Ir ao conteúdo
  • Cadastre-se

Sh4dow_Fre4k

Membros Plenos
  • Total de itens

    325
  • Registro em

  • Última visita

  • Qualificações

    0%

Reputação

0

Sobre Sh4dow_Fre4k

  • Data de Nascimento 01-10-1986 (32 anos)

Informações gerais

  • Cidade e Estado
    Goiânia/Brasilia
  1. Obrigado Zin, essa é uma ótima solução Accabei encontrando um CI que faz todo o recado. MAX3162 The MAX3160/MAX3161/MAX3162 are programmable RS-232/RS-485/422 multiprotocol transceivers. The MAX3160/MAX3161 are pin programmable as a 2TX/2RX RS-232 interface or a single RS-485/422 transceiver. The MAX3162 is configured as a 2TX/2RX RS-232 interface and a single RS-485/422 transceiver simultaneously. http://datasheets.maxim-ic.com/en/ds/MAX3160-MAX3162.pdf Topico resolvido Obrigado!
  2. Olá, caros amigos. Estou com um problema no meu trabalho e estou tendo dificuldade para encontrar a solução. Tenho um equipamento que usa o protoloco RS422 para comunicação. Esse mesmo equipamento possui um cabo com um chip FTDI que faz essa comunicação via porta USB. Portanto, eu sempre estou usando esse cabo, na porta USB do meu computador para me comunicar com o equipamento. O próximo requisito do projeto é que a comunicação com o equipamento fosse sem fio. Logo, pensei em usar um módulo ZIGBEE, que custa em torno de 90 reais e faz comunicação sem fio. Daí, vem o problema. O ZigBee trabalha com o protocolo RS232. Sendo assim, eu preciso converter o meu sinal RS422 para RS232 e, depois, colocar o Zigbee para comunicação sem fio. Procurei no google, na farnell e não encontrei nenhum circuito integrado que faça essa conversão de 422 para 232. Será que estou procurando errado? Me parece uma coisa tão óbvia e simples que achei que seria simples encontrar um produto que faça essa conversão. Agradeço desde já a atenção. Att. Alexandre.
  3. Eu tenho e recomendo. Comprei o note da assinatura e mais um básico, estilo os da DELL por menos de 2mil reais pro meu pai, core i5, sem video dedicado, 500 mb de HD, 4 gb de ram, com HDMI. Tudo que ele precisava, com 3 anos de garantia.
  4. O meu ja chegou Paguei na quinta, chegou na segunda. Ainda estou instalando jogos pra testes... o note é demais! jogando LOTRO passa dos 70 graus fácil. A bateria dura 2 horas. Daqui uns dias eu coloco as avaliações
  5. Comprei exatamente o mesmo notebook... mas com o blueray (sem windows). R$3.363,00 Vou apoveitar o topico e colocar mais um review. Fiz o pagamento hoje! \o/
  6. alguem? :~ Nao consigo encontrar sensores de efeito Hall para pequenas correntes... 1mA e 50mA
  7. eu queria tanto um teclado com Ç de fábrica. :\
  8. Olá pessoal, tudo bem? Bom, é meu primeiro post na área de eletrônica. Meu orientador disse que iria me mandar especificações sobre esses sensores e não mandou. Dai, fui atrás Bom, meu trabalho de graduação é um sistema de aquisição de dados, em tempo real, de um propulsor a plasma, que inclusive, funciona com efeito Hall. (google: PHALL-01) Compramos uma placa PCI-1602, 32 entradas analogicas, 2 saídas analogicas, 32 canais digitais, meio a meio para entradas e saidas, também. A Taxa de amostragem da placa é 100k samples/segundo. Precisão de 16 bits. O Software se utiliza da interface Orocos (tempo real) e da biblioteca Comedi, para a placa. Ambos, programas livres, para Linux. Bom, eu preciso ler 5 sinais de corrente e, para isso, projetamos do modo 'normal'. Corrente passando por um resistor, bem pequeno.. amplificamos a tensão sobre ele para atingir 0-10V... que é a entrada da placa. (filtros e buffers inclusos). Esta tudo ok, orçamentos prontos, simulações testadas, tudo funcionando perfeitamente. No entanto, essa semana meu orientador citou sobre os sensores de efeito Hall. então, numa pesquisa, encontrei esseACS756, por 20 reais, na Farnell: http://www.allegromicro.com/en/Products/Part_Numbers/0756/0756.pdf Tenho correntes muito diferentes pra medir e estou com dúvidas em relação a sensibilidade. Tenho correntes máximas de: 15A, 5A, 1A, 50mA e 1mA. Isso me economizaria varios AmpOPs de precisão, que são bem caros. No datasheet diz: 20 or 40 mV/A output sensitivity. Isso quer dizer que a saída de tensão nao é contínua? Com sensibilidade de 40mV/A eu nunca conseguiria medir 0.5A, nem 3.292A, por exemplo ? Apenas de 1 em 1? Existem sensores com melhor sensibilidade? Isso não seria util pra mim... Eu preciso de no minimo 8 bits de precisão na medida (Imax/2^8). Meu orientador também disse que há sensores de tensão. Eu precisaria de 'conferir' a tensão de saída de certas fontes antigas que existem no laboratorio. A placa envia sinais de controle para as fontes que mandam para o propulsor. As tensões de alimentação são: 15V, 500V, 100V, -800V, -10V. Em alguns diagnósticos, preciso fazer uma rampa de tensão e, portanto, preciso de precisão na medida. No entanto, nao encontrei sensores Hall para medir tensão. Isso existe? Os sensores aceitam tensões altas, até 800V ? Agradeço desde já a atenção. Alexandre.
  9. Philco 15008 é muito bom lha o review aqui do forum.
  10. vai de Philco 15008 tem placa de video forte e processamento robusto.
  11. Ola Eu teno os dois celulares, o Microboard U342 e o Philco 15008. Paguei 1999 no U342 na epoca. Ja é o terceiro notebook microboard que compro e só tenho a recomendar. NUnca me due problema, é super robusto em questao de processamento, tamanho de HD e memoria... fora que é bem leve. é o meu notebook de faculdade. Uso para rodar matlab... fazer coisas da facu... e é muito bom eu faço engenharia. O Philco 15008 eu comprei para minha irma que queria um computador ROBUSTO e com placa de video. Ele é mais pesadinho, mas nao é nada de matar. Pra voce ter ideia, a pontuação da placa de video é MELHOR que meu desktop com 8600gt (da assinatura). No quesito processamento e robustez, os dois são iguais. A diferença mesmo é na placa de video. Portanto, se voce quiser o note para alguns jogos legais, o philco é muito bom mesmo. placa de video forte e de baixo custo (2199 reais). o microboard é estavel, robusto, otimo de processamento mas nao possui os recursos de video. Por isso, hoje esta na faixa de 1600...1700.. 1800 reais. Faça sua escolha. Estou muito feliz com ambos.
  12. compre um Philco 15008. Vai te satisfazer e ainda com sobra 2199 no extra. veja o review neste proprio forum. recomendo :*
  13. Comprei o notebook na segunda feira e chegou na sexta Instalei o Seven 64 bits e consegui fazer tudo funcionar, conforme post na primeira pagina, incluindo todas as teclas Fn. Drivers todos atualizados e funcionando. Estou instalando o World of Warcraft no momento pra testar o desempenho no maximo do wow. É um OTIMO NOTEBOOK! Estou encantado!!
  14. Olá Pessoal, tudo bem? Minha pergunta é meio difícil de ser 'feita'. No entanto, com o exemplo, fica mais fácil de ser entendida. Estou criando uma Classe Arquivo, que tem como Classe-mãe a classe ofstream, de escrita de arquivo. No Arquivo.h #include <ofstream> #include <string> class Arquivo : public ofstream { public: void cria(string nome); Arquivo(); ~Arquivo(); } ============= no Arquivo.cpp Arquivo::Arquivo() { } void Arquivo::cria(string nome) { <this?>.open(nome); // quero referenciar o proprio objeto que foi criado, lá no programa.cpp. } ============= no programa.cpp // ... codigo e codigo ... Arquivo teste; teste.cria("teste.txt"); // o proprio objeto teste esta sendo usado para 'mexer' no arquivo. teste.close(); ================ Gostaria de fazer isso apenas para facilitar a explicação do código com funções 'minhas'. Isso faz parte de um projeto de pesquisa na Universidade. Eu posso fazer a função modificar o proprio objeto a que ela é chamada? Atenciosamente, Alexandre.
  15. Olá pessoal. Obrigado pelas dicas. Conversei com minha irmã e ela, primeiramente, optou pelo DELL com a garantia 'quebra-tudo e ganha um novo'. Mas ai, quando mostrei a pontuação das placas de video do Philco e da DELL, ela disse que preferia o Philco. Bom, eu também preferi o philco, então entramos nesse consenso. A Máquina já foi comprada e está a caminho. PS: PowerNote vai ser o MEU novo notebook (em breve, postarei mais perguntas e informações, mas em outro topico). Obrigado novamente!.

Sobre o Clube do Hardware

No ar desde 1996, o Clube do Hardware é uma das maiores, mais antigas e mais respeitadas publicações sobre tecnologia do Brasil. Leia mais

Direitos autorais

Não permitimos a cópia ou reprodução do conteúdo do nosso site, fórum, newsletters e redes sociais, mesmo citando-se a fonte. Leia mais

×