×
Ir ao conteúdo
  • Cadastre-se

paulocesar74

Membro Pleno
  • Posts

    99
  • Cadastrado em

  • Última visita

Reputação

6

Informações gerais

  • Cidade e Estado
    Rio de Janeiro
  1. Gabriel, ok entendido; muito obrigado por sua habitual atenção.
  2. Desculpe a minha ignorância, mas pretendo comprar um adaptador USB 5 GHz e gostaria de saber se para utilizar a frequencia de 5 GHz precisarei trocar também meu roteador para um "dual band" ou posso continuar com o que tenho atualmente. Meu roteador atual é um D-Link DIR-610 que trabalha no padrão 802.11n a 150 Mbps.
  3. Amigo, não é por nada não mas essas fontes de marca desconhecida são extremamente não-confiáveis. Pelo que você descreveu parece que o problema foi ela mesmo. É muito complicado saber o que aconteceu sem estar com o micro em mãos mas se eu estivesse no teu lugar seguiria estas etapas: 1- Colocar no PC uma fonte desta mesma potência de boa marca (veja os testes de fonte do site do Clube do Hardware) que tenha dois conectores PCI Express para não precisar de adaptadores (esse negócio sempre me deixou com muitas pulgas atrás da orelha); 2- Se o micro ligou e deu sinal de vídeo mas o windows não entrou, então é só reinstalar o SO e ser feliz ;-) 3- Se o micro ligou mas não deu sinal de vídeo, pode ser um monte de coisas, aí tem que ir por eliminação, trocando as peças uma de cada vez e vendo se funciona. Lembre-se que um problema na fonte pode ter causado problemas no SO, na placa de vídeo, nas memórias, no HD, nas outras placas que estejam instaladas, enfim, em qualquer coisa que esteja dentro ou fora do gabinete e que dependa de alimentação, mas também, se você tiver sorte, pode não dar nenhum destes problemas e tudo funcionar logo de cara quando trocar a fonte. Verifique também, dependendo da configuração do micro, se necessita de uma fonte de maior potência. Espero ter ajudado e peço desculpas ao moderador se este não é o tópico correto para minha resposta (pode apagá-la ou transferi-la se for o caso) mas a intenção foi ajudar. Boa sorte Eu iria por eliminação nesta ordem: - Driver de vídeo - Algum arquivo de configuração do windows corrompido - Algum problema de temperatura no interior do gabinete - Trocar a placa de vídeo por outra igual ou superior Espero ter ajudado. Boa sorte
  4. Ah sim, agora entendi. É que eu achava que todos os modelos "SoC" fossem para soquete AM1 mas agora vejo que não é assim. Muito obrigado pela habitual atenção
  5. Parabéns e muito obrigado por mais este ótimo tutorial. Mas fiquei com uma dúvida: no 3° parágrafo vocês dizem que há modelos A4 e A6 do tipo "SoC" mas na tabela só tem Athlon e Sempron.
  6. Gabriel, verifiquei os links que você indicou, pesquisei em outros também e concluí que você tem toda razão: são Richland mesmo. O que me confundiu foi o GPU deles que é da série HD7xxx (que é dos Trinity) mas isso foi uma opção da própria AMD, talvez para poder vendê-los a um preço mais baixo. Interessante que vários sites de venda de peças os apresentam erroneamente como sendo Trinity porém os sites de análise e testes de performance os apresentam como Richland.
  7. Pessoal do CDH, a tabela ficou excelente, bem detalhada, completa e de fácil compreensão, seguindo o padrão de qualidade CDH ; tenho certeza que será de grande utilidade principalmente para a galera que, como eu, não tem tanta disponibilidade de dinheiro para pagar os absurdos preços dos processadores da Intel. Valeu, galera, muito obrigado! Só uma observação: Dêem uma olhada na tabela dos A4 desktop (página 2) eu acho que os A4-4000 e 4020 são "Trinity" e não "Richland". Me corrijam se eu estiver errado.
  8. excelente, muito bom! Tabela utilíssima para desmascarar esta sacanagem que a AMD faz e ajudar o comprador a economizar podendo comprar a placa da série anterior por preço mais em conta. Parabéns a toda a equipe do CdH e muito obrigado!
  9. Não concordo com a classificação "excelente" para o desempenho deste produto. Seria excelente se atingisse a velocidade máxima do padrão USB 3.0 que é de 5 Gb/s. Ao contrário, fica muito, mas muito mesmo, longe disto. A minha opinião é que qualquer dispositivo USB 3.0 só poderá ser classificado como bom quando for capaz de atingir a velocidade máxima do padrão que utiliza. Enquanto isto não for resolvido não se pode dizer que é o dispositivo é "bom", muito menos "excelente". Atualmente nenhum dispositivo consegue atingir esta velocidade, portanto, nenhum dispositivo pode ser classificado sequer como "bom". Já passou da hora dos fabricantes resolverem este problema. Ao invés disso só ficam dando desculpas esfarrapadas tais como "o gargalo está no HD interno", "o gargalo está no SO", etc, etc... e enquanto isto vão enganando o consumidor com produtos caríssimos que não atingem a plenitude de sua capacidade. Ora, não me importa se o gargalo está no raio que o parta, o que me interessa é que se eu pago por um produto que pode atingir 5 Gb/s ele tem que atingir 5Gb/s, o que sai disso é balela e enganação para os otários que quiserem ser enganados. Por outro lado, a ideia do sistema Wireless é ótima, realmente muito boa. Quanto menos fios pendurados no meu micro, melhor.
  10. Impressionante como o Thunderbolt não emplacou. As placas-mãe não estão vindo com esta conexão e são raros os periféricos que o possuem. Uma pena, parece ser uma boa conexão. Ao invés disso, os fabricantes estão entupindo as placas-mãe de entradas USB 3.0 que é uma ***** porque não atinge nem 50% de sua velocidade máxima.
  11. Mais um ótimo programa, parabéns pela escolha do tema, realmente muito interessante; a entrevista foi bastante instrutiva, aprendi muita coisa que não sabia. Obrigado Agradeço também a indicação da CBL, eu não tinha nenhuma referência sobre empresas sérias neste ramo.
  12. O nome desta nova família de processadores será "Keveri" ou "Kaveri"?
  13. Tenho uma placa-mãe ASUS Rampage 3 Extreme (soquete 1366 e chipset X58) e preciso trocar o processador. Vi alguns anúncios de processadores Xeon para este soquete. Minha pergunta é: um processador Xeon funcionará normalmente na minha placa-mãe? Como estes processadores são feitos para servidores, há alguma restrição ou incompatibilidade para uso em um micro comum?
  14. O engodo dos fabricantes de produtos USB 3.0 é não informar aos consumidores que a velocidade máxima depende de vários fatores para ser alcançada. Deveriam colocar este aviso com o mesmo tamanho de letra (letras garrafais) que usam para dizer que seu produto é 10x mais rápido que o USB 2.0. Fui uma das vítimas desta propaganda enganosa pois comprei meu HD externo 3.0 apenas pelo fato de que acreditava poder alcançar a velocidade de 5 Gbps se não fosse por isso compraria um USB 2.0 pois a diferença de preço era considerável. Quando cheguei em casa e testei tive a maior decepção e então pesquisando na internet vi que há vários fatores que impedem o USB 3.0 de atingir a velocidade máxima, dentre eles o HD interno. Se tivessem informado que só funciona se tiver um SSD ao invés de um HD interno eu não compraria, por isso a propaganda é enganosa e agora com este tal USB 3.1 muitas outras pessoas serão enganadas da mesma forma. Será que um dia alguma autoridade vai tomar uma providência para acabar com esta enganação?

Sobre o Clube do Hardware

No ar desde 1996, o Clube do Hardware é uma das maiores, mais antigas e mais respeitadas comunidades sobre tecnologia do Brasil. Leia mais

Direitos autorais

Não permitimos a cópia ou reprodução do conteúdo do nosso site, fórum, newsletters e redes sociais, mesmo citando-se a fonte. Leia mais

×
×
  • Criar novo...

Como se tornar um desenvolvedor full-stack

EBOOK GRÁTIS!

CLIQUE AQUI E BAIXE AGORA MESMO!