×
Ir ao conteúdo
  • Cadastre-se

R_F

Membro Júnior
  • Posts

    15
  • Cadastrado em

  • Última visita

  • Qualificações

    0%

Tudo que R_F postou

  1. Você deveria pensar ao contrário. É o nobreak que você precisa trocar e não a fonte. Se você não se importa sobre a possibilidade de perder dados mas não queimar os componentes do seu PC, escolha um filtro de linha bom, normalmente da marca Clamper. Em todo o caso, tire esse nobreak. Além de ser fraco não é adequado para o seu PC.
  2. Um ambiente silencioso já serve. Mas depende da aplicação.
  3. @Fabio Paolini caramba, é menor do que imaginei. 45db a 1m é realmente alto. Você calibrou o aplicativo? Eu jamais recomendaria trocar as ventoinhas, pois isso vai invalidar a garantia, mas sendo bem cara de pau, se você fizer isso poste o resultado se possível. Pois tenho interesse de saber qual o resultado disso.
  4. @wesjr vou resumir para você as recomendações que você obterá nesse fórum: 1 - Tentar melhorar a condição da sua rede elétrica (difícil e depende de onde o problema está). 2 - Trabalho? Compre um notebook que te bateria integrada (provavelmente o mais plausível mas vai contra o que você busca). 3 - Nobreak de dupla conversão (é caro, mas é a solução mais conveniente para você de acordo com o que você busca). O que você NÃO vai receber de recomendação: Recomendação de um nobreak off-line seja ele simples ou line-interactive, mesmo se for senoidal puro. Variação entre preço de nobreaks: Simples: 300 até uns 900 reais. Line-interative: 700 até uns 1400. Line-interactive (puro): Por volta de uns 1600 até uns 2000. On-line (dupla conversão): 2400 até ????. Mas vamos dizer que um de 2kVA está por volta de uns 3900 até 4600 reais. Enquanto um de 3kVA vai girar em torno de 5500 até uns 7500.
  5. Você também precisa considerar uma folga de uns 30% em cima desse cálculo de fator de potência. Por outro lado, é bem possível que seu PC não use tudo isso. Sugiro você a fazer uma medição de uso real desse PC e não se basear nas especificações de cada componente.
  6. @LOBIN só uma consideração. Um volante utiliza motores para realizar o force feedback. Para esse equipamento em específico eu recomendo você a manter ele fora do nobreak e colocá-lo em um filtro de linha com DPS.
  7. Se você costuma ter um ventilador ligado sempre na potência máxima, é provável que vai se acostumar rápido com o barulho. Já ouviu falar em ruído rosa ou ruído marrom? São tipos de ruído que não apenas relaxam mas também pode servir de terapia em certos casos. Um ruído rosa (ou até mesmo marrom) é emitido por equipamentos que trabalham com circulação de ar, como um nobreak online. Mais detalhes aqui: https://pt.wikipedia.org/wiki/Ruído_rosa (o exemplo na página está errado, aquilo é um ruído branco). A comprovação de que ventoinhas não são ruído branco: https://www.theatlantic.com/science/archive/2016/02/white-noise-sound-colors/462972/ Veja a diferença entre ruído branco, rosa e marrom aqui: Eu não posso falar por todos os nobreaks online, pois cada um é feito com partes diferentes, principalmente no que diz respeito a ventoinha, então o que eu diria é: teste o nobreak usando o seu direito de arrependimento, são 7 dias para tentar se acostumar. Normalmente um nobreak emite um ruído que gira em torno de 36db a 50db. Sendo que a ventoinha escala conforme a carga na saída e a temperatura. Até hoje não consegui passar dois 25% aqui. Por sinal, olhando o vídeo acima eu diria que o ruído emitido é marrom. Sobre a troca da bateria, sim, você realmente não vai querer trocar ela se você não tiver experiência nessa área. A troca deve ser feita somente por autorizadas. Tanto é que esses nobreaks não facilitam na expansão da autonomia a partir de baterias estacionárias, sendo necessário comprar módulos de expansão. Sobre a duração da bateria, isso não é verdade. Quando o nobreak estiver em modo online (dupla conversão), a bateria fica em flutuação, recebendo carga para não descarregar enquanto alimenta o inversor junto com a rede (e isso zera o tempo de comutação). Na verdade tanto nobreaks line-interactive quanto on-line possuem tempo de vida da bateria maior do que um nobreak off-line. Mas o tempo da bateria também depende de outros fatores como umidade, temperatura, sendo descarga um deles.
  8. Eu tenho um nobreak deles, da linha DNB. Mais precisamente esse aqui: https://www.intelbras.com/pt-br/nobreak-online-racktorre-monovolt-dnb-15-kva-rt A linha DNB é fabricada na China e importado pela Intelbras, não sei te dizer a respeito desses nobreaks off-line deles. Dizem que a linha SNB é um pouco barulhenta pela frequência que a ventoinha liga, mas só li um relato sobre isso. Sobre o suporte, provavelmente melhor que outras marcas de nobreak consolidadas. Já usei duas vezes só para tirar dúvidas.
  9. Muito pelo contrário, estou bem satisfeito com o meu modelo online. Como eu falei lá, ter um modelo online é como ter um ventilador ligado no máximo o tempo todo. Mas como esse barulho é constante, ele não incomoda depois que você se acostuma. Agora se for para pegar no pé mesmo, eu só reclamaria do software de gestão dele que é extremamente arcaico, mesmo para os padrões de hoje. Mas pelo menos é consolidado nesse ramo: UPSlion 2000. Minha observação lá é mais para quem iria se irritar fácil com esse tipo de barulho, porque eu sei que tem gente que prefere o silêncio absoluto. E sobre a luz... não vi nenhum aumento significativo na conta, mesmo deixando ele no modo online (dupla conversão), sem usar o modo ECO (que simula um line-interactive) por mais de 4 dias para teste. E falando nisso, o aproveitamento de energia também é bem melhor, veja bem. Enquanto um short-break você teria no máximo 70% da energia captada, 30% seria perdido por dispersão de calor. No online esse aproveitamento pode chegar a 1 para 1. Se você REALMENTE quer investir, eu até recomendo você a usar seus 7 dias e devolver se não se acostumar. Como eu falei lá, eu peguei um Intelbras DNB RT 1.5KVa / 200V e achei o barulho razoável, mas tem alguns modelos que podem fazer mais ruído no ambiente. Só tenha ciência de que você precisa aterrar as tomadas, porque esses nobreaks não são feitos para usar em instalações elétricas precárias. OBS: Eu também ouvi falar que os modelos da Delta são muito bons.
  10. Talvez você queira saber a respeito desse One Up Nitro por aqui, tenho dois. Um online e ele.
  11. @Bruno Da Costa Gobatto No meu caso esse modelo que eu peguei bipa ao pressionar um botão. Quanto ao barulho, já me acostumei e olha que meu quarto é pequeno. Eu consigo ouvir tranquilamente o som da TV aos 40%, um aumento de 4% com relação volume que eu usava antes. Na verdade o barulho do One Up Nitro fazendo o chaveamento me irrita mais do que o barulho constante do on-line. Mas aí lembro que não tenho quase nada ligado nele no momento e ignoro. No final das contas penso que tenha valido o investimento. Mas é como você falou, se você está acostumado a dormir no silêncio, esse tipo de Nobreak não é para você. No meu caso ele me fez aposentar o ventilador, porque o sistema de ventilação dele faz a função de circular o ar no quarto hahaha. Isso porque o ar que sai dele não chega a esquentar. Com relação a interferências, não reparei nada a respeito.
  12. @Tiago Souza Sampaio talvez você queira ler esse tópico Nele eu posto minhas impressões como usuário final e não técnico, a respeito da compra desse nobreak e também sobre minha experiência com um do tipo on-line.
  13. Desculpe pelo bump. Mas resolvi contar o film dessa saga, de um modo… irônico. Parte I Essa parte é para quem for pelo hype como eu, sem considerar a parte técnica e essencial. Serve basicamente para impedir que novos trouxas comprem o produto sem saber que realmente é. De um ponto de vista de consumidor final. O Nobreak acima realmente trabalha como eu imaginei, por exemplo quando alguém liga a torneira elétrica eu ouço o típico “tec”. É um line-interactive. Ele solta um cheiro forte de verniz no modo bateria, que aumenta conforme a carga na saída. O mesmo pode-se dizer do barulho, quando há pouca carga na saída o barulho é tolerável, depois aumenta conforme a carga é aumentada. Mas assim, acima de tudo ele faz sua função, tem um visual bonito (e da mais FPS). Consegue suportar meu setup inteiro com folga. Não faz barulho quando está no modo rede, somente no modo bateria. Tem um drop de ~30% quando comuta para a bateria. Não salva as configurações feitas pelo aplicativo da fabricante, isto é, tirou da tomada você perde a configuração (e o PowerLook é um recurso horrível para esse nicho, não sei nem porque vem ativo por padrão, ninguém quer perder a conexão porque o PC não está ligado e depois de 5 minutos o nobreak desligou e derrubou toda a carga por usar poucos watts!). Tem um fator de potência de 0.7, então na verdade você leva um nobreak que suporta até 1400W, isso sem levar em consideração que se deve deixar uma margem de fôlego para ele. Nada de demais, 0.7 é um valor bem comum nessa faixa de preço e categoria. Já sobre o software para gerenciamento dele, visual datado, direto dos anos 2000. Mas vem completo e ainda gratuito. Minha maior rixa com esse nobreak, não foi nem com o barulho ou o cheiro, que são ocasionais. Ficou mesmo pelo fato de ele trabalhar como estabilizador no modo rede. Se a sua casa não tem uma energia que oscila tanto, esse nobreak pode até servir. Hoje esse nobreak só alimenta meus modems e meu monitor. Parte II Essa parte é para aqueles que ”caiaram” na conversa técnica desse fórum e de outros achando que um nobreak on-line era somente maravilhas, de um ponto de consumidor residencial, já te digo: não é e você provavelmente deveria pensar duas vezes antes de adquirir um, e seguir o conselho desse fórum e comprar um DPS. Sério, última chance. Por sinal, eu falei residencial. Então não espere que eu explique a parte técnica que você já deveria ter ido atrás pra aprender, nesse fórum mesmo você encontra vários exemplos desse conhecimento! Deixe de ser preguiçoso e corra atrás! Se continuou lendo até aqui, parabéns! Você é tão teimoso quanto eu! iPara chegar nesse estágio, você tem que insistir que não está atrás de um filtro de linha com DPS! Você pelo menos deve saber o que está fazendo, não? Bem, vamos lá… de volta a segunda parte da saga. Como eu sou teimoso e queria por um ponto final nesse assunto. Fui atrás de um on-line, dessa vez não se levando pelo hype de ser um acessório feito para o publico “gamer” (porque afinal de contas o nobreak RGB dá FPS não?) Enfim, dessa vez baseei minha escolha em cima de toda uma pesquisa, visto que esse tipo de nobreak além de ser mais caro, é bem dimensionado para certas aplicações. Já deixo bem claro, esse tipo de nobreak você não vai achar bivolt sem doar um fígado. Ter até tem. Então o primeiro cuidado é escolher para tensão de entrada correta. Concluí minha busca comprando um Intelbras DNB RT 1.5 KVA 220v pela “pechincha” de +/- 3600 reais. Isso depois de revisar as tomadas e aterramentos. Nos primeiros dias, adivinhe. Tentação para acionar meu direito de arrependimento, ô treco barulhento! Tentei colocar esse nobreak em várias posições, perto, longe e o barulho tinha quase o mesmo volume. Então prepare-se porque no início você vai se torturar! E não adianta desligar o nobreak, tem que desligar e tirar da tomada ou a ventoinha não para, mas… foi pra isso que você pagou quase 4000? Para se preocupar em tirar da tomada um equipamento feito para ficar ligado 24/7? Eu acredito que não. Agora minha única preocupação é a conta de luz. Ainda mais na bandeira vermelha… porque esse nobreak gasta quase 100w em operação normal (só ele) e 34w “desligado”. Com certeza já espero um salto razoável na fatura do mês seguinte. Bom, se você chegou, parabéns novamente! Você adquiriu um trambolho que faz barulho para competir com o seu ventilador barulhento e ainda ganha, mas olhe pelo lado bom, energia pura = longevidade no tempo de vida dos teus equipamentos. E se você investiu caro nesses equipamentos, então você vai querer investir caro em um nobreak também. E quando você sair do mundo gamer para abrir uma empresa, pelo menos um dos equipamentos mais caros você já vai ter! Plug-and-Play baby! Mas se você se arrepender e se render a tentação de recuperar seu dinheiro suado, você ainda tem 7 dias para conhecer melhor seu novo brinquedo aproveite bem o trial! No meu caso, o on-line está alimentando meu receiver, subwoofer, TV, console, MacBook, Notebook (home office), celular e PC. Não tudo ao mesmo tempo, claro.
  14. Olá a todos, Queria saber se alguém já teve a audácia de fazer uma aferição nesse nobreak que se diz ser voltado ao público gamer. Ele é um line-interactive então possui um estabilizador, mas a empresa alega que ele também contém um módulo adicional chamado Gaming Sense que faz as devidas correções necessárias nas saídas ao detectar uma fonte PFC, mesmo considerando o fato que ele possui um estabilizador. Detalhes aqui: http://ragtech.com.br/laminas/LAMINA_ONE_UP_ NITRO.pdf Li todos os tópicos do Faller a respeito de nobreaks, estabilizadores e até filtro de linhas, por isso até considero comprar um nobreak de dupla conversão, mas queria evitar o custo se comprovado que esse nobreak é realmente o que diz ser. Tenho tido alguns surtos frequentes de energia aqui e preciso proteger alguns equipamentos bem caros que possuem fontes com PFC ativo. São eles: PS5 PC TV OLED Portanto precisa ser seinodal puro. Eu vi que UPSs da marca CyberPower por exemplo, possuem um componente chamado (AVR ou Automatic Voltage Correction), me pergunto se esse componente se comporta igual nossos estabilizadores e se não, se valeria a pena importar um. Mas só se fosse tão bom quanto um dupla conversão nacional. Sei que eu poderia conviver com essas quedas e surtos, mas já tive problemas com o HD do antigo PS4 indo pro saco, e tenho um HD externo para esse PS5 também. Já tenho dois filtros de linha da Clamper, e não me preocupo muito com proteger de surtos por telefone, porque a internet é fibra óptica. PS: Senão houver esperanças e puderem me sugerir um nobreak de dupla conversão decente de 2kVA com FP de 0,7 ou mais e que seja pequeno eu seria grato. Agradeço desde já.

Sobre o Clube do Hardware

No ar desde 1996, o Clube do Hardware é uma das maiores, mais antigas e mais respeitadas comunidades sobre tecnologia do Brasil. Leia mais

Direitos autorais

Não permitimos a cópia ou reprodução do conteúdo do nosso site, fórum, newsletters e redes sociais, mesmo citando-se a fonte. Leia mais

×
×
  • Criar novo...

Ebook grátis: Aprenda a ler resistores e capacitores!

EBOOK GRÁTIS!

CLIQUE AQUI E BAIXE AGORA MESMO!