×
Ir ao conteúdo
  • Cadastre-se

Pincipi

Membro VIP
  • Posts

    1.528
  • Cadastrado em

  • Última visita

Posts postados por Pincipi

  1. Então, esse assunto que envolve burlar as condições do fabricante não deve ser tratado neste espaço por uma questão de ética.

    Basta dar um google com o modelo da impressora seguido da palavra reset, ou com o modelo do cartucho, que aparecerão vários resultados e formas diferentes, lembrando que envolve uma situação de risco porque qualquer alteração na firmware exclui garantia e também pode inutilizar a impressora se for feita de forma incorreta, sem contar com o fato de que o procedimento sugerido pode não resolver o problema e criar outro problema.

    É por sua conta e risco.

    Se você consegue imprimir pelo USB mas não pelo Wifi, pode ser que a solução não seja algo com reset de cartucho ou de impressora e que seja apenas algo na configuração do Wifi.

    O status de seu dispositivo aparece como verificar a situação dos cartuchos; pode ser que a impressora seja programada para funcionar apenas com os dois cartuchos, tanto o preto como o colorido, mesmo que um deles esteja vazio, as HP que tive antes não funcionavam sem um dos cartuchos, só funcionavam com os dois cartuchos inseridos, em bom estado, indicando nível de tinta e ainda no modelo exato que a impressora usa. Se eu encaixasse um modelo diferente, com nível baixo ou com apenas um cartucho, dava algum problema.

    Talvez este caminho de reset não seja o mais indicado no seu caso.

  2. Situação interessante para serem estudadas as possibilidades de sabotagem pura a serem postas em prática.

    Precisamos primeiro montar o cenário, se a impressora está na rede ou se devem conectar o cabo usb toda vez que vão imprimir, além da marca e modelo da impressora.

    Também ter uma noção do nível técnico das pessoas que vão tentar imprimir, se elas vão saber aplicar ou não medidas corretivas.

    Em cima do cenário é que podemos trabalhar nas alternativas físicas ou lógicas, como cabo usb com defeito ou configurar a impressora principal diferente mas, usando o mesmo nome.

     

  3. Existe uma tecnologia envolvida nos cartuchos HP, a impressora faz uma estimativa de uso independente do real nível de tinta no interior do cartucho, mesmo que faça a recarga, a impressora vai continuar a marcar que o cartucho está vazio.

    Em analogia seria como um carro controlado por uma central baseada na quilometragem rodada, tipo assim, sai de fábrica com o tanque cheio e após rodar 400 km o carro para indicando falta de combustível, mesmo que encha o tanque, vai permanecer parado até que o contador de km seja zerado.

    O pessoal que trabalha com recarga de cartucho se utiliza de um subterfugio, zerando o contador do cartucho de modo a que ela seja reconhecido pela impressora como tanque cheio.

    Agora esta parte da impressora imprimir normalmente com o cabo USB, mesmo indicando cartucho vazio é um indicio de que exista um programa instalado tipo RESET que obriga a impressora a imprimir qualquer que seja a indicação do nível do cartucho.

    Geralmente os Resets da linha HP modificam o firmware da impressora que passa a zerar o nível do cartucho toda vez que é ligada, independente da impressão ser através do cabo USB.

  4. Geralmente quando liga o computador e aparece esta tela de recuperação/restauração do Windows, significa que algum arquivo de inicialização foi corrompido e o Windows não consegue inicializar.

    Dizem por ai que ao clicar em restaurar o PC, que os arquivos corrompidos são recuperados e o sistema volta a funcionar normalmente, se bem que, comigo esta opção nunca funcionou.

    Basicamente a origem do problema pode ser um defeito lógico, onde algum arquivo corrompeu por uma falta de energia elétrica por exemplo, ou então o problema pode ser um defeito físico no HDD ou SSD e se constatado ser este o caso, apenas substituindo a peça e instalando novamente o sistema é que poderá voltar ao normal.

    A sugestão mais lógica é tentar seguir os passos da restauração e se não der certo, podemos tentar outras soluções mais complexas.

     

    • Obrigado 1
  5. Eu fiquei aqui batendo a cabeça apenas para tentar entender a dinâmica do caso:

    1-Levou apenas a xfx rx 560 4gb para ser avaliada, ou seja, sem o computador.

    2-Disseram que não tinha conserto e comprou uma outra placa igual.(ficou sem a original com defeito)

    3-Abriu a máquina e suspeita da autenticidade da placa atual.

    É isso?

    Placas de vídeo FAKE, saiba como evitar cair no golpe - Placas de vídeo - Clube do Hardware

     

  6. Passei em várias lojas e fiz algumas pesquisas de preços à partir de R$ 20,00 chegando R$ 130,00 apenas um cabo como recomendado acima, optei pelo cabo Multilaser de R$ 24,90 na Kalunga apenas porque ele se parece fisicamente com o cabo original, de mesma cor preta. Testei antes no meu celular e tudo ocorreu normalmente, tanto o carregamento como a transferência de dados, só depois passei para o usuário que fez o teste e me disse que agora está carregando rapidinho.

    Já marquei como solução o tópico que sugeriu a troca do cabo.

    Quanto a minha dúvida se um carregador turbo poderia danificar o celular sem suporte de carregamento rápido, o pessoal da loja vivo disse que pode usar o carregador power normalmente, seja ele da Motorola, Apple ou Samsung.

    Muito obrigado a todos pela ajuda.

  7. Sim, ajudou sim, vou sair agora para procurar apenas o cabo. Eu não senti a necessidade de abrir o carregador por conta de não apresentar uma série de características de ser falso. A minha grande dúvida é se ele é adequado ou não, já que o usuário disse que demora horas para carregar, ai eu fico na dúvida se apenas trocando o cabo volta a carregar rapidamente como antes ou se o carregador não é mais o original.

    Tipo assim, prefiro comprar um carregador turbo power que vai servir em outros celulares mais novos mas, fico na dúvida se ele não iria danificar o celular mais velho.

    Eu li tudo que estava escrito na caixa e nos manuais, bem como pesquisei na internet e não achei nenhuma informação dizendo qual o carregador mais adequado para este XT1952-2.

    Na caixa do XT1002 vem escrito que usa a tecnologia do TurboPower, já na caixa e nos manuais do XT1952-2 não existe menção ao turbo power, o que me faz pensar que não tenha suporte ao carregamento rápido e uma vez não tendo este suporte, em tese, poderia vir a ser danificado de alguma forma.

  8. Meu pai tem o Motorola XT1952-2 e de vez em quando eu o conecto no computador e transfiro as fotos e arquivos para um backup, acontece que na última vez que fui fazer isto, simplesmente não aparecem mais as opções de selecionar se quero transferir os dados ou apenas carregar quando conecto no computador, a única coisa que aparece é carregando via USB, mesmo quando conectado no carregador de parede.

    Eu imaginei que o carregador dele foi trocado ou então deu defeito no carregador de parede, no cabo de dados e até mesmo no controlador de carga.

    Eu não me lembro qual seria o carregador original dele e testei com outros carregadores, do XT1002, do XT1941-3, do XT2083-1 e do XT2139-2, todos estes tem a tecnologia turbo Power, ou carregador rápido, utilizei sempre o mesmo cabo e obtive os mesmos resultados.

    Quando eu mudei o cabo, passou a indicar carregando CA quando no carregador de parede e abriu as opções quando conectado no computador.

    Diante disto, cheguei a conclusão de que o cabo está com defeito e que não há problema no carregador de parede nem na placa controladora, só falta agora saber se o carregador de parede é o original dele, o qual não vem escrito turbo power.

    Visitei do site da loja vivo e o da loja motorola e vi vários modelos de carregadores com e sem cabos e não consegui achar uma indicação de qual deles seria o melhor indicado. Evitei outras lojas por conta de não saber identificar as falsificações.

    Na parte de cabo, parece que são todos iguais.

    Alguém sabe como eu identifico qual é o carregador original para o XT1952-2? Ou se posso adquirir um outro modelo? Sem problemas de compatibilidades. Ou se apenas um cabo novo resolve.

    Uma última observação que acho importante: ele enrola o cabo bem apertado em volta do carregador e eu acredito que este seja o motivo de ter dado defeito no cabo, pois, deve ter forçado os fios internos até romperem.

  9. Deixando de lado a parte em que a pessoa marca um encontro e acaba encontrando a quadrilha, ou seja a parte presencial e se atendo apenas em como as ferramentas são utilizadas para se aplicar o golpe de forma remota e tentar arrancar uma grana da vítima, em 2022 como estão ocorrendo?

    Eu pude observar alguns casos do ponto de vista da vítima, não tive oportunidade de ver como ocorre do lado sombrio da força.

    Basicamente a vitima se cadastra num site ou app de relacionamentos e compartilha dados pessoais, como e-mail, telefone, fotos, data de nascimento, localização etc.

    Não tem como se saber se o próprio site está envolvido de alguma forma com o evento delituoso.

    Do outro lado podem existir quadrilhas especializadas ou pessoas isoladas, de qualquer parte do mundo, inclusive podem estar muito perto, os próprios aplicativos tem opção de gerenciar a distância e de fornecer a localidade, dando para saber a precisão a partir de 1 km. Eles também criam vários perfis em diversas redes sociais e de alguma forma angariam muitos amigos e produzem uma fachada perfeita e ativa.

    Existem sites totalmente gratuitos e outros em que se cobra alguma coisa para se obter funcionalidades e privilégios de comunicação.

    Geralmente nos sites em que não se cobra para trocar mensagens é que a maioria das tentativas de golpes ocorrem como o vilareal e o dating do facebook mas, não se exclui a possibilidade nos pagos também pois, neles, os casos apenas ocorrem em menor quantidade em relação aos não pagos.

    A ficha do usuário fica lá em exposição para os interessados e o próprio site se encarrega de mostrar na tela para que as outras pessoas cliquem em sim ou não, X ou coração, verde ou vermelho, enviem mensagens, paqueras ou presentes virtuais.

    Quando duas pessoas clicam no sim, fica estabelecido o contato e ocorre o match ou curtida, a partir dai fica aberto um canal de comunicação direta entre as partes, pelo próprio site, através de mensagens escritas ou vídeo com opção de envio de fotos e arquivos como gravações de áudio.

    Os especialistas dizem que através do vídeo ao vivo se pode julgar as atitudes da pessoa e o fundo de imagem para se ter uma boa noção das intenções porém, ainda assim deve se levar em conta que mesmo para um observador atento, as imagens e sons conseguem mostrar o que parece ser mas não é.

    A falta de disponibilidade imediata para responder juntamente com períodos de intervalo entre os diálogos também é um dos fatores de suspeita, justamente porque a quadrilha ou individuo isolado tem que se comunicar com várias vítimas ao mesmo tempo.

    Neste diálogo, fornecem números de telefone para contato e a maioria dos suspeitos começam com +44, prefixo da Inglaterra onde existem operadoras que enviam gratuitamente para o mundo inteiro chips que podem ser ativados em qualquer parte do globo sem a necessidade de pagar o plano, obtendo um número e conseguindo a confirmação para a ativação de um WhatsApp, Telegram etc.

    Dentro desta ferramenta ocorrem algumas ramificações de engenharia social, via de regra ocorrem diálogos alternados em diversos idiomas, inglês, português e espanhol, nos quais perguntam o que fazemos e quanto ganhamos por mês bem como as histórias de cobertura são as mais variadas, sendo que as mais batidas como dinheiro preso no banco, pais mortos e militares em zona de guerra caíram de moda, sendo substituídas pelas atuais empresários(a) ou funcionários(a) à trabalho ou projeto e visita à parentes no Brasil, a partir de alguns dias vão direcionando a conversa para coisas que foram feitas no dia a dia acabando por entrar em assuntos financeiros, como por exemplo lucros obtidos em rápidas transações, mostrando telas de transações financeiras e logicamente se oferecem para gerenciar ou recuperar prejuízos financeiros da vítima, também compartilham documentos dos quais estão trabalhando e pedem uma opinião no projeto.

    De forma paralela, ligações começam a cair no número fornecido, oriundas do Brasil mesmo, algumas apenas tocam e desligam quando é atendida, igual ocorre com robôs de telemarketing, em outras, o operador solicita participação em pesquisas de mercado para saber a frequência de idas ao shopping ou satisfação com a operadora de cartão de crédito, via de regra tentam obter mais informações de localidade e outras que possibilitem de alguma forma a obtenção de dinheiro da vítima.

    Uma fácil forma de se obter dados é simular uma transferência PIX para o celular da vítima que gentilmente o sistema fornece alguns dados como nome, parte do CPF e banco, isso claro se o numero de celular estiver cadastrado como chave PIX.

    Também aparecem do nada mensagens no wats ou no tele, com perfiz atraentes e variadas histórias, sendo as mais recorrentes como a perda de acesso ao wats e nos conhecemos recentemente, acompanhadas de arquivos para downloads, se aparentando com fotos embaçadas extremamente atraentes a induzir a clicar em baixar.

    Estou muito curioso para saber o que estes arquivos fazem, imagino que devem conter alguma ferramenta embutida que possibilite a invasão do aparelho ou até mesmo sejam fotos que induzam a retribuir com fotos pessoais e a partir dai deve se iniciar um processo de extorsão para não divulgação.

    Ainda não consegui passar desta fase por mero receio das pessoas que me deixaram monitorar o desenvolvimento da atividade sombria. Nenhuma delas teve coragem de clicar para baixar ou me deixaram fazer isto.

    E quanto a você? Agora em 2022. Como estão usando e quais ferramentas usam para tentar lhe aplicar o golpe do amor? E se caiu no golpe, não tenha vergonha de contar, eu juro que não conto para ninguém. Vai ficar só entre nós, risos.

     

    • Curtir 1
  10. Este parece ser um bom assunto a ser discutido porque meu pai me pagou cursos que mudaram meu modo de ver o mundo e ao me colocar no lugar de seu filho, sinto que ele não deve ser privado deste tipo de oportunidade.

    Pelo que entendi, seu filho queria fazer um curso na tal uti dos dados, acessei o site e só consegui ver que tem o curso online e o vídeo de apresentação mostrando coisas lindas de serem vistas como carteirinha, ferro de solda, componentes eletrônicos, discos e agulhas mas, não consegui achar mais nada como conteúdo ou preço porque dá erro 502.

    Acho muito importante inicialmente saber de seu filho qual é o objetivo que ele almeja; se é apenas agregar conhecimentos, se pretende recuperar dados pessoais por conta própria ou se pretende seguir carreira neste ramo e obter títulos e certificados.

    Como comparação de importância de avaliação eu uso três exemplos; hacker, advogado e detetive particular.

    Em apertada síntese para se tornar um hacker ou ser reconhecido como tal não é necessário ter qualquer curso, apesar de que existem muitos cursos com este objetivo. Nunca vi alguém usar uma carteirinha escrito Hacker (já vi usar camisetas).

    Igualmente para exercer a profissão de detetive particular, onde existem no mercado desde cursos gratuitos até de nível universitário reconhecido pelo MEC. Já neste caso, já vi alguns ostentarem carteirinhas de detetive.

    Já no caso do exercício de advogado, tem que ter OAB e para estar escrito tem que ter o curso de direito e passar no exame de ordem, apesar de que existem também inúmeros cursos na internet voltados para a área.

    Aqui especificamente, quem ostentar carteirinha de advogado sem ter o devido registro vai em cana.

    Para ser hacker ou detetive um curso universitário não é obrigatório e para ser advogado não tem como sem o curso e título.

    Finalmente, puxando os exemplos acima, entro na questão do perito (mais ligado a pericia judicial), qualquer um pode se intitular assim, não é necessário ter um registro em alguma entidade como tribunal de justiça ou associação de classe, é algo de livre exercício. Inclusive qualquer um pode ostentar uma bonita carteirinha como a mostrada no vídeo do curso.

    O fato da pessoa se intitular como perito ou especialista na área, pelo menos nesta área de recuperação de dados, tenha ou não ele curso, registro ou prática no exercício da profissão seria inspiração de seriedade ou base para se determinar se deve pagar ou não o curso por ele ofertado.

    Tem que se saber o objetivo a ser alcançado para se avaliar a necessidade do curso. Já teve curso que eu entrei sabendo muito mais que o professor e acabei ensinando e resolvendo as dúvidas dos companheiros alunos (joguei dinheiro e tempo fora) e teve curso que me abriu horizontes nunca antes imaginados.

    Desculpe o texto longo, é que não consegui deixar este assunto passar batido.

     

    • Curtir 1
    • Obrigado 1
  11. Para se chegar a ferramenta específica que eventualmente possa servir em seu Goldenfir, você deve tentar entender a dinâmica atual que é usar uma roupagem bonita para esconder o que tem por baixo; para começar, ignore a capa ou caixa do SSD, o invólucro com a etiqueta escrito Goldenfir e se concentre na placa interna, o objetivo é identificar seus componentes como controladora, memória e placa.

    Eu prefiro abrir, ler o que está escrito nos componentes e anotar. Existem programas que podem identificar os componentes mas, eu evito e só tento usar quando não tem nada escrito.

    Aproveito para dar uma checada nas condições físicas do SSD como oxidação, mau contato e trilha rompida.

    Estando de posse destes dados, eu dou um Google e um dukdukgo(escrevi sem os c de propósito porque se trata de um navegador que não deve ser mencionado), vão aparecer vários artigos e links, faço todos os downloads possíveis, lembrando que na maioria dos casos, para se chegar a estes arquivos, tem que aceitar a contaminação por vírus e não permitir que o antivírus faça o seu trabalho porque ao remover o vírus, acaba inutilizando a ferramenta. Nesta parte eu uso máquinas dedicadas, formatadas apenas para esta finalidade, uma conectada para obter os arquivos e outra sem conexão para usar os arquivos.

    Estando de posse dos possíveis arquivos, eu paro, respiro, deixo tudo de lado e vou rever as postagens que existem aqui no CDH sobre anatomia do SSD e a tabela de identificação dos SSD.

    Eu imagino que tentar ir usando qualquer MPTool sem saber o que está fazendo, pode matar definitivamente o SSD, a firmware de uma controladora de uma capacidade "X" é diferente da firmware da mesma controladora de capacidade "Y" e nem sempre existe uma firmware que seja a certa ou compatível para o seu SSD, por isso que eu recomendo abrir uma nova postagem para o seu caso, colocando no título a identificação da controladora de seu Goldenfir.

    Aí sim, com ajuda de outros membros, poderíamos chegar numa solução diferente de mandar seu Goldenfir para reciclagem de lixo eletrônico.

     

     

     

  12. Pois é, me pediram para eu dar uma verificada no porque não era possível ler cerca de 200GB gravados um micro SD de 512GB e também para recuperar os arquivos de uma vida inteira salvos nele.

    A primeira coisa que perguntei é se ainda estava na garantia e se havia sido comprado na loja da Kingston:

    LojaK.thumb.jpg.7f6f4b21a0cc824c8bd34e158318f4af.jpg

    Responderam que havia sido comprado a apenas alguns dias numa oferta por R$ 19,98 em outro site:

    anuncio.thumb.jpg.41cc6ab098d71bf65c0529c8439c70bf.jpg

    E que Haviam muitas qualificações de cinco estrelas para o produto, mostrando que os compradores estavam satisfeitos.

    A questão do preço menor, mesmo pagando impostos e taxas de importação foi o fator determinante na tomada de decisão. Porque gastar mil se pode gastar vinte com o mesmo custo beneficio?

    Inclusive testaram o cartão que aparecia assim na tela:

    Tela500GB.jpg.b6b708b05945031286c5b1388ef2f82f.jpg

    Continuando, eu pedi para darem uma olhada nas qualificações de uma estrela e lá estava escancarada a verdade por trás do anúncio:

    avaliacao.jpg.de325e7ae395769c5c44dbcbfa7b20da.jpg

    avaliacao2.jpg.1c3fb9025e5e871286624f0619551279.jpg

    E para confirmar, passei o cartão em um programa chamado MyDiskTest (o h2testw também mostra):

    Test.jpg.323a655107a1b7913d1741a6958c7e57.jpg

    Apesar de estar em inglês, ficou bem claro na tela que a capacidade real é de 448,25MB e não os prometidos 512GB.

    É até engraçado de ver as pessoas de boca aberta, sem saber o que dizer diante da descoberta da farsa.

    Quanto aos 200GB? Os que foram salvos na unidade e agora não abrem mais.

    Sinceramente, não conheço meio de recuperação de dados gravados em cartões falsos. O único meio de recuperar que conheço é pela origem, pelo local de onde vieram as informações, se não tem mais, perdeu!

    Deixo de comentar detalhes de mudança de firmware e restituição de valores porque já constam em outros posts.

    • Curtir 6
    • Confuso 1
    • Triste 1
  13. Considerando o domínio "A" e o domínio "B", ambos em dia no registro.br e registrados no mesmo proprietário.

    Apenas o "A" está hospedado e de vez em quando é possível acessar digitando. (isto seria outro problema, assunto de outra postagem)

    O domínio "B" não está hospedado, existe apenas no registro.br e meu interesse é que seja redirecionado para o domínio "A". Em outras palavras eu queria que ao se tentar acessar o "B", que fosse redirecionado ao "A".

    De fato o "B" é como se não existisse, apesar de que tanto "A" como "B" não aparecem em nenhum resultado de busca.

     

    Entrei no registro.br e selecionei o domínio "B":

    a.thumb.jpg.dd7b8982b341577569e5dfc2571de83f.jpg

    Cliquei em Configurar redirecionamento com mostrado acima:

    b.jpg.3670c46d547f92d97940ef0f7f98ed32.jpg

    Inseri o endereço ao qual quero que seja redirecionado "A" e salvei:

    c.thumb.jpg.113afaa4d3053160d28822e389891377.jpg

    Ocorre que este redirecionamento simplesmente não deu resultado prático, ou seja, não ocorre mesmo esperando alguns dias.

    Tentei "dominioa", "dominioa.com.br", "www.dominioa.com.br" e "https://www.dominioa.com.br".

    Será que tem que se fazer mais alguma outra alteração? Ou será que o fato de não existir hospedagem para o dominio "B" impede que seja redirecionado?

     

  14. Facebook nem pensar. A informação seria uma espécie de informativo/apostila básica sobre administração de herança digital. A interação já seria uma tentativa de incomodar o usuário com a ausência de um certificado e com redirecionamentos em castata de páginas, seriam três domínios, o primeiro redireciona para o segundo e este redireciona para o terceiro que redireciona para o primeiro, formando um ciclo ou castata. (Nem sei se seria possível)

    A nível de Linkedin um quarto domínio teria a página normal.

  15. Bem, ficou assim; fui incapaz de entender como usar o visual studio code, a tela inicial dava a opção de escolher o layout e consegui clicar em escuro porém, parou por ai e não sei como ir para a próxima fase, ou selecionar a próxima escolha, consegui criar um novo arquivo que me deu a opção de escolher o idioma, selecionei HTML e também parou por ai, fui incapaz de prosseguir ou sair desta tela.

    No caso do notepad++ eu baixei na loja da microsoft uma versão unofficial e consegui ir até selecionar o idioma HTML, digitei o texto da página sem as fotos e na hora de salvar, não consegui identificar qual seria a extensão correta a ser utilizada.

    Veja bem, eu estou realizando digitalização de documentos e salvando e-mails individualmente e no intervalo destas duas atividades, enquanto está digitalizando e o circulo de salvando girando, eu aproveito os segundos de intervalo de tempo para me dedicar a criar a página. Eu não posso parar nenhuma das duas atividades primárias para me dedicar a criação da página, só posso aproveitar os segundos de intervalo da execução das duas tarefas. nestas circunstâncias, o tópico permanece em aberto para alguma sugestão de um criador/construtor de sites gratuito, que não precise realizar um curso antes.

    Por exemplo; eu consigo digitar o texto em Word, selecionar cor da página em preto, cor das letras em verde, inserir as fotos e salvar como página da web mas, não sei como faço para publicar no domínio, nem como acrescentar o livro de visitas.

Sobre o Clube do Hardware

No ar desde 1996, o Clube do Hardware é uma das maiores, mais antigas e mais respeitadas comunidades sobre tecnologia do Brasil. Leia mais

Direitos autorais

Não permitimos a cópia ou reprodução do conteúdo do nosso site, fórum, newsletters e redes sociais, mesmo citando-se a fonte. Leia mais

×
×
  • Criar novo...

Como ganhar dinheiro montando computadores!

MINICURSO GRÁTIS!

Como ganhar dinheiro montando computadores!

CLIQUE AQUI E INSCREVA-SE AGORA MESMO!