compartilhar este comentário


Link para o comentário
Compartilhar em outros sites

Realmente, é uma boa notícia, porém a HP anunciou que o note dela vai custará 699 doletas, o que pra gente com impostos e tudo mais seriam mais de 3800 reais, isso lidando com importação, é claro...fabricando-o aqui seria mais barato, além da marca ser meio careira, assim julgo que os outros fabricantes tenham opções mais em conta, ou a própria em um segmento mais acessível.

Compartilhar este comentário


Link para o comentário
Compartilhar em outros sites

@Ariel S.Araújo notebook tem sido um pouco fora dessa escala, um de 500 aqui fica entre 1500 e 2000, talvez por ser fabricado aqui, mas esse de 700 espero que fique na casa de 2000 a 3000, aí fica bem interessante!

Compartilhar este comentário


Link para o comentário
Compartilhar em outros sites

Agora sim. Aquela série de APU buldozer foi uma piada de mau gosto da AMD.

Espero que comecem a fabricação em breve aqui no Brasil, pois estou precisando trocar meu notebook core i3 de 3ª geração.

E que venha com preço camarada.

Aguardando ansioso.

Editado por valdir sarti
erro de concordância nominal.

Compartilhar este comentário


Link para o comentário
Compartilhar em outros sites
Em 10/28/2017 às 02:04, felipecardoso9 disse:

Será que vem pro BR "oficialmente" ou somente importando?

 

Sua pergunta não faz muito sentido, visto que chips gráficos móveis não são vendidos de forma avulsa para usuário final, apenas dentro de notebooks, e é quase certo que notebooks usando tais chips gráficos chegarão ao mercado brasileiro...

Compartilhar este comentário


Link para o comentário
Compartilhar em outros sites
8 horas atrás, Gabriel Torres disse:

 

Sua pergunta não faz muito sentido, visto que chips gráficos móveis não são vendidos de forma avulsa para usuário final, apenas dentro de notebooks, e é quase certo que notebooks usando tais chips gráficos chegarão ao mercado brasileiro...

Particularmente vejo um "monopólio" da Intel no mercado de notebooks no Brasil hoje, por isso a pergunta.

Compartilhar este comentário


Link para o comentário
Compartilhar em outros sites
4 horas atrás, felipecardoso9 disse:

Particularmente vejo um "monopólio" da Intel no mercado de notebooks no Brasil hoje, por isso a pergunta.

Isso ocorre no mundo todo, AMD não tinha como competir com Excavator no mercado mobile.

Quem pegaria um note com um FX9000 ao in vez de um i5\i7-###U, entregando menos performance e consumindo\esquentando horrores, em desktop até da para aguentar, dependendo do preço, mas em mobile, matando a bateria, não rola.

 

Unica serie que eles tinham era as series E e C, com os E-350 \ C-350, etc, que eram basicamente Excavator, mas com os clocks la em baixo, 1.0~1.5Ghz, por causa das limitações termicas\consumo da arquitetura e do processo antigo de 28nm.

Compartilhar este comentário


Link para o comentário
Compartilhar em outros sites
1 hora atrás, Atretador disse:

Isso ocorre no mundo todo, AMD não tinha como competir com Excavator no mercado mobile.

Quem pegaria um note com um FX9000 ao in vez de um i5\i7-###U, entregando menos performance e consumindo\esquentando horrores, em desktop até da para aguentar, dependendo do preço, mas em mobile, matando a bateria, não rola.

 

Unica serie que eles tinham era as series E e C, com os E-350 \ C-350, etc, que eram basicamente Excavator, mas com os clocks la em baixo, 1.0~1.5Ghz, por causa das limitações termicas\consumo da arquitetura e do processo antigo de 28nm.

Entendi.

Tomara que venha para o mercado brasileiro com preço competitivo =)

Compartilhar este comentário


Link para o comentário
Compartilhar em outros sites

 

Em 30/10/2017 às 08:01, felipecardoso9 disse:

Particularmente vejo um "monopólio" da Intel no mercado de notebooks no Brasil hoje, por isso a pergunta.

 

Em 30/10/2017 às 12:58, Atretador disse:

Isso ocorre no mundo todo, AMD não tinha como competir com Excavator no mercado mobile.

Quem pegaria um note com um FX9000 ao in vez de um i5\i7-###U, entregando menos performance e consumindo\esquentando horrores, em desktop até da para aguentar, dependendo do preço, mas em mobile, matando a bateria, não rola.

 

Unica serie que eles tinham era as series E e C, com os E-350 \ C-350, etc, que eram basicamente Excavator, mas com os clocks la em baixo, 1.0~1.5Ghz, por causa das limitações termicas\consumo da arquitetura e do processo antigo de 28nm.

Acredito que, o que falta para a AMD é mais divulgação de seus produtos, principalmente mobile. Quando adquiri um notebook com o velho processador C60, só utilizava mesmo para trabalhos da faculdade, pesquisa e joguinhos que não exigiam muito da placa gráfica integrada, como o Solitaire da MS e o Pinball FX2. (para passar o tempo mesmo, :thumbsup:)

Tenho consciência das capacidades de processamento e vídeo do conjunto C60 + HD6950, talvez por isso não me decepcionei quando adquiri (gostaria de ter adquirido um com o proc. A6...) . Já cheguei a utilizar o notebook (quando novo) por mais de 6 horas sem precisar recarregar a bateria, utilizando um editor de textos, internet, montando apresentações e rodando um DBMS DB2. Claro que utilizando mais a placa gráfica com os jogos, o consumo aumentava. Mas na faculdade mesmo era legal ver os outros alunos 'pendurando os notes "no varal" da tomada' enquanto eu estava tranquilo com o meu...

Notes com AMD não são ruins! Eu sempre faço a pergunta: Vai utilizar o note para quê? Se quer jogar em full HD o último NFS ou o último Call of Duty, abra a carteira mesmo e se contente em ficar pendurado na tomada!

Não há havia maneira de comparar a arquitetura escavator (bulldozer) com qualquer mobile intel principalmente por causa do consumo, agora essa arquitetura ryzem pode ser um forte concorrente para a intel, mas precisa de mais divulgação!

Agradeço pelos seus comentários, Sres. @felipecardoso9 e @Atretador!

Um Abraço!

Compartilhar este comentário


Link para o comentário
Compartilhar em outros sites
Em 27/10/2017 às 16:55, Ariel S.Araújo disse:

Realmente, é uma boa notícia, porém a HP anunciou que o note dela vai custará 699 doletas, o que pra gente com impostos e tudo mais seriam mais de 3800 reais, isso lidando com importação, é claro...fabricando-o aqui seria mais barato, além da marca ser meio careira, assim julgo que os outros fabricantes tenham opções mais em conta, ou a própria em um segmento mais acessível.

Não acredito, Sr. @Ariel S.Araújo. Aqui no Brasil, temos impostos pela fabricação (IPI), Temos impostos pela venda (ICMS), temos impostos pelo faturamento (IR, PIS, COFINS), Impostos pela armazenagem, transporte e distribuição (Não me recordo os nomes...) O vídeo do Sr. @Gabriel Torres ,

 

mostra como funciona o processo e encargos sobre a importação de produtos eletrônicos e mesmo com tudo o que é descrito no vídeo, fica mais barato do que fabricar o notebook no Brasil pois os componentes utilizados teriam que ser importados, já que não temos fabricantes destes aqui no Brasil.

Agradeço pelo seu comentário! Um Abraço!

Compartilhar este comentário


Link para o comentário
Compartilhar em outros sites

Agora o mercado mobile pega fogo. A tempos a Intel reina livre.E pelo que se nota, os Ryzen para notebooks são sensívelmente poderosos, pois núcleos ZEN mais VGA Vega darão uma combinação poderosa.

 

Compartilhar este comentário


Link para o comentário
Compartilhar em outros sites

só acredito vendo.

a amd esta ainda muito aquém do esperado com os ryzen.

onde faz a diferença, que é desempenho single thread, a intel ainda está muitos passos à frente.

Compartilhar este comentário


Link para o comentário
Compartilhar em outros sites
6 minutos atrás, T1000_2015 disse:

só acredito vendo.

a amd esta ainda muito aquém do esperado com os ryzen.

onde faz a diferença, que é desempenho single thread, a intel ainda está muitos passos à frente.

 

Muito aquém lançar um processador com um pouco menos de desempenho em single, muito mais em multi, sem problemas de aquecimento e com preço bem mais baixo?
Onde que isso é aquém, por favor?

Compartilhar este comentário


Link para o comentário
Compartilhar em outros sites
Em 06/11/2017 às 23:03, T1000_2015 disse:

só acredito vendo.

a amd esta ainda muito aquém do esperado com os ryzen.

onde faz a diferença, que é desempenho single thread, a intel ainda está muitos passos à frente.

 

Em 06/11/2017 às 23:10, Evandro disse:

 

Muito aquém lançar um processador com um pouco menos de desempenho em single, muito mais em multi, sem problemas de aquecimento e com preço bem mais baixo?
Onde que isso é aquém, por favor?

E os sistemas operacionais, bem como programas atuais estão sendo otimizados para trabalhos em multi threading ou hyper threading. Esses recursos podem ser melhor aproveitados em VMs, algo que em single threading deveria ser cansativo, se precisasse redefinir os parâmetros das VMs, e mais caro também...

Agradeço pelos seus comentários, Sres. @T1000_2015 e @Evandro!

Compartilhar este comentário


Link para o comentário
Compartilhar em outros sites
Em 06/11/2017 às 23:10, Evandro disse:

 

Muito aquém lançar um processador com um pouco menos de desempenho em single, muito mais em multi, sem problemas de aquecimento e com preço bem mais baixo?
Onde que isso é aquém, por favor?

 

É aquém na medida em que um processador Intel com o mesmo número de núcleos de um AMD sempre será mais rápido, por isso é mais caro.
É aquém na medida em que uma grande parte das aplicações, principalmente na área empresarial e para uso no dia-a-dia ainda não é otimizada para tirar proveito da quantidade de núcleos.

Compartilhar este comentário


Link para o comentário
Compartilhar em outros sites
7 horas atrás, T1000_2015 disse:

 

É aquém na medida em que um processador Intel com o mesmo número de núcleos de um AMD sempre será mais rápido, por isso é mais caro.
É aquém na medida em que uma grande parte das aplicações, principalmente na área empresarial e para uso no dia-a-dia ainda não é otimizada para tirar proveito da quantidade de núcleos.

 

Os FX já pagaram um grande preço pra mostrar que quantidade de núcleos não significa desempenho, assim como clock, cache e N outras coisas de "carta de super trunfo". O R7 1800X chegou com mesmo desempenho, custando 1/3 do preço do que a Intel oferecia na época e ainda com melhor relação desempenho/consumo.

 

Se as aplicações que você usa não são otimizadas para tirar proveito do potencial do processador, então ele é aquém pro seu caso, pro mercado os Ryzens foram muito bem recebidos, basta ler qualquer review e qualquer análise das vendas deles já publicado. ;)

Se multithreading não fosse útil, não existiriam os Core i7, especialmente os com mais de 4 núcleos.

Compartilhar este comentário


Link para o comentário
Compartilhar em outros sites
2 horas atrás, T1000_2015 disse:

Aquém para o meu uso e para todos os que usam um mero Acrobat Reader, por exemplo.

 

Reader roda até em notebook de 5 anos atrás.
É como querer comparar máquinas que usam aplicativos de escritórios ou Photoshop porque houve uma diferença de meio segundo pra realizar uma tarefa, de 9 pra 9,5 segundos.

Compartilhar este comentário


Link para o comentário
Compartilhar em outros sites
3 horas atrás, Evandro disse:

 

Reader roda até em notebook de 5 anos atrás.
É como querer comparar máquinas que usam aplicativos de escritórios ou Photoshop porque houve uma diferença de meio segundo pra realizar uma tarefa, de 9 pra 9,5 segundos.

Não subestime os pdf's, recebo alguns que levam quase 6 segundos para abrir usando um i5, e a cada zoom, vão-se mais 2 segundos.

Não posso mandar sobre o meu trabalho, mas segue um como exemplo: http://www.dnit.gov.br/download/mapas-multimodais/mapas-multimodais/sp.pdf

 

Fora os offices da vida, chego a receber excel que leva até 20 segundos para cada filtro que preciso aplicar, no mesmo i5.

 

Editado por T1000_2015

Compartilhar este comentário


Link para o comentário
Compartilhar em outros sites

Em primeiro lugar, a concorrência é extremamente saudável ao mercado e se vier da forma que apontam os leaks, acho que vai dar uma boa agitada!!

 

Em 13/11/2017 às 20:57, T1000_2015 disse:

Não subestime os pdf's, recebo alguns que levam quase 6 segundos para abrir usando um i5, e a cada zoom, vão-se mais 2 segundos.

Não posso mandar sobre o meu trabalho, mas segue um como exemplo: http://www.dnit.gov.br/download/mapas-multimodais/mapas-multimodais/sp.pdf

 

Fora os offices da vida, chego a receber excel que leva até 20 segundos para cada filtro que preciso aplicar, no mesmo i5.

 

Excel ainda mais quando tem muitas fórmulas envolvidas, já vi levar mais de 30 segundos (especialmente se tiver que atualizar dados envolvendo multiplas planilhas....)

Compartilhar este comentário


Link para o comentário
Compartilhar em outros sites


Crie uma conta ou entre para comentar

Você precisar ser um membro para fazer um comentário






Sobre o Clube do Hardware

No ar desde 1996, o Clube do Hardware é uma das maiores, mais antigas e mais respeitadas publicações sobre tecnologia do Brasil. Leia mais

Direitos autorais

Não permitimos a cópia ou reprodução do conteúdo do nosso site, fórum, newsletters e redes sociais, mesmo citando-se a fonte. Leia mais

×