Ir ao conteúdo
  • Cadastre-se

Network1

Membros VIP
  • Total de itens

    2.157
  • Registro em

  • Última visita

  • Qualificações

    0%

Reputação

18

1 Seguidor

Sobre Network1

  • Data de Nascimento 01/01/1980 (39 anos)

Informações gerais

  • Cidade e Estado
    Brasil
  • Sexo
    Prefiro não dizer
  1. Verifique se nas configurações de privacidade do seu Windows 10 o acesso dos aplicativos ao microfone está habilitado.
  2. @TeraByteShop Eu entendi a sua explicação, porém o ICMS interno do estado do PA é 17%. Se o interestadual SC -> PA é 7%, a diferença é 10%. Pelo o que eu entendi, a loja embute um percentual mínimo do DIFAL referente a menor das diferenças, que ao analisar rapidamente a tabela, parece ser 6%, e cobra um adicional somente se ele for maior. Por exemplo o estado do PA cuja diferença é 10%, se o DIFAL embutido nos preços do site é de 6%, então a TerabyteShop cobra os 4% restantes. Porém, se a diferença de SC -> SP é de 6% e a TerabyteShop não cobra o imposto pois supostamente esses 6% já estão embutidos no valor do produto, porque a diferença de SC -> RJ que é no mínimo 8% sem considerar os 2% adicionais do FCP não é cobrado nenhum adicional? Você sabe informar qual é o percentual do DIFAL embutido em todos os produtos no site e qual modalidade de pagamento é usada como base de cálculo já que o valor no boleto e cartão são diferentes? Pergunto isso pois gostaria de transparência da loja nessa questão para que eu possa saber se não estou pagando a mais pelo famigerado DIFAL devido algum malabarismo fiscal equivocado da loja. Para vocês 1% ou 3% pode não ser muita coisa, mais para alguns produtos como processadores que facilmente podem ultrapassar R$2.000, somado ao valor do frete absurdo praticado pelos Correios para as regiões norte e nordeste, pode inviabilizar a compra na loja de vocês fazendo com que o usuário procure comprar na concorrência, o que não seria um problema caso tenham estoque do mesmo produto. Acho que o interesse mútuo aqui é comum entre todos, nós queremos comprar e vocês querem vender, então esse tipo de esclarecimento é importante.
  3. O DIFAL desde o início do ano de 2019 é cobrado 100% na UF de destino e não cabe recolhimento no estado de origem. O DIFAL interestadual do Paraná para Rio de Janeiro e São Paulo são os maiores do país - alíquota de 12%. Para o estado do Pará a alíquota é 7%. Por qual motivo a Terabyte não cobra DIFAL para os estados de SP, RJ que possuem as maiores alíquotas, mas cobra para outros com alíquota menor? Para mim está claro o padrão - a loja não cobra o imposto dos estados que mais tem venda de produtos e onera os que possuem menos vendas, os quais ficam responsáveis por arcar com o DIFAL dos outros estados, isso para não perder venda para a concorrência K e P que não tem esse malabarismo fiscal.
  4. Você está equivocado. Não sei de onde você tirou essa informação que os estados do norte e nordeste tem o ICMS "quase o dobro em comparação com a parte central". Não custava nada pesquisar a tabela de ICMS antes de postar as informações acima. Está aqui a tabela de ICMS: SP - 18% RJ - 20% PA - 17%, veja que o PA tem a menor alíquota entre os exemplos que eu dei exemplos. Vou dar mais um exemplo, mas agora de um estado da "parte central" famoso por possuir um fisco implacável e que cobra ICMS de absolutamente tudo que entra e sai do estado, nem caixa vazia passa sem ser taxada, o estado de Minas Gerais cuja alíquota é de 18%. Pegue o CEP 35570-000 e simule a compra do mesmo Ryzen 3700X citado acima na TerabyteShop. Cadê a cobrança do DIFAL? O que você falou que "algumas lojas não enviam para o norte e nordeste por causa disso" é uma meia verdade, pois o motivo não é a diferença na alíquota de ICMS "que é quase o dobro", e sim devido ao fisco e a aduana estadual extremamente restritivos que chegam ao absurdo de cobrar ICMS até de produto usado, isso acontece apenas em MG e em alguns estados do nordeste, posso citar de cabeça como exemplo os estados do Ceará e Sergipe. Tenho plena consciência de que os impostos no Brasil são absurdos, dificultam o comércio e criam uma burocracia enorme para quem quer empreender e abrir uma empresa no país, mas sinto muito, defender a TerabyteShop aqui pega mal. Primeiro postaram aquela informação questionável, depois disseram que "devido a polêmica", resolveram voltar com o DIFAL médio embutido no valor dos produtos, coisa que não se prova pelas screenshots já que todos os três estados tem o DIFAL diferentes.
  5. Isso varia enormemente. Mas eu diria que fica nessa média de 8 a 10kgs.
  6. Sim, perfeitamente possível. Eu utilizava o meu Pi3B+ com uma bateria Samsung de 10.000mAh. Note que essas baterias assim como os carregadores de parede também tem capacidade máxima de condução de corrente e tensão (esse segundo depende da qualidade e comprimento to cabo USB). A minha por exemplo consegue fornecer 5v/2.4A com o cabo original da Samsung que tem 1.2m, acima disso há queda de tensão. O Raspberry Pi Zero tem a opção "headless", que é funcionar energizado pela porta USB e podendo ser acessado pela mesma porta por RNDIS (usar SSH, SCP, VNC, etc).
  7. Desculpa ter que subir esse tópico. @TeraByteShop. Vocês pegaram como exemplo um produto que estava com preço menor que o da concorrência, pois assim dava para manipular a informação e fazer parecer que todo produto anunciado no site de vocês não carrega o famigerado DIFAL, para assim poder alegar que o preço da concorrência "tem o DIFAL embutido e onera quem mora em estados que deveriam pagar menos devido a alíquota menor". Quer um exemplo? Olha o preço do Ryzen 7 3700X, é exatamente o mesmo entre as três maiores lojas de hardware no Brasil. Se eu coloco um CEP de um estado do norte como o Pará, é cobrado R$1799,00 do produto + R$124,07 de DIFAL, sem contar com o valor absurdo do frete PAC de R$86,33, o que inviabiliza totalmente a compra. Mas se eu coloco um CEP de São Paulo ou do Rio de Janeiro, o DIFAL simplesmente desaparece e não é cobrado. Vocês estão perdendo dinheiro e arcando com o DIFAL desses estados? Fica claro que como vocês vendem mais para alguns estados, ignoram a existência do DIFAL para não perder venda para as lojas "K" e "P", e repassam os custos do DIFAL para quem mora em estados onde tem menos vendas. Façam o teste vocês mesmos, utilizem o CEP de São Paulo 03962-000, Rio de Janeiro 22221-000 e Pará 66010-000:
  8. O path não concatena com o set path, ele só dura o tempo que janela está aberta na memória, portanto nem precisa voltar o path para o Java 7 com o set path=C:\Arquivos de programas\Java\jre7\bin;%path%, ao fechar a janela ele retorna os valores originais do path, o exit no final do bat é o suficiente. Também notei que todas as versões do ITR usam o mesmo nome no .jar para o aplicativo principal, então achei melhor tirar o caminho C:\... e somente jogar uma cópia do bat dentro da pasta de cada versão e mudar o atalho na área de trabalho para executar o bat dentro da pasta da sua versão correspondente, também mudei o caminho do java para %programfiles%, vai saber se a pessoa tem mesmo um drive C:... fica assim: @echo off set path=%programfiles%\Java\jre6\bin;%path% java -version javaw -jar pgditr.jar exit Problema resolvido, agora todas as versões do ITR da Receita funcionam corretamente com o mesmo set path e o bat. Creio que a Receita Federal nem está atentando para este problema, o Java 7 quebra a funcionalidade de algumas versões antigas dos programas da RFB que usam bibliotecas do Java 5 e 6.
  9. O programa é o ITR 2008, 2009 e 2010, não testei com a versão 2011 nem 2012, e pode ser que outros programas da Receita Federal sofram do mesmo problema. Algumas funções do programa não funcionam e as vezes o programa simplesmente trava. Colocar o ClassPath nas variáveis do sistema não vai dizer ao sistema operacional onde buscar o java, o java -version continua a retornar a versão atual: java version "1.7.0_07" Java SE Runtime Environment (build 1.7.0_07-b10) Java HotSpot Client VM (build 23.3-b01, mixed mode, sharing) Eu resolvi de outra maneira. set path=C:\Arquivos de programas\Java\jre6\bin;%path% O java -version me retorna: java version "1.6.0_35" Java SE Runtime Environment (build 1.6.0_35-b10) Java HotSpot Client VM (build 20.10-b01, mixed mode, sharing) Então executo o applet: C:\Arquivos de programas\Programas RFB\ITR2008>javaw -jar pgditr.jar E o programa funciona como deveria. O problema é que o sistema continua a usar o Java 6 durante a seção, mesmo que eu feche o programa, isso não é interessante por questões de segurança e compatibilidade com outros aplicativos que dependem do Java 7, e dizer a pessoa para abrir o cmd e digitar tudo isso para ir e voltar as versões do java também não é uma opção, quem opera a máquina mal sabe para que serve o java. Para resolver isso eu criei esse bat: @echo off set path=C:\Arquivos de programas\Java\jre6\bin;%path% java -version cd C:\Arquivos de programas\Programas RFB\ITR2008\ javaw -jar pgditr.jar set path=C:\Arquivos de programas\Java\jre7\bin;%path% java -version pause exit A pessoa abre o bat, ele muda para o Java 6, a pessoa pode usar o programa normalmente, quando ele fecha, muda de volta para o Java 7.
  10. Alguns programas da RFB sofrem incompatibilidades com o Java 7, só rodam com o Java 6. Tendo os dois instalados no computador, existe alguma forma de fazer que o Windows use uma versão específica do java ou então apontar para o applet .jar os binários C:\Arquivos de programas\Java\jre6\bin? Desinstalar o Java 7 para que o sistema use apenas o Java 6 instalado não é uma opção.
  11. Utilize esse programa para ter uma visão da ocupação no seu disco: http://www.sixty-five.cc/sm/ Ele vai mostrar quais pastas estão com arquivos consumindo muito espaço em disco. O programa que você usou provavelmente criou uma pasta temporária para o trabalho, e com o bug o processo foi interrompido e os arquivos ficaram lá ocupando espaço.
  12. Tem certeza que o bip vem do HD? Acho que vem do buzzer (alto-falante) da placa mãe. Se você disser o modelo da placa mãe e o padrão do beeps, é possível identificar qual é o problema.
  13. Vocês já tentaram simplesmente reparar a instalação do Windows XP? Pelo jeito vocês já testaram tudo, ou quase tudo, a fonte também pode causar falha de hardware nos outros componentes do PC se foi uma fonte de má qualidade.
  14. Desconfie da fonte. Você sabe informar qual é a marca e modelo da fonte instalada no seu computador? Sobre o HD que o usuário acima mencionou, você pode usar o próprio programa do fabricante para fazer esses testes, e a temperatura você pode monitorar através de programas como o AIDA64.
  15. Deve ter corrompido as chaves do registro, eu já vi muito isso acontecer no XP. Tenta restaurar o sistema para uma data que você sabe que estava OK, vai em Iniciar > Programas > Acessórios > Ferramentas do Sis.> Restauração do Sis. Você não vai perder nenhum arquivo pessoal.

Sobre o Clube do Hardware

No ar desde 1996, o Clube do Hardware é uma das maiores, mais antigas e mais respeitadas publicações sobre tecnologia do Brasil. Leia mais

Direitos autorais

Não permitimos a cópia ou reprodução do conteúdo do nosso site, fórum, newsletters e redes sociais, mesmo citando-se a fonte. Leia mais

×
×
  • Criar novo...