Ir ao conteúdo
  • Cadastre-se

Clércio Guiliche

Membros Plenos
  • Total de itens

    48
  • Registro em

  • Última visita

  • Qualificações

    0%

Reputação

0

Sobre Clércio Guiliche

  • Data de Nascimento 03-05-1989 (29 anos)

Informações gerais

  • Cidade e Estado
    Moçambique

Outros

  • Biografia
    Amigo, alegre, misterioso
  • Ocupação
    Desenvolvedor de Software
  • Interesses
    Escrita, música
  1. Há. E quanto aos relatórios. É só criar alguns relatórios de acordo com as consultas criadas também com o nome do grupo. Depois, adicionar a cada formulário do grupo algum botão estilo "print". E aparece o relatório. Acho perfeito. É certo que vai exigir trabalho mas penso que irá compensar.
  2. Porque um relatório precisa ter os seus componentes devidamente posicionados. O ideal é criar alguns modelos de relatórios para que o usuário escolha um de acordo com as suas necessidades.
  3. Se for no Acces, tente fazer do seguinte modo: a) Pegue num papel e caneta e liste todos os tipos de pessoas que irão usar o sistema. Liste todos os campos e coisas que são verdadeiramente importantes para cada um deles. C) Crie uma consulta para cada um deles. D) Crie um formulário com base em cada consulta, com o nome do grupo que o vai usar. E) Crie um formulário geral com botões de comando para abrir os outros. Assim, por exemplo um engenheiro vai ao sistema, clica no botão "Engenheiros", e logo lhe é mostrado um formulários "Engenheiros" com o que é necessário para os engenheiros. Se for e qualquer outra ferramenta, a ideia é a mesma. Bless:D
  4. Mantenha essa parte como está. Crie um formulário cesto no qual pode listar os produtos todos como em um cesto de compras. Crie um botão que permita adicionar o que está seleccionado no momento ao cesto. Assim você só selecciona um de cada vez, mas pode criar um cesto com tudo o que seleccionou. Adicione um botão efectuar ao formulário cesto para efectuar a venda e pronto!
  5. Primeiro é necessário saber que Geranciador de bases de dados estás a usar. Ex: Ms Acces (versão), MySQL, Oracle, JavaDB, MySQL... A seguir devemos saber que ferramentas estás a usar para criar os formulários. Ex: VBA do Access (versão), Java, C#
  6. Clércio Guiliche

    Eclipse Europa

    Baixe o NetBeans aqui. É só seleccionar as funcionalidades e baixar. Bless.
  7. É preciso detalhar mais para que possamos perceber. Tente colocar o código aqui e mostrar onde tá o problema.
  8. Também acredito que o problema está nos registos do windows. É possível que o CCleaner resolva. Mas eu já tive um caso parecido e o CCleaner não resolveu. Uma coisa é haver erros em chaves do registo e uma outra é ter chaves sãs com informações erradas. Eu tive que desinstalar o Java, apagar as chaves no registo manualmente (o que pode ser arriscado) e reinstalar. E funcionou!! No entanto, considerar instalar em uma outra máquina é uma boa ideia. E também tente baixar o JDK de novo e mais actualizado aqui.
  9. public class Estudante extends Pessoa{ private int nmatricula; private int nota; public int getNumeroDeMatricula(){return nmatricula;} public int getNota(){return nota;} public void setNumeroDeMatricula(int nmatricula){ this.nmatricula=nmatricula; } public void setNota(int nota){ this.cpf=nota; } } Atenção aos possíveis erros porque escrevi o código directamente no fórum. E preste atenção às ocasiões futuras. Se tiver uma dúvida como está, faça, coloque aqui o que fez e peça ajuda para corrigir. Porque do contrário teremos que fazer o exercício para si. O que não é um bom hábito.
  10. public class Pessoa{ private String nome; private int cpf; public String getNome(){return nome;} public int getCPF(){return cpf;} public void setNome(String nome){ this.nome=nome; } public void setCPF(int cpf){ this.cpf=cpf; } }
  11. Numa situação como essa, acho que o código é bom. Mas a situação em si já é complexa. Envolve muita cosa. Não falei de figuras, de Borders... e tudo mais. E para completar, o NetBeans tem sua API também para facilitar as tarefas que muitas vezes incorpora ao nosso código. No entanto, se criamos uma classe simples. O código é simples também. Aconselho a voltar a usar o NetBeeans. Pode usar os dois em simultâneo.
  12. Um último exemplo do que pode parecer sujar código. Criamos um formulário no NetBeeans e arrastamos um JButton para ele. Clicamos com o lado direito, vamos para os eventos e adicionamos um evento ActionPerfomed por exemplo. Parece simples não? Mas não é. Primeiro a variável tem que ser declarada, inicializada, devemos definir o texto que irá mostrar (mesmo que seja aquele que vem escrito por padrão). Precisamos, por meio de código, definir seus tamanhos preferidos e o lugar em que se vai localizar, o que é outra história. Como se isso não bastasse precisamos entender um novo conceito. O de auscultadores de eventos. Um objecto auscultador de eventos é exactamente o que o seu nome diz. Mas ele não é um objecto comum. Em Java temos classes, classes abstractas e interfaces. Porque no Java não há herança múltipla, uma classe só pode herdar de uma outra e nunca de duas outras. Para solucionar isso surgem as interfaces. Ora, diferentemente das classes, as interfaces só definem os métodos e cabe as classes que as vão implementar implementar todos seus métodos. As classe abstractas são uma espécie de mistura entre interfaces e classes. Significa que se por exemplo criamos um evento ActionPerfomed, no fundo temos de criar uma classe qualquer que implemente ActionEvent e nela implementar todos os métodos (que neste caso é um só) de ActionEvent, criar um objecto dessa classe e dar ao botão de comandos como parâmetro por via do método .addActionListener(). O que o NetBeeans vai fazer é criar um método xxxActionPerfomed... e colocar uma chamada ao método dentro do método ActionPerfomed da classe que criou. Quanta salada...
  13. Algumas coisas que temos que compreender quando queremos trabalhar com as interfaces em Java (Lembrar que Interfaces em Java não tem nada a ver com Interface Gráfica de Usuário ou GUI. Aqui estamos a falar de GUI) são os painéis raiz (root panels). Os painéis raiz são os contentores máximos que podem formar janelas. Dentro deles podemos ter vários outros tipos de contentores (painéis) e dentro dos mesmos contentores, vários tipos de controles. Aí nasce o problema. Em Java, a posição dos controles não é definida por coordenadas mas por critérios bem definidos chamados Layout Manangers. E aí vão alguns: Box Layout. Grid Layout. GridBag Layout. Card Layout. Flow Layout. Border Layout. GridBag Layout. Group Layout. Este último foi desenvolvido exactamente para ser usado por construtores. Ora, seu código parece meio sujo mais é preciso. Aliás, mesmo manualmente se pode programar interfaces usando o Group Layout. Não é uma questão de sujidade. É uma questão de escrever em código o que desenhamos na tela. Se tentarmos escrever manualmente uma vez entenderemos como pode levar linhas e linhas de código. Tudo o que pensamos fazer de modo visual tem de ser escrito em código no fundo de tudo!
  14. Recomendo a voltar a usar o NetBeeans. Nunca mude de ferramenta porque DIZEM. O NetBeeans não suja código nenhum. Ele gera código. O código que o NetBeeans usa para produzir interfaces por exemplo sempre vai parecer sujo. Porque foi o que a Sun criou na API do Java para os construtores de GUI usarem.

Sobre o Clube do Hardware

No ar desde 1996, o Clube do Hardware é uma das maiores, mais antigas e mais respeitadas publicações sobre tecnologia do Brasil. Leia mais

Direitos autorais

Não permitimos a cópia ou reprodução do conteúdo do nosso site, fórum, newsletters e redes sociais, mesmo citando-se a fonte. Leia mais

×