Ir ao conteúdo
  • Comunicados

    • Gabriel Torres

      Seja um moderador do Clube do Hardware!   12-02-2016

      Prezados membros do Clube do Hardware, Está aberto o processo de seleção de novos moderadores para diversos setores ou áreas do Clube do Hardware. Os requisitos são:   Pelo menos 500 posts e um ano de cadastro; Boa frequência de participação; Ser respeitoso, cordial e educado com os demais membros; Ter bom nível de português; Ter razoável conhecimento da área em que pretende atuar; Saber trabalhar em equipe (com os moderadores, coordenadores e administradores).   Os interessados deverão enviar uma mensagem privada para o usuário @Equipe Clube do Hardware com o título "Candidato a moderador". A mensagem deverá conter respostas às perguntas abaixo:   Qual o seu nome completo? Qual sua data de nascimento? Qual sua formação/profissão? Já atuou como moderador em algo outro fórum, se sim, qual? De forma sucinta, explique o porquê de querer ser moderador do fórum e conte-nos um pouco sobre você.   OBS: Não se trata de função remunerada. Todos que fazem parte do staff são voluntários.

André Ferreira da Silva

Membros Plenos
  • Total de itens

    172
  • Registro em

  • Última visita

  • Qualificações

    N/D

Reputação

178

Sobre André Ferreira da Silva

  • Data de Nascimento 13-01-1978 (40 anos)

Informações gerais

  • Cidade e Estado
    São Paulo/SP
  • Sexo
    Masculino

Meu PC

  • Processador
    Athlon II 250
  • Cooler
    box
  • Placa de vídeo
    9600 GT
  • Placa-mãe
    M2N SLI
  • Memória
    6Gb
  • HDs
    Western Caviar Blue 500 Gb
  • Gabinete
    Olimpic Leadership
  • Fonte
    IA500HP80 500 W
  • Sistema Operacional
    Win10

Meu Notebook

  • Marca
    Asus
  • Modelo
    X55U
  • Tamanho da tela
    15,6
  • Processador
    C60
  • Memória
    4Gb
  • HD
    320Gb
  • Sistema Operacional
    Win10

Meu Smartphone

  • Marca e modelo
    Sky Fuego 5'

Outros

  • Biografia
    Bacharel em ciência da computação pela Faculdade de São Paulo - Centro Velho
    Técnico em eletrônica pelo Colégio Cruzeiro do Sul
    Diversos cursos em equipamentos para automação comercial
  • Ocupação
    14 anos de experiência em automação comercial
  • Interesses
    Livros técnicos, científicos e HQs, documentários, filmes e desenhos
    Engenharia, Astronomia, Fotografia
    Energia nuclear
  1. Concordo, Sr. @T1000_2015! O plástico bolha é até muito melhor que algumas embalagens que a gente vê por aí... Conforme as análises do CdH da primeira edição deste processador, o produto é ótimo e pode 'castigar' o core i9, mas não adianta muita coisa a amd lançar um produto bom e ninguém saber que este produto existe. Precisa investir em marketing e tornar o produto conhecido. Como diz um antigo ditado popular: O que engorda o gado é o olho do dono!
  2. Mesmo formatando, existem programas que recuperam os arquivos diretamente das trilhas. Eu sei porque já recuperei arquivos de HDs formatados utilizando o software Recuva. Caso os arquivos sejam realmente comprometedores, o ideal seria formatar o HD, utilizar esse programa para recuperar os arquivos do HD e apagar os arquivos depois do processo de recuperação. Muito trabalhoso...
  3. Agradeço pela análise e testes, Me. @Rafael Coelho! É uma placa espetacular! Possivelmente o water cooler foi incluído para quem queira fazer overclock e eu não vi vantagens significativas em utilizar o water cooler para utilização em stock e, se a placa já é capaz de reproduzir em full hd e 4k, não vejo o porquê de fazer overclock da mesma... Conforme os testes demonstram, o water cooler é inútil! É um acessório bem bonito, mas é inutil...
  4. A nvidia sabe realmente direcionar o seu marketing para o público que ela quer atingir, diferente da amd que coloca o logotipo bem pequeno em um carro de F1. Não sei se é falta de recursos ou falta de interesse, mas aqui no Brasil só teve uma edição do amd fan day em 2014, divulgado aqui pelo CdH.
  5. É difícil lançar um produto para um mercado específico no Brasil. Os componentes podem ser de marca ou qualidade questionável e, certamente para concorrer com equipamentos específicos terá que ter um preço muito inferior... É como pegar um monte de componentes de segunda linha e colocar em um gabinete com LEDs e dizer que construiu um 'Gaming Computer'...
  6. Aulas de fisica gratuitas com o Dr. @Rafael Coelho! Só aqui no CdH mesmo! Obrigado!
  7. Também achei surpreendente esses 10 anos de garantia, Sr. @Andrey Barros! Fiquei pensando no que uma garantia dessas pode ser conveniente neste ramo da informática e se a Gigabyte vai manter uma linha de produção deste modelo de fonte por 10 anos... adicionado 37 minutos depois Obrigado pela reportagem, Sra. @Flavia Dutra! Desde Novembro não temos reportagens sobre de fontes de alimentação... Parece que estão sendo criadas 'grifes' de hardware, o que pode ser legal para quem curte 'fashionismo'. Isso meio que acaba com uma filosofia de 'Computador Frankenstein' que eu, particularmente, gosto e defendo por um conceito de: -Eu montei, sei o que fiz e sei do que é capaz! contra o conceito de: -Eu montei com tudo da linha AORUS (por exemplo)! Não disse que um é errado ou outro é certo, só disse que é questão de gosto! Só ficou faltando uma análise do Dr. @Rafael Coelho ou do Sr. @Gabriel Torres sobre a eficiência e qualidade da mesma, mas parece que os fabricantes tem medo que alguém fale e comprove A VERDADE sobre seus produtos...
  8. A asrock está produzindo placas que, acredito eu, já podem ser consideradas de primeira linha e podem concorrer de igual para igual, senão superior, com asus e gigabyte! Regulador de tensão com 16 fases!!!
  9. Um tablet que custa US$ 399,00 aplicando somente os tributos e encargos vai a aproximadamente US$ 800,00... convertendo para Real, com o dólar a quase R$ 4,00 ... Com esses valores especulados, acho que não haverá planos de venda aqui no Brasil, pelo menos não para o mercado ao que o mesmo se destina, já que sistema operacional windows S ainda tem os seus 'inconvenientes'.
  10. Olá, Sr. @stefferson! Não é carinho, é uma motosserra ligada e enfiada nas tripas, como qualquer outro celular top de linha. Já viu o vídeo do Sr. @Gabriel Torres sobre importação de eletrônicos? Pelo menos 50% do valor do aparelho são impostos... É um aparelho espetacular mesmo! Tanto que eu acho que não se encaixaria mais no conceito de gadget smartphone... Agradeço por seu comentário!
  11. Sres. @Sérgio Lembo, @ISO9K, @Mestre88, @Ricardov @Danie1 Net0, pesquisei a respeito de Vef de meia onda e encontrei no site do mestre Newton C. Braga a fórmula para os cálculos de potência eficaz em meia onda: https://newtoncbraga.com.br/index.php/matematica-na-eletronica/11083-valores-medios-e-rms-para-sinais-m177 Segundo a fórmula descrita no site: Ep = 155,56 T = 1/60 = 0,01666... T0 = T/2 = 0,00833... 2*T = 0,03333... Vef = Ep * RAIZ (0,00833.../0,03333...) = 155,56 * 0,5 = 77,78 Aplicando este valor de Vef na fórmula de potência: P= 77,78^2 / 201,66 P = 30 W Agradeço profundamente por seus esclarecimentos, ensinamentos e criticas. E assumo total responsabilidade e culpa pelo meu engano. ***EU ERREI!***
  12. Me desculpe, pois escrevi errado. O correto é que vai reduzir a 25% da potência normal, conforme calculei abaixo: P=(V)^2 (leia como 'V' ao quadrado) / R ; então 60=(110)^2 / R, segundo a Lei de Ohm, neste caso, o Valor de R é igual a 201,66 ohms Vamos agora calcular a potência do ferro para esta resistência que não se altera, e supondo que a tensão eficaz se resuma a 50% da tensão eficaz normal, já que o diodo corta a tensão de um dos semiciclos: P=(55)^2 / 201,66 ; na calculadora do Windows, o valor ficou = 15, que é 25% da potência do ferro em condições normais... Se você conseguiu utilizar o ferro nessas condições, parabéns! Eu também já trabalhei com manutenção em TVs de tubo no inicio da carreia de técnico em eletrônica, e utilizava um ferro de soldar de 30 W. Agora faço manutenção em placas RoHS e algumas vezes precisei utilizar um ferro de 100W com uma 'adaptação técnica' de um pedaço de fio rígido de cobre na ponta do ferro de solda porque, como mencionei antes, as ligas de placas RoHS precisam de uma temperatura maior. Muito obrigado pelos seus comentários, Sr. @Mestre88!
  13. Sres. @Mestre88 e @Danie1 Net0, Utilizando um diodo em série, vai reduzir a tensão eficaz. Supondo que a tensão eficaz fique metade da tensão eficaz da rede, vai reduzir a potência em 25% da potência normal, ou seja, de 60W ficaria reduzido para 15W o que pode não ser suficiente para a aplicação necessária. Pode ser que esses 15W consiga atingir os 180º necessários para a fundição de uma liga de chumbo e estanho... Em placas eletrônicas com o simbolo de RoHS, eu não acredito que esses 15W conseguiriam atingir a temperatura de 227º necessária para a soldagem/dessoldagem de um componente. Encontrei no site abaixo algumas informações interessantes a respeito de RoHS que não tem a ver com o tópico, mas pode ser uma leitura interessante... https://www.mundodaeletrica.com.br/o-que-e-rohs-que-aparece-em-componentes-eletronicos/ Novamente, Sr. Danie1 Neto, desejo sucesso em seu aprendizado!
  14. Seja bem vindo, @Danie1 Net0! Um dimmer é originalmente construído para controlar a luminosidade em lâmpadas 'dimeráveis' (não sei se é o termo correto...) ou nas antigas lâmpadas incandescentes. Outro ponto é: Se você diminuir a tensão de entrada, vai prejudicar a potência de saída, o que pode não atender a sua necessidade, principalmente se a placa a ser reparada tiver o símbolo 'rohs'. Eu quando precisei fazer soldagens mais precisas, fiz uma 'adaptação técnica' na ponta do ferro que tinha disponível prendendo um fio rígido de cobre na ponta do mesmo e cortando em diagonal a ponta que utilizei para a soldagem. Desejo sucesso em seu aprendizado!
  15. Também achei legal o post do Sr. @Kleber Peters! O que eu enxergo em intel é que, um upgrade de processador está sempre amarrado a um upgrade de chiset e, consequentemente, um upgrade de placa-mãe, que pode estar amarrado a um upgrade de memórias... Por ter o TDP mais baixo, pode se tornar mais vantajoso em aplicações mais específicas, como controle de entrada e saída, totens de auto atendimento,... Mas o custo de uma placa-mãe top de linha já inviabiliza a economia no preço do processador em relação a outros modelos do fabricante mesmo. Para gaming computer eu acho inviável.

Sobre o Clube do Hardware

No ar desde 1996, o Clube do Hardware é uma das maiores, mais antigas e mais respeitadas publicações sobre tecnologia do Brasil. Leia mais

Direitos autorais

Não permitimos a cópia ou reprodução do conteúdo do nosso site, fórum, newsletters e redes sociais, mesmo citando-se a fonte. Leia mais

×