Ir ao conteúdo
  • Cadastre-se

Trafo com 2 bobinas no secundário


Posts recomendados

Amigos, estou com um trafo aqui com as seguintes características: primário de 4 fios ... beleza!

Secundário com 2 bobinas, sendo 3 fios em cada uma, a saber:

Primeira bobina: 10 x 10 v (CT)

Segunda bobina: 13,5 x 13,5 v (CT)

Gostaria de saber TODAS as alternativas de tensão que podem ser obtidas com esse secundário.

Por exemplo: é possível tirar uma saída de 37 volts e uma saida de 33,5 volts? 

Se possível, como fazer as ligações?

Obrigado.

 

Link para o comentário
Compartilhar em outros sites

  • BCP alterou o título para Trafo com 2 bobinas no secundário

Thiago, a entrada eu já liguei, tudo certo. A questão é só no secundário. 

Sou meio leigo rsrsrs. Só não sei se posso "jampear" misturando bobinas na saida. por exemplo, pegando os 2 fios que dão 10v de uma bobina e juntando com 13,5v da outra bobina, para obter 23,5 volts.

 

Link para o comentário
Compartilhar em outros sites

1º você precisa entender se são bobinas diferentes, ou pontos de uma mesma bobina. Com o transformador desligado veja qual fios a continuidade.

 

você pode juntar fios de bobinas diferentes:

Se você ligar jumpear o positivo de uma bobina no negativo da outra, terá o mesmo efeito de colocar pilhas em paralelo, ou seja, soma-se as voltagens
Se você jumpear os negativos e os positivos de mesma tensão, terá aumento da da carga (corrente), que o trafo pode consumir.

Link para o comentário
Compartilhar em outros sites

3 horas atrás, fauzisp disse:

Só não sei se posso "jampear" misturando bobinas na saida. por exemplo, pegando os 2 fios que dão 10v de uma bobina e juntando com 13,5v da outra bobina, para obter 23,5 volts.

Pode fazer, mas tem que ter a mesma corrente. 

Se as bobinas tiverem fios de espessura diferentes não dá. 

Link para o comentário
Compartilhar em outros sites

3 horas atrás, Renato.88 disse:

Pode fazer, mas tem que ter a mesma corrente. 

Se as bobinas tiverem fios de espessura diferentes não dá. 

Amigos, confirmei e o secundário é composto de 2 bobinas mesmo.

A bobina que fornece tensão 10 x 10v tem o fio mais fino que a de 13,5 x 13,5v.

Pelo jeito não pode misturar as bobinas do secundário então né?

Bom, pelo visto o jeito vai ser rebobinar o secundário. Como o secundário tem muito menos espiras que o primário, é possível rebobinar o secundário sem desmontar o trafo?? (ir enfiando o fio e puxando ... se der dá um trabalho do cão também rsrs).

 

 

 

Link para o comentário
Compartilhar em outros sites

23 minutos atrás, fauzisp disse:

A bobina que fornece tensão 10 x 10v tem o fio mais fino que a de 13,5 x 13,5v.

Pelo jeito não pode misturar as bobinas do secundário então né?

A não ser que sua carga consuma pouca corrente, um pouco menos que o enrolamento de 10+10V pode fornecer. 

Por exemplo, se os 10V fornecem no máximo 1A e o de 13V fornece 2A.

Você só pode consumir 1A.

26 minutos atrás, fauzisp disse:

Como o secundário tem muito menos espiras que o primário, é possível rebobinar o secundário sem desmontar o trafo?? (ir enfiando o fio e puxando ... se der dá um trabalho do cão também rsrs).

Até da pra fazer isso, mas compensa mais retirar as chapas é menos trabalhoso. 

A não ser que seu trafo seja soldado, aí não tem jeito. 

Link para o comentário
Compartilhar em outros sites

Obrigado pelo retorno. 

Vou explicar minha necessidade e talvez você me ajude. Estou tentando reparar um rádio valvulado conforme esse tópico aqui.

Porém, estou propenso a alterar o sistema de alimentação dos filamentos das válvulas, colocando um trafo.

São 4 válvulas, todas com corrente de 150mA no filamento. A tensão nos filamentos é que é diferente: 1 válvula é 35v, outra 30v e as outras 2 são de 12,6 volts.

Certeza que minha ideia é errada, mas vai que não rsrsrs

Pensei em ligar as saídas 27v de uma bobina com a saida de 10v da outra bobina, dariam 37 volts. Ai calculo o valor de uma resistência para baixar para 35v e alimentar a 1a. válvula. 

Sigo com essa saída de 37v e calculo outro resistor para obter 30 volts da outra válvula.

Ai uso a saida de 13,5 volts e calculo um resistor para baixar para 12,6 volts para alimentar as outras 2 válvulas.

Ainda tem 2 lampadinhas do dial, que são de 6,3 volts que eu pensei em ligar em série na saida de 13,5 v.

A corrente consumida nas válvulas seria de 600mA. 

O trafo que tenho nas mãos tem um carretel de 4cm x 5cm e a espessura das lâminas 3,5cm. É parrudinho.

Será que é viável?

Link para o comentário
Compartilhar em outros sites

1 hora atrás, fauzisp disse:

Será que é viável?

Talvez, válvulas e lâmpadas não são componentes críticos. 

Podem funcionar com tensões fora da especificação em uma tolerância bem grande. 

Link para o comentário
Compartilhar em outros sites

A coisa não é fácil! O trafo que falei não cabe no chassi do rádio. Peguei um trafo menor pra tentar bobinar, mas ele é soldado. Se conseguir enrolar nesse, como é feita essa resolda? É mig, tig ou outra solda?

Mas acho que nesse talvez não caibam 3 ou 4 bobinas no secundário. Pelo que estudei, fazer derivações com intervalos elevados de tensão não é recomendável.

Obrigado.

Link para o comentário
Compartilhar em outros sites

18 horas atrás, fauzisp disse:

A coisa não é fácil! O trafo que falei não cabe no chassi do rádio. Peguei um trafo menor pra tentar bobinar, mas ele é soldado

Aí sim fica difícil mesmo... 

18 horas atrás, fauzisp disse:

Se conseguir enrolar nesse, como é feita essa resolda? É mig, tig ou outra solda?

É solda Mig, mas a solda não é obrigatória pro trafo funcionar. Seu maior problema será retirar a solda das chapas. 

18 horas atrás, fauzisp disse:

Pelo que estudei, fazer derivações com intervalos elevados de tensão não é recomendável.

Nunca ouvi falar disso... 

E os intervalos das tensões que precisa são poucos, se faz de boa:

6V para lâmpadas 

12V filamento 1 e 2

37V filamento 3 + resistor para filamento 4.

Dá pra fazer isso num único enrolamento, afinal só vai trabalhar com as tensões em AC mesmo. 

Se fosse DC era outra coisa. 

 

  • Obrigado 1
Link para o comentário
Compartilhar em outros sites

Renato, gostei da parte sobre não precisar de soldar de novo. Pra tirar a solda acho que vai ser fácil. A solda foi aplicada numa pequena concavidade na junção do E com o I. Um pequeno semi-círculo preenchido com a solda.

Tenho um disco de corte fininho adaptado no esmeril e dá pra tentar tirar a solda sem perigo de afetar o enrolamento, pois penso em preservar o primário.

Agora pergunto: como montar o conjunto sem resoldar?

Só preciso aprender a fazer o cálculo do fio e quantidade de espiras. Já vi uns vídeos ensinando ... vou tentar enrolar um secundário com esses tapes.

 

2.    Até consegui enrolar um Poutro secundário e conseguir obter uma saída de 15 volts certinho. Agora ficou uma saida de 15 e uma de 20. Porém, quando ligo esses 2 secundários em série, ao invés de 35 nas extremidades das bobinas, tá dando 3,7 volts. Achei bem estranho ...

Link para o comentário
Compartilhar em outros sites

2 horas atrás, fauzisp disse:

Agora pergunto: como montar o conjunto sem resoldar?

Não pode cortar as chapas de fora fora, tem que sobrar um pedaço do "E" para o trafo ficar inteiro. 

2 horas atrás, fauzisp disse:

Só preciso aprender a fazer o cálculo do fio e quantidade de espiras. Já vi uns vídeos ensinando ... vou tentar enrolar um secundário com esses tapes.

Nesse caso eu meço a tensão que tinha antes e na hora de desmontar conto quantas espiras tem no enrolamento original. 

Para os novos enrolamentos só fazer a regra de três. 

Por exemplo: se antes tinha 15V e 45 voltas sabemos que tinha 3 espiras por volt. A quantidade de espiras por volt diminui enquanto o tamanho do trafo aumenta. 

2 horas atrás, fauzisp disse:

  Até consegui enrolar um Poutro secundário e conseguir obter uma saída de 15 volts certinho. Agora ficou uma saida de 15 e uma de 20. Porém, quando ligo esses 2 secundários em série, ao invés de 35 nas extremidades das bobinas, tá dando 3,7 volts. Achei bem estranho

Conforme o @Tito Fisher disse, está ligando invertido. 

AC também tem polaridade! 

  • Obrigado 1
Link para o comentário
Compartilhar em outros sites

Tito, valeu pela explicação. Eu tentei das 2 formas, mas sempre deu 3,7v ... com certeza fiz coisa errada e agora não dá pra saber pois acabei de desmontar o trafo rsrsrs

 

Renato, acho que já fiz besteira também, mas deixa explicar. Eu soltei 2 cordões de solda e o "E" ficou inteiro ... Saiu só "I" ... Bom fiz uma primeira experiência enrolando 33 espiras e obtive 6,5 volts (ótimo). Apenas recoloquei o "I" na mesma posição original e prendi com um um grampo isolado.

Ao ligar o trafo ronca ... 

Será que é falta da solda?

Se for isso, acho que vou fazer todo o enrolamento (agora que já sei a relação espiras x volt) e depois soldar com TIG e pano molhado pra reduzir o aquecimento.

O que acham?

Link para o comentário
Compartilhar em outros sites

4 horas atrás, fauzisp disse:

Ao ligar o trafo ronca ... 

Será que é falta da solda?

Provavelmente. 

Existem uns trafos que além das soldas tem furos nas chapas, dá pra prender com parafusos assim não ronca. 

 

Link para o comentário
Compartilhar em outros sites

Boa noite amigos ... É ... não consegui tirar os 35 volts ... só chegou nos 31 v ... não cabe mais nenhuma espira no carretel, e olhem que caprichei o que pude. Fio esticado no último e espiras coladinhas ... faltou enrolar um metro e meio de fio mais ou menos ... ai cortei pra ver onde chegava e deu os 31 volts. Fiz todos os tapes e ficaram bem próximos do projetado.

Mas gostei da brincadeira rsrs. Vou ver se acho alguma sucata que tenha uma secção um pouco maior. Esse tem área de 6cm (2x3). Pode ser que se tirar o enrolamento do 220v caiba, mas acho que é mais fácil achar um maior, sem solda. Ai dá pra trabalhar com mais folga.

Obrigado a todos pela ajuda.

  • Curtir 1
Link para o comentário
Compartilhar em outros sites

Retifica e filtra esses 31V, pode ser meia onda mesmo. Quando colocar as válvulas terá uma tensão próxima de 36V.

9 horas atrás, fauzisp disse:

Renato, acho que já fiz besteira também, mas deixa explicar. Eu soltei 2 cordões de solda e o "E" ficou inteiro ... Saiu só "I" ... Bom fiz uma primeira experiência enrolando 33 espiras e obtive 6,5 volts (ótimo). Apenas recoloquei o "I" na mesma posição original e prendi com um um grampo isolado.

Agora que não tem mais solda tem que fazer diferente. 

Se conseguir descolar todos os E e I consegue-se montar o trafo intercalando as chapas de maneira a ficarem presas uma na outra sob pressão. 

Dessa forma não ronca, ou ronca menos. 

Link para o comentário
Compartilhar em outros sites

Boa tarde amigos. Depois das orientações de vocês,  muito estudo e trabalho, consegui rebobinar o trafo de maneira satisfatória. Bobinei o primário apenas com entrada para 127v. O secundário, depois de calcular as voltas por volt, fui tirando os tapes e consegui obter 4 tensões que vou precisar para alimentar o rádio, a saber: 6,3v para as lâmpadas do dial, 12,6v para alimentar 2 válvulas em paralelo (ambas de 12,6v no filamento), 30v para outra válvula e 35v para a outra válvula.

Como vocês podem observar no esquema original do rádio, ele possui "apenas" 1 trafo com saida de 6,3v para as lâmpadas. 

Estou encucado com as ligações desse trafo original: uma das pernas do secundário está aterrada!!! 

Acho que tá errado. Acho que o secundário de 6,3v só vai para as lâmpadas. Essa ligação unindo primário e secundário acho que tá errada. 

 

https://postimg.cc/VJ6T8gqk

 

 

 

 

Link para o comentário
Compartilhar em outros sites

3 horas atrás, fauzisp disse:

Estou encucado com as ligações desse trafo original: uma das pernas do secundário está aterrada!!! 

 

É assim mesmo.

Dessa forma, um dos terminais das lâmpadas já vai preso a carcaça do rádio. O outro vai somente no transformador.

Como o rádio recebe alimentação direto da rede resolveram deixar tudo comum a um dos fios da tomada.

 

Eu vi que a válvula retificadora tem um dos terminais do filamento ligado ao anodo, talvez seja possível desfazer essa ligação pra não atrapalhar o transformador. Mantendo a alimentação do filamento somente pelos pinos 3 e 4.

 

Link para o comentário
Compartilhar em outros sites

Renato, vou tentar suprimir essa ligação do filamento ao anodo pra ver como se comporta.

Quanto a questão do aterramento do secundário gostaria que você me explicasse melhor (sei que estou enchendo a paciência rsrs).

A ligação que não estou entendendo é a que assinalei abaixo:

 

 

20210811_211806[1].jpg

  • Curtir 1
Link para o comentário
Compartilhar em outros sites

Como vou retirar esse trafo e colocar o que eu bobinei, pergunto se eu posso isolar os soquetes das lâmpadas do chassi e fazer a ligação delas exclusivamente com as saídas 0 x 6,3v do novo trato.

 

Link para o comentário
Compartilhar em outros sites

Essa ligação aí muitas vezes é pra economizar fio, as lâmpadas vão encaixadas diretamente na lata do rádio. 

Se os fios do transformador e tomada forem também, não vai outro fio até as lâmpadas. 

 

Uma situação semelhante ocorre em automóveis, onde se leva somente um fio para a ligação de faróis ou lanternas, o outro fio é a lataria do carro. 

  • Curtir 1
Link para o comentário
Compartilhar em outros sites

  • Membro VIP
Em 02/08/2021 às 21:56, fauzisp disse:

Primeira bobina: 10 x 10 v (CT)

Segunda bobina: 13,5 x 13,5 v (CT)

Gostaria de saber TODAS as alternativas de tensão que podem ser obtidas com esse secundário.

Focando nisso pra gerações futuras, sim você pode compor como quiser, somando e subtraindo. Pode até somar e subtrair com a da rede na entrada. Certa feita conceitualizei um variac 1/2 boca com esta estratégia. Bolei mentalmente complexas ligações com chave rotativa 😁

 

Sobre adaptar nas suas válvulas só comento que beira as raias de um sacrilégio. Vai perder a originalidade.. pode até causar danos. Vale mais a pena avaliar com mais calma um ajuste ou alguma correção das tensões e corrente. Dica: teste os filamentos individualmente.

Link para o comentário
Compartilhar em outros sites

Crie uma conta ou entre para comentar

Você precisa ser um usuário para fazer um comentário

Criar uma conta

Crie uma nova conta em nossa comunidade. É fácil!

Crie uma nova conta

Entrar

Já tem uma conta? Faça o login.

Entrar agora

Sobre o Clube do Hardware

No ar desde 1996, o Clube do Hardware é uma das maiores, mais antigas e mais respeitadas comunidades sobre tecnologia do Brasil. Leia mais

Direitos autorais

Não permitimos a cópia ou reprodução do conteúdo do nosso site, fórum, newsletters e redes sociais, mesmo citando-se a fonte. Leia mais

×
×
  • Criar novo...

Curso de Redes MikroTik

LANÇAMENTO!

CLIQUE AQUI PARA SE INSCREVER!

* Este curso não é ministrado pela equipe do Clube do Hardware.