×
Ir ao conteúdo
  • Cadastre-se

Pincipi

Membro VIP
  • Posts

    1.528
  • Cadastrado em

  • Última visita

Tudo que Pincipi postou

  1. Não é copiar e colar pois assim será apenas um arquivo inútil. Eu esqueci o termo técnico mas, deve ser restaurar a imagem da ISO no pendrive, leva uns minutos e fica pronto para uso.
  2. É uma estratégia do fabricante. Todos os detalhes pelo que passei estão neste outro post: Pelo que me lembre foi apenas baixar a ISO do gutopereira e formatar o pendrive com ela que funcionou perfeitamente, não precisou de transmac ou particionar.
  3. Deve existir um modo de diagnóstico independente do computador, em todas as Xerox com algum visor tem este recurso, nas que não tem visor deve ter algo que mostre o diagnóstico através de folhas impressas, só tem que descobrir como fazer para acessar, qual a sequência, tipo ligar ela com o botão pressionado, acender ou ficar piscando o LED, apertar e soltar tantas vezes para imprimir esse ou aquele resultado. Pode ser que encontre alguma informação no manual de serviços dela (em inglês):
  4. Pensei que a sua era 3045NI também. Vá em Iniciar /programas /officce printing da xerox /utilitário de configuração da impressora /diagnóstico /ai escolhe algo como modo de diagnóstico ou de atualização, na guia de ajuda ensina como fazer. O objetivo é ver se ela funciona perfeitamente no modo de diagnóstico, se neste modo ela der erro, significa que tem algum problema físico e se não der erro significa que é algo no software.
  5. Tente ligar ela com as teclas para cima e para baixo acionadas, para entrar em modo de diagnóstico, no meu caso tudo funciona perfeitamente quando entra neste modo e no seu caso, se houver algum problema físico, vai acusar. Depois entra no menu Fax/scaner, complete, OK e OK para voltar ao menu normal.
  6. Tarde demais já devo ter dado o overshoot, eu cheguei a subir a tensão da fonte em 3,7 V. Eu estava pensando em qual seria a utilidade do tubo prateado que fica deitado acima. A placa branca quadrada deve ser o que capta a umidade do ar e a bolinha preta o resistor de captar a temperatura. Eu tenho um lote de relógios com defeito aqui, vou abrir eles na procura de cristais.
  7. Eu já tive um Acer com a bateria inutilizada que deu a mesma mensagem e no final descobri que tratava-se de defeito no HDD, haviam setores danificados e o fato da bateria não segurar carga não tinha influência alguma. A reinstalação do Windows via recuperação do sistema, ou seja, pegando os dados do HDD sempre resultava em erro. Ao trocar o HDD por um SSD e instalar o Windows via Pendrive ou DVD deu tudo certo, o sistema passou a subir pelo SSD e depois eu coloquei o HDD num case USB e consegui salvar os arquivos que precisava além de fazer um diagnóstico no HDD. Num outro Acer também com a bateria arriada, apenas alguns arquivos haviam se corrompido quando tropeçaram no fio e consegui reinstalar o Windows via Pendrive ou DVD já que pelo sistema já instalado resultava em erro.
  8. Eu quero obter o seguinte resultado: Ou seja, acionar todo o display, polarizar tudo com a finalidade de testar o display. No caso da imagem eu simplesmente mudei o ângulo, ao invés de olhar de frente eu inclinei até obter o reflexo. No caso específico, trata-se de um medidor de umidade: Na parte de cima da imagem eu repeti o ângulo de visão para mostrar os terminais de contato no vidro e na parte de baixo os terminais de contato na placa. São 16 pinos. Tem como?
  9. O aprendizado vale qualquer esforço mesmo que sem algum resultado positivo. A primeira coisa que fiz foi limpar os terminais do display, depois limpar a fita que encosta neles, na sequência limpei uma gosma que estava tipo depositada na placa. Com a placa alimentada em 1,5 V ( do Yaxun 703D) alguns terminais do display medem 0.25, 0.28 ou -0.06 V e outros não medem nada. Eu imagino que seja mesmo o chip bolha mas, também pode ser algo no display. Estou até pensando em sacrificar o que ainda funciona, tipo trocar os displays e ver o que acontece.
  10. Acerca de seis anos comprei um par de medidores de umidade e os submeti a diversos experimentos, dentro de geladeiras, freezers e fornos além de aplicações convencionais como um armário de guardar papeis, um do lado de dentro e outro do lado de fora. Eles nunca deram a mesma medição mesmo estando submetidos ao mesmo ambiente, ocorre que um deles deixou de funcionar ou melhor, não abre ou acende mais o display. Este é o que ainda funciona: Basta colocar as pilhas ou baterias AG13 ou LR44 que o aparelho passa a mostrar o display e permanece fazendo as leituras até a bateria descarregar e ser trocada. Inicialmente eu imaginava que os terminais estavam com mau contato e mesmo depois de lixar e trocar as baterias, o aparelho não voltou a funcionar. Resolvi desmontar para ver como é por dentro: Acima o lado onde se encaixam as baterias e abaixo o outro lado que dá contato com o display: Minha ideia inicial seria alimentar o circuito e ir fazendo medições nos diversos pontos na tentativa de se chegar a algum veredicto. Alguém conhece o aparelho?
  11. Então, a declaração de conteúdo é obrigatória no caso de não se ter nota fiscal mas, também se deve levar em conta as regras e disposições da circulação de mercadorias de um estado para outro. Para empresa é uma coisa e para pessoa física é outra coisa, assim como circulação física é diferente de compra e venda. Por exemplo se o estado de origem tiver alguma fronteira internacional, a probabilidade de retenção fiscal da mercadoria é alta. Depois tem a probabilidade da retenção do bem para incidência de ICMS do estado de destino. Eu já ouvi falar que existe como gerar uma nota fiscal de mudança gratuita para o caso da mercadoria ser fiscalizada no caminho mas, não sei detalhes se poderia ser gerada para o envio pelos correios. Este é um assunto interessante do qual não consigo encontrar melhor informação na internet.
  12. Então, o que pode ser bom para mim pode não ser bom para você, por isso que não arrisco em recomendar um ou outro SSD, eu só recomendo a não comprar os chineses mais em conta porque são de materiais de baixa qualidade e duram pouco. Aqui no CDH existem alguns tópicos muito bons para se orientar quais seriam os melhores SSD indicados para o seu uso, dentre eles tem o abaixo, mais recente: Eu me dei muito bem com os A400 da Kingston mas muita gente se deu muito mal com eles. Também me dei muito mal com um Kingspec e muita gente se deu bem com esta marca. Agora, com um Samsung EVO que custou mais que o próprio computador eu já ultrapassei a expectativa de vida dele sem perder nada de dados ou desempenho. Se ainda tiver dúvida de escolha entre HD e SSD:
  13. Vamos por partes, analisar as opções: 1- se comprar um SSD novo (considerando um verdadeiro, dentro das recomendações aqui do CDH) ai vai formatar e poder diagnosticar o HD, se ele estiver bom, você terá em mãos um SSD e um HD bons mas, uma máquina com defeito em alguma parte entretanto, a probabilidade disto acontecer é baixa, minha estimativa é que o HD está ruim e a máquina está boa e no fim você terá 100% de certeza que o HD já era e ainda terá uma máquina rodando com SSD, praticamente outra vida ou vida nova. 2- se não comprar nada novo, a máquina vai ficar parada, a não ser que consiga um pendrive ou leitor de DVD com alguma mídia de inicialização, assim consegue subir algum sistema e a partir dai roda algum diagnóstico para checar o HD e a placa-mãe.
  14. Um caminho rápido e certeiro é ver a marca do HD, acessar o site do fabricante e baixar o utilitário de serviços, com ele instalado rodar o diagnóstico e com certeza o resultado será o atestado de óbito do HD. Tem a questão de só ter o HD e não ter outro para subir o sistema, neste caso tem que usar outra máquina ou outro HD, a não ser que exista a opção de rodar o utilitário do fabricante pelo leitor de CD ou pendrive. Se o HD passar no teste e for aprovado significa que o problema não está no HD, o que duvido muito por conta do relato do barulho.
  15. A esteira velha foi vendida por uns cem reais no estado em que se encontrava e dois anos e cinco meses depois o motor da esteira nova começou a cheirar queimado e a faiscar, exatamente como ocorreu antes, a diferença agora é que existem três marcas evidentes de desgastes nos contatos do induzido e uma das caixas de carvão já está derretida. A história se repetiu e desta vez eu nem fui autorizado a mexer no motor, apenas pude fazer uma rápida análise e pude ouvir que alguns rolamentos dos eixos já estão estalando, tipo funcionando à seco sem lubrificação, a base de madeira já está afundada e parte da esteira ou a fita que fica girando está desgastada, fora estes detalhes todo o resto está perfeito, diante do quadro, a solução de trocar o motor por um novo custando R$ 900,00 com o valor do frete incluído não foi bem vista já que por R$ 2.000,0 dá para comprar uma nova, veja bem, apenas trocar o motor iria adiar uma nova despesa com alguma outra parte da EP14K. Pela lógica a vida útil do equipamento deve durar entre um a três anos no máximo. O usuário ainda está se decidindo sobre o que fazer. Eu já me decidi, se a esteira cair na minha mão vou desmontar para fazer fotos comparativas com as que já estão neste post.
  16. Lá pelo mês de março de 2022 ela começou a dar a mensagem de "recoloque papel na bandeja", impedindo de prosseguir na impressão até que a folha de papel que fica presa na parte de cima da bandeja seja reposicionada para a parte de baixo: A folha fica retida exatamente como na foto acima, bem em cima do rolete. No começo era de forma eventual mas, agora está de forma permanente, obrigando o usuário a reposicionar o papel a cada folha impressa, mesmo que seja um documento com mais de uma folha. Já tentei algumas soluções propostas na internet, como limpar os roletes e sensores, até usei outras marcas de papel de pior qualidade e a mensagem de erro persistiu. Eu insisto em não tentar atualizar a firmware, não até que consiga um nobreak funcional, que consiga manter a alimentação de energia pelo intervalo de tempo necessário. Por enquanto segue sem solução.
  17. É apenas um relato para registro/consulta de como acontece em 2022 esta opção de compra. Não é uma reclamação e por isso não seguem maiores detalhes: Na hora de fazer a compra aparece o seguinte: Clicando em "tributos de importação" em azul: Está tudo explicadinho em detalhes, parece tudo certo e deu a entender que caso seja taxado, a loja entra em contato. Seguindo com a compra, aparece no carrinho de compras: O "saiba mais" repete o texto acima. Finalizei a compra e quando chegou no Brasil foi taxado, por enquanto no site aparece assim: No site do rastreamento dos correios aparece assim: No site minhas importações assim: A DIT ficou assim: Os campos cobertos em vermelho são para omitir dados, todos os demais campos estão exatamente como vieram, alguns em branco e outros preenchidos. Na internet tem um vídeo onde se descreve que o comprador entrou em contato com o vendedor que mandou pagar as taxas e enviar o recibo, depois de alguns dias o valor exato apareceu restituído no cartão de crédito. Também vi uma reclamação no reclameaqui que foi resolvida e uma outra reclamação envolvendo duas encomendas, numa o valor foi restituído e na outra não. Eu ainda não recebi nenhum contato da Amazon ou do vendedor e não fiz o pagamento, apenas enviei uma mensagem ao vendedor dizendo "Fui taxado em R$ 363,11.", acontece que no site da Amazon não aparece a opção de enviar arquivo (No caso a DIT), apenas aparece a opção de envio de mensagem de texto. O vendedor tem o prazo de 48 horas para responder. Outro detalhe; o valor da descrição da remessa é a metade do valor que paguei e consequentemente o valor a pagar deve ser a metade do que realmente eu acho que deveria pagar. Antes de escrever sobre isto eu consultei um advogado sobre a possível questão que poderia envolver algum tipo de ilegalidade como evasão ou sonegação e a resposta é que não há nada de ilegal e que transcorreu dentro da normalidade do sistema de leis vigente no país, simples elisão fiscal, em resumo não existe ou não se caracteriza uma conduta de crime de meio utilizado ou de fim tanto da parte do vendedor como do comprador, a decisão do cara da Receita Federal é o que define o valor aduaneiro da mercadoria e no meu caso específico a declaração de valor no pacote está correta e corresponde ao valor real do item comprado, o valor mais caro que paguei tem embutido no preço a comissão de venda, o frete, o parcelamento, o lucro do vendedor etc. É um caso muito diferente quando as pessoas compram coisas caras, declaram valores baixos e o fiscal classifica o valor real aplicando uma multa ou perdimento da mercadoria. O vendedor respondeu: Agora sim apareceu o botão de anexar arquivos, parece que apenas a primeira mensagem só aceita texto. Chegou a resposta do vendedor: O pensamento tanto do vendedor como do comprador deve ser em não pagar nada das taxas, a proposta dele é rachar as despesas e na minha mente a conta fica da seguinte forma; quando o vendedor declarou metade do valor que eu paguei, seguido pelo fiscal, acabou sobrando para pagar a metade do valor que teoricamente deveria ser pago, o que já seria um bom negócio e agora com o vendedor me ressarcindo metade da metade, já é um melhor negócio ainda, uma solução intermediária entre não ser ressarcido e ser totalmente ressarcido. Ressarcimento parcial, falta ainda ver como vai acontecer. Achei melhor já pagar logo do que ficar esperando o vendedor fazer o ressarcimento primeiro. Para constar; a Amazon tem uma estratégia com a comunicação entre o vendedor e o comprador, se entrar no site e ir nos pedidos, as mensagens trocadas não aparecem ou melhor, não existe um link para se acessar as mensagens. Tem apenas o link de problema com o pedido, que abre o um canal novo de comunicação cujo link de acesso só aparece no e-mail com a resposta do vendedor. No site minhas importações só está disponível o pagamento por boleto: Não dá para pagar com PIX ou Cartão e mesmo depois de pagar o boleto, ainda fica aparecendo como aguardando pagamento: Vi em algum lugar que levam até 48 horas para ser processado. No dia seguinte ficou assim, no site dos correios já aparece como pagamento efetuado e o vendedor respondeu: Só muito tempo depois é que chegaram ao mesmo tempo os emails enviados pela loja avisando da retenção: E avisando da liberação: Algumas horas depois veio mais um e-mail da Amazon: Muito bom, teve uma pequena diferença para menos no valor mas, é quase irrelevante. No mesmo dia da entrega 01Ago22 chegou uma carta impressa avisando que a encomenda se encontra no centro de tratamento internacional, com data de impressão em 25Jul22. Na fatura do cartão de crédito não aparece a cobrança de IOF e o valor prometido para restituição já foi incluído, alias, cinco dias depois apareceu uma segunda restituição no mesmo valor, ou seja, o vendedor restituiu o valor total em duas metades. É isto, assim foi minha experiência.
  18. Imagino hipóteses; - HD externo com defeito (maior possibilidade). - Case com defeito. - mau contato na conexão ou entre o HD antigo e a placa do case. - mau contato na porta USB. Se você colocar o HD antigo no notebook ou qualquer outro computador e caso funcione, vai subir ou não sistema que estava instalado nele, dependendo de muitos outros fatores e até pode ser que consiga visualizar o arquivo armazenado nele. Pode acontecer de estar ocorrendo mais de um problema ao mesmo tempo e quando se mexe em time que está vencendo também pode criar um problema novo que não existia.
  19. Parece mais ser um problema de atualização automática de driver de vídeo, não acredito que seja devido ao acesso remoto. Tem que checar qual é a placa-mãe e se tem placa de vídeo e então baixar os drivers corretos pois, nem sempre o Windows baixa a melhor opção.
  20. Eu não conheço a sua impressora mas, já tive uma Epson velha que deu exatamente o mesmo defeito e o problema estava no cabeçote ou na cabeça de impressão, mesmo limpando dava a falha. Não adiantou trocar o cartucho porque alguns buracos onde a tinta passa estavam entupindo. Se a sua Epson for do tipo que a cabeça de impressão está integrada ao cartucho, como nas HP, tente trocar o cartucho mas, se a cabeça de impressão fica na impressora, parece que não tem jeito.
  21. Eu sei um pouco de acesso remoto e ao conceder o acesso, basicamente é como se estivessem diante do computador, vendo a tela, mexendo no mouse e teclado e desta forma puderam ver as máquinas conectadas na sua rede inclusive a impressora. Pelo que sei dá para ver o IP e o nome das máquinas mas, o número da linha telefônica dos celulares conectados eu não sei se dá para ver. Eventualmente já poderiam estar conectados na sua rede para conseguir o acesso embora que não necessariamente precisavam estar conectados. Com o PC desligado da tomada não tem como acessar remotamente, também não tem como acessarem sem o computador estar conectado na internet. Eu tenho em mente que apagando tudo e formatando de fábrica, ou melhor dizendo, fazendo uma formatação limpa, impede a manutenção do acesso remoto, desde que utilize uma mídia externa como um pendrive ou DVD pois a partição de recuperação pode ter sido adulterada e se formatar a partir dela, pode acabar por manter o acesso remoto ativo. Antes de apagar tudo, é bom se certificar de que não haja algum arquivo importante a ser perdido.
  22. Alguém tentou o utilitário do fabricante? Kingston SSD Manager.
  23. O meu Kingspec não teve jeito, virou sucata eletrônica:
  24. Também tive problemas com um Kingspec: Sem solução.
  25. Eu já segui o mesmo caminho de procurar uma firmware para um Kingspec: E também não achei nada no fabricante mas, vi alguns vídeos russos onde atualizam firmware de Kingspec e outras marcas. A base de pesquisa seria identificar primeiramente a controladora para depois achar a firmware compatível. Mais detalhes abaixo: Lembrando que existem muitos relatos na internet de matar o SSD na tentativa de atualizar a firmware. Em resumo; neste caso específico da marca Kingspec cheguei a conclusão de que é melhor usar como está e só se preocupar em atualizar firmware se der defeito. Me parece que o conceito de manter a firmware atualizada não se aplica a este fabricante. Eu imagino que o conceito que se aplica é não ter manutenção, apenas descartar em caso de defeito.

Sobre o Clube do Hardware

No ar desde 1996, o Clube do Hardware é uma das maiores, mais antigas e mais respeitadas comunidades sobre tecnologia do Brasil. Leia mais

Direitos autorais

Não permitimos a cópia ou reprodução do conteúdo do nosso site, fórum, newsletters e redes sociais, mesmo citando-se a fonte. Leia mais

×
×
  • Criar novo...

Ebook grátis: Aprenda a ler resistores e capacitores!

EBOOK GRÁTIS!

CLIQUE AQUI E BAIXE AGORA MESMO!