×
Ir ao conteúdo
  • Cadastre-se

PELiGRO

Membro VIP
  • Posts

    2.152
  • Cadastrado em

  • Última visita

  • Qualificações

    0%

Tudo que PELiGRO postou

  1. Já resolvi o "problema" - não tinha problema. O switch estava funcionando corretamente, era eu que não estava prestando atenção. Os jacks RCA e P2 3.5mm foram substituídos, o potenciômetro retificado, e algumas outras soldas foram refeitas por conta da oxidação. A placa está funcionando 100% agora. Está ai a placa para quem estiver com curiosidade ou precisar.
  2. Alguém tem uma foto boa em alta resolução da placa amplificadora da Edifier X100 em que eu possa identificar os componentes? Resolvi consertar a minha caixa que estavam com múltiplos problemas (placa do sub com o potenciômetro com ruído, conectores RCA (inc. os dos satélites) e P2 3.5MM com mau contato, e condutores do transformador na entrada da placa oxidados), e retificando o potenciômetro e substituindo os conectores, a caixa ficou 99% boa. Porém eu também precisei refazer a solda de outros componentes, e ao removê-los acabei deixando cair e não sei exatamente a posição em que estavam, especificamente o conjunto de dois capacitores e resistor atrás do switch de bass. Eu os ressoldei na seguinte sequência: capacitor, resistor, capacitor e switch (o resistor sanduichado entre os capacitores), mas o switch de bass não funciona mais. Eu peguei essa foto em outro fórum, é essa área que me interessa: A minha placa é um pouco diferente nessa área porque os capacitores são marrons, mas creio que a posição é a mesma.
  3. Verifique se nas configurações de privacidade do seu Windows 10 o acesso dos aplicativos ao microfone está habilitado.
  4. @TeraByteShop Eu entendi a sua explicação, porém o ICMS interno do estado do PA é 17%. Se o interestadual SC -> PA é 7%, a diferença é 10%. Pelo o que eu entendi, a loja embute um percentual mínimo do DIFAL referente a menor das diferenças, que ao analisar rapidamente a tabela, parece ser 6%, e cobra um adicional somente se ele for maior. Por exemplo o estado do PA cuja diferença é 10%, se o DIFAL embutido nos preços do site é de 6%, então a TerabyteShop cobra os 4% restantes. Porém, se a diferença de SC -> SP é de 6% e a TerabyteShop não cobra o imposto pois supostamente esses 6% já estão embutidos no valor do produto, porque a diferença de SC -> RJ que é no mínimo 8% sem considerar os 2% adicionais do FCP não é cobrado nenhum adicional? Você sabe informar qual é o percentual do DIFAL embutido em todos os produtos no site e qual modalidade de pagamento é usada como base de cálculo já que o valor no boleto e cartão são diferentes? Pergunto isso pois gostaria de transparência da loja nessa questão para que eu possa saber se não estou pagando a mais pelo famigerado DIFAL devido algum malabarismo fiscal equivocado da loja. Para vocês 1% ou 3% pode não ser muita coisa, mais para alguns produtos como processadores que facilmente podem ultrapassar R$2.000, somado ao valor do frete absurdo praticado pelos Correios para as regiões norte e nordeste, pode inviabilizar a compra na loja de vocês fazendo com que o usuário procure comprar na concorrência, o que não seria um problema caso tenham estoque do mesmo produto. Acho que o interesse mútuo aqui é comum entre todos, nós queremos comprar e vocês querem vender, então esse tipo de esclarecimento é importante.
  5. O DIFAL desde o início do ano de 2019 é cobrado 100% na UF de destino e não cabe recolhimento no estado de origem. O DIFAL interestadual do Paraná para Rio de Janeiro e São Paulo são os maiores do país - alíquota de 12%. Para o estado do Pará a alíquota é 7%. Por qual motivo a Terabyte não cobra DIFAL para os estados de SP, RJ que possuem as maiores alíquotas, mas cobra para outros com alíquota menor? Para mim está claro o padrão - a loja não cobra o imposto dos estados que mais tem venda de produtos e onera os que possuem menos vendas, os quais ficam responsáveis por arcar com o DIFAL dos outros estados, isso para não perder venda para a concorrência K e P que não tem esse malabarismo fiscal.
  6. Você está equivocado. Não sei de onde você tirou essa informação que os estados do norte e nordeste tem o ICMS "quase o dobro em comparação com a parte central". Não custava nada pesquisar a tabela de ICMS antes de postar as informações acima. Está aqui a tabela de ICMS: SP - 18% RJ - 20% PA - 17%, veja que o PA tem a menor alíquota entre os exemplos que eu dei exemplos. Vou dar mais um exemplo, mas agora de um estado da "parte central" famoso por possuir um fisco implacável e que cobra ICMS de absolutamente tudo que entra e sai do estado, nem caixa vazia passa sem ser taxada, o estado de Minas Gerais cuja alíquota é de 18%. Pegue o CEP 35570-000 e simule a compra do mesmo Ryzen 3700X citado acima na TerabyteShop. Cadê a cobrança do DIFAL? O que você falou que "algumas lojas não enviam para o norte e nordeste por causa disso" é uma meia verdade, pois o motivo não é a diferença na alíquota de ICMS "que é quase o dobro", e sim devido ao fisco e a aduana estadual extremamente restritivos que chegam ao absurdo de cobrar ICMS até de produto usado, isso acontece apenas em MG e em alguns estados do nordeste, posso citar de cabeça como exemplo os estados do Ceará e Sergipe. Tenho plena consciência de que os impostos no Brasil são absurdos, dificultam o comércio e criam uma burocracia enorme para quem quer empreender e abrir uma empresa no país, mas sinto muito, defender a TerabyteShop aqui pega mal. Primeiro postaram aquela informação questionável, depois disseram que "devido a polêmica", resolveram voltar com o DIFAL médio embutido no valor dos produtos, coisa que não se prova pelas screenshots já que todos os três estados tem o DIFAL diferentes.
  7. Isso varia enormemente. Mas eu diria que fica nessa média de 8 a 10kgs.
  8. Sim, perfeitamente possível. Eu utilizava o meu Pi3B+ com uma bateria Samsung de 10.000mAh. Note que essas baterias assim como os carregadores de parede também tem capacidade máxima de condução de corrente e tensão (esse segundo depende da qualidade e comprimento to cabo USB). A minha por exemplo consegue fornecer 5v/2.4A com o cabo original da Samsung que tem 1.2m, acima disso há queda de tensão. O Raspberry Pi Zero tem a opção "headless", que é funcionar energizado pela porta USB e podendo ser acessado pela mesma porta por RNDIS (usar SSH, SCP, VNC, etc).
  9. Desculpa ter que subir esse tópico. @TeraByteShop. Vocês pegaram como exemplo um produto que estava com preço menor que o da concorrência, pois assim dava para manipular a informação e fazer parecer que todo produto anunciado no site de vocês não carrega o famigerado DIFAL, para assim poder alegar que o preço da concorrência "tem o DIFAL embutido e onera quem mora em estados que deveriam pagar menos devido a alíquota menor". Quer um exemplo? Olha o preço do Ryzen 7 3700X, é exatamente o mesmo entre as três maiores lojas de hardware no Brasil. Se eu coloco um CEP de um estado do norte como o Pará, é cobrado R$1799,00 do produto + R$124,07 de DIFAL, sem contar com o valor absurdo do frete PAC de R$86,33, o que inviabiliza totalmente a compra. Mas se eu coloco um CEP de São Paulo ou do Rio de Janeiro, o DIFAL simplesmente desaparece e não é cobrado. Vocês estão perdendo dinheiro e arcando com o DIFAL desses estados? Fica claro que como vocês vendem mais para alguns estados, ignoram a existência do DIFAL para não perder venda para as lojas "K" e "P", e repassam os custos do DIFAL para quem mora em estados onde tem menos vendas. Façam o teste vocês mesmos, utilizem o CEP de São Paulo 03962-000, Rio de Janeiro 22221-000 e Pará 66010-000:
  10. O path não concatena com o set path, ele só dura o tempo que janela está aberta na memória, portanto nem precisa voltar o path para o Java 7 com o set path=C:\Arquivos de programas\Java\jre7\bin;%path%, ao fechar a janela ele retorna os valores originais do path, o exit no final do bat é o suficiente. Também notei que todas as versões do ITR usam o mesmo nome no .jar para o aplicativo principal, então achei melhor tirar o caminho C:\... e somente jogar uma cópia do bat dentro da pasta de cada versão e mudar o atalho na área de trabalho para executar o bat dentro da pasta da sua versão correspondente, também mudei o caminho do java para %programfiles%, vai saber se a pessoa tem mesmo um drive C:... fica assim: @echo off set path=%programfiles%\Java\jre6\bin;%path% java -version javaw -jar pgditr.jar exit Problema resolvido, agora todas as versões do ITR da Receita funcionam corretamente com o mesmo set path e o bat. Creio que a Receita Federal nem está atentando para este problema, o Java 7 quebra a funcionalidade de algumas versões antigas dos programas da RFB que usam bibliotecas do Java 5 e 6.
  11. O programa é o ITR 2008, 2009 e 2010, não testei com a versão 2011 nem 2012, e pode ser que outros programas da Receita Federal sofram do mesmo problema. Algumas funções do programa não funcionam e as vezes o programa simplesmente trava. Colocar o ClassPath nas variáveis do sistema não vai dizer ao sistema operacional onde buscar o java, o java -version continua a retornar a versão atual: java version "1.7.0_07" Java SE Runtime Environment (build 1.7.0_07-b10) Java HotSpot Client VM (build 23.3-b01, mixed mode, sharing) Eu resolvi de outra maneira. set path=C:\Arquivos de programas\Java\jre6\bin;%path% O java -version me retorna: java version "1.6.0_35" Java SE Runtime Environment (build 1.6.0_35-b10) Java HotSpot Client VM (build 20.10-b01, mixed mode, sharing) Então executo o applet: C:\Arquivos de programas\Programas RFB\ITR2008>javaw -jar pgditr.jar E o programa funciona como deveria. O problema é que o sistema continua a usar o Java 6 durante a seção, mesmo que eu feche o programa, isso não é interessante por questões de segurança e compatibilidade com outros aplicativos que dependem do Java 7, e dizer a pessoa para abrir o cmd e digitar tudo isso para ir e voltar as versões do java também não é uma opção, quem opera a máquina mal sabe para que serve o java. Para resolver isso eu criei esse bat: @echo off set path=C:\Arquivos de programas\Java\jre6\bin;%path% java -version cd C:\Arquivos de programas\Programas RFB\ITR2008\ javaw -jar pgditr.jar set path=C:\Arquivos de programas\Java\jre7\bin;%path% java -version pause exit A pessoa abre o bat, ele muda para o Java 6, a pessoa pode usar o programa normalmente, quando ele fecha, muda de volta para o Java 7.
  12. Alguns programas da RFB sofrem incompatibilidades com o Java 7, só rodam com o Java 6. Tendo os dois instalados no computador, existe alguma forma de fazer que o Windows use uma versão específica do java ou então apontar para o applet .jar os binários C:\Arquivos de programas\Java\jre6\bin? Desinstalar o Java 7 para que o sistema use apenas o Java 6 instalado não é uma opção.
  13. Utilize esse programa para ter uma visão da ocupação no seu disco: http://www.sixty-five.cc/sm/ Ele vai mostrar quais pastas estão com arquivos consumindo muito espaço em disco. O programa que você usou provavelmente criou uma pasta temporária para o trabalho, e com o bug o processo foi interrompido e os arquivos ficaram lá ocupando espaço.
  14. Tem certeza que o bip vem do HD? Acho que vem do buzzer (alto-falante) da placa mãe. Se você disser o modelo da placa mãe e o padrão do beeps, é possível identificar qual é o problema.
  15. Vocês já tentaram simplesmente reparar a instalação do Windows XP? Pelo jeito vocês já testaram tudo, ou quase tudo, a fonte também pode causar falha de hardware nos outros componentes do PC se foi uma fonte de má qualidade.
  16. Desconfie da fonte. Você sabe informar qual é a marca e modelo da fonte instalada no seu computador? Sobre o HD que o usuário acima mencionou, você pode usar o próprio programa do fabricante para fazer esses testes, e a temperatura você pode monitorar através de programas como o AIDA64.
  17. Deve ter corrompido as chaves do registro, eu já vi muito isso acontecer no XP. Tenta restaurar o sistema para uma data que você sabe que estava OK, vai em Iniciar > Programas > Acessórios > Ferramentas do Sis.> Restauração do Sis. Você não vai perder nenhum arquivo pessoal.
  18. Temos que saber qual é o modelo de notebook da Samsung, pode ser que ele nem tenha a partição de recuperação se o modelo for antigo, tem uns que pedem para você mesmo fazer os discos de recuperação assim que liga o notebook pela primeira vez.
  19. O problema do Windows XP é muito provável que seja o caso da falta dos drivers da controladora SATA durante o setup, esse problema passou a ser muito comum desde os ICH7 em diante. Esse problema não existe mais desde o Vista. Faz assim, no pior dos casos o seu disco pode estar falhando, mas tenta primeiro resetar o seu BIOS, dá um simples load defaults e tentar instalar novamente, as vezes tem esses problemas com AHCI que precisa instalar o OS com ele desativado e instalar os drivers depois, etc.
  20. Não brinquem com esses erros de CRC, quando o disco começar a apresentar problemas, passem o software de diagnóstico e vejam o relatório, se for acusado erro, mandem o disco para RMA, os HDD normalmente tem 3 anos de garantia. Esse ano eu perdi 3 HDD, todos foram do mesmo jeito, começaram a demorar para iniciar a leitura, depois morriam de vez, em um deles eu enrolei para fazer backup e perdi todos os dados.
  21. O problema mesmo é o consumo. Alguns sites testaram o consumo em overclock e o mesmo mais que dobrou. Por exemplo, o bit-tech fez um over de 4.418GHz e o consumo pulou de 244W para 586W.
  22. Você já tentou assistir o vídeo gravado por ela em outro computador? Pode ser problema no decoder. Não confie apenas no adesivo colado no cartão, ele pode ser facilmente um cartão falsificado que não alcança nem a metade da velocidade anunciada, você só vai descobrir se o cartão realmente alcança essa velocidade testando ele no computador com alguns benchmark. Um cartão que não consegue suportar a taxa de escrita do vídeo vai causar problemas no vídeo. Se as fotografias da câmera estão normais e só os vídeos ficam ruim, então podemos descartar um possível problema no sensor.
  23. Se você pretende fazer um curso de fotografia, fique com a Canon T3, o "problema" da D3100 é que ela não tem motor de autofoco no corpo, portanto você não vai conseguir usar o autofoco em objetivas antigas da Nikon. Apesar da maioria das objetivas da Nikon hoje tem o motor de autofoco na objetiva, as mais antigas ainda são muito populares e existem aos montes no mercado, além do que versões motorizadas como a 50mm por exemplo tem versões sem motor que são mais baratas. No caso da Canon, todas as objetivas são motorizadas.
  24. Sempre usei a regra de colocar uma bolinha de pasta um pouco menor que um ervilha no meio da CPU.
  25. Caso o autor do tópico necessite, o mesmo será reaberto, para isso deverá entrar em contato com a moderação solicitando o desbloqueio.

Sobre o Clube do Hardware

No ar desde 1996, o Clube do Hardware é uma das maiores, mais antigas e mais respeitadas comunidades sobre tecnologia do Brasil. Leia mais

Direitos autorais

Não permitimos a cópia ou reprodução do conteúdo do nosso site, fórum, newsletters e redes sociais, mesmo citando-se a fonte. Leia mais

×
×
  • Criar novo...

Curso de Hacker Ético

LANÇAMENTO!

CLIQUE AQUI E CONFIRA!

* Este curso não é ministrado pela equipe do Clube do Hardware.