×
Ir ao conteúdo
  • Cadastre-se

Marcelo Calazans

Membro Pleno
  • Posts

    189
  • Cadastrado em

  • Última visita

  • Qualificações

    0%

Reputação

79

1 Seguidor

Sobre Marcelo Calazans

  • Data de Nascimento 19/11/1971 (50 anos)

Informações gerais

  • Sexo
    Masculino
  1. Eu não pegaria uma H610, eu esperaria uma B660. Estava até pensando em pegar um processador i5 12400 para mim, que na comparação com um AMD semelhante, apresenta a seguinte informação: (fonte: https://nanoreview.net/en/cpu-compare/intel-core-i5-12400-vs-amd-Ryzen-5-5600g) O preço do I5 12400 também é melhor: • I5 12400 R$ 1.499,90; • Ryzen 5 5600G R$ 1.739,90. https://www.kabum.com.br/produto/181088/processador-amd-Ryzen-5-5600g-3-9ghz-4-4ghz-max-turbo-am4-vídeo-integrado-6-núcleos-100-100000252box https://www.kabum.com.br/produto/283713/processador-intel-core-i5-12400-cache-18mb-2-5ghz-4-4ghz-max-turbo-LGA-1700-bx8071512400 Mas o problema é a placa-mãe, elas estão caras demais. E este na realidade é um problema recorrente da linha Intel. Por isso eu resolvi adiar meus planos de montar uma máquina nova para o final do ano, talvez em novembro na Black Friday. Não acho que a 12ª geração da Intel compensa no momento. Abraços colegas, e fiquem na paz!
  2. Olá, colegas. O Eraser (https://eraser.heidi.ie/), como citado no material oferecido pela matéria (https://www.cs.auckland.ac.nz/~pgut001/pubs/secure_del.html), parece ser uma boa opção via software para eliminar arquivos. Destruir arquivos é uma prática recomendada em alguns casos. Eu costumo fazer isso as vezes com arquivos de clientes que eu não preciso mais armazenar. Geralmente eu abro o arquivo com algum editor que me permita edita-lo no formato hexadecimal (https://pt.wikipedia.org/wiki/Editor_hexadecimal); costumo usar o RJ TextEd (https://www.rj-texted.se/). Meu procedimento é abrir o arquivo que eu desejo destruir no formato hexadecimal, apagar o seu conteúdo deixando o arquivo corrompido, e depois eu apago o arquivo corrompido. Mas admito que este meu procedimento não tem a mesma segurança de programas como o Eraser. • Boa matéria, acho que vou adotar o Eraser a partir de hoje.
  3. Olá, colegas. Se o problema do amigo for driver mesmo, é só ter um pouco de paciência. No caso da minha placa (que não é nova), uma H370 da Gigabyte, já tem a maioria dos drivers para Windows 11 no site do fabricante. Aos poucos as coisas vão se acertando para quem se aventurou a instalar o Windows 11. Problemas com drivers nas atualizações do Windows não são exclusividade do Windows 11, acompanho problemas assim desde a década de 90 quando o Windows 95 foi substituído pelo Windows 98. Abraços colegas, e fiquem na paz!
  4. Olá, colegas. Eu acho que vale a pena migrar para o Windows 11, mas cada um deve analisar a sua situação em particular. Na primeira semana em que o Windows 11 foi disponibilizado pela Microsoft, eu instalei ele em um SSD de testes, criei neste SSD de teste todo meu ambiente de trabalho que uso (Desenvolvimento Web), e testei por três dias. Nesses três dias não tive nenhum problema, e tudo que funcionava comigo antes no Windows 10, estava funcionando sem problemas no Windows 11. Depois desse teste bem-sucedido comigo, instalei o Windows 11 no meu NVMe (SSD) que eu usava anteriormente diariamente com o Windows 10. Até agora tudo perfeito comigo. Eu acompanho todas as atualizações do Windows 11 e os relatos de bugs, e até agora, parece que a Microsoft lançou atualizações para todos os bugs mais comentados. Bug sempre vai ter, todo sistema tem bugs, e conforme eles vão aparecendo, nós que trabalhamos com desenvolvimento, temos que ir arrumando e resolvendo eles. É assim com todo mundo, inclusive com a Microsoft e demais empresas. O Windows 10, que foi lançado há muitos anos, ainda está sujeito a ter bugs. Mas recomendo fortemente que só instalem de forma oficial e em máquinas compatíveis, e que antes de instalar, analisem bem o seu caso em particular. Abraços e fiquem na paz.
  5. @kifirefox No passado eu já senti a necessidade e já tive um PC de mesa e um notebook. Mas nesta época, eu usava o notebook porque eu visitava clientes e precisava de mobilidade. Nos dias de hoje eu não preciso de mobilidade, pois meu trabalho não exige mais isso de mim, portanto, tudo que eu tenho de recurso para investir em hardware atualmente, eu gasto com o meu PC de mesa. Agora isso é uma opção de cada um, e creio que teremos outras situações diferentes de outros colegas de fórum. Abraços colegas.
  6. Olá, colega. Os notebooks hoje em dia, com o real desvalorizado, se tornaram um custo-benefício muito ruim em comparação aos PC´s de mesa. Na realidade, os notebooks sempre tiveram um custo-benefício pior na minha opinião. Os notebooks são bons para quem deseja ter mobilidade, ou para quem usa o mesmo computador em casa e no trabalho. Tem gente que compra um notebook, coloca nele um teclado, um mouse e um monitor, e nunca tira ele da mesma posição, transformando o notebook em um notebook de mesa. Isso para mim não é uma boa prática, pois neste caso, o melhor é um PC de mesa, devido ao custo-benefício. Não sei qual é o seu caso específico, portanto, aguarde mais opiniões para ver qual se encaixa melhor na sua situação. Abraços colega.
  7. Olá, colegas. • Essas plataformas de fóruns são mesmo “engessadas”, sei disto em detalhes pois comecei a ter contato com elas no início dos anos 2000. Não creio também, que cercear o comportamento do usuário totalmente, limitando o acesso à ferramenta que marca as respostas como solução, fosse a saída. Isto posto, eu não tinha expectativas que vocês fossem operacionalizar uma alteração técnica para satisfazer a questão aqui levantada por mim. Creio que a solução para este problema, que na minha opinião existe, seja o bom senso e a conscientização das pessoas. Nem todos somos iguais, mas eu acredito ser obrigação minha resolver as minhas próprias dúvidas, e não mérito. Por isso, eu nunca marcaria uma resposta minha como a melhor solução, me autointitulando o solucionador. A ideia desta postagem minha era principalmente aguçar a reflexão das pessoas, como parte inicial de algo, que pode no futuro mudar para melhor (na minha opinião) o comportamento das pessoas. Fiquei satisfeito com o seu retorno @KairanD . Por ora, um abraço para os colegas e fiquem na paz.
  8. Eu desanimei um pouco de responder aos tópicos aqui, pois sempre me esforcei para que as minhas respostas fossem marcadas como solução do problema. O desanimo ocorreu, quando percebi a enorme quantidade de pessoas que marcam as próprias respostas como solução de seus tópicos. Eu acho que isso é uma questão de meritocracia. Sou um profissional de TI, mas obviamente não tenho remuneração para responder aqui (como acontece com todos e acho correto). O que pelo menos poderia haver, é um maior incentivo aos que realmente se dedicam a ajudar os usuários do fórum (vejo que muitos fazem isso). Não me anima mais despender meu tempo respondendo assiduamente, como fiz em raros períodos meus aqui. Mas continuo sendo fã deste fórum, e desejo que ele prospere cada vez mais, para que a luta contra o monopólio dos “achismos” de redes sociais seja cada vez mais favorável aos bons conteúdos, como o que temos aqui. Fiquem na paz colegas, e continuarei online no fórum.
  9. Olá colega. Já faz um tempo que você perguntou, e, portanto, suponho que você já deva ter resolvido o problema, mas caso contrário, observe com atenção a imagem abaixo que creio que ele pode ajudar a resolver sua dúvida. Abraços e espero ter ajudado.
  10. Eu já acompanho as versões do Windows trabalhando na área de informática desde a década de 90, com a introdução do Windows 95. Usei em ambiente de trabalho, instalei e pude testar todas elas, sem exceção até hoje (nem todas foram boas). Percebi, todavia, que sempre existem pessoas receosas dizendo que precisa esperar pelo menos um ano para “amadurecer” a versão nova do Windows, para poder instalar e usar. Desde essa época (década de 90), foi assim com todas as versões novas liberadas pela Microsoft (as pessoas sempre dizem isso). Respeito a opinião de todos, mas penso diferente neste caso atual. No caso atual, com o Windows 11, instalei e estou usando. Migrei todo meu ambiente de trabalho de Desenvolvimento Web que uso para trabalhar hoje em dia, e estou usando tudo no Windows 11. Não tive nenhum problema até agora. Mas cada caso é um caso, e não tem como afirmar que seria assim com todas as pessoas. Cada um deve analisar isoladamente seu caso para ver a conveniência de mudar para o Windows 11 neste momento. • As melhores versões do Windows de todos os tempos na minha opinião são: Windows XP, Windows 7 e Windows 10, e creio que o Windows 11 seguirá no mesmo caminho. • As piores são sem dúvida o Windows ME, Windows Vista e o Windows 8. Abraços colegas!
  11. Se a Microsoft aponta, tendo como base seus critério de avaliação, que um computador não é compatível com o Windows 11, o melhor é não forçar uma instalação na minha opinião. Agora se o computador é compatível, e uma atualização for proposta pela Microsoft, a proposta deve ser aceita e a atualização para o Windows 11 realizada. Assim como é errado ficar forçando uma atualização em computadores incompatíveis, também é errado na minha visão, ficar adiando a atualização quando possível até 2025 por medos de BUGS. Fiz uma instalação limpa do Windows 11 e migrei todo meu ambiente de trabalho para a instalação nova. Não me arrependo de nada, pois aqui para mim pelo menos, o Windows 11 está rodando perfeitamente. Mas claro que cada caso é um caso.
  12. Sempre que eu vou testar algo, para não recair neste erro, eu uso Chrome DevTools. Aperte F12 no Google Chrome e na aba NetWork marque disable cache, como na imagem abaixo: Essa é a melhor forma de se previnir durante o desenvolvimento, de não ser pego pelo cache antigo do navegador em arquivos e imagens. Abraços colega.
  13. @Joel Martins Olá colega. Vejamos da seguinte maneira, com o código abaixo aqui comigo, funciona: <html> <head> <title>Login</title> <style> .panda { position: relative; top: 10px; width: 70%; height: auto; display: block; margin-left: auto; margin-right: auto; } .geral { top:30px; position:relative; text-align:center; height:30%; width:20%; margin-left: auto; margin-right: auto; border:black solid 2px; box-shadow:0 0 1em grey; border-radius:5px; background-color:#39803c; text-decoration:none; } .text { top:15px; } .text input[type="text"] { border-radius:5px; border:solid 1px; border-color:grey; } .pass { top:15px; } .pass input[type="password"] { border-radius:5px; border:solid 1px; border-color:grey; } .send { top:15px; position:relative; } .send input[type="submit"] { border-radius:5px; } /*este ↓ não funciona*/ .signup { top:155px; position:relative; text-decoration:none; color:red; font-weight: bold; } </style> </head> <body> <img src="img/yuyuyu.png" class="panda"> <div class="geral"> <form action="escola_project_/login/login.php" method="POST" autocomplete="off"> <div class="text"> <strong><label>Username</label></strong> <br> <input type="text" placeholder="exemplo@exemplo.exe" name="username"> </div> <br> <div class="pass"> <strong><label class="labelpassword">Password</label></strong> <br> <input type="password" placeholder="●●●●●●" class="inpupassword" name="password" > </div> <br> <input type="submit" value="Iniciar Sessão" class="send" name="submit" > <br> <a href="escola_project_/sign_up_/sign_up_.php" class="signup">Sign Up</a><!-- *<--Este* --> </form> </div> </body> </html> Tanto é que funciona, que mudei a cor do Sign Up para vermelho, como pode ser visto na imagem abaixo: No meu caso pode estar funcionando, porque no meu código de teste acima, o CSS está junto com o HTML. Sendo assim, constatamos que o erro pode estar aqui no seu código, logo abaixo: <link rel="stylesheet" href="escola_project_/login/login.css"> No caso, ou o caminho que leva ao CSS está errado, ou o nome do arquivo que contém o CSS está errado ou ausente. Veja se corrigindo isso resolve. Abraços colega.
  14. @Swalls Desculpe me intrometer no assunto, mas queria dar uma opinião. <article> <aside> <details> <figcaption> <figure> <footer> <header> Esses acima, são Elementos Semânticos em HTML. O programador ou desenvolvedor é uma pessoa “as vezes desleixada”, e digo isso porque eu fui assim por muito tempo. É comum vermos códigos totalmente desorganizados e sem padrão. Os Elementos Semânticos em HTML foram criados para “disciplinar” um pouco o desenvolvedor, e convence-lo a criar códigos mais organizados. Um elemento semântico, pode descrever claramente seu significado para o navegador, para outros desenvolvedores e para os motores de busca. Algumas pessoas citam que quando os Elementos Semânticos em HTML são usados de maneira correta, isso ajuda o SEO do site e colabora com a classificação dele na busca do Google, pois facilita o entendimento da página. ( https://searchengineland.com/seo-advantages-of-machine-readable-html5-semantic-markup-314455 ) Referência geral abaixo: https://www.w3schools.com/html/html5_semantic_elements.asp <div class="header"> <!-- Conteúdo --> </div> <header> <!-- Conteúdo --> </header> No exemplo acima, ambos os casos vão funcionar, mas devemos procurar usar sempre os Elementos Semânticos em HTML. Abraços e espero ter colaborado.
  15. Fico feliz que tenha funcionado. Abraços amigo.

Sobre o Clube do Hardware

No ar desde 1996, o Clube do Hardware é uma das maiores, mais antigas e mais respeitadas comunidades sobre tecnologia do Brasil. Leia mais

Direitos autorais

Não permitimos a cópia ou reprodução do conteúdo do nosso site, fórum, newsletters e redes sociais, mesmo citando-se a fonte. Leia mais

×
×
  • Criar novo...

Ebook grátis: Aprenda a ler resistores e capacitores!

EBOOK GRÁTIS!

CLIQUE AQUI E BAIXE AGORA MESMO!