Ir ao conteúdo
  • Cadastre-se

Vocês recomendam Instant Copy ou DVDShrink?


Posts recomendados

Para falar a verdade estou meio confuso. Conheço o DVD Decrypter, DVD Shrink, Instant Copy.

O DVD Shrink faz o trabalho que o DVD Decrypter faz?

No otimo ;-) tuturial sobre copia de DVD o autor usa o DVD Decrypter e o Instant Copy, digamos que eu tenha acesso ao Instant Copy, vale mais a pena usar ele do que o DVD Shrink?

Outra perguntinha, o filme que tenho aqui são 7.5 gigas. Como passo ele para um DVD normal de 4.7? O DVD Decrypter ou Instant Copy já fazem este trabalho para mim?

Desculpe, eu sei que estes assuntos são sempre abordados neste forum mas cada vez que eu leio mais sobre isso mais confuso eu fico.

Valeu!!!

Link para o post
Compartilhar em outros sites

Não tem do que se desculpar, mas é o seguinte...

Depois de tudo que li, soube que o Shrink rippa o DVD, eu uso o Dvd decripter, pois o Shrink as vezes dá problema com proteções, então é melhor usar logo o Decripter

Então:

1 - Com DVD Decripter você vai rippar o seu filme de 7,5g

2 - Depois com o Shrink, você retirar os audios desnecessários, tipo espanhol, portugues se você preferir só legendado, ou inglês se preferir dublado e tambem dá para tirar variações de audio, por exemplo deixar o aidio 5.1 e tirar DTS ou AC3 ou outro qualquer....Tirar as legendas também, compacta mais os extras, e vou ao maximo para sobrar qualidade para o filme e ai Backup

Leia os tutoriais, imprima os melhores e teste em midias RW

O DVD Decripter não compacta os filmes, apenas joga os arquivos no HD sem as protreções...

Eu uso para compactar o Shrink e também o Instant Copy, preferêncialmente eu uso o Shrink e quando quero remover extras uso o Instant Copy, porém isso é controverso, pois afeta a estrutura do DVD, mas sempre consegui assisti-los em DVD de mesa.....

Tem mais detalhes tecnicos, mas pela simplicidade e qualidade use o Shrink que é bom e barato...barato até demais em função da qualidade proporcionada!

Boa Folia! :palmas:

Link para o post
Compartilhar em outros sites

Eu fiz o tuturial deste forum usando o DVD Decrypter e o Instant Copy.

Eu coloquei High Quality mas não tirei os extras, sera que isto irá afetar na qualidade do filme?

O DVD Shrink usa qual metodo de ripagem? Tem um que é constante e tem o bom que é o variavel. Eu não quero perder qualidade, acho que ninguém quer.

Eu só não gostei das cores do filme Supremacia Bourne depois de ter feito todo o processo pelo Instant Copy, parecem que perderam vida. Ele tambem está dando umas travadinhas tipo de 3 em 3 segundos, quase imperceptiveis, isso vendo elas em formato .VOB pelo RealPlayer, não sei se no DVD isso ficará OK.

Vou tentar fazer o mesmo processo pelo DVDShrink e irei comparar os resultados

Link para o post
Compartilhar em outros sites

Nem o Shrink e nem o Instant Copy deixam "quadradinhos" no filme, isso só ocorre se você compactar demais o filme ( mais de 65%) e em cenas de muito movimento, mas isso é com qualquer programa, nunca usei o cloneDVD, mas o concenso por aqui, é de que o shrink é o melhor e ´so olhar inúmeros tópicos a respeito.

Alec

Atualmente o Shrink usa também o VBR assim como o instant, mas isso não é o metodo de ripar e sim de trabalho das imagens para compactação não adianta você vai ter que tentar e verificar a melhor forma, eu só tiros extras em casos extremos, digamos em 50 dvd tirei dois, porque não consegui qualidade satisfatória, era um show enorme, cujo original já não era de boa qualidade.......Em todos os demais casos bastou tirar audios desnecessários, compactar mais os extras e tudo que já mencionei....

A melhor forma é você comprar uma midia regravável de boa qualidade e fazer teste, assim você terá condições de decidir a melhor forma para cada caso....

Todos dois são ótimos, mas o Shrink é um pouco melhor e tem mais opções, como compactar só o filme sem extras, dessa forma você coloca dois filmes em um DVD conforme tutorial do RUSTY, dê uma olhada........Faço isso direto com filmes que não quero guardar para sempre, gravo dois em uma midia RW de 4.7g assisto quado posso e depois deleto e faço outros, juntei uns 10 rw, o que dá para fazer um pequeno arquivo que eu vou variando, só gravo em DVD-r shows e filmes que valem a pena ver muitas vezes........

Mãos a Obra! pegue os tutos e faça os testes

Link para o post
Compartilhar em outros sites

Eu já usei varios soft para compactação: Intervideo DVD copy2, CloneDVD1 e 2, DVD2one 1.4 e 1.5, DVDXCopy, DVD Shrink2.X e 3.2, Instantcopy7 e 8 entre outros. Atualmente o DVD Shrink é que eu estou usando e que a maioria concorda obtém melhores resultados em filmes e shows.

O único software que não testei e que poderia ser melhor que o Shrink é o DVD Rebuilder com CCE com no mínimo 3 passes.

:bye:

Link para o post
Compartilhar em outros sites

Gente, sendo sincero. No Instant Copy eu deixei os extras do DVD, isto deve ter feito a compactação ficar maior do filme, no DVD Shrink eu tirei os Extras, coloquei so 1 som, a compactação ficou em 95%, ou seja, praticamente uma copia do DVD original.

Mas ai que vem o bicho, eu achei a imagem do DVDShrink um pouco granulada demais, sem a aparencia suave de um filme em DVD. No Instant Copy eu achei a meu ver que ficou mais suavizada na tela de meu PC. Eu ainda não decidi qual programa vou usar pra ripar meus DVDs pois ainda faltam 2, estou em uma tremenda duvida e não tenho espaço em disco para passar todos os DVDs e ficar testando os 2 programas comparando qualidade. Acho que a granulação foi por causa da opção Sharp naquele novo modo do DVDShrink, compensação de erros ou algo assim.

Infelizmente meu DVD player quebrou, não ta mais aceitando o comando do controle. Eu podia ver no PC como fazia antes mas o principal motivo de eu ter comprado um gravador de DVD é poder ver o filme pela TV. vocês recomendam eu usar um DVD-RW em vez de um DVD-R? Dos 3 filmes apenas 1 eu poderia querer guardar para sempre. O problema é que nesse periodo de fevereiro/março as midias estão em falta no Brasil.

Outra coisa que me intrigou no DVDShrink é que enquanto demorei 2 horas decodificando o DVD no Instant Copy o DVDShrink demorou 20minutos fazendo uma analise profunda e outros 20/25 minutos decodificando, como ele pode ser tão mais rápido?

Valeu!

Link para o post
Compartilhar em outros sites
Postado Originalmente por RustySpear@08 Feb 2005, 13:58

Eu já usei varios soft para compactação: Intervideo DVD copy2, CloneDVD1 e 2, DVD2one 1.4 e 1.5, DVDXCopy, DVD Shrink2.X e 3.2, Instantcopy7 e 8 entre outros. Atualmente o DVD Shrink é que eu estou usando e que a maioria concorda obtém melhores resultados em filmes e shows.

O único software que não testei e que poderia ser melhor que o Shrink é o DVD Rebuilder com CCE com no mínimo 3 passes.

:bye:

3 passos?? Onde você viu isso??

1 pra analisar os frames, outro para colocars os kbits/sec no melhor lugar, e esse terceiro, aonde fica?

falou

Link para o post
Compartilhar em outros sites

Na real quem fez isso foi o amigo jjohtak, conforme link abaixo. Eu não fiz porque pelos resultados que ele obteve não houve melhorea significativa.

http://forum.clubedohardware.com.br/index....ic=199868&st=20

No tutorial abaixo o autor selecionou 4 passes

http://www.doom9.org/mpg/dvdrb.htm

:bye:

Link para o post
Compartilhar em outros sites

E aí gente, o que vocês me dizem sobre os filmes meio granulados do DVDShrink? Eu estava dando uma olhada mais de perto e vi que o filme feito pelo shrink teve muito mais qualidade porque tirei todos os extras, menu e audio streams desnecessarios. Não dá para deixar o menu em um filme que teve os extras retirados? Eu acho que ele dá um toque especial ao filme.. hehehehhe

Link para o post
Compartilhar em outros sites

Cara você tem que ler oum tutorial do Shrink

A opção que você usou para tirar extras foi o Reauthor do Shrink, nele eu já havia dito você perde o menu, você só mantem ele na opção FullDisk, mas ai você não não pode retirar os extras, só pode substituir, também já havia dito.....é só reler.....Tirar os extras e manter o menu só fiz com o Instant Copy, mas mexe com a estrutura do filme mas meus players aceitam, tambem falei nisso...

Cara, o lance da granulação você deve ter acertado, mude a configuração para smootness e ai você verá que vai demorar como o Instant Copy, não tem mágica

você pode comprar midia pela internet.

Link para o post
Compartilhar em outros sites

Eu vou ver este seu tuturial do Shrink, eu vi um que se não me engano foi estrangeiro. Não exclareceu muitas coisas.

Agora, vale a pena mudar de sharp para smooth? A qualidade fica bem melhor mesmo ou depende do filme e tal?

A proposito, qual o link deste seu tuturial de DVDShrink, to precisando dele.. ehehehehhe

Link para o post
Compartilhar em outros sites

aqui você encontra o tutorial em portugues, mas tem que fazer seu registro no site antes, pois o conteudo é reservado

Esse eu tinha arquivado

O DVD SHRINK é de muito fácil utilização; não obstante, é muito poderoso, é rápido, é free, e, sob a minha ótica, é HONOR CONCUR para copiar DVD.

Considerações iniciais:

Uma vez que o DVD foi ripado para o HD, o(s) arquivo(s) ou estão em ISO ou estão em FILES.

Se o DVD foi ripado em ISO para uma partição NTFS do HD, o tamanho do arquivo deverá ser enorme, normalmente acima de 4,7 GB, contendo todos os arquivos do DVD. Estimo que a média dos DVD seja de 6 GB a 6,5 GB.

Se o DVD foi ripado em FILES para uma partição FAT 32 ou NTFS do HD, existirá uma pasta com o nome do LABEL do DVD e dentro dela existirá uma outra pasta de nome VIDEO_TS, com todos os arquivos do DVD, e outra (às vezes) de nome AUDIO_TS, vazia. Leitores domésticos mais antigos, não lêem os DVD se não existir essas duas pastas. Quando ripar em FILES, faça a opção de ripar tudo; somente os VOB e IFO do filme nem sempre possibilitam concluir o processo. Se o DVD contiver pequenos jogos para computador, provavelmente existirá outra pasta de nome JACKETS_TS com alguns arquivos do jogo, sendo que o executável do jogo e alguns arquivos pertinentes estarão na RAIZ do DVD. A MGM costuma incluir uma pasta com um link para o site dela, fins fazer propaganda de seus produtos. O DVD SHRINK utiliza somente o contido na pasta VIDEO_TS do DVD, ignorando todo o restante!!! É possível incluir o jogo e/ou a propaganda da MGM no DVD cópia, se houver no DVD original, bastando compactar o filme um pouco mais, para se ter o espaço necessário e poder inserir os arquivos/pasta pertinentes. Essa inserção deverá ser feita após o DVD SHRINK concluir o BACKUP em FILES (não em .ISO), antes de gravar com o NERO ou CLONE ou etc. (O DVD DECRYPTER grava apenas em .ISO, através da opção: WRITE ISO).

Lembretes:

- Ripar significa extrair do DVD para o HD todo o seu conteúdo, removendo as proteções de MACROVISION, CSS, RCE e PUOps, se houverem;

- Em um DVD cópia, não existe proteção, exceto de REGION (RCE), se ele não foi gravado em FREE;

- Em um DVD +/-R cabem aproximadamente 4,377 GB (4.700.000.000) bytes e não 4,7 GB (5.046.586.572 bytes);

- O DVD SHRINK, por DEFAULT, trabalha com 4.464 MB (4.680.843.264 bytes) para os DVD-5 e com 8.124 MB (8.723.078.578 bytes) para os DVD-9 (esses valores podem ser ajustados);

- Existem DVD que, mesmo comprimidos ao máximo, ultrapassam o valor suportado pela mídia de 4,7 GB; nesse caso, será necessário eliminar alguma coisa, tipo: MENU, EXTRAS ou algum canal de áudio, para poder comprimir e gravar adequadamente;

- Não faz muito sentido eliminar o EXTRA e manter o MENU para trocar o áudio e/ou legenda e/ou capítulos. No controle remoto existem teclas para efetuar essas trocas, sem a necessidade do MENU;

- Os arquivos VOB contêm as imagens, áudios e legendas. As marcas de início e término de cada capítulo estão em um mesmo arquivo VOB. A seqüência dos capítulos nos VOB poderá não coincidir com a seqüência da apresentação do filme. A localização de cada capítulo e a seqüência de apresentação do filme está contida no arquivo VIDEO_TS.IFO;

- O DVD SHRINK, por DEFAULT, desmarca o áudio em DTS 5.1-ch, se houver. A quantidade de bytes do áudio em DTS 5.1-ch é aproximadamente o dobro do áudio em AC3 5.1-ch e o triplo do áudio AC3 2.0-ch, chegando a ultrapassar 500 megabytes, ou seja, 1/9 do total disponível na mídia de 4,7 GB. Mantenha-o desmarcado, exceto se você tiver o decodificador apropriado para utilizá-lo;

- Para gravar um DVD-9 (dupla camada) não haverá necessidade de compactação (ANALYSIS e BACKUP), exceto se você pretender remover algum item. O DVD SHRINK suporta edição para DVD-9; e

- A diferença entre o DVD -R e o DVD +R é de tecnologia e fabricantes. Tenho a impressão que o DVD +R é superior.

Editando:

Considerando que o conteúdo do DVD foi ripado para o HD pelo DVD DECYPTER (em ISO ou FILES) ou SMARTRIPPER (em FILES) ou qualquer outro ripador menos famoso, está na hora de acioná-lo. O DVD SHRINK pode ripar o DVD diretamente, mas é altamente recomendado não fazer por ele, pelo demasiado tempo que o leitor vai ficar acionado e porque ele não quebra direito as proteções, acontecendo com freqüência dar erro no meio do processo.

Na primeira opção, .ISO, abra o DVD SHRINK e na barra de tarefas em FILE escolha OPEN DISC IMAGE (atalho: Ctrl+I) e direcione-o para o arquivo de extensão .ISO a ser trabalhado. Na segunda opção, abra o DVD SHRINK e na barra de tarefas em FILE escolha OPEN... ou clique no ícone OPEN FILE (atalho: Ctrl+O) e direcione-o para a pasta VIDEO_TS.

O DVD SHRINK vai fazer uma rápida análise do conteúdo do DVD (menos de 2 minutos, com ou sem vídeo -> Enable Video Preview) e apresentará as informações da seguinte forma:

Na parte superior, logo abaixo da barra de tarefas, uma linha verde, às vezes com uma parte em vermelho, indica o tamanho do DVD, conforme os itens que estão selecionados (marcados/desmarcados) na coluna COMPRESSION SETTINGS. O ponto da mudança de cor verde/vermelho define a marca de 4.464 MB, que é o tamanho máximo do DVD-5. No final dessa linha será informado o total de megabytes dos dados selecionados, de acordo com a compressão utilizada em cada item. Se uma parte da linha estiver em vermelho e você tentar efetuar o BACKUP, será informado que o tamanho do DVD é muito grande e que você não conseguirá gravar com esse valor, embora você possa optar por fazê-lo assim mesmo.

Na parte superior esquerda:

do lado esquerdo as pastas: MENU, MAIN MOVIE e EXTRA e do lado direito o que cada pasta contém em termos de áudio e legenda.

Na parte inferior esquerda: Um PLAYER para as imagem e áudio (excluído as legendas) do item selecionado, com uma tecla de STOP (um pequeno quadrado), uma tecla de PLAY/PAUSE (um triângulo/duas barras verticais) e um controle deslizante. O botão do controle deslizante pode ser arrastado com o mouse, avançando/retrocedendo para qualquer frame do item selecionado. Ao clicar em PLAY, será mostrado na pequena tela as imagens correspondentes ao trecho selecionado, com áudio, a partir da posição do controle deslizante. Com o botão direito do mouse posicionado sobre a imagem, você pode trocar o áudio para qualquer um dos que estiverem disponíveis no item selecionado. Clicando duas vezes sobre a imagem ou apertando à tecla F11, a tela pequena muda para FULL SCREEN e vice-versa.

------------------------------------

Em EDIT, tem a opção TOOLBARS BUTTONS que possibilita modificar a aparência dos botões da barra de tarefas; existem alguns modelos interessantes.

Na opção BACKUP você pode:

TARGET DEVICE - Selecionar a forma do BACKUP para o HD (se em .ISO ou em FILES) e também acionar automaticamente um programa de gravação instalado no computador, tipo NERO, DVD DECRYPTER, etc. Quando o BACKUP terminar, será iniciado o processo de gravação automaticamente.

DVD REGION - Modificar para uma ou mais regiões específicas; por DEFAULT, está marcado REGION FREE.

QUALITY SETTINGS - PERFORM DEEP ANALYSES BEFORE BACKUP TO IMPROVE QUALITY - Fazer a ANALYSIS a partir da barra de tarefas (gasta uns 20 minutos) e, após, fazer o BACKUP (gasta também uns 20 minutos). São dois botões distintos para serem acionados, sendo que o do BACKUP deverá ser acionado somente após a ANALYSIS ser concluída; marcando esta opção, automaticamente será feita a ANALYSIS e o BACKUP para o HD, bastando apenas clicar em BACKUP.

QUALITY SETTINGS - COMPRESS VIDEO WITH HIGH QUALITY ADAPTIVE ERROR COMPENSATION - AEC - Para ser utilizado quando um vídeo comprimido pelo DVD SHRINK apresentar erros de pixelação (uns quadradinhos na imagem). A compensação desse erro poderá ser ajustada dentro de quatro possibilidades, visando eliminá-los ou, pelo menos, reduzi-los: MAXIMUM SMOOTHNESS/muito suave, SMOOTHNESS/suave, SHARP/agudo, MAXIMUM SHARPNESS/muito agudo. Esta opção poderá ser utilizada, por precaução, desde o início do processo, ou seja, não esperar acontecer a pixelação para depois utilizá-la, mas cada uma delas altera o tempo gasto em ANALYSIS, chegando a ultrapassar uma hora, ao invés de uns 20 minutos sem AEC. Se você optar pelo uso do AEC, será efetuada uma nova ANALYSIS seguida do BACKUP correspondente.

Minhas considerações adicionais - Esta opção somente estará habilitada se houver alguma necessidade de comprimir o menu/filme/extras. Se o DVD original for inferior a 4,7 GB, ela estará automaticamente desabilitada. Da mesma forma, ao clicar no botão de ANALYSIS da barra de tarefas e não houver necessidade de qualquer compressão do menu/filme/extras, será informado que não haverá necessidade de analisar; mesmo assim, se você quiser, poderá efetuar a ANALYSIS. Para poder efetuar uma compressão com a melhor qualidade possível, a ANALYSIS será efetuada sobre o que você marcou/desmarcou em ÁUDIO e/ou LEGENDAS. Se você alterar a marcação, a ANALYSIS necessitará ser completada nos itens que não foram analisados anteriormente. Se o que restar marcado totalizar menos de 4,7 GB, inclusive no modo RE-AUTHOR, a ANALYSIS não será necessária; apenas o BACKUP será suficiente. Tenha em mente que a ANALYSIS é para aprimorar a qualidade do produto final mediante compressão de dados; se não tem compressão, não precisa analisar! Os dados da ANALYSIS são pequenos arquivos salvos em C:\Documents and Settings\All Users\Dados de aplicativos\DVD SHRINK no WINDOWS XP. Se você não apagá-los e tiver que analisar novamente o mesmo DVD, a ANALYSIS já estará feita e não se perderá tempo com isso; se você quiser efetuar uma nova ANALYSIS, deverá localizar e deletar o arquivo correspondente. Os nomes desses arquivos são complicados para se saber quem é quem. Por exemplo: Analysis.Results.18deceb3 ou Analysis Results.65ab5e1d e fica difícil saber a quem corresponde; pode ser que a data/hora em que o arquivo foi salvo ajude a localizar. Eu estou com 55 ANALYSIS efetuadas e salvas no HD (muitas foram apagadas), totalizando 5,5 MB; é muito pouco para me incomodar. O arquivo gerado pela ANALYSIS de um DVD completo serve para todos nós. O FORUM DVDaDVDr, em espanhol, mantém um banco de ANALYSIS feitas nos DVD que circulam na Espanha; os participantes daquele FORUM podem fazer o UPLOAD/DOWNLOAD das ANALYSIS e não perdem mais tempo com esse processo. Esses pequenos arquivos, de nomes tão estranhos e confusos, estão zipados com o nome do filme. Basta descompactá-los na pasta utilizada pelo DVD SHRINK para poder utilizá-los. Não servem para nós, devido às diferenças de região, áudio e legenda, e nós não temos ainda esse banco de ANALYSIS. Nesse FORUM citado, consta a sugestão de utilizar a opção SHARP para compressão entre 70 a 90% e MAXIMUM SHARPNESS se menor de 70%. Esses percentuais mostrados no DVD SHRINK funcionam ao contrário de um entendimento normal; se for de 100%, significa que não haverá compressão no arquivo; se for de 90% significa que haverá uma compressão de 10%; e assim sucessivamente.

OPTIONS - Por DEFAULT, o BACKUP é realizado no modo de baixa prioridade, o que permite compartilhar o micro com outras tarefas. Se desmarcar essa OPTION, o BACKUP vai gastar menos tempo, mas o micro ficará com dedicação exclusiva para o DVD SHRINK, sem compartilhamento de tarefas... você pode ainda habilitar para desligar o computador quando completar o BACKUP.

BURN SETTINGS - Você pode trocar o nome do VOLUME do DVD nessa opção e ele será utilizado para gravar o LABEL do DVD. Para o BACKUP pode-se utilizar qualquer nome de arquivo que não afetará a LABEL do DVD.

Link para o post
Compartilhar em outros sites

aí cara, esse seu tuturial é bom mesmo! Vai ajudar muita gente.

Minha unica duvida agora é em relação ao high quality error adaptive compensation. Por exemplo, no filme a Supremacia Bourne tirando extra e Menu a compressão ficou em 95% então acho que foi burrice minha usar Sharp né? Nem devia precisar esta opção.

Mas em outro filme a compressão ficou em 71%, eu coloquei smooth para ver como fica e parece que ficou bom apesar de ter demorado 1:30h. O problema é que o que pode parecer granulado no PC pode ficar otimo na TV< meu DVD player quebrou então por enquanto não posso ver nele.

Eu quero que alguem me diga quando se usa Ultra Sharp, Sharp, Smooth e Ultra smooth. Quais niveis de compressão eles são necessarios. Depois disso acho que eu não terei mais duvidas ;-)

VALEU!!

Link para o post
Compartilhar em outros sites

O Negócio é esse, cada caso é um caso....

A pouco tempo fiz um Backup se um Show de uma cantora que só teve qualidade retirando totalmente o Making of de 1h e meia....o total eram 8 gigas e parece que até o original foi comprimido para caber em um DVD9......Ai não teve jeito......ficava muito ruim.

A gente vai ficando exigente.....você já é logo de inicio, as vezes, 60% já fica legal, depende muito do filme...etc ...etc...

Valeu cara agora, vai em frente, teste e chegue as suas conclusões, não tem receita de bolo..... certinha, as vezes fica solado... :-BEER

Link para o post
Compartilhar em outros sites

É verdade, a gente vai ficando muito exigente. Consegui resultados satisfatórios em muitos filmes com compressões de até 50% (2 filmes numa mídia) vistos em TVs de 29". No entanto, como os preços das mídias estão baixando, vale a pena gastar um pouquinho e deixar com a melhor qualidade possível. Tive problemas com o filme "O Pagamento" que mesmo com compressões de 80% ficou ruim no IC8 e no DVD Shrink.

:bye:

Link para o post
Compartilhar em outros sites
  • 6 meses depois...
Postado Originalmente por RustySpear@10 de fevereiro de 2005, 08:53

É verdade, a gente vai ficando muito exigente. Consegui resultados satisfatórios em muitos filmes com compressões de até 50% (2 filmes numa mídia) vistos em TVs de 29". No entanto, como os preços das mídias estão baixando, vale a pena gastar um pouquinho e deixar com a melhor qualidade possível. Tive problemas com o filme "O Pagamento" que mesmo com compressões de 80% ficou ruim no IC8 e no DVD Shrink.

:bye:

.

Rusty,

.

Uma otima chance de utilizar o DVD-RB com CCE !

Contudo, comprometa-se a postar o resultado !! :D

.

Um abraço.

Link para o post
Compartilhar em outros sites

Crie uma conta ou entre para comentar

Você precisa ser um usuário para fazer um comentário

Criar uma conta

Crie uma nova conta em nossa comunidade. É fácil!

Crie uma nova conta

Entrar

Já tem uma conta? Faça o login.

Entrar agora

Sobre o Clube do Hardware

No ar desde 1996, o Clube do Hardware é uma das maiores, mais antigas e mais respeitadas comunidades sobre tecnologia do Brasil. Leia mais

Direitos autorais

Não permitimos a cópia ou reprodução do conteúdo do nosso site, fórum, newsletters e redes sociais, mesmo citando-se a fonte. Leia mais

×
×
  • Criar novo...

Redes-Wi-Fi-capa-3d-newsletter.png

EBOOK GRÁTIS!

CLIQUE AQUI E BAIXE AGORA MESMO!