Ir ao conteúdo
  • Cadastre-se

Modificar circuito Limitador RPM (Arduíno Nano)


Posts recomendados

@.if Eita curiosamente pesquisando arduino, e sistemas de ignição descobri uma coisa beem interessante:

 

Meu sistema de ignição é esse aqui:

 

311910d1316193662-esquema-de-ligacao-mod

 

O pino 7 é justamente para contagiros, e infelizmente não tenho osciloscópio, MAS pesquisando no youtube vi um cara fazendo testes e nesse teste ele usou osciloscópio e pelo que percebi a saída desse pino é uma onda quadrada de 5v e a frequência aumenta conforme a rotação do motor sobe,  tirei print na hora que ele mostra o osciloscópio, é isso mesmo né? Não li errado creio eu, mas se for isso mesmo vai ser até mais simples para programar o circuito e também para pegar o sinal né?😁

osciloscope.png

  • Amei 1
Link para o post
Compartilhar em outros sites
  • Membro VIP

 

7 horas atrás, ComandateGustavo disse:

a saída desse pino é uma onda quadrada de 5v

...10V.

 

7 horas atrás, ComandateGustavo disse:

vai ser até mais simples para programar o circuito e também para pegar o sinal né?

Sim... O sinal acima tem 10V de pico. Confira CH2 5.00V/div. Basta então dividir por 2 com 2 resistores iguais. Isso não simplifica nem dificulta a programação, ok?

  • Obrigado 1
Link para o post
Compartilhar em outros sites
5 horas atrás, .if disse:

O sinal acima tem 10V de pico. Confira CH2 5.00V/div. Basta então dividir por 2 com 2 resistores iguais. Isso não simplifica nem dificulta a programação, ok?

Hum errei na leitura, mas estava pensando para programar terei que saber a frequência exata para fazer a conversão no software né?

 

Por exemplo se a frequência que estiver saindo do pino 7 for 100Hz quer dizer que o motor vai estar em 1000 rpm algo assim, preciso descobrir quantos pulsos equivalem cada volta do motor... 

 

Pensei para isso regular o motor para ficar com um RPM fixo tipo 1000rpm olhando no conta giros do painel, e aí colocar um osciloscópio ligado ao pino 7 para ver qual a frequência que vai ser, tipo 30Hz = 1000rpm 60Hz = 2000rpm e por aí vai...

 

Só que não tenho osciloscópio aí estava pensando em fazer o esqueminha para usar a placa de som do PC para receber esse sinal e usar o programa de osciloscópio no Pc para ver a frequência que está ali,

Tipo esse vídeo:

 

 

O que acha @.if ?

  • Curtir 1
Link para o post
Compartilhar em outros sites
  • Membro VIP

Sim boa ideia usar a entrada de som. Vi rapidin em 2x e tal..  só pirei no momento em que o cara coloca as pontas na tomada!! É isso mesmo?.. Por gentileza não faça isso! A não ser (mesmo assim) que você coloque ao invés de 10K 1/8W, de 1M...100K 2W e olhe lá. Pra sua medição do sinal que deve estar isolado da rede, pode manter o projeto original mesmo. Detalhe curioso é que este "osciloscópio" só mede sinal ac e de freq audível. Dc é impossível e baixa deve haver (ainda+) erros de valores

 

Pra dominar seu sistema, pense em algo como medir a freq num disp.. ops .. no terminal da IDE (use printf). É simples: crie um timer de 1 segundo e nele conte quantos pulsos tem. Pra freq baixa (tipo rpm) basta aumentar a quantidade de tempo amostrando. Tipo 10 segundos. Se em 10 segundos deu 5 pulsos, a quantos rpm está o motor? 🤔😁

  • Obrigado 1
Link para o post
Compartilhar em outros sites
9 horas atrás, .if disse:

Sim boa ideia usar a entrada de som. Vi rapidin em 2x e tal..  só pirei no momento em que o cara coloca as pontas na tomada!! É isso mesmo?.. Por gentileza não faça isso! A não ser (mesmo assim) que você coloque ao invés de 10K 1/8W, de 1M...100K 2W e olhe lá. Pra sua medição do sinal que deve estar isolado da rede, pode manter o projeto original mesmo. Detalhe curioso é que este "osciloscópio" só mede sinal ac e de freq audível. Dc é impossível e baixa deve haver (ainda+) erros de valores

Sim ele coloca na tomada kkkkk e eu vi outro video do mesmo esquema o cara usa resistores de 27k e liga na tomada também kkkkkk

 

mas aproveitando que o cara ligou na tomada deu pra ver a frequência da rede, quase 60Hz deve ser alguma interferência pra não ter dado exatamente 60Hz , mas dá pra ver que o osciloscópio tem essa função e que pode ser bem útil a este projeto.

 

Andei pesquisando e os contagiros mais antigos como o que eu tenho no carro estão conectados a bobina de ignição e dentro deles tem o sistema que faz a conversão para mostrar a RPM, descobri que para um motor de 4 cilindros a cada volta do eixo do motor a bobina de ignição é acionada 2 vezes então a cada volta completa teremos dois pulsos na entrada da bobina, agora o sinal digital que sai do pino 7 pode ser o mesmo pulso que vai para a bobina só que com a tensão menor em uma onda quadrada bunitinha, ou este sinal do pino 7 pode ser simplesmente uma frequencia de onda quadrada nada a ver com isso, por exemplo o fabricante estabeleceu que o motor a 1000rpm este pino vai ter uma frequencia de onda quadrada de 30Hz ou 60Hz ou 100Hz e o contagiros se encarrega de fazer a conversão e mostrar a RPM atual... acho que só testando mesmo pra saber.

10 horas atrás, .if disse:

Pra dominar seu sistema, pense em algo como medir a freq num disp.. ops .. no terminal da IDE (use printf). É simples: crie um timer de 1 segundo e nele conte quantos pulsos tem. Pra freq baixa (tipo rpm) basta aumentar a quantidade de tempo amostrando. Tipo 10 segundos. Se em 10 segundos deu 5 pulsos, a quantos rpm está o motor? 🤔😁

 

Você diz para ao invés de usar esse osciloscópio Trambicado de PC cricar um sketch para o arduino contar os pulsos?

Tipo assim fazer um contador de pulsos de 1 segundo e ligar o pino 7 do módulo no arduino, aí ligar o arduino e conferir no monitor serial quantos pulsos tiveram dentro de um segundo? é isso que quis dizer?

 

Se for ver faz sentido porque sabendo quantos pulsos tem um segundo basta multiplicar por 60 e saberemos quantos pulsos por minuto, depois é só dividir pelo RPM mostrado no contagiros do painel e saberemos quantos pulsos por volta o pino 7 manda, a partir desse valor conseguiremos fazer o código corretamente né?

 

oscilos.thumb.png.f410849bc5e153a6d13e7dd17e9fd129.png

 

pulso.png

  • Curtir 1
Link para o post
Compartilhar em outros sites
  • Membro VIP
6 horas atrás, ComandateGustavo disse:

o sinal digital que sai do pino 7 pode ser o mesmo pulso que vai para a bobina só que com a tensão menor em uma onda quadrada bunitinha

 

6 horas atrás, ComandateGustavo disse:

só testando mesmo pra saber.

 

6 horas atrás, ComandateGustavo disse:

ao invés de usar esse osciloscópio Trambicado de PC cricar um sketch para o arduino contar os pulsos?

Tipo assim fazer um contador de pulsos de 1 segundo e ligar o pino 7 do módulo no arduino, aí ligar o arduino e conferir no monitor serial quantos pulsos tiveram dentro de um segundo? é isso que quis dizer?

 

6 horas atrás, ComandateGustavo disse:

Se for ver faz sentido porque sabendo quantos pulsos tem um segundo basta multiplicar por 60 e saberemos quantos pulsos por minuto, depois é só dividir pelo RPM mostrado no contagiros do painel e saberemos quantos pulsos por volta o pino 7 manda, a partir desse valor conseguiremos fazer o código corretamente né?

Né... sintonizamos total 😁

 

Seu sistema de ignição é quase moderno. Antigamente era puramente elétrico com platinado e etc. Tive um carro assim... ano 76 ... era aquele que dificulta a visão ... 😁  Pra pegar os pulsos direto na bobina tem que fazer o lance do divisor de tensão + capacitor + zener... algo como pra aparar arestas... literalmente.

abç

 

Link para o post
Compartilhar em outros sites
14 minutos atrás, .if disse:

 

 

 

Né... sintonizamos total 😁

 

Seu sistema de ignição é quase moderno. Antigamente era puramente elétrico com platinado e etc. Tive um carro assim... ano 76 ... era aquele que dificulta a visão ... 😁  Pra pegar os pulsos direto na bobina tem que fazer o lance do divisor de tensão + capacitor + zener... algo como pra aparar arestas... literalmente.

abç

 

Bom vou fazer o medidor de pulsos pelo Arduino então para ver quantos pulsos por segundo o pino 7 manda, o problema é a programação consegui fazer o led interno do Arduino e um led externo piscar mais rápido ou mais devagar conforme eu aperto um botão mas isso foi fazendo com aquele sisteminha de blocos e não escrevendo o código direto, pensa numa coisa difícil...

 

E daria pra pegar o sinal direto da bobina, mas temos que fazer o circuito pra abaixar a tensão deixar o sinal digital para o Arduino entender, fica mais complexo do que usar o sinal do pino 7 mesmo...

 

Por curiosidade acha que daria pra usar um PIC no lugar do Arduino para fazer a mesma função ou um PIC não tem a mesma capacidade do Arduino? 

Link para o post
Compartilhar em outros sites
  • Membro VIP
58 minutos atrás, ComandateGustavo disse:

daria pra usar um PIC no lugar do Arduino para fazer a mesma função ou um PIC não tem a mesma capacidade do Arduino? 

Sim amigo. Tem pic que tem mais outros menos capacidade. E não seria bem uma comparação direta pic x arduino. Pois arduino não é mc. Ele tem mc que em sua maioria é atmega32xxx que sim de um modo geral é + capaz que um pic de mesma linha. Portanto, continue com arduino mesmo: mais barato, mais recusros e mais simples de programar.

 

58 minutos atrás, ComandateGustavo disse:

aquele sisteminha de blocos e não escrevendo o código direto, pensa numa coisa difícil.

Já ouvi falar e de fato me parece ser difícil mesmo. Já fiz (copiei) um com appinventor pra celular mas ralei placar alho. Desisti por hora...

 

58 minutos atrás, ComandateGustavo disse:

fazer o medidor de pulsos pelo Arduino então para ver quantos pulsos por segundo o pino 7 manda, o problema é a programação

É isso aí... você tem um problema...😁... Mas não desanime. No começo parece difícil mas no fim fica ainda mais 🤪

Link para o post
Compartilhar em outros sites
6 minutos atrás, .if disse:

Sim amigo. Tem pic que tem mais outros menos capacidade. E não seria bem uma comparação direta pic x arduino. Pois arduino não é mc. Ele tem mc que em sua maioria é atmega32xxx que sim de um modo geral é + capaz que um pic de mesma linha. Portanto, continue com arduino mesmo: mais barato, mais recusros e mais simples de programar.

vamos continuar com o Arduino mesmo, mas futuramente terminado o projeto e funcionando da forma que eu quero teoricamente é só achar um PIC com a mesma quantidade de entrada e saída que vamos usar no projeto e depois fazer algumas alterações no código para que o PIC trabalhe com ele, os dois são em linguagem C né?

10 minutos atrás, .if disse:

Já ouvi falar e de fato me parece ser difícil mesmo. Já fiz (copiei) um com appinventor pra celular mas ralei placar alho. Desisti por hora...

Eu fiz naquele simulador de Arduino bem interessante e por usar interface gráfica é mais fácil programar, só que só que é bem simplificado e não tem todas as funções possíveis só as básicas mesmo. Esqueci o nome do site mas depois que lembrar coloco aqui.

 

14 minutos atrás, .if disse:

você tem um problema...😁... Mas não desanime. No começo parece difícil mas no fim fica ainda mais 🤪

Eu entendo de programação o mesmo que entendo de mandarim, ou seja entendo porcaria nenhuma... Estava procurando no YouTube mas só tem vídeos picados ou gente vendendo curso, acho que vou ter que comprar um livro ou algum curso, pensa num negócio difícil pra caramba...

Link para o post
Compartilhar em outros sites

passei rápido pelo tópico, o assunto me interessou mas a lógica não muito....

pensei num filtro passa-alta (RC) na base de um transistor em pull-up/down que quando a frequencia for maior que a freq do filtro o transistor entra em corte... talvez dê para fazer o ajuste do RPM de corte usando um trimpor em vez do resistor.

  • Curtir 1
  • Obrigado 1
Link para o post
Compartilhar em outros sites
10 minutos atrás, Eder Neumann disse:

passei rápido pelo tópico, o assunto me interessou mas a lógica não muito....

Você fala pra fazer de forma analógica e não digital?

 

10 minutos atrás, Eder Neumann disse:

pensei num filtro passa-alta (RC) na base de um transistor em pull-up/down que quando a frequencia for maior que a freq do filtro o transistor entra em corte... talvez dê para fazer o ajuste do RPM de corte usando um trimpor em vez do resistor.

Você diz para quando o transistor entrar em corte ele liga o relé que interrompe a energia que vai para a bobina de ignição e aí a rotação do motor cai, entao a frequência vai diminuir e quando ela diminuir o transistor desliga o relé que volta para o estado de NF energizando a bobina fazendo a rotação do motor subir aumentando a frequência até atingir a frequência que o transistor entra em corte fazendo o ciclo se repetir é isso?

  • Curtir 1
Link para o post
Compartilhar em outros sites
6 minutos atrás, ComandateGustavo disse:

Você diz para quando o transistor entrar em corte ele liga o relé que interrompe a energia que vai para a bobina de ignição e aí a rotação do motor cai, entao a frequência vai diminuir e quando ela diminuir o transistor desliga o relé que volta para o estado de NF energizando a bobina fazendo a rotação do motor subir aumentando a frequência até atingir a frequência que o transistor entra em corte fazendo o ciclo se repetir é isso?

eu pensei no transistor fazer o corte direto, mas assim também funciona...

 

  • Curtir 1
Link para o post
Compartilhar em outros sites
9 minutos atrás, Eder Neumann disse:

eu pensei no transistor fazer o corte direto, mas assim também funciona...

 

Fazer o corte direto seria sem usar relé certo?

É interessante sua ideia, pelo que entendi esse esquema que o cara tinha feito ligava e desligava o relé em um tempo programado na rotação indicada, daria pra fazer a mesma coisa usando um CI 555 creio eu, seria o filtro passa alta depois dele o esqueminha com o 555 e o relé ou transistor de potência em série com a bobina para desligar ou ligar ela, o transistor tem vantagem em cima do relé porque liga e desliga muito mais rápido do que um relé.

 

É bem interessante a ideia também mas não tenho ideia de como montar esse círcuito kkkkk

Link para o post
Compartilhar em outros sites

primeiro passo é desacoplar a DC usando um capacitor série e um resistor entre sinal e terra. os valores dependem da intensidade e freq do sinal que você vai usar (deve ter isso no topico já, mas nao li xD).

depois você faz um filtro simples usando um resistor e um capacitor (acho que tanto faz o passa alta ou passa baixa, vai depender de como você trabalha o que sai dele).

image.png.2c327e050b35b24b977ebdcdef28d9d8.png

image.png.12bcf53fa6c866de876858445c444743.png

 

 

os valores do filtro dependem da faixa de rotação que você quer o ajuste de corte, veja como eles se comportam:

image.png.a47c4a00e3b45d1c8fe0c90a6ec63945.png

image.png.906d72de60a748831eda2d87e2e84684.png

 

aí na saída disso você vai fazer um comparador usando um transistor, um trimpot e alguns resistores, algo parecido com isso, onde o R2 é o trimpot:

image.png.351cd77069476397064aa8b5e57591bf.png

 

eu ando um pouco enferrujado em circuitos eletronicos, tenho pensado só no contexto geral ultimamente, talvez a @.if possa dar uma ajuda no desenvolvimento.

 

  • Amei 1
Link para o post
Compartilhar em outros sites
  • Membro VIP
Em 08/01/2021 às 21:57, .if disse:

Pela simplicidade e caso não pense em anabolizar com mais funções, penso que nem de mc precisas.

...assim sendo, um sistema minimalista que vislumbro é um conversor frequencia tensão ...

cir0416_01.gif

https://www.newtoncbraga.com.br/index.php/bancocircuitos/157-conversores/4111-cir416.html

 

https://www.axtudo.com/3-circuitos-conversores-de-frequencia-em-tensão-explicados/

 

...e um comparador simples pra desligar o relé quando atinge a freq-tensão-rotação desejada.

 

 

  • Curtir 1
  • Obrigado 1
Link para o post
Compartilhar em outros sites
Em 10/01/2021 às 15:10, .if disse:

Um display deixa tudo mais fluído, algo como o monitor de pc pra você programar o rpm, verificar bateria, temperatura, quilometragem e etc do bixo. É pra você saber 'o que tá rolando' entende? Poderia até deixar no carro pra fazer uma graça mas... cada mania com seu lôco.  Uma delas é fazer um treco deste com um esp32 e usar um velho smartphone como display 🤪 Algo como um scanner

 

Mas se for pra programar uma (01) vez só, use o terminal serial do arduino mesmo uai. Ou se preferir, faça menus e etc anabolizados. Leve o note com a IDE arduína no carro. Faz mais graça do que um display 😁.

As vezes a comunicação serial "mata" a velocidade do arduíno

 

Além disso, acho o LCD perfeito para depuração em tempo real, algo tipo, a 1ª pingando loop ser escrever as variáveis que você usa.

Recomendo em coisas cíclicas como creio ser seu caso

  • Curtir 1
Link para o post
Compartilhar em outros sites

@.if @Thiago Miotto @Eder Neumann vish quanta informação pessoal kkkkkk vamos fazer o seguinte, agora estou trabalhando, mas Jajá vou parar para o almoço, aí vou ler novamente as postagens e vou fazer um esqueminha e uma lista de funções que quero que o circuito tenha, aí eu escrevo elas aqui e vocês dão uma olhada, se acharem melhor circuito comum vamos partir pra ele e se acharem melhor circuito usando o Arduino continuamos seguindo como o planejado, mas é bom fazer essa lista de coisas que quero que o circuito faça para sabermos melhor qual sistema funcionará melhor ali.

 

Link para o post
Compartilhar em outros sites

Vamos lá então pessoal a ideia é criar um 3 Step simples com as funções de um 3 step comum igual este aqui:

 

D_NQ_NP_695301-MLB20310379728_052015-O.j

 

ele se chama 3 step por causa dos 3 estados de giro que o motor pode estar, o primeiro é 0 RPM ou seja desligado mesmo ele não faz nada aí, o segundo Step é a rotação máxima programável nele tipo 7000 RPM chegando nessa rotação ele vai começar a ligar e desligar o contato interno para interromper a corrente da bobina sem deixar a rotação subir mais porém ele fica ligando e desligando em milisegundos para não deixar a rotação cair muito também, (essa função é identica ao que está no sketch no começo do tópico, ele não espera a rotação cair para ligar o rele, ele desliga o rele conta um tempo de milisegundos e liga novamente) E além disso tem o 3 step que é esse botãozinho aí, ele serve para limitar a rotação do motor em qualquer rotação que ele estiver, se estiver em 2000 rpm e apertar o botão ele vai limitar aí, se estiver em 4000RPM limita em 4000, apertando o botão limita a rotação que o motor está atualmente, é interessante mas é caro, e bem caro mesmo tem uns a venda por 450 reais 😳 ele é caro também porque tem o display ali mais os leds...

 

aqui tem um vídeo que vocês podem ver o funcionamento: (pulem o video todo e vão para 8 minutos e 10 segundos dá pra ver ele limitando em uma rotação e depois ele limita em uma rotação mais baixa)

 

 

 

Então usando eletronica normal ou arduino a ideia é que:

 

1° Este sistema precisa limitar a RPM máxima do motor

2° precisa ter o botão para limitar a rotação que o motor está atualmente.

3° Precisa ter um led amarelo para acender quando a rotação for limitada, (pode acender ou piscar o importante é mostrar que está limitando)

4° eu acho que seria mais interessante o sistema ligar um rele, e o fio que liga a bobina estará no NF do rele, quando o rele ligar perto da rotação estabelecida ele vai abrir este contato e desligar a bobina, se for ao contrário e deixar a bobina ligada ao contato NA do rele, ele só vai fechar este contato quando estiver energizado, o que pode ser um problema porque se um dia o circuito der pau a bobina não vai ter alimentação e o carro vai parar na rua...

 

coloquei no esqueminha onde devemos interromper a corrente da bobina de ignição na cor verde, preferencialmente por um relê, o importante é interromper este fio que é o que o módulo envia para a bobina, ( se interromper o positivo vai desligar o módulo também e acho que isso não é bom sempre vejo o pessoal interromper este fio negativo então por via das duvidas vamos por ele mesmo)

 

Bom essa é a ideia, agora outras coisas, eu ano passado fiz um esqueminha com o 555 para limitar a RPM que aprendi com este gringo:

 

 

até que funciona, só que não tem sincronia nenhuma com o motor ele só liga e desliga o rele de acordo com o que foi ajustado no 555 então a RPM acaba variando bastante, funciona só que dá pra fazer melhor sabe?

 

ele tem este outro esquema que já é sincronizado com o motor, mas o sensor dele é um fio enrrolado no cabo de vela fica com cara de gambiarra kkkkk e o pior é que tem uns componentes que ele usa nesse circuito que não achei de jeito nenhum aqui no Brasil...

 

 

Então @Thiago Miotto @.if @Eder Neumann o que acham é melhor ir de arduino mesmo ou eletronica tradicional? Agradeço a todos vocês pela paciencia e apoio ao projetinho rsrs

ignition.jpg

  • Amei 1
Link para o post
Compartilhar em outros sites
  • Membro VIP

Com aquelas funções com mc é melhor claro. Considere trocar o relé por mosfet. Ou melhor ainda... ve se sua caixa preta tem alguma maneira de inibir o acionamento da bobina. p.ex. cortando o sinal HB+, So+ ou do gênero. Coloca o relé (ou mosfet, ou bjt) neles: menor corrente, maior velocidade e tal. E também bole uma maneira de traspassar o sistema pro caso de pane. ... off 1/2 on... esses dias quase fiquei na estrada: deu pau na mrd do sistema de alarme.

 

... 😁

 

12 minutos atrás, ComandateGustavo disse:

Então continuamos com o Arduino certo?

 

certo.

né.

certo.

 

@ComandateGustavo pra não esticar muito vou só reagir a sua publicação ok? Pedi mas o G.T. não quis colocar mais emoctions nos botões de reação portanto tente entender as reações subliminares ok? 🙃

Link para o post
Compartilhar em outros sites
7 minutos atrás, .if disse:

Com aquelas funções com mc é melhor claro. Considere trocar o relé por mosfet. Ou melhor ainda... ve se sua caixa preta tem alguma maneira de inibir o acionamento da bobina. p.ex. cortando o sinal HB+, So+ ou do gênero. Coloca o relé (ou mosfet, ou bjt) neles: menor corrente, maior velocidade e tal. E também bole uma maneira de traspassar o sistema pro caso de pane. ... off 1/2 on... esses dias quase fiquei na estrada: deu pau na mrd do sistema de alarme.

Então continuamos com o Arduino certo?

Acho que vou usar o uno no lugar do nano, para o que preciso acho que os dois dão conta do recado.

E esses dias o carro não pegava de jeito nenhum aí passei limpa contato nos contatos do hall do distribuidor e pronto pegou na hora...

Ou seja se interromper o sinal do hall já era não pega de jeito nenhum. Então dá pra fazer como me falou usar um transistor ali, e pra transpassar acho que dá pra colocar uma chave seletora creio eu.

 

Aí pode funcionar assim ligou o carro liga o transistor para deixar o sinal do hall chegar ao módulo, ao limitar a rotação desliga o transistor e o sinal do hall não chega ao módulo, isso né?

 

E para o led de indicação podemos mandar o Arduino ligar um pino assim que limitar a rotação aí nesse pino eu coloco o led com resistor, certo?

  • Curtir 2
Link para o post
Compartilhar em outros sites

Pelo que entendi além do limitador de giro você quer implementar um controle automático de velocidade (na verdade de giro), popularmente conhecido no Br como piloto automático.

Caso não seja sua ideia, recomendo implementar isso como próximo passo, com tudo que você já idealizou não está longe. Mas para ficar perfeito precisa ler a velocidade do veiculo.

 

Em termos de pinos, não há diferença entre nano e uno, o nano basicamente é um uno sem a regulador de tensão, tendo que ser alimentado direto com 5v.

 

 

Link para o post
Compartilhar em outros sites
30 minutos atrás, Thiago Miotto disse:

Pelo que entendi além do limitador de giro você quer implementar um controle automático de velocidade (na verdade de giro), popularmente conhecido no Br como piloto automático.

Caso não seja sua ideia, recomendo implementar isso como próximo passo, com tudo que você já idealizou não está longe. Mas para ficar perfeito precisa ler a velocidade do veiculo.

Na verdade  a ideia é fazer o sistema 3 step mesmo  limitar a rotação máxima em uma RPM determinada e fazer o botãozinho para limitar a rotação que estiver no momento em que o botão for apertado ( é usado em carros de competição e arrancada) o piloto automático é interessante também não tinha pensado nisso, mas é um carro com carburador então não vai adiantar apenas controlar a centelha das velas, teria que ter um motor de passo para controlar a borboleta  do carburador também, nada impossível de adaptar, mas vamos por partes, estou apanhando bastante na programação aqui, tem alguma forma mais simples de aprender? Como vocês apreendem aquilo? Não parece ser um bixo de 7 cabeças, mas umas 5 cabeças eu acho que tem sim kkkkkk

 

Pelo que percebi os passos são:

 

Passo 1 Fazer um contador de pulsos de um segundo usando o arduino  para descobrir quantos pulsos por segundo o módulo de ignição envia para cada RPM, tipo o motor  está girando em 1000rpm o módulo libera pulsos no pino 7 que vão para o contagiros do painel entender e converter em rotações por minuto, então tenho que descobrir quantos pulsos por segundo o módulo envia para indicar essa rotação sabe? (não faço ideia de como fazer vou ficar quebrando a cabeça e pesquisando pra ver se sai alguma coisa)

 

Passo 2 Sabendo quantos pulsos por segundo o módulo envia preciso alterar o código que está no link abaixo para o arduino entender em qual rotação o motor  está girando  e se chegar  na rotação estabelecida ele deve ligar e desligar o rele ou transistor para evitar que a rotação aumente.  https://create.arduino.cc/projecthub/adrianos_botis/automotive-engine-rev-limiter-9c05cc

 

Passo 3 depois disso tenho que alterar o código para que o arduino entenda que quando eu precionar um botão ele deve limitar o giro do motor naquela rotação atual tipo se eu apertar o botão e estiver girando em  1495RPM ele tem que limitar o giro nessa rotação e assim que eu soltar o botão ele deve deixar a rotação subir normalmente até atingir a rotação limite que já foi configurada no passo 2, e também tenho que programar para quando ele limitar a rotação acender um led comum.

 

Teoricamente é simples o problema é esse mooonte de código... (quase dando um tiro na cabeça pra aprender esse treco)

 

34 minutos atrás, Thiago Miotto disse:

Em termos de pinos, não há diferença entre nano e uno, o nano basicamente é um uno sem a regulador de tensão, tendo que ser alimentado direto com 5v.

Então basicamente é mais interessante pegar o uno mesmo, aí não preciso comprar o regulador de tensão e pelo que vi os preços do uno e do nano estão bem parecidos...

  • Curtir 1
Link para o post
Compartilhar em outros sites
12 minutos atrás, ComandateGustavo disse:

 

Passo 1 Fazer um contador de pulsos de um segundo usando o arduino  para descobrir quantos pulsos por segundo o módulo de ignição envia para cada RPM, tipo o motor  está girando em 1000rpm o módulo libera pulsos no pino 7 que vão para o contagiros do painel entender e converter em rotações por minuto, então tenho que descobrir quantos pulsos por segundo o módulo envia para indicar essa rotação sabe? (não faço ideia de como fazer vou ficar quebrando a cabeça e pesquisando pra ver se sai alguma coisa)

O seu sistema hj manda um pulso por giro e você precisa ver quantos pulsos?

Se for Coloque no Google medidor de fluxo de água arduíno para exemplos de rpm mesmo. você.tem que declarar o pino como No interrupt se não me falha a memória.

 

Pro seu problema eu recomendo LCD (pega com módulo i2c para usar poucos pinos)

 

Na última linha do loop coloco a leitura dos rpm que você conseguiu. Aí você vai entender o que está ocorrendo e ficará mais fácil ajustar seu código

 

 

Link para o post
Compartilhar em outros sites
22 minutos atrás, Thiago Miotto disse:

Pro seu problema eu recomendo LCD (pega com módulo i2c para usar poucos pinos)

Esse aqui? https://produto.mercadolivre.com.br/MLB-1520016293-display-lcd-16x2-1602-fundo-azul-c-modulo-i2c-ja-soldado-_JM

 

23 minutos atrás, Thiago Miotto disse:

seu sistema hj manda um pulso por giro e você precisa ver quantos pulsos?

Então eu vou usar o pino número 7 do módulo de ignição, este pino já é um sinal digital de onda quadrada para contagiros, o problema é que não sei qual a frequência que sai dele, por exemplo uma volta completa no eixo do motor pode significar 1 pulso, ou uma volta completa pode significar 2 pulsos ou 4 pulsos ou 20 pulsos... Não sei quantos pulsos corresponde uma volta do motor entendeu?

 

Se fosse para pegar os pulsos direto dos bornes da  bobina de ignição sei que a cada meia volta do eixo do motor é um pulso só que teria que estabilizar aquele sinal reduzir a tensão e tudo mais, fica mais complexo sabe?

 

agora com este sinal que vai para o contagiros não sei quantos pulsos equivalem a uma volta completa no eixo do motor e isso é fundamental para programarmos tudo, certo?

  • Curtir 1
Link para o post
Compartilhar em outros sites
2 minutos atrás, ComandateGustavo disse:

Esse aí mesmo

 

3 minutos atrás, ComandateGustavo disse:

Então eu vou usar o pino número 7 do módulo de ignição, este pino já é um sinal digital de onda quadrada para contagiros, o problema é que não sei qual a frequência que sai dele, por exemplo uma volta completa no eixo do motor pode significar 1 pulso, ou uma volta completa pode significar 2 pulsos ou 4 pulsos ou 20 pulsos... Não sei quantos pulsos corresponde uma volta do motor entendeu?

 

Se fosse para pegar os pulsos direto dos bornes da  bobina de ignição sei que a cada meia volta do eixo do motor é um pulso só que teria que estabilizar aquele sinal reduzir a tensão e tudo mais, fica mais complexo sabe?

 

agora com este sinal que vai para o contagiros não sei quantos pulsos equivalem a uma volta completa no eixo do motor e isso é fundamental para programarmos tudo, certo?

2 formas:

1-achar o manual do seu modulo no Google, lá deve dizer

2- tentativa e erro. Recomendo o LCD, código de diz, leitura bruta do módulo e resultado atual do cálculo. Para isso você precisa alguma referência. Seu painel tem o conta giro?

 

 

Link para o post
Compartilhar em outros sites

Crie uma conta ou entre para comentar

Você precisa ser um usuário para fazer um comentário

Criar uma conta

Crie uma nova conta em nossa comunidade. É fácil!

Crie uma nova conta

Entrar

Já tem uma conta? Faça o login.

Entrar agora

Sobre o Clube do Hardware

No ar desde 1996, o Clube do Hardware é uma das maiores, mais antigas e mais respeitadas comunidades sobre tecnologia do Brasil. Leia mais

Direitos autorais

Não permitimos a cópia ou reprodução do conteúdo do nosso site, fórum, newsletters e redes sociais, mesmo citando-se a fonte. Leia mais

×
×
  • Criar novo...

Aprenda a ler resistores e capacitores

EBOOK GRÁTIS!

CLIQUE AQUI E BAIXE AGORA MESMO!