Ir ao conteúdo
  • Comunicados

    • Gabriel Torres

      Seja um moderador do Clube do Hardware!   12-02-2016

      Prezados membros do Clube do Hardware, Está aberto o processo de seleção de novos moderadores para diversos setores ou áreas do Clube do Hardware. Os requisitos são:   Pelo menos 500 posts e um ano de cadastro; Boa frequência de participação; Ser respeitoso, cordial e educado com os demais membros; Ter bom nível de português; Ter razoável conhecimento da área em que pretende atuar; Saber trabalhar em equipe (com os moderadores, coordenadores e administradores).   Os interessados deverão enviar uma mensagem privada para o usuário @Equipe Clube do Hardware com o título "Candidato a moderador". A mensagem deverá conter respostas às perguntas abaixo:   Qual o seu nome completo? Qual sua data de nascimento? Qual sua formação/profissão? Já atuou como moderador em algo outro fórum, se sim, qual? De forma sucinta, explique o porquê de querer ser moderador do fórum e conte-nos um pouco sobre você.   OBS: Não se trata de função remunerada. Todos que fazem parte do staff são voluntários.

Dick Trace

Membros Plenos
  • Total de itens

    1.242
  • Registro em

  • Última visita

  • Qualificações

    0%

Reputação

406

Sobre Dick Trace

  • Data de Nascimento 01-01-1910 (108 anos)

Informações gerais

  • Cidade e Estado
    ---
  1. "As if it couldn't get any worse, by Intel's own admission, its first- and second-generation 10nm technologies -- 10nm and 10nm+, respectively -- will offer worse performance than its upcoming 14nm++ technology . Intel says the company's 10nm technology won't open up a clear performance lead over its 14nm++ technology until its third iteration -- known as 10nm++ -- which should go into production sometime in 2020." A Intel realmente parece ter problemas nos 10nm, mas não vi essa admissão da Intel sobre os refinamentos do processo e tenho minhas dúvidas de que isso seja verdade, já que isso teria grande repercussão na internet em vez de apenas no Motley Fool. E para mim não ficou claro o que o autor quis dizer com "performance" (Yields do processo? Custo por CPU fabricado no processo? Clocks máximos atingidos pelos CPUs nesse processo? Consumo mínimo dos CPUs no processo? Todas as anteriores?). Mas se a coisa estiver tão ruim talvez fosse melhor a Intel acelerar o processo de 7nm e pular o de 10nm, já que eles precisam lançar de vez uma arquitetura realmente nova, senão será um desastre "nível Itanium". Mas é evidente que a Intel eventualmente perderá a liderança nos processos já que a lei de Moore está chegando ao fim.
  2. Os CPUs x86 da Intel são feitos no último processo disponível enquanto os chipsets são feitos no processo anterior. Mas como deu problema no processo de 10nm os CPUs ficaram em 14nm, já os chipsets foram de 22nm para 14nm sem problemas, e agora chipsets e CPUs são feitos em 14nm, mas caso falte capacidade nas fábricas para fazer ambos no mesmo processo a prioridade é dos CPUs . Então eles precisam de mais 2 melhorias no processo para chegar onde já estão hoje? Você tem um link?
  3. A placa mais cara (seu segundo link) não tem saída de vídeo onboard, então não serve para um Ryzen 3 2200G com vídeo integrado. Pegue o kit da Pichau mencionado pelo Math.Pi, e certifique-se que seu monitor tem entrada HDMI (se não tiver é só comprar um cabo ou adaptador HDMI/DVI por R$10): https://www.pichau.com.br/pichau-kit-upgrade-amd-ryzen-3-2200g-msi-a320m-pro-vh-plus-ddr4-8gb-2133mhz
  4. O Meltdown afeta apenas a Intel, e é mais fácil de ser usado mas também mais fácil de se prevenir/corrigir, já o Spectre é mais díficil de ser usado e mais difícil de prevenir/corrigir, além de afetar vários CPUs lançados nas últimas décadas por vários fabricantes. Mas na minha opinião, hoje em dia os sistemas de hardware e software são tão grandes, complicados, bugados e obscuros que falar em segurança é meio absurdo.
  5. O Meltdown afeta CPUs Intel, já o Spectre afeta diversos CPUs de diversos fabricantes. A AMD é mais suscetível ao Spectre variante 2, e lançou um patch que precisa ser aplicado no BIOS das placas-mães em geral, o que exige que os fabricantes lancem BIOS atualizados para cada placa.
  6. O StoreMI mantém o SO e os arquivos/programas mais usados no SSD e move o resto para o HD mecânico. O uso de RAM é opcional. Ele ainda não suporta redundância (RAID 1 a 6) e por isso se um dos 2 discos falhar o conteúdo do outro disco também é perdido. O esquema original usado em datacenters deve ter redundância, mas como o StoreMI ainda não suporta então acho difícil que ele seja usado em datacenters a não ser em casos específicos onde a perda dos dados não é crítica. Sem falar que o StoreMI ainda só roda em Windows, não havendo ainda suporte ao Linux. FAQ da AMD sobre o StoreMI: https://www.amd.com/system/files/2018-04/AMD-StoreMI-FAQ.pdf ReRAM (Optane) é melhor que memória flash em caches pequenos de 16/32GB porque tem maior durabilidade à regravações. Veja no review do 900P linkado no meu post anterior que ele aguenta até 10 regravações diárias de todo o disco (e o P4800X aguenta ainda mais), mas se um SSD de memória Flash passar por isso (o que deve ocorrer num cache de 16/32GB já que ele é pequeno) ele sofrerá degradação e perda de desempenho mais rapidamente que as memórias ReRAM. Eis um comparativo da durabilidade à regravações entre RAM, Flash e ReRAM (3D XPoint = ReRAM = Optane). ReRAM é muito mais durável que Flash: Tinha um slide melhor que essa figura acima, mas não estou achando agora.
  7. O StoreMI é só um tipo de RAID-0 via software que usa dois discos de desempenhos diferentes, sincronizados via barramento PCI-E para simular um "disco híbrido", o que resulta em menor confiabilidade (se um dos discos falhar você perde tudo) e em menor desempenho (discos sincronizados via PCI-E). EDIT: Menor desempenho em comparação a um HD híbrido de verdade, que não precisa usar PCI-E para sincronizar já que ele faz tudo internamente. E nenhum datacenter usaria RAID-0. Memórias ReRAM podem ser usadas sozinhas em drives como os Optane, em caches/buffers dentro de discos híbridos ou em esquemas via software como o StoreMI, mas atualmente são mais interessantes como uma grande "expansão de RAM". Existem planos para fazer memórias ReRAM/PCM em pentes compatíveis com slots DDR4, com suporte nativo no BIOS e de modo invisível para o sistema operacional. A RAM DDR4 ainda é mais rápida (mas é volátil), mas as memórias ReRAM tem capacidades bem maiores que as DDR4, preços menores, são não-voláteis e tem durabilidade bem maior que memórias flash. Por exemplo, veja a simulação Maelstrom no software Houdini. Ela usa de *MUITA* RAM para calcular um único quadro, sendo que a típica quantidade de RAM nos PCs geralmente não basta e por isso os discos acabam sendo usados como memória auxiliar: Agora veja os resultados em um PC com 32C/64T e 64GB de RAM calculando apenas 8 quadros do Maelstrom: Fonte: http://www.storagereview.com/intel_optane_ssd_900p_series_review Os quase 20 minutos de vantagem do Optane 900p contra os melhores SSDs flash mostram as vantagens da memória ReRAM versus memórias Flash. E os discos de memória flash usados terão degradação maior com o tempo e vida útil menor que os discos Optane com ReRAM caso você viva fazendo simulações desse tipo. Mas se você não vai judiar do disco (usar como RAM) e quer apenas armazenar, carregar e transferir arquivos e programas, aí SSDs flash e HDs tradicionais são uma melhor opção (ao menos por enquanto).
  8. Na verdade a Optane é a melhor memória para ser usada em drives híbridos. Sua largura de banda atualmente é pior que as das memórias flash mas é suficiente para servir de buffer para o HD, mas sua latência e durabilidade são muito melhores que as das memórias flash e isso importa mais que a largura de banda quando o buffer é pequeno, com 16 ou 32GB de tamanho. Mas hoje o principal atrativo das memórias ReRAM/PCM é como complemento da memória RAM, não como disco de armazenamento como é o caso das memórias flash. E o objetivo a longo prazo das memórias ReRAM/PCM é unificar a memória RAM e os discos numa única memória não-volátil. Mas como a maioria das pessoas aqui só roda programas que usam pouca RAM (geralmente jogos) e por isso só usa os discos para armazenamento, aí realmente não faz muito sentido ter um drive ReRAM/PCM exclusivo. O 800P é o pior dos drives Optane, mas ainda assim ele estará funcionando enquanto a memória flash do SSD perde desempenho e durabilidade com o passar do tempo por causa do número de regravações.
  9. Vamos esperar para ver quando começará a produção em massa de CPUs em cada processo, já que problemas semelhantes aos da Intel também podem ocorrer com a GF/TSMC. A Intel já vende CPUs Cannon-lake de 10nm, mas restritos a dual-cores e em quantidades minúsculas.
  10. O Ryzen+ ainda é feito com um processo de 14nm otimizado. O nome original do atual processo era "14nm+", mas foi mudado para "12nm" por motivos de marketing.
  11. Nas APUs Ryzen o IGP Vega pega mais 8 linhas PCI-E 3.0 do processador, sobrando apenas 8 linhas para uma eventual VGA, e se a placa-mãe tiver suporte para SLI/Crossfire o segundo slot x16 é desativado quando uma APU é instalada, por falta de linhas PCI-E.
  12. Não tenho acompanhado muito isso, mas até onde sei o número de raias PCI-E no CPU e chipsets permanece o mesmo enquanto os novos chipsets tem upgrade na versão do PCI-E (a série 300 tem raias PCI-E 2.0 enquanto a série 400 finalmente tem PCI-E 3.0). Ou seja, a largura de banda das raias vindas do chipset irá dobrar na série 400, e como as raias PCI-E são multiplexadas para fazer portas SATA, USB, slots x1, etc, então o dobro da largura de banda possibilita suporte a mais portas, slots e periféricos.
  13. As mídias graváveis tradicionais não tem boa confiabilidade a longo prazo, especialmente quando o preço vai barateando com o passar dos anos. Os disquetes fabricados nos anos 80 tem durabilidade muito maior que os disquetes fabricados nos anos 2000, porque nos anos 80 os disquetes eram mais caros e importantes, e por isso fabricados com materiais melhores que os disquetes dos anos 2000 quando disquetes já eram obsoletos. E o mesmo vale para DVDs e pendrives. Se você gravar algo no típico DVD, pendrive ou HD/SSD moderno e deixá-lo numa gaveta por vários anos, existe boa chance de ter perdido seus dados até lá por causa de degradação da resina do DVD, descarregamento elétrico do pendrive/SSD ou desmagnetização no disquete ou HD (além de falhas mecânicas). As melhores mídias para backup e armazenamento a longo prazo ainda são os tapes e microfilmes de boa qualidade, mas tais mídias são mais caras e não muito práticas para uso pessoal. E de qualquer forma você precisa ter pelo menos 2 cópias dos seus dados importantes. Se você não gosta de "backup nas nuvens", uma opção seria comprar um servidor NAS pequeno (ou usar um PC velho), colocar 2 HDs magnéticos de 2,5 polegadas e fazer RAID1 (espelhamento). Dessa forma se um HD der problema você ainda tem o segundo HD com todos os seus dados, e aí você troca o HD quebrado (ou ambos) sem perda de dados.
  14. Os CPUs do PS4 e Xbox são octa-cores legítimos baseados na arquitetura Jaguar, e não FX/Bulldozers de 4 módulos.

Sobre o Clube do Hardware

No ar desde 1996, o Clube do Hardware é uma das maiores, mais antigas e mais respeitadas publicações sobre tecnologia do Brasil. Leia mais

Direitos autorais

Não permitimos a cópia ou reprodução do conteúdo do nosso site, fórum, newsletters e redes sociais, mesmo citando-se a fonte. Leia mais

×