×
Ir ao conteúdo
  • Cadastre-se

Sérgio Lembo

Membro Pleno
  • Posts

    2.653
  • Cadastrado em

  • Última visita

Tópicos solucionados

  1. O post de Sérgio Lembo em Motor DC com escovas aceita controle de velocidade por PWM ? foi marcado como solução   
    O motor DC de escovas é o clássico motor DC. O controle desses motores quando alimentados por AC é uma ponte retificadora controlada (SCR no lugar de diodos) que controla o ângulo de disparo, o que equivale a um PWM sobre 120Hz. Motores DC muito pequenos apresentam vibração com 120Hz. Com alta frequência não há vibração do motor, apenas a da bomba se esta for vibratória, mas se houver excesso de frequência vai ficar com o torque prejudicado (a indutância do motor impede da corrente alcançar o valor necessário por falta de tempo).
    O modelo de PWM da foto muito provavelmente se baseia no oscilador 555. Caso desconfie que a frequência está muito alta (motor sem torque, desempenho muito abaixo do esperado) basta trocar e aumentar o valor do capacitor. Se dobrar a capacitância a frequência base cai pela metade, se quadruplicar cai para 25%. Respeite a polaridade do capacitor mas se errar o máximo que pode acontecer é a perda do capacitor sem maiores consequências.
    Boa pesca.
  2. O post de Sérgio Lembo em Como Funciona o Aterramento Elétrico foi marcado como solução   
    Uma instalação cheia de cuidados e normas custa caro. É recomendada para quem trabalha no ramo pelo aumento de produtividade. Para quem vai necessitar de poucas intervenções por ano, e parece ser o seu caso, não compensa. Para proteger seu equipamento tem uma solução simples. É trabalhosa (baixa produtividade) e só compensa para quem faz pouco uso. Já notou que se colocar a mão na energia  e estiver descalço no piso frio (cimento, cerâmica) leva um baita tranco? E se estiver com calçado de borracha não leva choque? Isso significa que o piso frio conduz eletricidade. E como esse piso frio faz parte da estrutura do edifício então está naturalmente aterrado.
    Solução para quem faz pouco uso (baixa produtividade):
    Arrume um espaço na mesa da cozinha para o PC e fique descalço. Peque um copo com 1/3 de água e molhe a parte do piso onde seu pé ficará apoiado. A água vai otimizar o contato do seu pé com o piso frio. Agora seu corpo está aterrado com a qualidade necessária para descarregar e evitar acúmulo de estática. Pode abrir seu PC e realizar as intervenções desejadas.
  3. O post de Sérgio Lembo em Sensor de corrente não invasivo foi marcado como solução   
    LM393 é um comparador dual, perfeito para o projeto.
    O primeiro estágio utiliza resistores altos. É bom para economizar bateria mas pode ficar instável devido a ruídos. C1 entra para matar os ruídos. Pode ser um capacitor de valor mais elevado. O retardo provocado em segundos é R2 x C1. Então pode usar um valor alto. Respeite a polaridade.
    Seu comparador se for de boa marca possui um erro de leitura típico de 1mV podendo chegar a 5mV. O set up do segundo comparador é para 15mA no shunt que resultará entre 1V e 2V na saída do primeiro estágio com o ideal em 1,515V. Então, mesmo que o erro de off-set esteja próximo do máximo a referência utilizada dará conta nos poupando de um trimpot cheio de maus contatos.
     

    Pode elevar o valor do resistor R4 para até 100K se quiser economizar mais um pouco de bateria.
  4. O post de Sérgio Lembo em Circuito para carga Bateria 18650 foi marcado como solução   
    Tem umas fontes ajustáveis com limite de corrente. Regule a fonte para 12,5V com limite de corrente em 1,5A. O BMS faz o resto. Tem uma questão dessas baterias de lítio que elas não gostam de ficar por muito tempo na tensão de carga máxima (4,2V). Existe o circuito dedicado para uma bateria que controla a tensão e corrente com uma lógica que desliga a carga quando esta completa. Como pretende carregar com ela em série terá que fazer esse circuito a parte. 
  5. O post de Sérgio Lembo em Retificador AC DC 12v foi marcado como solução   
    Ao invés de um resistor use um regulador de tensão. É barato e fácil de encontrar. O LM7812 já vem pronto para os 12V desejados. Com o resistor de 3k3 em paralelo ao capacitor terá uma excelente descarga do capacitor em menos de meio segundo. Junto do regulador LM7812 coloque também um capacitor de 100nF para melhor estabilidade.
     

  6. O post de Sérgio Lembo em Bateria 12 V 12Ah com regulador LM2596 para NodeMCU foi marcado como solução   
    Sem problema. É um bocado exagerado, 3A de capacidade, vai te atender tranquilamente.
  7. O post de Sérgio Lembo em Motor 12V 9A DC ligado em fonte chaveada não gira, apenas pulsa. foi marcado como solução   
    Início de operação: as 2 chaves desligadas.
    Liga-se a chave Liga e o motor começa a acelerar com a corrente limitada pelo transistor em 11,6A. Quando a corrente baixar o led acende e a chave Bypass deverá ser acionada.
    Os resistores de 100mR devem ser de fio com 2W ou mais.
    Colocar um pequeno dissipador no transistor IRFZ44N.
  8. O post de Sérgio Lembo em Acionamento de ponte H com fim de curso e timer foi marcado como solução   
    É isso mesmo que se faz. A partir disso temos a visão do que deve ser feito. Tudo que havia de ser pensado está na tabela, basta seguir o que ela nos mostra e o circuito estará pronto.
    Do jeito que ela foi pensada temos:
    1 - um timer que irá para zero quando se desejar ir à direita
    2 - um timer que irá para um quando se desejar ir à esquerda.
    Isso pode ser feito com um NE555 ou qualquer outro tipo de temporizador.
    Vamos olhar para quando o motor tem que ir para a direita: no início o fim de cur5so esquerdo está ativado e na segunda linha está desativado. Isso significa que o valor dele para nós tanto faz para levar o motor à direita. Olhando para o timer e fim de curso direito vemos que o motor estará girando a direita sempre que o timer estiver em zero e o fim de curso direito estiver em zero. Quando o fim de curso direito vai a um o motor desliga. Na condição ilegal com o timer em zero e o motor trem que estar desligado o fim de curso direito também está em um. resumindo: quando o timer = zero E o fim de curso direito = zero o motor à direita = 1.
    0 AND 0 = 1 é o mesmo que NOR
    Se invertermos o sinal do timer para fazer a segunda metade da tabela poderemos repetir a ideia.
    Com essa descrição já dá para montar o circuito lógico.
  9. O post de Sérgio Lembo em Projeto para feira de ciências foi marcado como solução   
    Nos tempos atuais ninguém mais raciocina num microprocessador com menos de 8 bits. Pois a 40 anos atrás trabalhei com um processador de apenas 4 bits. Somente a CPU era feita com um sanduiche de 2 placas, dezenas de fios interligando uma placa com outra. Sua ideia é que nem rabada, tem mais osso do que carne. O desafio é imenso até para quem tem experiência.
    Procure por algo mais simples, o mais simples dos processadores não tem nada de simples na hora de projetar.
  10. O post de Sérgio Lembo em Como identificar as especificações de um transformador de ferrite? foi marcado como solução   
    Frequências menores resultam em transformadores maiores para a mesma potência e isso dói no bolso de quem treabalha em alta escala de produção
    . Frequências mais elevadas requerem transistores mais rápidos e controladores mais rápidos. Quando um transistor chaveia muito rápido tem-se uma geração forte de ruído eletromagnético, nas frequências mais baixas o uso de um transistor mais lento ou um aumento da resistência do gate para tornar o chaveamento mais lento reduz significativamente a emissão de tais ruídos. Me refiro ao ruído provocado pelo elevado dv/dt.
  11. O post de Sérgio Lembo em Como ligar motor monofásico de 3 fios foi marcado como solução   
    Os 2 fios que apresentaram continuidade de 3,5R vão na rede. Quanto ao terceiro fio, dependendo da fase na qual irá ligar o motor rodará à direita ou à esquerda.
  12. O post de Sérgio Lembo em Fonte ajustável não funciona. foi marcado como solução   
    Nesse tipo de fonte 2 coisas conseguem atrapalhar o bom funcionamento: Mau contato no potenciometro e o regulador danificado por excesso de corrente. Provavelmente o problema está no regulador. Uma ressoldagem da placa também pode ser investigada.
  13. O post de Sérgio Lembo em Amplificador Estereo com TDA2050 foi marcado como solução   
    Sobre o circuito a ser implementado, sou muito mais as construções propostas pelo fabricante do que as alternativas. Abaixo o PDF da SGS-THOMPSON (ST).
    http://pdf1.alldatasheet.com/datasheet-pdf/view/25046/STMICROELECTRONICS/TDA2050.html
    Já na entrada uma diferença gritante: o fabricante sugere uma entrada e 1uF e o espanhol 0,22uF em série com 1uf o que resulta em 0,2uf. E lá se vão os graves nessa história. Para mim que gosto de rock seria um desastre. O circuito tem a pretensão de ser Hi-Fi. Isso significa capacidade de reproduzir frequências a partir de 12 e 14Hz. Antes que argumente que a audição começa aos 20Hz te informo que é nessas baixíssimas frequências que se tem sensações corporais tais como o deslocamento de ar quando o bumbo é acionado com força. O problema é encontrar gravações Hi-Fi. A exemplo de todos os amplificadores aparece distorção no final da potência, mas limitando o uso a 70% do nominal terás uma excelente experiência. Se possível utilize a fonte simétrica, o recurso para fonte singela força o uso de capacitor na saída, um pequeno prejuízo para os graves. De resto basta seguir o circuito.
    Boa sorte.
  14. O post de Sérgio Lembo em Dificuldade com circuito utilizando TL494 foi marcado como solução   
    Sua tentativa de utilizar um mosfet N não deu certo ´por um motivo simples: Está enxergando a condição inicial e se esquecendo da final, isto é, no instante em que manda o mosfet chavear, até há condições para tal, mas a medida em que este vai cumprindo a ordem, a tensão da fonte sobe e a ddp porta fonte vai pro saco, isto é, acaba trabalhando na região linear. Isto limita a tensão de saída desse buck que montou e faz seu mosfet aquecer um bocado. Tudo isso para dizer: coloque um mosfet P no lugar do TIP e seja feliz. Não se esqueça de limitar o Vgs. Lembre-se que a descarga do gate é mais exigente que a carga deste e dependendo da corrente e frequência vai aquecer um bocado se fizer um driver pobre.
    adicionado 1 minuto depois Uma outra solução é fazer uso de um driver hi-side, mas não é uma solução barata.
  15. O post de Sérgio Lembo em Diodo série P6KE para Fragmentadora Elgin FC-7121 foi marcado como solução   
    P6KE200A na marca, trata-se de um diodo supressor de transientes de 200V. Destina-se a eliminar da rede elétrica os ruídos gerados pelo motor
  16. O post de Sérgio Lembo em Mudar tensão motor trifásico para 110 foi marcado como solução   
    @Jakeline Beraldo , nem todos os motores vem com a opção disso, mas é fácil de descobrir. Abra a tampa da caixa elétrica do motor. Se tiver essa opção (e provavelmente tem), vai encontrar o fio da rede elétrica unido a um fio do motor (ligação estrela) ou a 2 fios do motor (ligação delta). Notará também que em cada fio do motor existe uma anilha (etiqueta) com um número. Anote as ligações com esses números. Também encontrará 3 pares de fios unidos sem ligação com a rede elétrica. Anote isso também. A partir dessas informações será possível fazer a conversão desse motor.
    adicionado 1 minuto depois Em alguns motores existe uma matriz de parafusos de latão com barras de conexão. Anote/fotografe isso.
  17. O post de Sérgio Lembo em Led Branco Alto bilho ficando fraco foi marcado como solução   
    De forma genérica, para leds de 3,0~3,2V pense num zener ideal de 2,8V com resistor série, I_nom em 3,1V. A curva tem 2 segmentos de reta, o último, no caso de I_nom 150mA  varia de 100mA em 3,0V a 200mA em 3,2V. Em relação ao modelo, são oferecidos em várias opções de BIN onde os mais caros tem a tensão zener mais baixa (varia pouco)
    .


    adicionado 2 minutos depois Os gráficos e tabelas são de um 2835 de 0,5W 150mA
    adicionado 32 minutos depois Note como cai o rendimento luminoso (4º gráfico) com o aumento de temperatura de junção. Tombo de 10% para cada 30ºC acima de 25ºC. Com uma rasteira desse tamanho somente em endereços gélidos para ter o rendimento nominal.
  18. O post de Sérgio Lembo em Cooler utilizado como Gerador Eólico! foi marcado como solução   
    Não sei se seu propósito tem que estar amarrado no motor de cooler. Uma máquina DC com escovas (brush) te dá a tensão DC já retificada, mas se a emoção for extrair potência de uma sem escovas,  boa sorte. Para que tenha uma ideia da encrenca, o anel magnético tem várias segmentações norte/sul. A questão é descobrir se são múltiplo de 4 ou não (tem 4 bobinas coletoras aí), isto é, saber se todas estão em fase. ou se há um par em contra-fase. Usando um pequeno ímã se consegue levantar isso, tornaria a discussão mais interessante.
    adicionado 10 minutos depois Olhando melhor a primeira foto, pelo tamanho das sapatas devem ser 2 pares de polos no disco imantado. Teremos norte - norte no superior e inferior e sul - sul nos laterais, isto é, o eixo vertical em contra-fase ao horizontal. Isso ajuda a entender como estarão as bobinas a cada momento de giro e como conectá-las sem que uma fique cancelando a outra. Sua vez de queimar a cachola. Dica: observe (e marque com tinta) o que é começo e fim de cada bobina.
  19. O post de Sérgio Lembo em Como fazer delay no marcador de combustível foi marcado como solução   
    A entrada SIG (pino 5) necessita de apenas 25nA para funcionar. Aumente o valor de R4. Com 1k2 combinado com 680uf o RC dá 0,8s (2/3 da variação), dá uns 2 segundos para atualização completa da leitura, vai acabar lendo o balanço do tanque. Se aumentar para 47k o RC dá 30s, vai levar 90s para atualização completa da leitura. Uns 10k para R4 deve resultar no amortecimento desejado sem tornar o bargraph lento demais.
  20. O post de Sérgio Lembo em Ligação direta sem chave seletora foi marcado como solução   
    A única função da chave seletora é ter dar o conforto de poder trabalhar nas 2 tensões e a praticidade do fabricante de atender os 2 mercados com uma única versão do produto. Se para ti a função de 220V não vai fazer falta, pode deixar na ligação direta sem problema algum. Apenas faça bem as emendas e isole bem.
    adicionado 6 minutos depois Demorei um pouco para perceber que o aparelho é de terceiro. Pergunte se aceita o conserto para trabalhar apenas em 127V ou se aceita pagar um pouco mais caro para ter de volta os 220V que nunca usa.
  21. O post de Sérgio Lembo em Motor DC/CC pulsando quando utiliza fonte chaveada foi marcado como solução   
    Esse seu motor em stall (travado) puxa 8,6A. Partida de motor DC sem controle de corrente, ligação direta vai ocasionar tais picos. A proteção de corrente da fonte entra em ação e se tem esse pula-pula. Note que isso é apenas na partida, depois o consumo cai bastante. No seu caso, como o motor não consegue alcançar a velocidade nominal, fica em eterna partida.,
    http://www.kysanelectronics.com/Products/datasheet_display.php?recordID=1576
    Pense num NTC de 5 ohms ou num limitador de corrente (transistor + zener + resistor setado em 3A). Não sai caro e resolve de forma simples o seu problema. Outra opção é ter uma fonte de 12V x 100W para aguentar a partida.
    Caso opte pelo NTC, lembre-se que necessitará de um intervalo de alguns minutos de motor parado antes de cada religue do motor para esfriamento do NTC.

Sobre o Clube do Hardware

No ar desde 1996, o Clube do Hardware é uma das maiores, mais antigas e mais respeitadas comunidades sobre tecnologia do Brasil. Leia mais

Direitos autorais

Não permitimos a cópia ou reprodução do conteúdo do nosso site, fórum, newsletters e redes sociais, mesmo citando-se a fonte. Leia mais

×
×
  • Criar novo...

Como ganhar dinheiro montando computadores!

MINICURSO GRÁTIS!

Como ganhar dinheiro montando computadores!

CLIQUE AQUI E INSCREVA-SE AGORA MESMO!