Ir ao conteúdo
  • Cadastre-se

CeDahmer

Membro Pleno
  • Total de itens

    213
  • Cadastrado em

  • Última visita

  • Qualificações

    0%

Reputação

1

Sobre CeDahmer

  • Data de Nascimento 03/11/1976 (44 anos)

Informações gerais

  • Cidade e Estado
    Pérola d'Oeste - PR
  1. Estive precisando comunicar dois projetos independentes, um deles que tem tem inúmeras outras funções e utiliza da porta USB para comunicação com supervisórios, sendo composto por um microcontrolador 18F4550, já com a função meste pois utilizava outros dispositivos I2C como memórias, relógios. E outro projeto sendo um pequeno web servidor com o microcontrolador PIC18F4620. Este último com a função simples de hospedar uma página HTML que na verdade é a forma do supervisório acessar as informações e, afinal de contas interagir através de um browser. Bem, é fácil de imaginar o porque de integ
  2. Ah... estou usando o CCS, desculpe não ter postado isso. Mas estou querendo saber mais sobre o protocolo, e indiferente o compilador o funcionamento deve ser semelhante. Se tiver alguma coisa acho que me ajudará muito, pois estou achando pouco material na internet, e não tráz nada específico, ou que possa me ajudar.
  3. Boa tarde... Uso um PIC 18f4550, onde está conectado um 24C256 e um Ds1307 por I2C, pelos pinos B1 e b0, ou seja por software, pois os outros estavam ocupados, tudo funciona, mas agora ao adicionar um 16F877A, estou tendo sérios problemas, a comunicação até ocorre, mas as respostas não são as que eu solicito, e o funcionamento da memório e do RTC, são alteradas. A seguir o código usado nos PICs: Linhas do I2C do escravo 16F877A #use i2c(Slave, slow, SCL=PIN_b1, SDA=PIN_b0, address=0x80)#INT_SSPvoid ssp_interupt(){ int8 incoming, state; state = i2c_isr_state(); if(state <= 0x8
  4. Não sei se já resolveu o problema, mas comigo também acontecia essas mensagens de erro, e o problema estava no microcontrolador, troquei o mesmo e não tive mais essas mensagens, eu utilizo o gravador clone do K150.
  5. Muito interessante as idéias e opiniões colocadas pelos amigos. Realmente não posso usar algo grande pois, além da limitação financeira, tem a limitação de espaço, pois pretendo colocar tudo em uma plaquinha de 10x10 cm, os 20 sensores, o microcontrolador 18F452, sua alimentação, além da interface de comunicação i2c. Eu já tinha pensado em rele externo ou uma contactora de baixa corrente, mas é muito grande e caro. Portanto vou criar dois protótipos para testar, um com um divisor de tensão, e outro com um optoacoplador. Mas vou precisar ainda muito da ajuda dos amigos, pois tenho muito ainda
  6. Obrigado pelas respostas, e desculpem por não ter me esclarecido o suficiente. Aqui no estado do Paraná a COPEL disponibiliza as tensões 127V e 254V para áreas rurais, onde o circuito será usado. O funcionamento é o seguinte; ao final de uma rosca sem fim, existe um sensor de fim de curso NC, quando a rosca sem fim estiver cheia de ração, a mesma pressiona a membrana do sensor que abrirá, e não conduzirá mais, no momento em que o nível da ração baixar, o sensor fecha os contatos e conduzirá os 254V até uma contactora que ligará um motor que aciona a rosca sem fim, enchendo novamente de raçã
  7. Boa noite pessoal... Mais uma vez venho pedir ajuda aqui neste fórum aos amigos que tanto já me ajudarão. Pesquisei aqui no fórum e na internet, porém não encontrei nada sobre o que eu preciso, mas eu queria umas opiniões sobre uma ideia que tive. Preciso que um microcontrolador, saiba se um sensor fim de curso está conduzindo ou não, esse sensor conduz em 254V, como a tensão suportada pelo microcontrolador pode ser no máximo 5V e contínuo para o mesmo não queimar, preciso tornar esse sinal compatível, então pensei no seguinte: Usar um divisor de tensão e em seguida um diodo para conduzir
  8. Bom dia pessoal. Mais uma vez neste fórum que tanto me ajudou, venho pedir mais uma ajuda aos amigos. Tenho uma placa que usa um PIC 18f4550 e monitora sensores e liga alguns motores, até aí tudo bem, tudo funcionando perfeitamente, o problema é que ao ligar um motor específico o PIC reinicia, e esse motor não é ligado pelo microcontrolador, ele está fora deste sistema, e olha que é um motor de apenas 1CV. Eu acredito que o PIc esteja reinciando por sobre tensão, pois algumas vezes ele trava e reinicia quando esse motor é desligado. Claro que o problema é o travamento, o watchdog está progra
  9. O coletor do Q1 liga ao pino do microcontrolador, que monitora a falta ou não de alimentação. Lembrado que D11 existe apenas no esquemático. Neste mesmo pino do microcontrolador, também está conectado um resistor de 10K ao +5V funcionando como pull-up.
  10. Desculpe, o correto é Q1 e Q2.
  11. Obrigado amigo Faller, mas o led D11, não é montado na PCI, ele apenas está aí para que eu possa testar a funcionalidade do sistema, pois ele é do tipo active, pode observar que ali está package=null, ele nem irá para o ARES, por isso nem o marquei. Mas o problema é a queima dos transistores Q10 e Q12. Mas mesmo assim agradeço pela atenção.
  12. Boa noite... Desenvolvi uma placa que usa um microcontrolador. Vou descrever apenas a parte do circuito onde está o problema. A alimentação é por 12V alternado, mas existe uma conexão com um bateria externa também de 12V. Caso falte a alimentação alternada, automaticamente o circuito passa a operar com a bateria, mas para que o microcontroador saiba disso, e acione um alarme, existe um circuito específico que envia um sinal negativo para um pino do mesmo, assim, contando com a alimentação normal, o pino receberá sinal positivo proveniente de um resitor de pull-up de 10K, caso essa alimentaçã
  13. Boa noite... Um dispositivo LCD 20X4 quando fica ligado por algum tempo (algumas horas ou dias), começa a exibir uns caracteres estranhos incompreensíveis e aparentemente jogam todos os caracteres em apenas 1 ou duas linhas. Fiz todos os testes possíveis e que eu sabia no código, e nada de resolver o problema, mas ao pesquisar outras coisas no google, me deparei com um fórum que sugeria colocar capacitores no display. Portanto acho que o problema não está no código, pois se eu resetar o microcontrolador, ele não corrige os caracteres, apenas de desligar e voltar a religar. Eu nunca tinha pen
  14. Bom quanto as soluções dos amigos Matheus e Nélio. Não possuo osciloscópio, mas testando com o multímetro ele corresponde registra a oscilação de leitura, apesar de ser mais difícil perceber, pois meu multímetro é digital e o nível 0 mal apenas é percebido pois demora até o multímetro registrar. A leitura é feita lendo o sinal baixo emitido pelo sensor, a cada 0 é somado um incremento e depois dividido por 7,5 para obter l/min Quanto a ar na tubulação, até pode ser, pois estive olhando no google algumas instalação de hidrômetros e verifiquei que não é recomendado o mesmo estar na parte supe
  15. Boa tarde... Comprei um sensor de fluxo de água modelo FS300A G3/4, e instalei em uma tubulação que passa em torno de 2 litros por minuto, conectei ele a um microcontrolador PIC, para fazer a leitura deduzi por um manual em mandarim que ele emite 7,5 pulsos a cada litro de água. Liguei um resistor de 10K como pushdown entre o pino de sinal e a alimentação positiva, até aí tudo bem. Realmente ele envia pulsos ao passar da água, mas o problema está na grande oscilação, pois em alguns minutos ele registra 50 l/min, em outros 0,2 l/min, sendo que a passagem de água é constante sem variação. Alg

Sobre o Clube do Hardware

No ar desde 1996, o Clube do Hardware é uma das maiores, mais antigas e mais respeitadas comunidades sobre tecnologia do Brasil. Leia mais

Direitos autorais

Não permitimos a cópia ou reprodução do conteúdo do nosso site, fórum, newsletters e redes sociais, mesmo citando-se a fonte. Leia mais

×
×
  • Criar novo...

Aprenda a ler resistores e capacitores

EBOOK GRÁTIS!

CLIQUE AQUI E BAIXE AGORA MESMO!