Ir ao conteúdo
  • Cadastre-se

RodrigoBragaMG

Membros Plenos
  • Total de itens

    515
  • Registro em

  • Última visita

  • Qualificações

    0%

Reputação

8

Sobre RodrigoBragaMG

  • Data de Nascimento 16/02/1988 (32 anos)

Informações gerais

  • Cidade e Estado
    Gov. Valadares - MG
  • Sexo
    Masculino

Outros

  • Ocupação
    E-commerce
  1. Sim, ele disse que conseguiu. Só alegou que demorou um pouco por conta da regravação, mas não peguei os detalhes do motivo ainda. Bem, usei ela por 10 anos, nunca tive esse problema (com a BIOS, nem mesmo em todas atualizações que fiz até a última versão). Então não sei mesmo... Apenas tinha curiosidade de saber se é "comum" uma bios corromper por um curto como neste caso, em 2 mosfets. O serviço ficou em R$290,00: - Os 2 mosfets - Troca dos thermalpads de cada dissipador (para acesso ao mosfets teve que retirar todos os dissipadores, pois na GA-EX58-UD5 eles são interligados com canos: https://www.gigabyte.com/Motherboard/GA-EX58-UD5-rev-10#ov) - 1 reparação de trilha dos slots DDR3 1 e 2 (bem pequeno, como se fossem 2 milímetros). - Regravação da BIOS Sei que gastaria bem mais na Getech (considerando o frete também). Mas é isso.
  2. Com esforço achei um técnico muito bom aqui em GV, que tem especialidade nestas placas-mãe. Problema foram 2 mosfets em curto. Aí, retirou dois de uma Sabertooth (plataforma AMD) e deu certo, todas as phases funcionando. Mas, disse que as BIOS estavam corrompidas e teve que regravar as mesmas... Essa placa tem Dual BIOS, clear CMOS, etc, realmente não tenho conhecimento se tal corrompimento é comum de ocorrer em casos de curto. Mas, é isso aí. Placa recuperada. E vai me dar garantia de 6 meses.
  3. Pois é, único mercado no mundo que usado, quase sucata, valoriza... Vamos ver. Vou mandar para lá essa semana ainda e depois atualizo aqui como ficou.
  4. Talvez, pelo que analisei acho que não... Mas, como não cobram pelo orçamento, ao menos perderia só o frete se não tiver jeito. Sobre comprar outra, chegou a ler a parte sobre terem virado relíquia no mercado né..? Tem gente vendendo uma Rampage II Gene no ML chipsets esquentando além do normal por R$1.000,00... Mas agradeço pela ajuda!
  5. Ela até dá sinal de vida (com o pino 12v conectado), mas fica parada com apenas 2 phase leds acesos (verde e laranja salvo engano). Mas o LED Post por exemplo fica zerado. Inclusive, mesmo sem o CPU inserido no socket, ela só liga sem o pino 12V conectado. Já sem o pino 12V liga normalmente, o LED Post aceso, etc, estável. Ontem fui buscar onde esquentava com um termômetro digital e nada, nenhum ponto da placa passou nem perto de 30º. Aí, depois de um bom tempo com ela energizada, comecei a sentir um leve cheiro de queimado. E veio logo embaixo deste heatsink (exatamente pela região onde o parafuso estava parado quando retirei do gabinete): https://drive.google.com/file/d/1RMxxQzakswnE0YiNNYk99BfMBP06RfFD/view?usp=sharing Como o heatsink é conectado com os outros dois maiores nessa placa, deixei do jeito que está... Meu medo são os custos da Getech. Pelos relatos que vi na adrenaline, por baixo seria R$250,00, mais R$100,00 a R$200,00 por hora de trabalho. Às vezes me dá vontade de tirar esse heatsink, identificar o mosfet ou diodo, e ver se consigo trazer do Aliexpress. Aí levar em alguma eletrônica industrial pra trocar.
  6. Trata-se de uma GA-EX58-UD5. Após 10 anos de cuidados, fiz uma grande besteira e não percebi que um parafuso caiu entre a placa-mãe e a chapa do gabinete (estava limpando e trocando os fans) e, com isto, deu curto na região do Northbridge... A placa liga normalmente sem o pino de 12V conectado. Minha fonte é uma Corsair HX1000W, acho que se fosse uma ruim, sem proteções, seria bem pior. Usava com um XEON W3680 a 4.4GHz e 3800MHz de Uncore + 1x GA RX 5700 XT 8GB OC, batendo muito setups atuais (Média de 140 fps no Warzone, indo até 200 FPS no Gulag por exemplo, ou 300 FPs na parte do treinamento)... E sim, esse setup de 10 anos de idade segurava com sobra essa placa. O gargalo só começa se você colocar tudo no LOW/1080P em alguns jogos, mas, mesmo assim no Warzone ela ficava entre 85 a 95% de uso médio, no Low/medium... Aí fica difícil descartar um setup desse. Pretendia migrar quando as DDR5 chegassem. Enfim , o pessoal das antigas, sabe que essas placas viraram relíquias no mercado... Pra importar uma do mesmo nível de construção, se você não pagar imposto (improvável), sai por mais de R$1.000,00 com o dólar atual. No Mercado Livre colocam placas bem piores (construção, temps, etc) por mais de R$1.000,00 e vendem rápido. Como deve ter sido um mosfet ou capacitor que queimou (ou mais de um, não tirei o heatsink para usar o multímetro, pois no teste com termômetro digital ou "dedômetro" nada está esquentando, mas senti cheiro de queimado), vale a pena recuperar. Então, quais seriam as assistências recomendadas atualmente? Moro no interior de MG, não importa ser de outro Estado. Já pesquisei muito e vi que as mais "comentadas" aparentemente são Getech e Mobofix, ambas com ressalvas/relatos negativos em fóruns (a primeira sei que o preço é bem alto, já a segunda tem preço fixado, mas parece que é uma casa, não tem porte de loja). Também li sobre Pctronics, Overclock Informática, Hartech (mas essa última aparentemente só mexe com GPUs). Gostaria de ajuda para tomar a melhor decisão. Agradeço desde já a todos que ajudarem. Att.
  7. Umas 35 horas no máximo talvez... Como citei no meu caso é short-break mesmo, as quedas da CEMIG aqui em regra são rápidas, coisas de segundo... Se fica prolongada eu desligo (como tenho SSD é rápido salvar tudo). Tem um vendedor oferencedo uma Smart-UPS APC 1500 (usada) por um preço ótimo, mas pena que a entrada é somente 120V: http://produto.mercadolivre.com.br/MLB-665499284-no-break-apc-smart-ups-1500-120v-senoidal-semi-novo-_JM
  8. É, já li toneladas de textos a respeito (inclusive seus tópicos e posts)... Mas há muitas controvérsias... Por exemplo, tem um tópico enorme sobre isto no jonnyguru.com onde debatem sobre UPS x PFC, e o próprio Jonny afirma que utiliza um no-break APC Back-ups 1500 (senoidal aproximado) há anos, e que não faz diferença para um usuário doméstico... E nas centenas de fontes PFC que mexeu (não sei se para trabalhar) e que funcionavam junto à UPS's de senoidal aproximado, não registrou problemas... Aí neste mesmo tópico o usuário criador entrou em contato com um engenheiro da Enermax em Taiwan e debateu a respeito... Após muito vai e vem, o engenheiro acaba citando que não pode afirmar oficialmente que faz mal, embora recomendem no manual da fonte por segurança... Porém, disse que o o usuário não teria problemas com sua fonte se utilizasse no-break senoidal aproximado... Mas enfim, creio que os fabricantes fazem isto, com razão, para se resguardarem de problema de garantia e até legais... Afinal, quanto melhor o no-break, menos riscos para suas fontes... Eu mesmo utilizo uma APC senoidal aproximada com minha HX1000 há 6 anos. Mas claro, apenas short-break... De qualquer forma respeito toda opinião alheia. Apenas não julgo valer o investimento de uma UPS senoidal para um short-break de PC doméstico. Agora, quanto ao "line interactive", concordo totalmente... Mas infelizmente está difícil achar um no-break sem o maldito estabilizador embutido...
  9. Bem, de acordo com a vasta quantidade de reviews e matérias americanas, as com reputações mais sólidas (ao menos para uso doméstico) são APC e Cyberpower... Como Cyberpower é pouco acessível aqui, vou de APC mesmo. Curioso que já tenho no-break e filtro deles, nunca falharam.
  10. @Joao Pedro Thomazetti É, coisas de mercado livre (sem impostos). Porque na KABUM por exemplo: http://www.kabum.com.br/produto/64629/ragtech-nobreak-senoidal-easy-pro-1200va-220v-60hz-4163
  11. http://produto.mercadolivre.com.br/MLB-667035932-nobreak-senoidal-puro-sms-ragtech-1200va-bivolt-6-tomadas-_JM Alguém conhece? Já fizeram review? Será que entrega o que promete?
  12. Olá. Sendo bem direto e analisando estritamente a qualidade do produto (sem importar a minha necessidade específica), qual é o melhor no-break entre estes dois? SMS Net4+ 1400va: http://produto.mercadolivre.com.br/MLB-655525560-nobreak-sms-net4-1400va-bivolt-c-engate-p-bateria-externa-_JM APC Back-ups 1500va: http://produto.mercadolivre.com.br/MLB-668010581-nobreak-apc-back-ups-1500va-bivolt-mania-virtual-_JM ----- Em tempo, alguma outra dica nesta faixa de preço e até 2000VA?
  13. Este é meu entendimento, cujo qual foi aceito em determinados reexames. Frete não é mercadoria/produto, é um serviço (então caberia ISS na prática). Até acho plausível que cobrem em cima de envios COURIER, pois são empresas que estão vendendo algo especializado e terceirizado, entretanto, cobrar em cima de fretes COMUNS (air mail), que são conveniados com os Correios, é um abuso claro, incompreensível. Então, cada um aceita aquilo que desejar.
  14. Eu sei, por isto citei que depende do tipo de frete. Frete comum (air mail) não entra na tributação. Fretes courier (expressos e afins) entram na tributação final.
  15. Depende do tipo de frete, se é Courier, expresso ou Comum (entregues pelos Correios, Air Mail, etc). O vendedor deve colocar no invoice o frete separado para todos os fins. --------------- Nem sempre serão TRIBUTADOS. Já acompanhei milhares destes tipos de envio, onde a tributação simplificada é aleatória, o tamanho do pacote importa mais do que o valor para a Alfândega. E o primeiro passo antes do processo judicial é tentar a baixa ADMINISTRATIVA do imposto, via o Reexame em desfavor da RFB. Somente depois de recusado recomenda-se a impetração no âmbito judicial.

Sobre o Clube do Hardware

No ar desde 1996, o Clube do Hardware é uma das maiores, mais antigas e mais respeitadas comunidades sobre tecnologia do Brasil. Leia mais

Direitos autorais

Não permitimos a cópia ou reprodução do conteúdo do nosso site, fórum, newsletters e redes sociais, mesmo citando-se a fonte. Leia mais

×
×
  • Criar novo...

Aprenda a ler resistores e capacitores

EBOOK GRÁTIS!

CLIQUE AQUI E BAIXE AGORA MESMO!