Ir ao conteúdo
  • Cadastre-se

edu.

Membros Plenos
  • Total de itens

    891
  • Registro em

  • Última visita

  • Qualificações

    0%

Reputação

12

Sobre edu.

  • Data de Nascimento 06-09-1993 (25 anos)

Informações gerais

  • Cidade e Estado
    Novo Hamburgo, RS.

Outros

  • Ocupação
    Desenvolvimento de projetos (hw e fw) com PICs.
  • Interesses
    Eletrônica, programação e hardware.
  1. Bom dia, Estou com um problema um tanto quanto persistente com um adaptador Bluetooth USB. Eu tenho um adaptador desses aqui no pc: http://bimg2.mlstatic.com/mini-adaptador-usb-bluetooth-usb-20-frete-gratis_MLB-F-231587219_3161.jpg E um dispositivo com um PIC e um outro adaptador desses aqui: http://mbed.org/media/uploads/edodm85/1-881-.jpg Eu quero abrir uma porta serial no PC com qualquer um desses analisadores para poder comunicar com o PIC. Eu coloco o adaptador no meu PC, o pc reconhece tudo instala os drivers automaticamente e aparece o ícone do bluetooth. Eu coloco pra adicionar um dispositivo, encontro o módulo em questão, coloco o PIN e ele pareia tudo certo e abre uma porta serial. Só que quando eu tento abrir ela com o STerm ou Hyperterminal ela não abre, tipo, ela está lá, eu seleciono mas não consegue comunicar. Testei isso no PC do meu colega que é igual ao meu e no dele funcionou. Meu PC é um acer, i5, windows 7 64bits.
  2. A linguagem do compilador é, em si, a linguagem C básica. Qualquer livro de linguagem C servirá, mas recomento em especial o "The C Programming Language", dos próprios criadores da linguagem. Quanto ao compilador, se for no diretório do mesmo e entrar na pasta "docs", vais encontrar o manual do compilador, lá há todas as informações que precisas. Se buscares mais profundamente no google vais encontrar mais material de outras fontes, te recomendei os garantidos. OBS.: para programares com o CCS e meus códigos é preciso adaptar pois o CCS tem suas peculiaridades. ;]
  3. #define FLAGPISCA FLAGS,0 / Cara, desconheço essa sintaxe, creio que um erro possa estar ai. E também a função de interrupções deve seguir a sintaxe: void interrupt nome(void) { } Não verifiquei a lógica, mas vi no main que estás usando delays para fazer o timing dos LEDs, com isso quando um led piscar o outro certamente vai ficar travado. O ideal seria utilizares timers para essa função, mas não sei até onde teu professor exige no código. Também não vi nenhum tratamento de debounce nas interrupções, para fazer isso também seria necessário timers ou delays, ou algum filtro no hardware, novamente não sei até que ponto teu professor exige. Espero ter ajudado apesar do pouco tempo, quando puder vou dar uma nova olhada aqui. E não esqueça de postar o erro do compilador, fica mais fácil de analisar o problema.
  4. Me parece igual o comando de clr, e o outro não lembro a ordem dos bits mas também me parece igual. Procure o datasheet do teu display e compare com o normal, mas é quase certo que é igual, isso costuma seguir um padrão de interface. Já testastes na prática se funciona? Ou em algum simulador?
  5. A parte "lógica" do código com certeza funcionará, ou seja, o código vai fazer a mesma coisa que o anterior fazia. Mas é preciso tomar muitos cuidados com relação ao hardware envolvido (periféricos e outros...). Dentro dos 16f ou 18f é mais fácil, mas mesmo assim deves cuidar com relação a assuntos como módulo oscilador, quantidade de RAM e FLASH. Mas é coisa rápida. Migrar um código inteiro de 16f para 18f é mais trabalhoso, tem que rever a estrutura do pic, pois muda algumas coisas com relação ao módulo oscilador e ao sistema de interrupções. Se a sua necessidade for só migrar um trecho de código ou uma biblioteca fica bem mais fácil, ja migrei códigos de PIC32 para PIC16 sem problema nenhum, inclusive envolviam I2C e com poucos cuidados consegui fazer funcionar. Só deves cuidar o compilador, não perguntei de início mas estou considerando que usas os compiladores da microchip (HT, C18, C32 ... ) Abraço.
  6. Cara, para PICs 18f utilize o compilador MPLAB C18. Com um pouco de trabalho da pra converter aquelas minhas funções e já sair rodando. Não tem muito mistério, serial, LCD e teclado é tudo na base do que eu postei antes.
  7. Opa, Você tem dois caminhos para iniciar, programando em C ou em ASM. Se você já possuí uma base em C siga por ai que será mais fácil no começo, mas, depois de estar mais seguro recomendo que faça alguns programinhas em ASM para pegar mais o funcionamento interno do MCU e saber a fundo o que que é feito de modo a poder otimizar seu próprio código em C. Assim como todo mundo, inicie piscando LEDs e lendo botões. Baixe a IDE da Microchip, o MPLAB (eu estou acostumado com o MPLAB normal, tem o MPLAB X que eu nunca usei e não poderei te ajudar). Com a IDE você poderá programar em ASM. Se quiser em C, busque pelo compilador HI-TECH C, para PIC16. Estou supondo que você vai iniciar em C, tem algumas coisas que deves cuidar. No seu código deves incluir sempre o cabeçalho htc.h. Quando você cria o projeto e escolhe qual o PIC que vai usar há uma série de definições que são feitas. Esse cabeçalho se baseia nessas definições e inclui os cabeçalhos padrões com as funções básicas e os registradores do seu MCU. Depois deves definir a frequência do "cristal", que na verdade é a frequência do circuito oscilador, independente se for cristal ou não. Com base nessa sua definição o compilador vai poder calcular as funções de delay para gerar atrasos. Em seguida vem os configuration words, neles você vai fazer as configs mais básicas, eu recomendo tirar o MCLR, WDT e habilitar o PWRT. Por fim vem o main(), onde vais colocar o seu código. Tudo isso que eu falei e ainda mais está disponível no User Guide do HI-TECH, que se encontra na pasta do compilador em docs/manual.pdf (se estiver com o projeto aberto basta apertar F11). Poste ai o MCU e a linguagem que poderemos ajudar mais. Ah, estava me esquecendo, esse negócio de fazer na unha é relativo. Você vai encontrar códigos prontos para o PIC assim como os do arduino. Um exemplo é o que eu já postei, basta incluir o .c e definir os pinos que podes usar o LCD que funciona. PORÉM, creio que seja importante entender o que está por trás, uma vez que sabes como funciona o negócio, podes pegar um código pronto de qualquer procedência, dar uma lida, ajeitar para a sua aplicação e mandar bala. Mas antes tens que entender o que está acontecendo, para depois fazer isso. ;] Abraço, Eduardo.
  8. Opa, Se não me engano a diretiva WDTDIS era usada em versões anteriores do HI-TECH, atualmente usa-se o que coloquei nos exemplos. Para saber todos os registradores e definições disponíveis para seu MCU deves "seguir" os includes do compilador até achar o cabeçalho do seu PIC. Na pasta includes dentro da pasta do HI-TECH você encontra o arquivo pic.h, dentro dele há algumas definições e alguns includes, e você deve ir atras até chegar ao include do seu pic. Vai ser um arquivo do tipo picxxfxxx.h, mas lembrando que alguns MCUs compartilham o mesmo cabeçalho, então pode não haver o arquivo com o nome do seu PIC mesmo. O 16f690 é assim, não me lembro de cabeça qual o nome original, mas é um dos que são de sua familia, que estão juntos no datasheet. Abraço, desculpe o atraso.
  9. Tens um multimetro? Se sim, bote na escla ade medida de diodos e manda a bala chutando até começar a acender os leds. Em uns 20min você levanta a pinagem, lembrando que é uma matriz composta de linhas e colunas e etc... Se não tens um multimetro, pegue uma fonte de 5V, coloque um resistor de 1k em série e faça o mesmo.
  10. Boa noite, Sei muito pouco sobre processamento digital de sinais devido a matemática por trás dos filtros que ainda é muito avançada para mim. Conheço bastante da parte conceitual dos filtros e etc e estou bastante contente com esse tópico e curioso para aprender mais. Vou começar com uma pergunta que deve ser bastante simples, mas faz algum tempo que venho pensando nela. Sé é possível (através das transformadas) trazer um determinado sinal do domineo do tempo para o domineo da frequência, pode-se então fazer um filtro ideal zerando completamente a amplitude das frequências indesejadas? Parabéns pelo tópico e vamo que vamo.
  11. Parece carregador de notebook. Se queres substituir um compre um novo, muito mais eficiente para a aplicaçao. EDIT: Não vi seu post, mas é o padrão dos ACER.
  12. Se o uso é só em casa pra hobby até aqueles de plastico de 20 pila ta valendo. Tenho um desses a uns 5 anos e ainda funciona. Se o uso é mais diário dai aquele preto mais caro vai te retornar o melhor resultado, uso no trabalho um daqueles e é muito bom.
  13. Há CIs prontos mas são mais dificeis de encontrar. Certamente com um 555 e talvez mais algum comparador externo de para fazar. Tem que estudar as topologias.
  14. O regulador está ligado a um bom dissipador? Esses acendedores de cigarro disponibilizam em média 12V na saída. Se considerares que o GPS consuma 500mA (0.5A), no pior caso, a potência dissipada em cima do 7805 será de (12-5)*0.5 = 3.5W. É suficiente para fazer o regulador aquecer e com o tempo entrar em estado de proteção térmica desabilitando a saída. Para solucionar isso ou você liga um bom dissipador ao regulador e queima essa potência toda ou fazes um pequeno conversor buck.
  15. Opa, Adicionei sua contribuição ao sumário. Me parece que está faltando a função "Inicializacao()".

Sobre o Clube do Hardware

No ar desde 1996, o Clube do Hardware é uma das maiores, mais antigas e mais respeitadas publicações sobre tecnologia do Brasil. Leia mais

Direitos autorais

Não permitimos a cópia ou reprodução do conteúdo do nosso site, fórum, newsletters e redes sociais, mesmo citando-se a fonte. Leia mais

×