Ir ao conteúdo
  • Cadastre-se

AndSA

Membro Júnior
  • Total de itens

    3
  • Cadastrado em

  • Última visita

  • Qualificações

    0%

Tudo que AndSA postou

  1. Respeito e compreendo a situação do CDH. Também adianto que sou apreciador do trabalho do site a muitos anos, embora não seja assíduo em participação. O editorial queixa-se de uma conduta comercial prejudicial e usa como parâmetros métodos de trabalho distintos na minha opinião. Para explicar melhor minha interpretação uso a declaração dada dia 04/02/2014 pelo ministros das comunicações Paulo Bernardo demonstrando preocupação com a tendência de monopólio midiático do Google. Nas declarações o ministro se utiliza da regra de igualdade tributária para justificar mais cobranças de impostos sobre os novos serviços virtuais, mas não sugere em nenhum momento a redução tributária nos serviços off-line. Usando o exemplo citado, o editorial desqualifica o método comercial do Facebook comparando com os serviços do Google, honestamente não apoio e acho de baixa qualidade os serviços do Facebook, mas comparar e esperar que a rede social, que começou agora a procurar meios de rentabilidade, com os serviços maduros do Google não é a melhor alternativa para explicar os insucessos comerciais do CDH. Entendo que ainda não existe um modelo de negócio em mídias sociais que tenha equacionado as diferenças comerciais e sobretudo que tenha impactado positivamente os usuários de redes sociais, nem mesmo o Google com o Google+, o desafio está no comportamento dos usuários em redes sociais que geralmente não são receptivos as ações comerciais dentro do meio social. Os usuários frequentam ambientes que os agradam e no meio virtual não é diferente, os questionamentos que o CDH poderia fazer são entender os motivos que fazem seus expectadores procurarem soluções em redes sociais. Será que é mais cômodo? Será que a relevância das pessoas conhecidas e interligadas é maior? Será que um trafego menor e mais especializado não renderia melhores acordos comerciais? Como podemos resolver estas e outras questões similares e interligadas para tornar o CDH mais atraente? Do contrário, as queixas do editorial são muitos similares as queixas dos grandes jornais e bancas de jornais com a chegada da internet. Por maior que uma movimentação poderá ser, é improvável que o modelo de negócio do Facebook seja alterado devido as queixas, apenas a falta de parceiros comerciais modificarão o modelo da rede social e esse é um caminho. O CDH sempre será referência de qualidade no assunto equipamento de informática, mas como todo negócio não está livre de repensar suas estratégias e vínculos comerciais. Resistir as mudanças e encontrar soluções dentro da nova realidade é vital para manutenção e existência do site. Para finalizar, aprendi muito com o editorial sobre as práticas comerciais do Facebook e concordo plenamente que o site gerar conteúdo, levar audiência e ter que pagar para que este tráfego acesse o próprio conteúdo é absurdo, unilateral e suicídio comercial.
  2. Lucas, realmente temos que tomar estes cuidados, ocorreu exatamente igual comigo, após uma queda assidental já havia rodado vários programas pelo cd do Hirens sem sucesso, daí vi seu comentário e decidi abrir a case, ocorre que o hd havia se desprendido com a queda, no meu caso voltou a funcionar normalmente. As vezes achamos que nossa experiência é insignificante mas, como neste caso, o relato fez toda a diferença. Obrigado!
  3. Olá pessoal! meu problema com este monitor não é com a camera, uso o XP e desde o início deu tudo certo, o que vem incomodando muito é uma problema que não vi ninguém relatar, O SOM, ocorre que como já foi comentado já atualizei o driver e instalei a versão 3 do software de uso da Webcam (WebCam Companion 3) novo e já troquei o cabo USB, porém quando estou usando o Skype ou vendo algum video no you tube ou na UOL simplesmente o som desaparece, não dá erro nenhum, apenas some e a única forma de restabelecer é desconectando e reconectando o cabo USB, alguém já passou por isso?

Sobre o Clube do Hardware

No ar desde 1996, o Clube do Hardware é uma das maiores, mais antigas e mais respeitadas comunidades sobre tecnologia do Brasil. Leia mais

Direitos autorais

Não permitimos a cópia ou reprodução do conteúdo do nosso site, fórum, newsletters e redes sociais, mesmo citando-se a fonte. Leia mais

×
×
  • Criar novo...

Como se tornar um desenvolvedor full-stack

EBOOK GRÁTIS!

CLIQUE AQUI E BAIXE AGORA MESMO!