Ir ao conteúdo
  • Cadastre-se

Mauro Britivaldo

Membros Plenos
  • Total de itens

    2.263
  • Registro em

  • Última visita

  • Qualificações

    0%

Reputação

1.458

Sobre Mauro Britivaldo

  • Data de Nascimento 7 de novembro

Informações gerais

  • Cidade e Estado
    Jurema/PE
  • Sexo
    Masculino

Meu Notebook

  • Marca
    DELL
  • Modelo
    INSPIRON 15R
  • Tamanho da tela
    15'
  • Processador
    Core i3
  • Chip gráfico
    3000M
  • Memória
    4 GB
  • HD
    300 Gb
  • SSD
    150 Gb
  • Sistema Operacional
    Windows 10 Home
  • Browser
    Maxthon & Chrome
  • Antivírus
    Windows Defender

Meu Smartphone

  • Marca e modelo
    Motorola Moto 5S+

Outros

  • Biografia
    ...
  • Ocupação
    Func. Público de Informática e Professor.
  • Interesses
    Linguagem C de Programação e Ciência.
  1. @devair1010 Exatamente! Há anos vi algo muito parecido também já aqui, no URI e na escola. @luana1 Ótimo, assim não perde tempo discutido um método , só a adaptação do já adotado.
  2. Fiquei confuso também porque lendo não aceitei, imediatamente, o erro de execução. Então acredite, pois é mais comum do que pensa; Use palavras para variáveis e letra para os índices, não sei explicar a razão mais isso minimiza confusões desse tipo. Bons Estudos!
  3. @soumma Boa Tarde! Exatamente, matrizes (em C) são objetos e seu acesso entre escopos é por meio de um ponteiro (ou referência). O método adotado (alocar ponteiro para gerar linhas) é muito justo quando é de bytes que variam por linha. Por exemplo: Dicionários. Trabalhando com matrizes de largura n-contante use apenas 1 e não m-ponteiros para indexa as linhas da matriz. char (* array)[N] = // Alocar memória Linhas * N... Bons Estudos!
  4. Boa Noite @Gabrielzin12 Precisa discutir a lógica primeiro ... Entendeste o enunciado ? Sabes o porquê de 6 está na resposta correta do exemplo ?
  5. Boa Noite! Se é uma exercício posto seu enunciado para que assim dê a possibilidade de uma discussão mais precisa do problema
  6. @XisDeeeeee Bom Dia ! Sugestão, deixe o primeiro nó da "lista" um nó vazio. typedef struct Valor { int value; struct Valor* prox; } Valor, *POINTER; Valor encadeada = {0}; – O Início é o próximo desse nó especialmente designado !!! /* 02/2020 Colaboração do Prof ... */ void Inserir(POINTER ptrEncadeada, int value) { POINTER newValue = malloc(sizeof (*POINTER)); newValue->value = value; newValue->prox = ptrEncadeada->prox; ptrEncadeada->prox = newValue; } – Parece aceitável !? É muito simples. A função determina que o primeiro ponteiro (esse por argumento) tem value imutável e faz inserção posterior com a troca de apontadores entre o novo elemento e o primeiro do conjunto hipotético, pois toda lista é um conjunto no caso o primeiro nó é o seu nome com os demais de elementos. Bons Estudos!
  7. – Marque a si mesmo como a melhor resposta. – Ficou.
  8. Clicando nela ficou maior.
  9. Exite ampla gama de formatos de arquivo csv, o que seu professor propõe é um de muitos outros que não seguem as interpretações mais comuns, por exemplo, listadas na RFC 4180. Deixar como diz é a coisa mais correta a se fazer, pois: Não há Erro na formatação proposta para arquivos csv quanto a conformidade RFC do propicio documento ... A Questão pode não ser o formato csv mais seguido pela maioria (tenho 99.99% de certeza). Podemos nós também esquecer o que seria o formato correto (ou deixado para bem mais tarde essa discussão) ou nem se quer desperdiça mais tempo, pois pelo que entendo nada disso é cobrado. Bons estudos!
  10. @Nascimento01 Bom Dia !! Casos em que este numero (k) é obtido do fluxo, é muito prático fazer sua variável já ser do tipo strings que converter; agora estude os atributos do objeto strings.
  11. @Lobarinhas Boa Dia !! Seu engano é fazer a Leitura dos pontos aos pares de coordenadas, pois no plano (esquema) A leitura Certa x y, x y e não x x, y y como você programa.
  12. Bom Dia !! @thibalta Exatamente isso@LNW porque não há segredos quando é exercício, principalmente de temas básicos e como o sugiro também; tudo que se precisa e rever a matemática básica e os operadores, pois não há o que discutir.
  13. @Luis Vilo Bom Dia !! Tu "se atolou" na decodificação por causa do requisito de exame que nos proíbe o uso de funções prontas e disponíveis na biblioteca padrão (e outras) de tal maneira que implemente tu, por exemplo uma só para comparar strings ?? Pergunto (Mesmo Que Já Evidente E Objetiva A Sua Dúvida). Aguarde Só Mais Um Pouco Que Alguém Ajuda-te !!!
  14. Sim! Os delimitadores variam bem menos que a formatação (; e , são mais comuns). O Microsoft Excel requer, por exemplo, sua especificação enquanto que determinador de linha é uma nova linha mesmo (senso comum). Se o objetivo é internet teremos que consultar os protocolos da Network. Caso não queira nenhum protocolo implemente sua própria linha de comunicação busque aspiração em outras. Por exemplo: #1 Como Microsoft Excel 2010 entende sep=, Inf0,Info2,Info3 Inf0,Info2,Info3 #2 Nesse altero apenas o delimitador de nova linha (para lógica). sep=, reg=3 Inf0,Info2,Info3,Inf0,Info2,Info3,Inf0,Info2,Info3 Com isso vai economizar num 1 caractere (se fosse esse o objetivo). Obrigado.
  15. Não há necessidade!

Sobre o Clube do Hardware

No ar desde 1996, o Clube do Hardware é uma das maiores, mais antigas e mais respeitadas publicações sobre tecnologia do Brasil. Leia mais

Direitos autorais

Não permitimos a cópia ou reprodução do conteúdo do nosso site, fórum, newsletters e redes sociais, mesmo citando-se a fonte. Leia mais

×
×
  • Criar novo...

Aprenda_a_Ler_Resistores_e_Capacitores-capa-3d-newsletter.jpg

ebook grátis "Aprenda a ler resistores e capacitores", de Gabriel Torres

GRÁTIS! BAIXE AGORA MESMO!