×
Ir ao conteúdo
  • Cadastre-se

K.e.V. T.a.G

Membro VIP
  • Posts

    294
  • Cadastrado em

  • Última visita

Tudo que K.e.V. T.a.G postou

  1. Acho que deveria medir os diodos de toda a placa, as vezes o igbt fica com fuga no gate tambem. Pode tambem ligar o inversor sem motor (e acertar os parametros para ser possível fazer isto), coloque em uma frequência baixa e verifique a tensão na saida das 3 fases em relação ao neutro.
  2. Bom saber que eu diminuo a vida util dos cmos so de encostar nele. Mas tambem em regiões onde tem mais umidade o ar a estatica tem tendencia a não se acumular ? Depois dou uma lida no pdf, realmente é difícil garimpar informaçoes completas e veridicas sobre assuntos minunciosos, complexos e que você ainda tem um conhecimento superficial sobre. Ja testou os pinceis anti estática tambem ?
  3. Sempre tem, mas isso é quando liga o pc/console. E a corrente nominal de qualquer motor é medido com ele já na velocidade nominal tambem (ou seja, já em pleno movimento).
  4. Com essa sede de prática logo logo alguma coisa ira queimar.
  5. Creio que o consumo constante seja para manter o disco magnético girando.
  6. Pra mim pelo fato do SSD não ter que ficar girando um disco magnético ele consome menos que um hdd convencional. Estou interessado se você reunir provas e fatos que diga que o que você falou é verdade. o que mais esquenta num SSD é a controladora e quando se está escrevendo. O consumo rotulado deve ser na escrita, na leitura deve cair, o quanto já não sei. É real isso (só não sei se nos mais baratinhos é), nos ssds melhores isso é uma regra, para desgastar o SSD por igual, e isso depende exclusivamente da qualidade da controladora presente.
  7. O consumo escrito é o consumo máximo, ele não fica no maximo o tempo todo. Acho que as pessoas conseguem fazer isso e não tiveram problemas, você tambem pode.
  8. Eu tenho ele e recomendo, explicação feita de forma clara, direta e sem enrolação (diferente de muitos "tutoriais" e "aulas" de "técnicos" do yt). Alem da teoria, recomendo a pratica depois de um tempo, senão você acaba não fixando tudo. Também já fiz um curso presencial também muito bom: https://www.professorbruno.com.br/ Ele fica numa cidade perto da minha, o legal é que você estando presencialmente nas aulas (ja faz alguns anos que fiz o eletrônica básica com ele), além de explicar ele demonstrava, ainda me lembro do quanto foi legal ele explicando que uma bobina de um rele gera uma tensão reversa, e fazendo todos os alunos levarem choque ao ligar e desligar um rele 12v numa protoboard com você segurando as extremidades da bobina.
  9. Faz bastante sentido, já o valor, não sei, um arredondomento, (talvez ocuparia menos espaço escrevendo .1 nos esquemas, kkkk), um chute, um calculo baseado nos circuitos de quando se surgiu esse valor, talvez esse valor faça com que diminua até interferência por rf (sera kkk). O cap de tântalo ainda é usado, e sinceramente é muito mais duravel que um eletrolitico, mas o custo já é mais alto (sai mais em conta usar eletrolitico de procedência duvidosa) . Hoje em dia ainda se usa os tais 100nf em ttl e cmos, considerando que a maior parte das fontes usadas são chaveadas, e o s caps eletroliticos vão só piorando com os anos de uso, faz bastante sentido ter ao lado dos CI para não deixar passar o ruido não filtrado direito pelos eletroliticos.
  10. Além de filtrar um pouco de ruido de alta frequência, isso não seria tambem pelo modo de funcionamento dos CIs digitais ? Pense, quando se ativa uma saída do CI, usa tem um pico de consumo quase instantâneo, e entre a alimentação e o CI tem alguma resistência em miliohms, o que resulta numa pequena queda de tensão, então ele tambem tem a função de suprir esses picos de demanda enquanto a fonte não age a tempo. Se não me falha a memoria, seria isso as 2 funções dele. Para o motor talvez ate um cap eletrolitico entre 100uf e 470uf em paralelo com a alimentação ajude tambem, junto com o ceramico.
  11. Acho q está certo sua leitura, mas sobre os colchetes, na verdade um capacitor nunca fica totalmente carregado, nós só consideramos que ele está totalmente carregado. E quando eles estão vazios só pra você ter ideia a ESR de um cap de 1000uF deve ser uns 0,1R, por isso falei q ele se comporta como um curto praticamente. Se você ligar um cap de 4700uf em paralelo com uma fonte de bancada, pode acontecer de ela cair a tensão ou acionar a proteção de curto momentaneamente, pois ela não consegue suprir a demanda inicial do cap.
  12. deve ser interfencia do motor mesmo, uns capacitores ceramicos 100nf ai em paralelo com a alimentação podem resolver.
  13. O certo mesmo é ficar na tensão de flutuação, porque n sei se em 12v a bateria vai ficar completamente carregada. Alem do mais de que tipo é essa bateria ? Seria o mesmo tipo de bateria das pilhas recarregaveis ?
  14. Acho que não é exatamente isso, o que eu quis dizer é que quando capacitores estão sem carga, eles se comportam como uma carga até atingir um valor x de tensão, depois desse x valor, eles vão puxando menos corrente até ficarem carregados, e quanto maior a capacitância, mais tempo se precisa para eles se carregarem.
  15. O schottky diferente do diodo de silicio comum, tem 1 junção de dopagem, em vez de ser uma junção P-N, ele é uma camada de metal e mais uma (P ou N, não me lembro agora), por isso ele costuma ter a comutação rapida, queda de tensão em cima dele bem baixa (essa é a principal vantagem dele). As desvantagens é a própria fragilidade dele, por ter somente uma camada semicondutora, ele é mais propício a se danificar, geralmente são encontrado em tensões menores e ele sofre muito com a temperatura, a corrente de fuga dele aumenta muito com a temperatura. Mas pra sua aplicação acho que não vai ter problema usar não.
  16. Na teoria sim, mas na pratica alguns desses são dimensionados para ficar até um certo tempo ligados, mas ai ja foge do assunto do tópico. O capacitor se comporta praticamente como um curto circuito quando está descarregado, até atingir certa quantidade de carga (que esqueci as formulas), por isso que pode ativar as proteções de curto circuito. E por isso que depois de determinada potencia as fontes chaveadas contam com um termistor NTC na entrada, pois a corrente que flui para carregar o capacitor é muito alta, apesar de ser por um curto período de tempo.
  17. Só para complementar o tópico, em inversores de frequencia e servo drives, de 1cv ou acima de potencia, eles sempre tem um circuito de bypass, que é exatamente o circuito que o @aphawk mencionou, mas na entrada do circuito, tem a entrada mono ou trifasica de 220v ou 380v, e tem a ponte retificadora com capacitores, mas antes da tensão retificada chegar nos capacitores tem um resistor para não puxar muita corrente de uma vez (se não tivesse as soldas e trilhas da placa iam se deteriorar muito rápido), e assim que os caps tem a tensão para a fonte startar, ela aciona um rele em paralelo com esse resistor para então poder ficar ligado direto.
  18. Ladrão de joule, já fiz um circuito desse uma vez, usei para ligar leds com somente 1 pilha se não me engano, na epoca que eu fazia senai. Acho que qualquer circuito que tenha como peça central indutor ou trafo de alta frequencia tem calculos cabulosos. Um professor uma vez me disse que o indutor é o componente mais simples e mais complexo que existe ao mesmo tempo.
  19. Ué, então não pode usar capacitor de 85º em alta frequencia ? Tipo na saida de fontes flyback ? Bom, como o dido é branco e vermelho ainda continuo com o chute do byv26, mas se na alimentação for um trafo normal entao coloca um 1n4007 mesmo
  20. Analisando de novo a placa, percebi que provavelmente eu cometi um equivoco, o diodo que eu chutei era o branco com vermelho, mas acho q o seu diodo explodido estaria atras dos fios certo ?
  21. Estou carente de gambiarras, pois minha parte criativa n está muito boa faz um tempo, mas quando se precisa monitorar a velocidade de um motor, se usa um encoder, que é acoplado no eixo do motor. No encoder já tem um disco furado dentro, mas tem muitas opções, tipos, resoluções (numeros de furos), etc, mas fico preocupado tambem com o seu orçamento, pode até tentar um "encoder caseiro", se é isso que você já não esta tentando fazer na correia ou no disco.
  22. Pois é, aconselho a pesquisar aulas no youtube sobre isso (acredito ter aulas mais explicativas para novatos), pois, sem compreender a lei de ohm, você vai travar na eletronica.
  23. Esses exercicios são para quem estuda ver na pratica os numeros, e não ficar só na teoria. Isso que você fez mostra a importancia de calcular e colocar um resistor de potencia adequada para não queimar e nem queimar a pcb da placa.

Sobre o Clube do Hardware

No ar desde 1996, o Clube do Hardware é uma das maiores, mais antigas e mais respeitadas comunidades sobre tecnologia do Brasil. Leia mais

Direitos autorais

Não permitimos a cópia ou reprodução do conteúdo do nosso site, fórum, newsletters e redes sociais, mesmo citando-se a fonte. Leia mais

×
×
  • Criar novo...

Como se tornar um desenvolvedor full-stack

EBOOK GRÁTIS!

CLIQUE AQUI E BAIXE AGORA MESMO!