Ir ao conteúdo
  • Cadastre-se

Daniel Resende

Membros Plenos
  • Total de itens

    57
  • Registro em

  • Última visita

  • Qualificações

    0%

Reputação

19

Informações gerais

  • Cidade e Estado
    São João del Rei/MG
  • Sexo
    Masculino
  1. Geralmente, na embalagem do próprio ferro de solda alerta sobre a possibilidade dessa fumaça e explica que é algo normal. Bom, pelo menos no ultimo que eu comprei da marca brasfort tinha...
  2. O ponto Q foi colocado em 0,2mA porque ali é o centro da reta de carga (vcc/2). Procura-se colocar o ponto Q em (vcc/2) porque dessa forma o sinal alternado tem mais "espaço" para variar "pra cima" ou "pra baixo"..
  3. Caramba... você vai ter que transformar sua bicicleta de uma forma bem trabalhosa (e cara $$$$) pra poder carregar na bicicleta uma bateria de 12V e 16A e ainda por cima com um dínamo pra recarregar ela.. Olha amiguinho, buzinas pra bicicleta geralmente (pelo menos as que conheço) não são eletrônicas, ou seja, usam processos mecânicos pra produzir o som ou então fazem uso de pilhas ou baterias recarregáveis pequenas... neste caso porém (uso de pilhas e baterias) com potência bem menor e consumo de corrente que não chega 0,5A... Acho muito mais viável você comprar uma corneta ou coisa do tipo e instalar na sua bike...
  4. Se a fonte manda realmente 5V e o resistor é de 217 ohms e estão ligados em série eu não sei o que pode estar acontecendo... faça testes tipo usar outra fonte que não a do arduíno e usar um outro multímetro... no mais, espere por outras respostas...
  5. Várias coisas... 1-você pode ter se confundido com as cores do resistor e ter colocado um resistor que, na vdd, não é de 220 ohms.. você mediu sua resistência com o multímetro? 2- A fonte de tensão é de 5V mesmo? você mediu pra conferir? 3-O multímetro é digital ou analógico? você pode estar fazendo a leitura na escala errada... 4-Se não for nada disso então use um outro multímetro para verificar as marcações...
  6. Uma outra melhoria que se poderia fazer é, se os leds forem de 2V, poderia-se colocar os quatro em série, assim o consumo ficaria ainda mais reduzido e a saturação ainda mais fácil...
  7. @WillisOJesus, o @Mestre88 e o @aphawk me corrijam se eu estiver errado, mas este circuito é bem mais fácil e eficiente se você utilizar dois transistores na configuração darlington. Usando um só transistor o divisor de tensão tem que ser com resistores muito baixos pra saturar o transistor e dar 20mA em cada led... e como o LDR tem resistência alta não dá certo, a não ser que você coloque resistores baixos em paralelo, mas aí aumenta o consumo da bateria (e bateria de 9V já não é lá essas coisas)... Use dois transistores em darlington e divisor de tensão formado por um potenciômetro de 47k e o LDR e pronto. A saturação é garantida e o consumo bem menor...
  8. @Sérgio Lembo, você está falando com um amador... kkk Eu não tenho osciloscópio e eletrônica pra mim é só um hobby que pratico nos fins de semana.. Um traçador de sinais sensível seria útil na procura de defeitos no circuitos que eu falei...
  9. @Sérgio Lembo O uso que eu darei a esse seguidor de sinais não é nada profissional, é só pra fazer uns testes de garagem nos fins de semana em rádios e em amplificadores... quais seriam os valores ideais?
  10. @ISO9K apesar dos seus avisos, eu fui com muita força e a mola se soltou... kkkk agora ja era.... de qualquer forma obrigado!
  11. Olá pessoal. Tava pensando em fazer um seguidor de sinais, todavia, quando fui pesquisador por esquemas me deparei com vários e com informações tais como a sensibilidade e a impedância de entrada. Minha dúvida é a seguinte, qual a impedância de entrada mínima e a sensibilidade mínima necessárias para um bom seguidor de sinais?
  12. @ISO9K e @Renato Milani obrigado por responderem!. Sim, eu testei o galvanômetro em separado da placa e o defeito persistiu... Aqui na minha cidade vai ser difícil achar alguém que conserte isso... acho que o jeito vai ser jogar ele fora mesmo... Novamente, obrigado!
  13. É o seguinte pessoal, outro dia, por descuido, acabei medindo corrente na escala errada... era uns 10mA na escala de 200uA... depois desse dia o multímetro (analógico) passou a medir sempre uns 10uA a mais do que a corrente que realmente estava passando pelo aparelho... correntes abaixo de 10uA ele mede corretamente mas acima disso, o ponteiro "da um pulo" e marca sempre uns 10uA a mais... Esse erro na escala de 200uA se repete em outras escalas Na escala de tensões alternadas, por exemplo, quando vou medir a tensão da rede aqui de casa ele marca em torno de 150V quando antes marcava 120V e na escala de resistências não é diferente, mesmo ajustando o zero do ponteiro... Resolvi abrir pra ver se tinha algum resistor queimado ou coisa do tipo e não encontrei nada. Resolvi então dessoldar os fios do galvanômetro e testá-lo de forma isolada e mesmo assim o defeito persistiu... Teria alguma forma de consertar esse multímetro? OBS: Ele é de 10k/V-100uA
  14. @BCP obrigado por responder! Uma outra dúvida, o timbre também é o mesmo?
  15. O som de, por exemplo, uma onda quadrada com 50% do em nível alto é o mesmo que que o de uma onda quadrada com, por exemplo, 20% em nível alto?

Sobre o Clube do Hardware

No ar desde 1996, o Clube do Hardware é uma das maiores, mais antigas e mais respeitadas publicações sobre tecnologia do Brasil. Leia mais

Direitos autorais

Não permitimos a cópia ou reprodução do conteúdo do nosso site, fórum, newsletters e redes sociais, mesmo citando-se a fonte. Leia mais

×