Ir ao conteúdo
  • Cadastre-se

Amanda Gonçalo

Membro Pleno
  • Total de itens

    2.252
  • Registro em

  • Última visita

Reputação

1.320

Sobre Amanda Gonçalo

  • Data de Nascimento 06/06/1994 (26 anos)

Informações gerais

  • Cidade e Estado
    Cruzeiro, SP
  • Sexo
    Feminino

Meu PC

  • Processador
    Intel Xeon X5675 @ 4.60 GHz
  • Cooler
    Gamemax Iceberg 360 (Push-Pull)
  • Placa de vídeo
    ZOTAC GeForce GTX 1060 6GB AMP! Edition
  • Placa-mãe
    Asus P6X58D-E
  • Memória
    16 GB DDR3-1600 MHz
  • HDs
    1 TB
  • SSDs
    240 GB
  • Gabinete
    Sharkoon TG5
  • Fonte
    Corsair CX750
  • Extras
    DEX DX-123W 120 mm & PCYes! Calafrio Rings 120 mm
  • Mouse
    Dell WM126
  • Teclado
    Dell KB216
  • Caixas de som
    Logitech Z120
  • Monitor
    Dell P2418D [2560x1440]
  • Sistema Operacional
    Windows Server 2019
  • Browser
    Microsoft Edge
  • Antivírus
    Windows Defender

Meu Tablet

  • Marca e modelo
    XP Pen Deco 01 v2

Meu Smartphone

  • Marca e modelo
    Motorola Moto G4 Plus

Outros

  • Biografia
    Aspie~
  • Ocupação
    N/A
  1. E mesmo o processador a 100% nem seria surpresa, é um quad-core sem HT/SMT. Hoje em dia os 4C/4T sofrem um bocado dependendo dos jogos.
  2. Ignora, eu li games e não programas. Nesse caso, é o que o @GabrielLV disse. Se for na Steam é só entrar nas configurações da biblioteca: Por lá você pode criar uma nova noutro HD e a definir como padrão, depois tem que ir nas propriedades dos games baixados e os mover para a nova.
  3. Dá pra colocar um Core 2 Quad ou Xeon (LGA 771), mas no caso do Xeon vai ter um pouco de trabalho com a BIOS. O Xeon E5450 é quad-core, possuí 12 MB de cache e o clock é de 3.00 GHz, seria um up considerável pra ti. A memória RAM vai ter que estacionar nos 4 GB (2 × 2 GB) mesmo, até existem algumas DDR2 de 4 GB que funcionam nos Intel Core 2 porém elas são absurdamente caras e não valem a pena. Essa GT 220 não tem muito que possa ser feito, o ideal seria trocar por algo melhor mas não cabe no orçamento. E a fonte precisa ser trocada por uma decente e não-genérica, há
  4. Não vai funcionar, os únicos Ryzens com vídeo integrado são os da série G. Se teu processador fosse um desses, ai sim essa saída de vídeo da placa-mãe funcionaria.
  5. Entendo, se for algo que tu realmente precisa pra agora, é o jeito mesmo. Mas quem sabe dê pra dar uma pechinchada nesse preço ai, nem que seja pra baixar $ 50-100. A longo prazo vai ser questão de pensar em uma fonte e processador melhor.
  6. @Dziiub tem algumas que não possuem, como a Asus B450M Gaming/BR, há outras que possuem, como a Asus TUF B450-PLUS, ai vai de você checar o que está disponível no mercado e melhor cabe no teu orçamento.
  7. Pra edição esse processador é muito fraco, considerando a geração teria de ser um Core i7 ou Xeon E3 "v1"/v2. E essa fonte ai eu não confio também não. Outra coisa é essa RAM que deveria NO MÍNIMO ser 8 GB em dual-channel.
  8. A320 dá conta mas é bem mais limitada. B350 é boa mas se couber uma B450 no orçamento é melhor e as B450 inclusive receberão o update de BIOS com suporte aos Ryzen 4000. Fora isso a questão é pegar uma placa-mãe decente que tenha bons dissipadores no VRM.
  9. Se ela estava a CL17 a 3066 MHz, é até melhor manter ai. Mesmo que a 3400 MHz tenha uma largura de banda maior, esse CL20 é bem mais alto ao meu ver. E pra testar tu pode rodar o teste de memória do AIDA64 e o Memtest.
  10. As B550 não suportam Ryzen de primeira geração, apenas o de terceira e futuramente de quarta. https://www.gigabyte.com/br/Motherboard/B550M-DS3H-rev-1x/support#support-cpu
  11. https://www.asus.com/br/Motherboards/P7H55DM_PRO/HelpDesk_CPU/ Por não ter Xeon na lista nesse caso é tentativa e erro, mas como são praticamente idênticos aos Core i7 da geração em questão é possível que suporte sim.
  12. Se podemos? Sim né, mas sem saber qual é a tua placa-mãe e processador isso fica quase impossível. E eu já adianto que se o teu processador for qualquer Ryzen que não seja da série G, isso já explica tudo. Nos Intel, os da série F não possuem vídeo integrado também.
  13. @Fernando__ sou mais adepta a mídia digital, uma vez que ela fica pra sempre atrelada a minha conta e tem toda a praticidade de não depender dos discos físicos e é só fazer login nessa conta em qualquer lugar pra ter acesso ao game outra vez, além das mídias físicas se deteriorarem com o tempo outro ponto vantajoso é que a versão digital-only desses consoles é um tanto mais barata que a versão com unidade blu-ray. Porém se a tua intenção pro futuro for a de trocar e vender games, nesse caso é a coisa pense mais pro lado da mídia física mesmo.
  14. No máximo algo entre um Celeron e um Pentium da geração Skylake e olhe lá, essas APUs são incrivelmente fracas.
  15. O impacto na performance é sentido no tempo de carregamento, durante o gameplay normal não deve ter diferenças não. Pra referência a largura de banda num SSD SATA III e M2. NVMe é de 600 Mbps e 28000 Mbps (~3500 MB/s do Samsung 960 Pro no PC) respectivamente. Nos consoles da atual geração, especificamente no Xbox One Series X há o que é chamado de "Xbox Velocity Architecture", o aumenta radicalmente as taxas de leitura e escrita no SSD, o console é capaz de acessar 2.4 GB/s ou 4.8 GB/s (com compressão) de dados por segundo, o que é cerca de 40 vezes mais o que é possível no Xbox On

Sobre o Clube do Hardware

No ar desde 1996, o Clube do Hardware é uma das maiores, mais antigas e mais respeitadas comunidades sobre tecnologia do Brasil. Leia mais

Direitos autorais

Não permitimos a cópia ou reprodução do conteúdo do nosso site, fórum, newsletters e redes sociais, mesmo citando-se a fonte. Leia mais

×
×
  • Criar novo...

GRÁTIS: ebook Redes Wi-Fi

EBOOK GRÁTIS!

CLIQUE AQUI E BAIXE AGORA MESMO!