Ir ao conteúdo
  • Cadastre-se

Renato Adir

Membros Juniores
  • Total de itens

    3
  • Registro em

  • Última visita

  • Qualificações

    N/D
  1. O vovô aqui, não é o esperado (talvez um pouco mais velho). E, se fosse tão velho como me imaginavam, talvez não teria nada a dizer, porque a "informática" simplesmente não existiria. Isto posto.... Vamos começar a falar de gargalos. Gargalos por que???? # Falar de "Estado de espera".....tenho certeza que alguns nunca ouviram falar disso. Era um modo onde o processador, e memória RAM....um esperava pelo outro. Mas deveria fazer contas de quem esperava por quem. Sem grandes certezas.....digo pelos 25 Mhz do processador intel Pentium 486 SX (que lá em baixo disse que foi o melhor "presente de grego" que já recebi), com memórias de 30 pinos, e 8 bits cada módulo, era um "gargalo" ambulante, uma verdadeira "carroça". Gargalo sempre vai existir, se fizeres as escolhas erradas.# De forma prática, gargalo é o seguinte: ! - Tirar componentes de um Intel 486 SX de 25 MHZ (1993), e colocar num Intel Pentium 233 MMX (1998). 2 - Gargalo é você comprar algo pelo nome que tem no Mercado......Posso afirmar que o PC (computer pessoal) da IBM), embora o presidente dessa empresa, tenha falado uma das maiores ***** do século XX, que até o final daquele século ((XX), poucos ou ninguém teria acesso a computadores.......Só as grandes empresas os teria. 3 - Fato que o INTEL 88 e depois o INTEL 86, que deu origem a nossa informática......Não deveria ter sido o processador para esse PC, já que a Motorola, guardava consigo a vanguarda desse tipo de chip. De forma surpreendente, e não sabendo porque........O Personal Computer (PC) da IBM, fez algo acontecer no século XX..... A IBM abrir mão de uma propriedade dela......Olhando de hoje pra traz, O fato de ter entregue ao mundo uma coisa que foi propriedade dela.....Não transformando o PC em coisa proprietária, em momento passado fez pra mim a IBM a melhor empresa do mundo, naquele momento. 4 - No mais....gargalo na informática, me remete a diferença de velocidades entre dispositivos no mesmo sistema. 5 - Entes envolvidos: Processador......Placa-mãe......Memórias....Discos Rigidos....... Processador se de 64 bits, 32 bits, ou um intel 486 SX (que precisava de um co-processador aritmético, pra ajudar o dito cujo a fazer contas kkkk). placa-mãe....se realmente é mãe.....se delegou as coisas a outros.....de modo a saber se: existe chipset nela, caso haja, bom saber se é chipset de um chip ou dois. caso haja, se trata de uma ponte norte e outra sul. Caso o chipset se tratar de um chip só, devo infelizmente, informar que talvez esse não lhe dê direito a fazer arranjos RAiD, a não ser que tenha de alguma forma uma controladora IDE e dentro de qualquer coisa, auxiliado por Deus sabe o quê, um controlador RAID) . A informática as vezes me faz rir.....Na maioria das vezes....rio de minha própria desgraça. Com relação as memórias.....nos últimos 30 anos...grandes avanços foram feitos.....Desde aquele......aquele primeiro Intel 486 SX.....que fiz referência lá na apresentação......que embora fosse um Intel 486 SX, talvez qualquer 386 DX40 o superasse. Memórias durante anos....foram os calcanhares de aquiles de sistemas. Há partir do I386, primeiro processador de 32 bits, daí em diante, parece que começaram a se ligar em memória. Começaram a se ligar, mas fizeram só o dever de casa. O conhecimento que este "Clube do Hardware' me deu, faria eu ficar os próximos 3 dias a falar de memórias de computador. Mas, estamos falando de gargalo. Memórias de 30 pinos e 8 bits cada módulo, pra encher um único banco daquele (amado e famigerado 486), com velocidade não declarada. Mémórias de 62 pinos, e 16 bits cada módulo, bastava 2 módulos pra encher um banco, acho que era chamada de DRAM. Mémorias de 168 pinos e 32 bits, pela primeira vez, o banco foi preenchido com 1 módulo só de memória. Memórias DDR (Taxa de dados dobrada) -- Semelhantes as SDRAM, não com o dobro da velocidade, mas transferindo 2 vezes mais dados. Memórias DDR2 (Taxa de dados dobrada 2 vezes) - Semelhantes as DDR, talvez com tensão menor, e dados sendo transferidos a 2 x DDR. Se o gargalo não foi visto aqui......com certeza na próxima verás............
  2. Não sei dizer por quê, fazemos sempre parte de uma mesma coisa, embora cada um de nós, se digam ""ou, fora dessa ideia, ou fazendo parte de outra", de alguma forma são ou foram engrenagem dessa máquina que se move hoje. Quando me refiro a máquina, digo de qualquer coisa que facilite o trabalho. Pode ser uma ""alavanca", ou o Computador mais potente do mundo. Notar que a alavanca é simplesmente mecânica, e que, o computador já foi burro como eu e você.....são coisas notáveis. Interessante notar também, que o Gabriel não nasceu sem cabelos, de mesma forma os tive, e os poucos que me restam, só pra desarrumar a cabeça, Kkkkkk. Final de contas, ainda não falei nada sobre o "Clube do Hardware".....Falarei dele como parte inexorável de mim....que dentro de espaço de tempo fez parte de mim e de meu aprendizado. ..Na década de 70....um pouco depois do "homem ter ido a Lua".....fez que até o final dos anos 70....tivesse em nível médio de ensino, diversos diplomas....Naquela ocasião, o termo "Informática" não existia. Em voga, o nome era outro...'Processamento de Dados". Leitores de Fita Dat, Perfuradoras e Leitoras de Cartão, Unidade Central de Processamento (CID) do tamanho de (se fosse possível), um Freezer horizontal duplo. E...ainda não falei nada sobre o "Clube do Hardware". Tempo passado....em 1996, meu irmão estava totalmente ligado nessa coisa de informática. Um camarada amigo dele, '"vendeu" um AMD 133 Mhz pra ele, e deu todo suporte. E, meu irmão, não demorou muito a querer que eu entrasse nessa de informática. De modo que me deu (presente de grego), no início de 1998, um chamado Intel 486 SX, que trabalhava a 25 Mhz, que tinha um HD (Disco Rígido) de 120 MB (Firebol), 2 bancos de memória, cada banco com 4 slots, pra inserção de memórias de (8 bts cada módulo) e 32 pinos, efetivamente ocupadas pelos 8 slots (slots) com 1 mB((i), perfazendo o total de 8 mB((i). Conectadas nos 6 slots de expansão, haviam 2 placas....uma era a placa de comunicação (I/O), e a outra era COM que externamente, dava entrada a coisas seriais e paralelas, como mouse e impressora, e embora o modem (não tendo ele a ver com coisas de gringo, que faz até alguns repórteres chamarem no gringo de "moudem" ou "mudem". Quando se trata da abreviação de um MODULADOR/DESMODULADOR DE SINAIS = que foram chamados carinhosamente de MODEM (Modulador e desmodulador de sinais), simples né. O Modem que veio nessa máquina, era um US Robotics de capacidade nominal de 14,4 Mb/s....Quero dizer com isso que o modem era capaz de se comunicar a (unidade de tempo=segundo) X Mega (na ocasião 1.024 x 1000, não havia Mb((i), e bit (unidade solitária da base 2). Esse computador tinha uma unidade de CD Rom de 2X.......E..... foi assim que a informática me quis com ela. Quando estou afastado dela....sinto falta. As vezes coisas pequenas.....Sempre me interessei por ela....Mas acontece de você perder o interesse as vezes por si próprio. Lá vem o convite de uma máquina, que rodou, processou e sabe que fizeste o cadastro mas, não diz uma palavra. Mesmo sabendo que isso foi feito por uma máquina.....agradeço....estou aqui....dei o meu recado.
  3. Pode acreditar que pra mim, não se trata de momento nostálgico. Trata-se de alguém que viveu intensamente uma parte de sua vida, ligada tanto a vida, emoções, novidades.....E, digo de passagem...A capacidade que tiveste de 'abrir a boca", na dúvida de saber se: # alguém te ouviria ou responderia. E, de, querer saber se algum moderador viria a "tolher" o que colocaste aqui. Afirmo-te que os moderadores, embora queiram se assemelhar a máquinas, são humanos como eu, tu, e o Gabriel.

Sobre o Clube do Hardware

No ar desde 1996, o Clube do Hardware é uma das maiores, mais antigas e mais respeitadas publicações sobre tecnologia do Brasil. Leia mais

Direitos autorais

Não permitimos a cópia ou reprodução do conteúdo do nosso site, fórum, newsletters e redes sociais, mesmo citando-se a fonte. Leia mais

×
×
  • Criar novo...

GRÁTIS: minicurso “Como ganhar dinheiro montando computadores”

Gabriel TorresGabriel Torres, fundador e editor executivo do Clube do Hardware, acaba de lançar um minicurso totalmente gratuito: "Como ganhar dinheiro montando computadores".

Você aprenderá sobre o quanto pode ganhar, como cobrar, como lidar com a concorrência, como se tornar um profissional altamente qualificado e muito mais!

Inscreva-se agora!