Ir ao conteúdo
  • Cadastre-se

Beppe

Membros Plenos
  • Total de itens

    40
  • Registro em

  • Última visita

  • Qualificações

    0%

Reputação

1

Sobre Beppe

  • Data de Nascimento 08/06/1985 (34 anos)

Informações gerais

  • Cidade e Estado
    Igrejinha - RS
  1. Oi! Foram instalados dois cabos de rede aqui, porém nenhum funciona. Cada cabo tem uns 60m e devem ligar um micro a um hub. Eu vi que as pontas seguem o modelo 568b, pela lógica eu acredito que não tem problema com isso, dese que as pontas sejam iguais. Ou realmente as cores precisam estar na sequencia certa? A rede do computador está bem configurada, chequei levando o micro até o local do hub. Eu imagino que pode ser desde a qualidade dos cabos até a instalação. Mas o que é mais provável? Obrigado pela atenção.
  2. você vai iterar por cada caractere da string. Sempre que você encontrar o caracter '%', você verifica o próximo: se for 'i', você converte o próximo vararg para integer; se for 'd', converte próximo vararg para double. Senão, você imprime o próprio caractere.
  3. 1) O .NET não especifica o sistema de arquivos. Ele roda sobre o Win98(FAT32) e também em Linux(Ext2, etc) 2) Sim
  4. Beppe

    Compilador

    O livro dragão chama-se "Compiladores: Princípios, Técnicas e Ferramentas". Mas esqueça este. É um saco, além de estar bastante desatualizado. Sairá uma nova edição este ano, mas pra ficar bom eles terão que reescrever do zero. Um ótimo livro sobre como organizar um compilador é "Modern Compiler Implementation in Java", 2ª edição, por Andrew Appel. Outro livro ótimo também, é "Modern Compiler Design", por Dick Grune e outros. Tem uma versão em português deste, mas traduções em geral são um lixo. Você também deveria ler livros sobre conceitos de linguagens, como "Programming Laanguage Pragmatics", por Michael Scott. A leitura do livro online "Art of Assembly Programming" de Randall Ryde também é apreciada, se quiser gerar código de máquina. E esqueça VB, você não fará nada decente nessa linguagem(compiladores se beneficiam grandemente de OOP). Boa sorte.
  5. A versão gratuita é apenas um compilador. A versão paga(C++Builder) tem um IDE.
  6. Beppe

    HURD

    O Hurd é baseado no Mach, um microkernel desenvolvido como pesquisa. A grana tinha acabado, projeto nunca foi bem-sucedido e seus projetistas foram trabalhar na MS. Um microkernel deixa seu PC mais lento, em troca de uma estabilidade que pode ser ganhada num monolítico bem pensado. Eu não acredito que o Hurd um dia seja uma opção.
  7. Valeu pessoal, vou ripar o bichano e testar.
  8. Obrigado pela dica, carvalhoso. Mas acredito que todos sejam EXE. Vou procurar saber se há como reverter para swf, mas acho difícil...Claro, isto depois de tentar o Wine...as coisas já são complicadas, por que complicar mais? hehe Valeu.
  9. OK. Mas roda naquelas estações que citei no início(Pentium 100MHz, 32MB RAM)? Eu não acho que preciso ser bonito(acho esta a principal falha do Freedows), mas que funcione e atenda a proposta didática. Quanto ao Linux ser mais difícil de lidar, isto não é um problema porque com Windows destroçam tudo da mesma maneira. Valeu.
  10. Anotado. Mas o KPoker eu vou deixar, se der pra jogar em rede, tiro uma grana dos professores. hehehe T+
  11. OK, vou propor isso, se não rolar com o fridous.
  12. Valeu cara Já é um começo, mas o pessoal é bem exigente, afinal é isso que fazem praticamente toda semana o ano inteiro, por isso a necessidade de variedade.
  13. Esta versão do Freedows é a Thin Client, modelo cliente-servidor, tipo terminal burro. Claro, também não concordo com esse exagero aí, mas a decisão não é minha. Posso apenas sugerir. A dica de uma outra distro está anotada. Eu gostaria de tentar o Fedora(em que o Freedows é baseado), mas o Conectiva teria um suporte não é? Como não serei eu a usar dia-a-dia, mas alunos de ensino fundamental, e professores, qual a mais aconselhável para este público? Brigadão.
  14. Nos laboratórios de informática das escolas daqui, os professores usam com as crianças programas que estimulam o desenvolvimento delas e etc...Normalmente são feitos em Flash, e eles se reproduzem como coelhos por aí. Mas este ano dois laboratórios novos serão implantados com o Freedows(possível migração para outro Linux). Existe opções didáticas para o ambiente Linux? Editores de texto e de desenho não são suficientes. Seria uma boa implantar um Linux nestes labs? Aqui todos são acostumados com Windows, e para haver padronização entre as escolas, precisa ser vantajoso. Deixe sua experiência ou conhecimento aqui. Obrigado.
  15. Fui instruído a instalar o Fridous, num laboratório com um servidor(2.5GHz,480+32MB) e 10 estações(100MHz, 32MB). Ele se recusou a instalar, porque precisa(segundo o pessoal do suporte) de 512MB de RAM. Ele manifesta o problema deixando o monitor louco. O último que testei(foram 6 monitores) exibiu na tela que a frequência(Hz) estava "Out of range". Eu fico indignado porque eu entendo um pouco sobre SO's e o modelo de memória. Custava colocar um checagem de memória? Um "printf" seria bem mais instrutivo do que o que é feito atualmente. Qual será realmente o problema? O instalador está sobrescrevendo a memória(compartilhada) de vídeo? Sei não... Eu venho até vocês porque como é para uma escola, acho que será melhor empregado o dinheiro para adição de mais RAM($400) em uma impressora por exemplo. Até porque não acredito que isto resolveria o problema. Grato por qualquer ajuda.

Sobre o Clube do Hardware

No ar desde 1996, o Clube do Hardware é uma das maiores, mais antigas e mais respeitadas publicações sobre tecnologia do Brasil. Leia mais

Direitos autorais

Não permitimos a cópia ou reprodução do conteúdo do nosso site, fórum, newsletters e redes sociais, mesmo citando-se a fonte. Leia mais

×
×
  • Criar novo...

GRÁTIS: minicurso “Como ganhar dinheiro montando computadores”

Gabriel TorresGabriel Torres, fundador e editor executivo do Clube do Hardware, acaba de lançar um minicurso totalmente gratuito: "Como ganhar dinheiro montando computadores".

Você aprenderá sobre o quanto pode ganhar, como cobrar, como lidar com a concorrência, como se tornar um profissional altamente qualificado e muito mais!

Inscreva-se agora!