Ir ao conteúdo
  • Cadastre-se

Timer para chuveiro com pausa


Posts recomendados

1 hora atrás, Sérgio Lembo disse:

Com a energia normalmente cortada e dependente do MC para ser ligada resolve-se a questão.

Nesse caso, será que tem outro jeito além de colocar um sensor de fluxo d'água lá no chuveiro, sensor esse que teria que passar os fios até a caixa onde o timer está?

 

Não é mais fácil mexer só no lugar onde o timer fica, talvez na caixa de disjuntores... êpa!

 

É mesmo, né? Onde é que a gente vai botar a caixa com Arduino Nano, a fontezinha, releś, moc, triacs, contatores etc., etc., etc...? Na caixa de disjuntores é que não, claro, senão a molecada descobre e desativa. Ou lá mesmo e trancar essa caixa de forma que, se cair um disjuntor por outra razão qualquer, adiós... "Arre! Agora tem que esperar o papai chegar."

 

Agora, Sérgio, seja onde for, será que moc + triac não é bem mais fácil do que esse contator? Pelo que vi, contator é bem grande e também demanda um dissipador respeitável. Sem falar em preço, hein?

 

Duas propostas:

 

1 - Fonte de 5v + Arduino + sensor de corrente + relézinho + 2 mocs nos NF desse relé cutucando os gates de 2 triacs exceto quando o sensor de corrente ficar 1 por mais de 10 minutos. (E depois desses 10 minutos, mais 20 minutos até o relézinho desarmar.)

 

2 - Tudo isso na caixa de disjuntores mas não na frente. Atrás, escondido. Na frente, apenas uma chave disfarçada de parafuso, prá poder desativar o timer OU para ativá-lo no modo "sem limite" ou "1 hora". Depois disso, se o botão disfarçado de parafuso não for pressionado, volta a ser timer de 10/20min... (Se o timer estiver no modo "1 hora" e já tiver passado sei lá... 59minutos, acionando a chave de novo ganha mais uma hora. Ou também pode fazer assim: se estiver no modo 10/20 e o botão for pressionado, vai para o modo "infinito". Se estiver no modo "infinito" e o botão for pressionado, vai para o modo 10/20. Programar, o céu é o limite. Já a parte elétrica...

Link para o post
Compartilhar em outros sites
11 minutos atrás, rmlazzari58 disse:

Agora, Sérgio, seja onde for, será que moc + triac não é bem mais fácil do que esse contator? Pelo que vi, contator é bem grande e também demanda um dissipador respeitável. Sem falar em preço, hein?

Contator é só um relé gigante, não precisa de dissipador. É caro, mas é simples de trabalhar e mais seguro. 

Sem contar que se acha fácil em sucatas de ferro velho, recentemente comprei uma meia dúzia por uns 10 conto, só um tava estragado. 

  • Curtir 1
  • Obrigado 2
Link para o post
Compartilhar em outros sites

Na verdade eu disse contator, mesmo, porque estava entendendo, desde o começo, que contatores são grandes e caros (mais até que os relés de estado sólido) e que esquentavam, e que triacs e mocs são pequenos, baratos e também precisam de dissipador, mesmo sendo usados por tempos nunca maiores que 10 minutos.

 

Mas se contator não é tão grande, não é tão caro e ainda por cima não precisa dissipador, aí não tem porque não recomendá-los ao colega.

  • Curtir 1
Link para o post
Compartilhar em outros sites
  • Membro VIP
5 horas atrás, rmlazzari58 disse:

Uma bateria dessa fornece facilmente 500mA por horas, sei lá... se for daquelas de 3.000mAh, dá uma 4 horas ou + em seguida, sem recarregar. Som consome variável, né? Depende da música...

 

Não é simples afirmar isso. Qualidade e saúde da célula importarão.

 

E se um sistema passa a errar caso a bateria não dê mais 500 mA, significa que, ao menos para esse sistema, a bateria está "descarregada". O conceito de bateria descarregada é relativo à aplicação.

 

Também não vejo sentido em usar bateria... "sem energia não haverá banho quente".

Link para o post
Compartilhar em outros sites
1 hora atrás, rmlazzari58 disse:

Mas se contator não é tão grande, não é tão caro e ainda por cima não precisa dissipador, aí não tem porque não recomendá-los ao colega.

Sobre ser grande ou caro aí depende da corrente de trabalho. 

Porém um na casa dos 30A, a corrente da maioria dos chuveiros não é tão grande e tem preço acessível. 

Um com 3 contatos fica na casa dos 100 reais (para mais ou para menos dependendo da marca e local de compra). 

Mas quem diria que os chinas estão fabricando contatores com 2 polos:

https://produto.mercadolivre.com.br/MLB-805240306-contator-bipolar-jng-hx20-32-32a-220v-_JM

Nunca tinha visto um, pelo preço de 50 reais, melhor ainda. 

  • Curtir 1
Link para o post
Compartilhar em outros sites
4 minutos atrás, Renato.88 disse:

Porém um na casa dos 30A, a corrente da maioria dos chuveiros não é tão grande e tem preço acessível. 

Um com 3 contatos fica na casa dos 100 reais (para mais ou para menos dependendo da marca e local de compra).

Se pensar num contator para motor de 30A o critério é AC3 e se for Siemmens vai pagar uns 120. O valor de corrente nominal dos contatores costuma ser pelo critério AC3. A carga é resistiva, critério AC1. O AC3 além de suportar a corrente nominal também suporta o pico de partida. Como carga resistiva não tem esses picos e nem arco de abertura, dependendo da composição do contato consegue-se correntes de trabalho bem mais elevadas em AC1. Não existe uma relação fixa entre AC1 e AC3. Para entender melhor o vídeo abaixo é curto e de fácil entendimento.

 

  • Curtir 1
  • Amei 1
Link para o post
Compartilhar em outros sites

Crie uma conta ou entre para comentar

Você precisa ser um usuário para fazer um comentário

Criar uma conta

Crie uma nova conta em nossa comunidade. É fácil!

Crie uma nova conta

Entrar

Já tem uma conta? Faça o login.

Entrar agora

Sobre o Clube do Hardware

No ar desde 1996, o Clube do Hardware é uma das maiores, mais antigas e mais respeitadas comunidades sobre tecnologia do Brasil. Leia mais

Direitos autorais

Não permitimos a cópia ou reprodução do conteúdo do nosso site, fórum, newsletters e redes sociais, mesmo citando-se a fonte. Leia mais

×
×
  • Criar novo...

Aprenda a ler resistores e capacitores

EBOOK GRÁTIS!

CLIQUE AQUI E BAIXE AGORA MESMO!