Ir ao conteúdo
  • Cadastre-se

seagatesurfer

Membros Plenos
  • Total de itens

    281
  • Registro em

  • Última visita

  • Qualificações

    N/D
  1. Olhando para os números seus resultados parecem ser totalmente normais, eles estão anunciando leitura seqüencial MB 560 e gravação seqüencial MB 510 para o SSD de 500 GB: http://www.crucial.com/usa/en/storage-ssd-mx500 As IOPS seqüenciais são a medida perfeita para SSDs devido à maneira como armazenam dados, ao contrário do HDD, os HDDs usam mais IOPS aleatórios em vez de sequenciais, e é por isso que nos HDDs você executa comandos como "Defrag" para mover arquivos para ter um acesso mais rápido a eles: https://en.wikipedia.org/wiki/IOPS#/media/File:Random_vs_sequential_access.svg Eu sinceramente não me preocuparia com números que não são anunciados em seu site.
  2. Tudo bem! Primeiro para responder a pergunta sobre x2 e x4, esse número faz referência às lanes (pistas em português), é claro, 4 é melhor que 2 e mais rápido/capaz de transferir mais dados ao mesmo tempo, é por isso que os dispositivos PCIe NVMe com x4 pistas são mais caros que os dispositivos com x2 pistas. Em relação às capacidades limitadas, apenas algumas placas-mãe ficam limitadas quando você conecta um dispositivo em um slot, as especificações precisam dizer especificamente isso, precisa dizer algo como "limitado quando dois dispositivos estão conectados", e como eu disse antes, é uma quantidade muito limitada de MOBOs que compartilham a largura de banda com mais de um único dispositivo.
  3. beleza! ai você avisa se precisar mais ajuda.
  4. Quando ferramentas embutidas falham, é melhor você usar um software de terceiros para fazer isso, como o easeUS por exempo, o link a seguir é para recuperar seus dados primeiro com EaseUS Data Recovery Wizard Para Windows, mas a falar verdade qualquer programa de recuperação de dados pode te ajudar: https://br.easeus.com/hard-drive-recovery/recover-raw-drive.html Depois que seus dados importantes tiverem sido recuperados ou salvos, execute o partition master para formatar sua unidade: https://br.easeus.com/partition-manager-tips/fix-windows-was-unable-to-complete-the-format.html Se você quiser tentar sem ferramentas adicionais, veja estas etapas abaixo: Como converter RAW em NTFS sem formatação? Você tem três opções para converter o dispositivo RAW em NTFS sem formatação e você pode seguir seletivamente uma opção para converter seu dispositivo de RAW para NTFS agora: Método 1. Executar o Gerenciamento de disco para converter RAW em NTFS Clique com o botão direito do mouse em Este PC/Meu computador e clique em Gerenciar; Abra o Gerenciamento do Computador e clique em Gerenciamento de Disco; Encontre sua unidade/USB RAW e clique com o botão direito do mouse nela, marque o dispositivo RAW como Ativo; Clique com o botão direito do mouse na unidade RAW e vá para Propriedades; Clique em Segurança > Avançado > Proprietário > Editar > Outros usuários ou grupos > Avançado > Localizar agora> Selecione o primeiro usuário listado e clique em OK. Depois disso, reinicie seu PC e a unidade RAW será convertida em NTFS e os dados também poderão ser acessados novamente. Método 2. Converter o sistema de arquivos RAW para NTFS pelo CMD Clique em Iniciar, depois digite: cmd e aperte Enter. Clique com o botão direito do mouse em CMD e depois clique em Executar como administrador. Digite Diskpart e clique em Enter. Digite H: /FS :NTFS e pressione Enter (H deve ser a letra de unidade do seu dispositivo de armazenamento RAW). Agora, a sua unidade RAW deve ser alterada para o sistema de arquivos NTFS e os dados armazenados dentro podem ser usados novamente. Método 3. Alterar o sistema de arquivos RAW para NTFS usando a opção de Recuperação do Sistema Se você conseguir acessar a unidade RAW usando o prompt de comando, faça backup dos arquivos na unidade seguindo as etapas abaixo mencionadas: Abra Opções de Recuperação do Sistema - conterá várias ferramentas para recuperar seu Windows, como o reparo de Inicialização. Selecione Reparo de Inicialização. Depois de navegar para as Opções de Recuperação, siga as etapas abaixo mencionadas. Conecte qualquer dispositivo de armazenamento externo ao sistema, como USB. Abra o prompt de comando, digite o bloco de notas e clique em Enter. Localize a unidade D (unidade RAW). Se você conseguir acessar a unidade, copie os arquivos que deseja fazer backup e cole esses arquivos para o Drive externo. Feche o cmd. Abra o prompt de comando, digite chkdsk /f/r e clique em Enter.
  5. Prazer cara! Sinta-se à vontade para postar mais perguntas se ainda precisar de mais ajuda.
  6. Aparentemente o disco rígido é saudável, neste caso você pode formatar e criar a partição novamente, se isso não resolver, então você pode tentar algo mais pesado e fazer um zero fill/secure erase. Uma vez que você zerar o HD, tudo deve voltar ao normal, se ainda assim o problema persistir, eu procuraria uma substituição de garantia.
  7. Vou colar o link para a Wikipedia explicando o design padrão do fator de forma (Form Factor) M.2: https://en.wikipedia.org/wiki/M.2 Diz que na parte menor tem 5 PINOS para a tecla "M" e 6 PINOS para a tecla "B", não diz nada sobre tensão, mas deve ser em torno de 5 volts, estou assumindo, mas 5V é o que qualquer SSD requer para inicializar e 12V é o que um HDD normal precisaria. Eu realmente não sei de onde vem isso se você conectar um SSD "M" e uma porta "B" ou vice-versa você vai queimar a unidade, eu pessoalmente duvido que vai queimar.
  8. Cara, sim pode ser encaixado de cabeça para baixo, e você não vai queimar o SSD ou o MOBO, não. Agora, com isso dito. Eu nunca vi um SSD conectado ao contrário, no entanto, eu vi placas-mãe com o slot na parte de trás para economizar espaço, em vez de estar na frente, onde o resto dos conectores estão. É por isso que acredito que possa acontecer e esse SSD possa ser encaixado de cabeça para baixo, é muito difícil, mas o caso está lá. Falando com termos e configurações mais atuais, eu nunca vi um slot "M" para SSDs SATA, eu só vi slots "M" para SSDs PCIe NVMe. O mais provável é que o seu computador consiga receber SSDs de tipo PCIe NVMe. E outra coisa, eu sei que o bisel/chanfro "B" é para SATA, mas eu nunca vi um SSD com bisel "B", todos os SSDs M.2 que eu vi são apenas "B + M" ou "M", o "M" é para PCIe NVMe como mencionado anteriormente e o "B+M" é para SATA, com base nisso, podemos tirar as seguintes conclusões: Um slot M não pode receber um SSD M.2 "B", somente SSDs "M" ou "B+M" Um slot B não pode receber um SSD M.2 "M", somente SSDs "B" ou "B+M" Um slot B+M pode receber todos os três tipos de SSDs, tanto "B", "M" e "B + M" Então, se você comprar um SSD M.2-SATA com chanfro "B+M", ele teria que funcionar nesta máquina.
  9. Vou compartilhar algumas informações adicionais que podem ajudar a esclarecer o assunto um pouco mais. O fator de forma (form factor) mSATA foi criado para aproveitar a interface existente dos cartões mPCIe, como os cartões Wi-FI para notebooks, mas gerenciado pelo controlador SATA em vez do controlador PCI. A interface dos cartões Wi-Fi e seus slots compatíveis com mPCI foram criados anos atrás quando não havia um tamanho tão pequeno para os SSDs. Naquela época, acreditava-se que uma boa ideia seria usar esses mesmos slots de cartões Wi-Fi para SSDs. E esse é o principal motivo pelo qual o tamanho ou fator de forma é o mesmo, olhe para os pinos, eles parecem iguais. WI-FI Card: mSATA SSD: Mini PCIE vs mSATA: O padrão mSATA está desaparecendo, foi substituído nos últimos anos por um novo padrão criado apenas para SSDs chamado M.2. Este novo padrão para SSDs corrige problemas criados pelo mSATA e se ajusta melhor, lembremos que o mSATA foi uma ideia criada sobre um padrão existente que foi criado para cartões Wi-Fi sem ter os SSDs em mente. Portanto, havia a necessidade de criar um novo padrão que também fosse pequeno, mas projetado com os SSDs em mente. Toda esta informação para você significa o seguinte: Você não pode conectar uma unidade mSATA em um slot mPCIe, mesmo que seu formato (form factor) ou tamanho seja o mesmo, eles têm uma interface diferente, eletronicamente eles são diferentes, um é SATA e o outro é PCI. E eles são gerenciados por controladores diferentes, então não vai funcionar. mSATA foi substituído pelo padrão M.2. Seu computador provavelmente não tem M.2, e se ele tiver uma porta M.2, compre um SSD M.2 e evite os adaptadores. Há SSDs M.2 com interface SATA, e há outros SSDs M.2 mais caros e mais rápidos, mas com interface NVMe e duvido que seu computador tenha um slot M.2 NVMe. Espero ter conseguido ajudar, se precisar de esclarecimentos sobre qualquer assunto, por favor poste suas perguntas aqui, fico feliz em responder.
  10. Nestes casos, sempre indicamos que é culpa do disco, mas devemos isolar o problema ainda mais para ter certeza... Infelizmente, quando um disco não aparece na BIOS é porque o disco está morto, mas se esse mesmo disco está sendo detectado em outros sistemas, então o problema poderia estar apenas no computador, tente um slot diferente ou outro cabo, até mesmo tente outro SSD na máquina onde o seu SSD permanecerá instalado. Se essa máquina não conseguir detectar nenhum disco, então há a resposta que você estava procurando.
  11. Tudo parece apontar para um erro ou falha lógica no disco rígido e não física. A melhor opção será sempre solicitar uma RMA, se aplicável, você receberá uma unidade substituída. Tipos comuns de falhas lógicas de disco rígido incluem: Corrupção do Sistema Operacional. Dano do diretório de arquivos/boot files. Exclusão não intencional de arquivos. Formatação não intencional. Dados sobrescritos. Algumas falhas de mídia lógica imitam os sintomas de falhas de mídia física. No entanto, o BIOS do computador ainda reconhecerá o disco rígido se ele sofrer de uma falha lógica. Se for determinado que seu disco rígido tem algum dano físico, danificou as cabeças do atuador, os rolamentos do fuso apreendidos ou outros problemas mecânicos comuns, os reparos devem ser feitos em uma sala limpa com certificação classificação 10 ISO 4 para minimizar, diminuir ou evitar contaminação de mídia potencialmente prejudicial. Cleanroom - Wikipedia: https://en.wikipedia.org/wiki/Cleanroom
  12. Este site registrou ruídos de discos rígidos com falhas, úteis para este tipo de casos: https://datacent.com/hard_drive_sounds.php
  13. Eu nem tentaria abrir a unidade, procure o termo "Floating Height / Flying Height / Head Gap." no Google, lá você vai perceber que a distância entre a cabeça e a placa interna é menor que o tamanho de uma partícula de fumaça, ou seja, a menor coisa vai interferir: Se o disco ainda ligar, você pode tentar ferramentas de recuperação como Recuva: https://www.ccleaner.com/recuva Mas provavelmente, como mencionado anteriormente, melhor procure um laboratório de recuperação de dados.
  14. Então sim! Salve tudo o que você pode salvar, reparticionar e re-instalar, eu ainda acredito que esse problema está relacionado a arquivos de inicialização/Boot files corrompidos...

Sobre o Clube do Hardware

No ar desde 1996, o Clube do Hardware é uma das maiores, mais antigas e mais respeitadas publicações sobre tecnologia do Brasil. Leia mais

Direitos autorais

Não permitimos a cópia ou reprodução do conteúdo do nosso site, fórum, newsletters e redes sociais, mesmo citando-se a fonte. Leia mais

×