Ir ao conteúdo

Intel anuncia os novos processadores Pentium e Celeron Silver “Gemini Lake”

       
 14.966 Visualizações    8 comentários

Todos os processadores possuem seis linhas PCI Express 2.0.

Intel anuncia os novos processadores Pentium e Celeron Silver “Gemini Lake”
Flavia Dutra Editora de Notícias do Clube do Hardware

A Intel anunciou seis novos processadores Pentium e Celeron Silver, baseados na arquitetura Gemini Lake, com os modelos Pentium Silver J5005, Celeron J4105 e Celeron J4005 para computadores de mesa e as versões Pentium Silver N5000, Celeron N4100 e Celeron N4000, voltados para dispositivos móveis.

O Pentium Silver J5005 tem clock de 1,5 GHz, clock Boost de 2,8 GHz, quatro núcleos, quatro threads, dissipação térmica de 10 W, 4 MiB de memória cache, dois canais de memória DDR4 de 2.400 MHz, motor gráfico Intel Graphics 605 com frequência de até 800 MHz e seis linhas PCI Express 2.0.

O modelo Celeron J4105 possui clock de 1,5 GHz, clock Boost de 2,5 GHz, motor gráfico UHD Graphics 600 com frequência de até 750 MHz e demais especificações iguais às do modelo Pentium.

O Celeron J4005 vem com dois núcleos, dois threads, clock de 2.0 GHz, clock Boost de 2,7 GHz, motor gráfico UHD Graphics 600 com frequência de até 700 MHz e o restante das características idênticas às dos outros modelos.

Já o processador mobile Pentium Silver N5000 tem dissipação térmica de 6 W, clock de 1,1 GHz, clock Boost de 2,7 GHz, quatro núcleos, quatro threads, 4 MiB de memória cache, dois canais de memória LPDDR4 de 2.400 MHz, motor gráfico Intel Graphics 605 com frequência de até 750 MHz e seis linhas PCI Express 2.0.    

A versão Celeron N4100 traz clock de 1,1 GHz, clock Boost de 2,4 GHz, motor gráfico UHD Graphics 600 com frequência de até 700 MHz e as outras especificações iguais às do processador N5000.

E o processador Celeron N4000 possui clock de 1,1 GHz, clock Boost de 2,6 GHz, dois núcleos, dois threads e outras características como as do modelo N4100.

A Intel estima que os novos processadores componham computadores e dispositivos móveis no primeiro trimestre de 2018.    

Intel-Pentium-Silver-and-Celeron-chip.jpg

Mais informações

Editado por Flavia Dutra

Compartilhar

  • Curtir 4


  Denunciar Notícia

Notícias similares


Comentários de usuários


3 horas atrás, Daniel Lee disse:

"motor" gráfico UHD Graphics??? Que eu saiba quem tem motor gráfico são os jogos, não a gpu

Também se utiliza o termo "motor gráfico" para GPU integrada.

Compartilhar este comentário


Link para o comentário
Compartilhar em outros sites
Em 12/12/2017 às 15:48, Fr4nk disse:

Essa série N para mobiles parece boa. É bem difícil achar 4C e 4T em linhas de baixo custo

Pelo contrário, até hoje na linha Pentium N essa série só lançou processadores quad core - já na linha Celeron N lança tanto dual core quanto quad core. É uma série de baixo desempenho que você vê em quase todos os chromebooks abaixo de $300 (com algumas exceções, que usam Celeron U da série 3000, tendo mais desempenho, mas menos duração da bateria). A intenção deles é realmente ter baixo consumo energético. Eu pesquisei bastantes testes, reviews e benchmarks nesses processadores quando estava pensando em comprar um chromebook de até $250, e trazem um desempenho abaixo do que eu consideraria aceitável no Windows - os Pentium mais fortes dessas linha vão ter um desempenho total (somando os 4 núcleos) só um pouquinho maior que um único núcleo de um Pentium G4620 pra desktop (desconsiderando HT). Imagine rodar o Windows em um Kaby Lake single core sem HT @ 3.7GHz, e é basicamente isso que os melhores dessa série podem oferecer. Baixo consumo energético, baixa performance. Edit: correção, eu não analisei todos os processadores N. Olhando agora notei que existem alguns melhores do que os que havia analisado, como o N4200, com performance próxima de um G3900.

 

-- off --

 

@Flavia Dutra Só queria deixar como sugestão (pra futuros artigos) o uso de tabelas pra organizar os dados (como se vê nos artigos da anandtech). Facilita muito visualmente na comparação dos processadores.

Editado por RafaelCLP

Compartilhar este comentário


Link para o comentário
Compartilhar em outros sites

Esses processadores de entrada e baixo consumo energético para portáteis melhoraram muito nos últimos tempos. Quem já usou um Atom, Celeron ou Pentium mobile antigo sabe como era ruim. Contudo, as versões modernas dessas séries têm se mostrado mais que suficientes para quem procura algo capaz de exercer tarefas cotidianas. 

 

Como fico muito tempo fora de casa, estudo e trabalho diariamente variando entre um tablet/netbook (híbrido) Asus T100TA, que possui processador Atom Z3775 Quad-Core (com performance semelhante a muitos desses Celerons e Pentiums mais modernos para portáteis), e um notebook Asus S46CB, equipado com o Core i7 3537U. Para as tarefas cotidianas que geralmente executo (edição de documentos, planilhas Excel, navegação com diversas abas e mesmo edição leve de imagens), não há como notar qualquer diferença de performance ou velocidade de resposta entre eles.

 

O notebook torna-se necessário muitas vezes apenas pela questão de conforto - já que quando vou usar por muitas horas seguidas é bem mais agradável ter a tela e o teclado maiores - ou quando vou executar tarefas muito pesadas, como modelar estradas no AutoCAD Civil 3D, processar bancos de dados muito grandes no IBM SPSS ou coisas do tipo (atividades essas que o tablet não consegue sequer abrir).

 

No geral, esses processadores são simplesmente perfeitos para tarefas cotidianas, não oferecem lentidão para isso e compensam sim o investimento. Com essa nova série certamente não será diferente, e espero ver esses equipamentos dando saltos de performance cada vez maiores.

Compartilhar este comentário


Link para o comentário
Compartilhar em outros sites

Essa serie N me surpreendeu um pouco, não essa nova, mas um N3350 que comprei para substituir meu velho T4500, coloquei ambos no win10 para executar videos do youtube, 20% de uso no N3350 e 65% no T4500, essa nova leva de processadores vão se sair melhor ainda, para tarefas básicas, claro!

Compartilhar este comentário


Link para o comentário
Compartilhar em outros sites


Crie uma conta ou entre para comentar

Você precisar ser um membro para fazer um comentário






Sobre o Clube do Hardware

No ar desde 1996, o Clube do Hardware é uma das maiores, mais antigas e mais respeitadas publicações sobre tecnologia do Brasil. Leia mais

Direitos autorais

Não permitimos a cópia ou reprodução do conteúdo do nosso site, fórum, newsletters e redes sociais, mesmo citando-se a fonte. Leia mais

×