Ir ao conteúdo
  • Cadastre-se
maxim12

Como tornar impossível recuperação de dados de um pendrive?

Posts recomendados

Possivelmente terei que devolver um pendrive, supostamente defeituoso, ao fornecedor. Quero me precaver de tornar todos os dados pessoais que armazenei nele totalmente irrecuperáveis. Dei uma olhada no google e vi sugestões de programas, porém, sempre vi pessoas dizendo que o programa não é 100%.

 

Imaginei um método, sem usar programa. Se eu ocupar 100% do armazenamento do pendrive com arquivos não pessoais (por exemplo, backup de jogos da steam) para depois disso formatá-lo, e repetir esse processo mais 1 ou 2 vezes (quantas forem necessárias), isso tornará os arquivos pessoais antigos totalmente irrecuperáveis? Imagino que gravando dados por cima e apagando, ele irá sobrescrever os antigos, correto?

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites
Em 10/07/2020 às 19:57, maxim12 disse:

repetir esse processo mais 1 ou 2 vezes (quantas forem necessárias),

Exato, faça isso. Em programas de recuperação é possível configurar o número de passos que é exatamente o que voce mencionou. Já vi um que executava 35 passos o processo de Zero Fill que é preencher com zeros todos os setores de um HD

 

adicionado 4 minutos depois

Editado...agora que vi que é um pendrive, no caso de pendrive é usada uma tecnologia diferente dos HD, ou seja, usa células no lugar de setores. Neste caso sugiro via windows uma otimização que é passar o TRIM para zerar as células

 

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites
15 minutos atrás, f_neto disse:

Editado...agora que vi que é um pendrive, no caso de pendrive é usada uma tecnologia diferente dos HD, ou seja, usa células no lugar de setores. Neste caso sugiro via windows uma otimização que é passar o TRIM para zerar as células

Comando TRIM não deleta nada (tanto que só leva alguns segundos), apenas atualiza no índice, por assim dizer, quais endereços podem ser sobrescritos. O recomendado é um zero fill de múltiplas etapas mesmo (que vai levar algumas horas).

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites
2 horas atrás, Shaman93 disse:

Comando TRIM não deleta nada

Há controvérsias, tanto que após um trim é impossível recuperar qualquer coisa

"A primeira e principal coisa a saber é que existe uma enorme diferença entre as técnicas de recuperação de dados quando se trata de HDs e SSDs. Em um disco rígido convencional, se o usuário excluir um arquivo, somente o índice será removido. Isso significa que o conteúdo original ainda permanece no mesmo local até que novos dados sejam sobrescritos. Por outro lado, nas SSDs, o conteúdo é removido imediatamente assim que você o exclui devido ao efeito de TRIM."

https://recoverit.wondershare.com/br/harddrive-recovery/recover-data-from-ssd-drive-with-free-ssd-data-recovery.html

  • Curtir 1

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites
20 horas atrás, f_neto disse:

Há controvérsias, tanto que após um trim é impossível recuperar qualquer coisa

 

 

Depende do firmware. E existem milhões de implementações diferentes. Há modelos que sim, zeram todos os blocos TRIMados. Outros que agendam a zeração pra quando o drive estiver inativo (e não tem como saber quando isso acontecerá, pois depende da necessidade de reciclar blocos para novo uso). E outros que não fazem nada e simplesmente ignoram o comando.

 

https://git.kernel.org/pub/scm/linux/kernel/git/torvalds/linux.git/tree/drivers/ata/libata-core.c?h=v5.4#n4567

 

	/*
	 * As defined, the DRAT (Deterministic Read After Trim) and RZAT
	 * (Return Zero After Trim) flags in the ATA Command Set are
	 * unreliable in the sense that they only define what happens if
	 * the device successfully executed the DSM TRIM command. TRIM
	 * is only advisory, however, and the device is free to silently
	 * ignore all or parts of the request.
	 *
	 * Whitelist drives that are known to reliably return zeroes
	 * after TRIM.
	 */

 

Portanto, TRIM pode apagar dados. Não é garantido que o faça. A única forma garantida é escrever alguma coisa no disco inteiro. Preferencialmente de uma fonte de dados pseudo-aleatórios e uma última passada com zeros. O comando shred disponível do Linux é simples para este fim.

 

https://man7.org/linux/man-pages/man1/shred.1.html

 

Para Windows deve haver algo similar. Talvez o SDelete:

 

https://docs.microsoft.com/en-us/sysinternals/downloads/sdelete

  • Curtir 1

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Crie uma conta ou entre para comentar

Você precisar ser um membro para fazer um comentário

Criar uma conta

Crie uma nova conta em nossa comunidade. É fácil!

Crie uma nova conta

Entrar

Já tem uma conta? Faça o login.

Entrar agora





Sobre o Clube do Hardware

No ar desde 1996, o Clube do Hardware é uma das maiores, mais antigas e mais respeitadas comunidades sobre tecnologia do Brasil. Leia mais

Direitos autorais

Não permitimos a cópia ou reprodução do conteúdo do nosso site, fórum, newsletters e redes sociais, mesmo citando-se a fonte. Leia mais

×
×
  • Criar novo...

Aprenda a ler resistores e capacitores

EBOOK GRÁTIS!

CLIQUE AQUI E BAIXE AGORA MESMO!