Ir ao conteúdo
  • Cadastre-se

toigogustavo

Membros Plenos
  • Total de itens

    22
  • Registro em

  • Última visita

  • Qualificações

    N/D
  1. @Loja Play Sérgio Não recomendo abrir o disco caso não tenha condicões de recuperar o mesmo no instante de abertura, eu trabalhei 6 anos em uma empresa de recuperação de dados e 95% dos casos onde os discos chegavam abertos não era mais possivel recuperar, pois muitas vezes o fato de abrir o disco em um ambiente sujo (o correto é abrir em uma sala REALMENTE limpa) causa outros problemas. voce se arriscou muito meu amigo, pois mesmo agora sabendo do problema, nao tera como recuperar por si mesmo, para trocar esta cabeca de leitura tera que ter ferramentas importadas, sem contar as ferramentas de acesso ao firmware caso o dano nao seja apenas fisico (muito comum isto). Boa sorte
  2. Barracuda é a família... mas em fim... Eu testaria antes de fazer qualquer procedimento (possivelmente irreversível) em outro computador, ou mesmo com um case USB... Eu particularmente nunca gostei muito destes testes SMART, já fui enganado algumas vezes, tenho a impressão de que o fabricante (Seagate principalmente) não implementa o sistema SMART de maneira eficiente em todos os modelos de seus discos. Caso não consiga por nenhum meio "simples" solucionar sugiro enviar para uma empresa de recuperação de dados (caso os dados do disco sejam relevantes). Caso contrario não se aventure muito, pois pode piorar a situação e subir o preço da recuperação kkkkk
  3. Olha... Acredito que o seu disco esta com problema de firmware... Qual é o modelo e marca deste HD? Consegue tirar uma foto dele?
  4. O amigo @ederlap está corretíssimo, inclusive em alguns discos (Seagate) por exemplo tranca o disco via firmware quando um numero máximo de setores realocados "estoura um vetor". Não é indicado utilizar este disco!
  5. @souza006, a fonte atualmente no computador está mandando a corrente necessária? Não está com defeito? Verifique se os conectores da fonte do HD estão com defeito, oscilam na conexão...
  6. Só por desencargo vou perguntar... o disco 2 é de 500GB, você não poderia ter trocado os cabos sata em algum momento e está confundindo os disco? Ja vi disto acontecer... Mas perdoe se não for o caso.
  7. Não entendi sua pergunta, explique melhor...
  8. Amigo, Eu suspeitaria do novo SSD estar com defeito. Tente verificar na BIOS se existe alguma configuração para ativar este slot. Caso não tenha troque de slot com o SSD atual e veja se o mesmo é reconhecido pela BIOS, se não for reconhecido, é problema no SSD novo. Em ultimo caso, existem adaptadores de SSD M2 para USB, mas aí voce vai ter que gastar para fazer um teste apenas.
  9. Exato, uma vez na universidade fiz uma análise de desempenho, e a diferença era em torno de 30% na velocidade considerando discos com tecnologias "proximas". Outra questão MUITO importante no quesito desempenho de um disco é o quão cheio o mesmo está. A informação nos HDs começam a serem escritas de fora para dentro na superfície do disco. Ou seja, na extremidade do disco a velocidade linear (cm/s) é maior que na parte mais central do disco. Porém a velocidade angular é a mesma (rpm). Isto nos leva a concluir que quando o disco está cheio (escreveu na parte mais interna do raio do disco) então a taxa de transferência/leitura de dados será menor também para informações nestas áreas. Basicamente um disco limpo tem mais de 50% de ganho do que o mesmo disco cheio.
  10. Neste kit que esta no link caso seu HD antigo seja no padrão IDE, ainda assim poderá conectar normalmente pelo conversor IDE -> USB, caso seja no padrão SATA também. Fique atento na conexão do cabo de força, basicamente não tem como errar na conexão pois os conectores encaixam apenas de uma maneira. O kit conta com uma fonte de alimentação individual apenas para o HD que desejas salvar os dados. Poste foto dos hds aqui e assim posso te ajudar melhor.
  11. Opa! Não chega a ser um projeto aeroespacial, é um sistema de controle um pouco mais simples . Boa dica, vou manter o projeto como estava então. Obrigado pela dica!
  12. Bom dia pessoal, Estou com uma dúvida e gostaria da sugestão de vocês. Preciso reduzir a tensão de um sinal analógico (0-10V) para (0-3.3V) que será lido por um uC. Pensei em utilizar um divisor de tensão, porém para isto devo deixar a tensão de entrada levemente < 3.3V para offset (o que reduz um pouco a precisão). Porém minha dúvida é que por haver variação térmica os resistores do divisor podem variar. Poderia implementar em código com um sensor LM35 um método de calibração, porém gostaria antes de verificar se existe a possibilidade de eliminar isto tratando o sinal. desde já obrigado
  13. @aphawk Ótimo, a experiencia falando a verdade novamente! Muito obrigado!
  14. @Isadora Ferraz, Sempre lhe agradeço, portanto parece estar fazendo diferença um número... Estou aqui para contribuir também e aprender... Não deve ser impressão minha sobre a grosseria mas irei ignorar.
  15. Obrigado pela dica Isadora! Esta é outra dúvida minha, o IRFP064N tem uma tensão máxima de polarização de 20V, não preciso trabalhar em valores próximos (< 20V) no gate? Por isto usei o TIP122.

Sobre o Clube do Hardware

No ar desde 1996, o Clube do Hardware é uma das maiores, mais antigas e mais respeitadas publicações sobre tecnologia do Brasil. Leia mais

Direitos autorais

Não permitimos a cópia ou reprodução do conteúdo do nosso site, fórum, newsletters e redes sociais, mesmo citando-se a fonte. Leia mais

×
×
  • Criar novo...

Aprenda_a_Ler_Resistores_e_Capacitores-capa-3d-newsletter.jpg

ebook grátis "Aprenda a ler resistores e capacitores", de Gabriel Torres

GRÁTIS! BAIXE AGORA MESMO!