Ir ao conteúdo
  • Cadastre-se

Romário Barros

Membros Plenos
  • Total de itens

    12
  • Registro em

  • Última visita

  • Qualificações

    0%

Tudo que Romário Barros postou

  1. Vale lembrar que as novas APIs (vulkan, dx12, metal, etc...) prometem otimizar o uso dos processadores. Dessa forma o gargalo das cpus tenderá a ser menor daqui para frente. Isso significa que modelos como o i3 eo fx, por exemplo, terão desempenho satisfatório por um bom tempo aida.
  2. Se for possível refazer os testes com qualquer um dos cooleres já testados noutras condições de temperatura ambiente seria interessante já que é difícil imaginar que a diferença de temperatura entre o núcleo e o ambiente seria o mesmo noutras condições. Tenho pra mim que a diferença seria maior se as ventoinhas estivessem assoprando ar mais quente contra o radiador, até porque haveria diferença de densidade no ar (alterando o cfm) sem falar na diferença de temperatura entre o líquido de arrefecimento e o ar, o que alteraria a velocidade com que aconteceria a troca de calor. Mas enfim, é só uma hipótese.
  3. Só é uma pena que os testes sejam feitos em condições diferentes de temperatura ambiente. Neste teste específico, o modelo da Corsair empatou com o da Thermaltake, mas atuando em temperatura ambiente 8 graus mais baixa. Acredito que seja uma diferença que impacta significativamente no resultado.
  4. Lembrando que raramente utilizamos todo o potencial do processador, a maior parte do tempo ele está trabalhando com menos de 10% de uso.
  5. A AMD já anunciou que haverá uma nova geração de APUs em 2016,então é de se esperar cerca de 15 ou 20% de melhora na parte gráfica. Mas eu gostaria que eles dessem uma melhorada nessa CPU que é bem fraquinha,apesar de cumprir sua função.
  6. É, o público alvo das APUs é bastante específico; aquele cara que faz um uso básico/mediano do computador e é, ao mesmo tempo, um gamer casual. No meu ver o grande trunfo duma APU como essa A10 7700 é permitir a montagem de um micro a um preço razoável e que satisfaz bem a necessidade desse consumidor específico, com o bônus de consumir pouca energia.
  7. Concordo contigo que seria bem interessante um comparativo dentre integrados verso combinação tradicional (cpu + vga). O complicado é que existem centenas de combinações, então escolher uma que represente a maioria dos casos seria muito difícil. Agora quanto ao fps mínimo, ele é um dado que pode confundir muita gente. Digo isso porque em vários jogos roda-se liso 99% do tempo, e uma vez ou outra se atinge o mínimo. A verdade é que, por mais interessante que seja averiguar o máximo de informações, o ideal (e mais seguro) é atentar-se ao FPS médio. Neste artigo eu gostaria de ter visto o desempenho do A10 7700 rodando o BF4 com Mantle, só pra ter uma ideia de como esta APU se comportaria com uma API moderna.
  8. Se custasse algo próximo de R$ 900,00 seria uma ótima compra, mas pelo preço sugerido existem modelos mais vantajosos.
  9. Bacana! Em vídeo será bem mais didático.
  10. Acredito que esteja ocorrendo com essas três marcas algo parecido com o que acontece atualmente no mercado mobile. A exemplo da Apple, Intel e Nvidia vieram nos últimos anos vendendo produtos atrativos (bem recebidos pelo consumidor) com margens de lucro elevada, enquanto a AMD apostou em produtos de baixo custo (e margens apertadas), semelhante ao acontecido com a Samsung. Esse tipo de situação deixa a empresa menos "resistente" nos casos de retração do mercado, produtos mal sucedidos ou investidas acertadas da concorrência. Creio que a AMD ainda possua alternativas para retomar crescimento - antes de recorrer a medidas radicais de sobrevivência, mas isso dependerá do sucesso da nova família de GPUs e de um bom desenvolvimento das APUs. Mas, como diz o ditado, toda brincadeira tem uma pontinha de verdade. kkk...
  11. De fato a AMD jogou a toalha em termos de desempenho/consumo e, sabiamente, foca no custo-benefício. As APU's parecem ser o futuro da AMD no desktop, já que se encaixam muito bem nessa proposta. Outro fato é que a ausência de concorrência tem permitido à Intel cobrar o que bem entende. Mas nesse caso específico basta ter bom senso, afinal, as gerações passadas o i7 e, até mesmo, as versões mais caprichadas do i5 tem uma excelente performance. Agora sobre o teste, por que não rodaram os games em fullHD se o monitor e a VGA suportariam tranquilamente? E teste de over cloque sem over volt é algo um tanto desnecessário (claro que o processador só iria subir algo próximo de 0,2MHz - além do turbo - sem incremento de tensão). No mais foi um bom teste.
  12. A respeito dos canais de memória existe um detalhe bastante interessante: Digamos que um usuário deseja montar um micro com algum desses processadores testados e 4GB de RAM. Caso ele escolha a plataforma AMD, não fará diferença utilizar um ou dois pentes, diferente da plataforma Intel onde haveria um pequeno ganho em determinadas tarefas. É comum entre as fabricantes cobrar mais caro por um kit de determinado modelo de memória (2GB+2GB, nesse caso), do que um único pente do mesmo modelo (4GB). Isso implica que, para obter o máximo desempenho com a plataforma Intel, o usuário teria de investir um pouco mais. Tal fato enaltece a conclusão do artigo, ou seja, apesar da superioridade em performance do J2900, é com o Athlon 5150 que haveria a melhor relação custo benefício.

Sobre o Clube do Hardware

No ar desde 1996, o Clube do Hardware é uma das maiores, mais antigas e mais respeitadas publicações sobre tecnologia do Brasil. Leia mais

Direitos autorais

Não permitimos a cópia ou reprodução do conteúdo do nosso site, fórum, newsletters e redes sociais, mesmo citando-se a fonte. Leia mais

×
×
  • Criar novo...

Aprenda_a_Ler_Resistores_e_Capacitores-capa-3d-newsletter.jpg

EBOOK GRÁTIS!

CLIQUE AQUI E BAIXE AGORA MESMO!