Ir ao conteúdo
  • Cadastre-se

denics

Membros Plenos
  • Total de itens

    41
  • Registro em

  • Última visita

  • Qualificações

    0%

Reputação

9

Sobre denics

  • Data de Nascimento 03/01/1984 (36 anos)

Informações gerais

  • Cidade e Estado
    Palhoça SC

Outros

  • Biografia
    Tec. Eletronica. Tec. Telecomunicações Redes de Computadores e Servidores Linux
  • Ocupação
    Sd PMSC
  1. Quanto ao desempenho de Hardware penso que os anos 90/00, foram épocas onde o software de usuário e de aplicações "normais" estava sempre a frente do que havia disponível em hardware, sempre precisávamos de mais memoria, mais CLOCK de processador, de mais armazenamento,... . Após os anos 2010, vejo que o desempenho de hardware superou em muito a necessidade do software, com poucas exceções um hardware vendido em 2010 pode ser usado hoje (2020) com a ultima versão do windows / office / navegadores. Já na parte de servidores, temos que lembrar que na virada do Millennium as paginas web eram "textos com animações", ao contrario dos "APP´s" nas quais se transformaram nos dias de hoje (as paginas web). Esta mudança nos padrões HTML e seus agregados (Java, CSS, .... ) puxou para cima os requisitos de hardware no lado do servidor. Um único Thread do servidor atual deve ter mais desempenho que o servidor inteiro do período 2002~2005. As vezes penso que estamos caminhando para algo parecido com a arquitetura dumb terminal nos anos 70. Isto me causa repulsa, não ter controle sobre meus arquivos e programas. Depender de conexão para qualquer coisa, ter de compartilhar localização, mas ai já começo a fugir do assunto.
  2. Você não teria lembrança ou histórico dos "servidores" que já foram usados? Seria interessante uma matéria comparando a evolução dos servidores, comparando tecnologias eram quase alienígenas e que hoje tornaram-se banais.
  3. Com o rumo que a tecnologia tem tomado, com o hardware convergindo para o System-on-a-chip (SoC), é possível que os itens fundamentais de um "Computador" fiquem focados no SoC e no armazenamento. Até entendo a frustração de muitos com o próximo console da Sony pela falta de poder bruto, mas consegui entender o que os engenheiro pensaram para este equipamento - Simetria - Simetria de desempenho, evitando ao máximo gargalos. Hoje a memoria começa a não ser um impeditivo de desempenho, havendo um dispositivo de armazenamento com desempenho de IO próximo a velocidade das memorias atuais, estas irão começar a ser um "entreposto" o qual irá atrasar mais o desempenho do sistema do que auxiliar, podendo vir a ser alterada a estrutura atual da computação de modo a remover a memoria RAM como um item "obrigatório". Se não concordar com a minha ideia acima, veja que hoje já temos processadores com mais de 100MB de Cache L3, e possivelmente teremos processadores com 512MB na litografia de 5nm.
  4. Outro fator que percebi foi a falta completa de dados auxiliares, como por exemplo o crescimento populacional. Como você mencionou, não foram informados se os choques foram nas tomadas antigas, nas novas, nos adaptadores, ou direto na rede. Nosso pais tem dimensões continentais, temos redes 110V, redes 220V, alem de frequências de 50 e 60 Hz. Normalmente quem mora em determinada região já sabe qual a tensão da rede local e se pode ligar ou não os dispositivos direto na tomada, alem disso salvo algumas exceções, quase todos os equipamentos já utilizam fontes chaveadas altamente dinâmicas em tocante a tensão e frequência. Fico atônito com tanta raiva que muitos tem acerca desse padrão, raiva esta que esses mesmos não tem quanto a mudança da faixa de operação e tecnologias de celular ( 2G -2,5G - 2,75G / 3G - 3,5G / 4G) sendo que aparelhos antigo não podem usufruir dessas novas tecnologias. Se para o celular você consegue aceitar que a tecnologia evolui, por que não a sua tomada elétrica? _Há mais foi Lobby! Dane-se! existe lobby em toda a parte, alem de que não foi imposto do dia para a noite e os padrões são retro-compatíveis com algumas exceções.
  5. Há algum tempo que minha conta no "Face" é um zumbi. Mas quanto ao site em si, acredito que por conta da revolução que o Smartphone proporcionou no consumo de internet tenha inferido parte da queda de usuários do site. Por muitos anos eu acessava diariamente o conteúdo do clubedohardware em busca do testes de processadores, VGA´s, HD´s, etc ... Acontece que depois do advento do Smartphone o primeiro contato com a internet de um brasileiro passou a ser por ele, e não mais nas famosas "M810" da vida do inicio dos anos 2000. Como tudo virou "app", as pessoas ficaram de certa forma "presas" aos app instalados, é difícil ver alguém que não esteja vinculado ao mundo de TI acessar o Facebook pelo navegador. As pessoas não conseguem saber o que é a "barra de endereços"! Acredito que o retorno de acessos ao site esteja mais ligado a uma nova geração gamer que esteja surgindo, os quais tiveram a sua adolescência contato apenas com ANDROID e IOS e agora, estão buscando no PC uma experiencia ampla sem os limites dos apps.
  6. Como alguns já falaram aqui, HD muitas vezes é loteria. Estou com 2 HD Samsung domésticos rodando em um nas (freenas) desde 2010 sem qualquer problema. Há tempo tenho tentado fazer um upgrade, mas não consigo dobrar meus chefes....
  7. Sempre fui leitor assíduo do CDH, acesso o fórum desde 2006, entretanto a evolução da informatica distanciou o que eu tanto gostava de ser nos artigos do site que eram os duelos entre placas de vídeo, processadores, placas-mãe, etc. Hoje está tudo banal, a venda de pc´s caindo, o domínio de "tablet´s" e smartphones, que com um mesmo soc podem ter desempenhos diferentes unica e exclusivamente por causa do sistema e apps instalados. O grande publico é bizarro, não tem a menor noção de informatica, existem mais infecções de vírus de computador por conta da "engenharia social" do que por falhas de sistema, usuários CLICAM DUAS VEZES NUM LINK DE UM SITE NA INTERNET como se fossem abrir um programa pelo atalho na área de trabalho! Essa semana ainda mandei um PC da empresa que trabalho para a empresa terceirizada efetuar manutenção, eu já havia visto os capacitores estufados na placa mãe, quero ver se vão mandar de volta sem substituir os capacitores, ou vão condenar o PC... Voltando ao assunto original, ainda acompanho o CDH, entretanto com uma frequência menor, e para constar acesso o face como se fosse um site qualquer, ele já me irrita, não fechei minha conta ainda por conta de alguns contatos (Noiva), estou migrando pra rede social ELLO, penso que será melhor, ao menos a proposta deles é mais humana.
  8. Sobre a eficiencia energetica : Digamos que exista um equipamento que necessite de 1100 Wats para realizar o seu trabalho. Em 110 Volts temos uma corrente eletrica de 10 Amperes, Em 220 Volts temos uma corrente eletrica de 05Amperes. Se existisse um condutor eletrico (fio) perfeito, que não oferecesse nenhuma resistencia a passagem da corrente eletrica, não haveria diferença nenhuma, mas como o fio de cobre oferece uma pequena resistencia, para conseguirmos a mesma potencia do aparelho teremos de usar fios mais espeços, pois a resistencia nos fios se da a PASSAGEM da CORRENTE ELETRICA e não a Tensão. A eficiencia energetica da fonte esta relacionado com a resistencia do circuito primario, e a perda de potencia resultante da maior corrente eletrica percorrida nas trilhas de cobre da placa, que é disperdiçada em efeito joule. Corrigindo a Wikipedia, aqui em Palhoça/SC perto de minha casa passa uma linha de transmissão de 68KV (68.000 Volts!), existem linhas (Se não estou enganado a de furnas é) 750KV (750.000 Volts) fui!
  9. Sobre o modelo (padrão) das tomadas, achei excelente. Segurança, aterramento, lado correto para fase e para neutro. O problema é que historicamente o Brasil teve uma evolução mista de suas redes de distribuição, havendo redes em 110V e em 220V, alem dos 50 / 60 Hz. Para se alterar e transformar o Brasil inteiro num unico padrão teria de se desligar todos os que não fossem no padrão escolhido e substituir dezenas de milhares de equipamentos. A mudança seria com certesa para 220V, e imaginem parar São Paulo por (horas, talvez dias), para realizar a mudança. IMPRATICAVEL! Digo que seria 220V o padrão adotado pelas inumeras vantagens economicas do padrão. Outro fato que durante o desenvolvimento do padrão pode ter sido avaliado para a não criação de modelos para 110V e 220V diferentes é o fato que com o avanço da tecnologia dificilmente veremos produtos "Somente X ou Y". A maior parte do produtos está fazendo uso de fontes chaveadas, com um range de 90V até 250V. Não me lembro de ver um produto que se leve em viagens pelo mundo (Celular, tablet, note, ..) que não seja automatico. http://euacheiprimeiro.com/wp-content/uploads/2012/07/Mapa-das-voltagens-no-mundo.png Já ia me esquecendo, é difícil, alguem queimar um equipamento 220V ligando-o em 110V, ocorre sim dificuldade de funcionamento, já o contrario ligar algo 110V em 220V é 99,99% das vezes um prejuízo. Ou seja, quem mora em areas de 220V, é que tem de ficar atento!. Concordo com varios que relataram que o maior problema é a nossa mania brasileira de dar um jeitinho, é bem fácil encontrar "T" (Benjamim), que se tira uma capinha fina de platico para poder encaixar tomadas velhas, e sem o pino terra. Sem contar o pessoal que compra TV, e outros produtos e primeira coisa que faz é cortar o pino do terra com um alicate. A mudança veio tarde, seus reflexos vão ser bem lentos...
  10. É a fase "tock", e não ha muita mudança em desempenho. A anos eu venho reclamando dessa sacanagem da Intel, sempre forçando o consumidor a trocar tudo. Como não sou rico, sempre busco opções com melhor custo/beneficio e com uma maior facilidade em manutenção / upgrade, e nisso a AMD é melhor que a Intel.
  11. Cara, também comprei um fora do Brasil, contudo o meu tem o idioma portugues (Não portugues brasileiro), a saida é fazer o chamado DEBRANDING, que consiste em trocar a firmware do aparelho, estou garimpando a net a procura de um programa que faça isso, eu ja achei porém é pago e eu não uso cartao de credito, um dos sites que faz o serviço é http://www.wotanserver.com/en/supported-phones/sonyericsson-vivaz+pro+u8-debranding/ existem dois tipos de aparelhos, o vivaz pro U8i e U8a, ainda não descobri ao certo se existe diferenças de hardware, mais a principio somente o U8a comtem idioma Pt-Br, ja o U8i voce pode por no WESTERN EUROPE, que comtem o idioma Portugues (portugal). Se conseguires algo posta ai. Se eu conseguir efetuar o Debranding do meu volto a postar.!!!
  12. O grande problema da AMD na geração Phenon foi a falta de instruções sse4 que a intel tinha em seus processadores, essas instruções aceleravam muito algumas aplicações preparadas para aproveitarem tais instruções. Contudo na parte grafica a AMD com seus chip´s radeon tem um desempenho de ponta brigando de igual com a Nvidia, coisa que a intel não tem tradição são as placas de video. Se a AMD conseguir um desempenho satisfatorio nas GPU´s desta arquitetura e implementaram um conjunto de instruções sse4 equivalente ao da intel, ha uma grande chance da AMD voltar ao sucesso que teve com a arquitetura K7 contra os pentiuns da epoca. A AMD não tem tradição de disputar os top em processamento, mais no mercado intermediario, onde a quantidade de consumidores é maior a AMD tem uma participação plausivel, penso que o fato do lancamento incial dos fusion´s de baixo consumo se deve a crescente do mercado de netbook´s e tablet´s, onde até então o intel aton tem se destacado, e a nvidia com o ION vem ganhando mercado tambem.
  13. Clock de referência do processador: de 150 MHz a 500 Hz em intervalos de 1 MHz Clock do barramento PCI Express: de 75 MHz a 250 Hz em intervalos de 1 MHz Falta o "M" para ficar correto "MHz".
  14. Big monstro esse cara!!! Mas ... muito longe dos "pobres mortais brasileiros". Ja cansei de ficar correndo atrás da maquina para ter um computador para jogos. Assim que puder vou pra um console, põe a midia joga e não se estressa. No meu modo de pensar. 1º PS3 ---> Retrocompativel com PS2, PS1, Bluray DVD CD, um centro multi midia!! 2º WII ---> Pela diversão simples dos jogos.
  15. Sou adepto da AMD, mais ja trabalhei no mercado de informatica em uma grande empresa da região de florianopolis, o maior muro que a AMD tem de derrubar é uma sina do consumidor leigo que "intel" é melhor, é algo que esta intrinsico no sub-consciente de muitos consumidores que não teem intimidade com informatica, alem de serem influenciados por vendedores que não sabem a diferença entre um processador e uma memoria ram, chegam a dizer que "celeron´s" são melhores que Athlon´s e phenons, o que faz com que o consumo destas marcas sejam maiores, falta uma propaganda da AMD em meios de comunicação, mais sejamos sinceros em 2007 o dinheiro investido em pesquisa pela intel era igual ao valor da companhia AMD, sera que a AMD tem recursos para fazer uma campanha de marketing para desbancar a INTEL? Nunca vi propaganda da AMD em revistas, ou tv. Mesmo assim estou super contente com meu Athlon x2 BE 7750.

Sobre o Clube do Hardware

No ar desde 1996, o Clube do Hardware é uma das maiores, mais antigas e mais respeitadas publicações sobre tecnologia do Brasil. Leia mais

Direitos autorais

Não permitimos a cópia ou reprodução do conteúdo do nosso site, fórum, newsletters e redes sociais, mesmo citando-se a fonte. Leia mais

×
×
  • Criar novo...

Aprenda_a_Ler_Resistores_e_Capacitores-capa-3d-newsletter.jpg

EBOOK GRÁTIS!

CLIQUE AQUI E BAIXE AGORA MESMO!