Ir ao conteúdo
  • Cadastre-se
Entre para seguir isso  
Piloto de Fuga

Gravação de AVI pra DVD

Posts recomendados

Olá galera, a dúvida é a seguinte:

Eu quero gravar um filme em AVI para DVD...

Eu uso o WinAVI Video Converter.

Eu fiz tudo certo, mas coloquei a opção de gravar em PAL. Aí testei em um dvd e ficou preto e branco.

Mas eu queria saber, o padrão no Brasil é PAL ou NTSC? E na hora de gravar tem as opções PAL, NFTS e AUTO. Essa AUTO, serve pra quê?

E outra pergunta, se eu for copiar um DVD em PAL, tem algum programa que passa pra NFTS na hora da cópia?

Obrigado!!

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Piloto,

O sistema de cor no Brasil é PAL-M mas só vale para trasmissões via antena ou outros sintonizadores. No PC não existe PAL-M, existe PAL (europeu) e NTSC (americano).

Aqui no Brasil adotamos o sistema NTSC para os DVDs . Faça os seus usando este sistema, e só faça conversões se for estritamente necessário pois essas conversões geram uma perda considerável na qualidade.

Abraços,

RedBeard

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Ah sim...

Mas e quanto à opção AUTO?

E dá pra copia o DVD de PAL, e durante a cópia, passa pra NTSC?

Desde já agradeço.

T+

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Piloto,

Não conheço esse programa a fundo, mas pela lógica de outros programas, a opção AUTO não vai converter. Vai deixar a saída igual à entrada, enquanto as duas outras opções devem fazer a conversão caso a entrada esteja diferente dessa opção.

Eu já usei esse programa para converter um clipe de PAL para NTSC, mas como o áudio não ficou sincronizado, não terminei o serviço nele.

Abraços,

RedBeard

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Okey...

Obrigado pela paciência...

Mas então, sobre o programa que converte ao copiar, existe?

Abraços...

T+

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

O que você chama de "converter ao copiar" ?

Qualquer conversão é um processo relativamente demorado nesses casos.

De PAL para NTSC o programa tem que converter o tamanho da imagem e fazer um processo de Pull Down. E se for de NTSC para PAL tem que converter o tamanho da imagem e fazer Pull Up.

Red

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Não é o seguinte:

Eu tinha gravado um show baixado na net em um DVD, mas como eu num sabia que o PAL era o formato utilizado no Brasil somente em TVs etc, eu gravei em PAL...

Mas o DVD dele leu, e ele quer uma cópia pra uma parente dele.

E eu desconfio que se copiar, como vai continuar em PAL, que ele não funcione no DVD da parente dele, então eu queria copiar o DVD dele, passando para NFTS...

Acho que deu pra entender +/-...

E uma outra dúvida, como os DVDs de locadora pegam direitinho em qualquer player? Ou eles vêm em NFTS?

Obrigado.

T+

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Piloto,

Os DVDs só existem em 2 padrões: PAL (720x526 pixels, em 25 fps) ou NTSC (720x480 px em 29,97 fps).

Pelo comentário que encontramos em sites pelo mundo afora, todos os aparelhos de DVD no padrão PAL são capazes de ler DVDs no padrão NTSC, mas nem todos os aparelhos de padrão NTSC são capazes de ler os DVDs PAL.

Aqui eu tenho um DVD Pioneer que lê os discos PAL e joga para a TV o sinal PAL. Se a TV não aceitar esse sinal, ela vai exibir em preto e branco, ou até mesmo não exibir nada. Também tenho um DVD Philips que lê os discos PAL e joga para a TV o sinal NTSC.

Converter um filme de um formato para outro é possível mas dá trabalho e o resultado raramente fica igual ao original.

Veja o que você deseja fazer, considerando esses aparelhos.

Abraços,

Red

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Bom...

Então nesse caso é melhor eu deixar em PAL, e o resultado vai depender do aparelho da pessoa?

Eu também testei um outro DVD, gravado em PAL, em um DVD player. A imagem ficou em preto e branco. Aí eu dei uma olhada nas opções da TV, e tinha PAL-M, uma outra PAL que eu num lembro, NTSC e AUTO. Então, se a TV tem os dois, e a imagem apareceu em preto e branco, quer dizer que o player não lê PAL?

Obrigado pela atenção.

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Não só do aparelho.

O leitor pode ter 3 comportamentos:

1- não ler discos PAL

2- ler discos PAL e jogar para a TV o sinal PAL

3- ler discos PAL e jogar para a TV o sinal NTSC

Se for o caso 1, não há o que fazer. Se for o caso 3, não há problema nenhum. Mas se for o caso 2, a TV é quem vai determinar se o sinal vai sair colorido (nesse caso ela aceita o sinal PAL - são as TVs chamadas TRINORMA), preto-e-branco ou se nem vai aparecer nenhuma imagem.

Aqui eu tenho também outros 2 aparelhos que não lêem discos PAL. Nesses aparelhos, aparece uma mensagem na tela ou no display falando que a região do disco não é compatível.

Para a TV aceitar o sinal PAL ela deve ser TriNorma, isso é, aceitar os 3 padrões de cores mais comuns para nossa região: PAL-M, NTSC e PAL-N.

Abraços,

Red

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Eu já usei esse programa para converter um clipe de PAL para NTSC, mas como o áudio não ficou sincronizado, não terminei o serviço nele.

Ola RedBeard,

A grande maioria dos filmes comerciais em NTSC DVDs sao gravados em 23.976fps (NTSCfilm) para minimizar perdas de qualidade já q o material é produzido em 24 fps.

para evitar problemas de sincronismo quando fizer a conversao, voce pode usar programas como por exemplo o besweet (freeware) q já possui um preset de conversao chamado NTSCfilm, indicado para conversao de audio Pal > Ntsc em dvds. link: http://dspguru.doom9.net/

voce pode também tentar usar uma formula para dar um stretch no audio em programas como soundforge ou similar. Utilize um stretch de 104.2709% (25/23.276=1.042709). já em programas como pro tools q pensam em stretch na forma de speed o valor é de 95.904095904%

espero q ajude

abraços

hoax

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Valeu Hoax,

Espero não precisar fazer essas conversões PAL-NTSC pois minhas experiências tiverem resultados sofríveis, mas se for necessário lembrarei de seus conselhos.

Estou surpreso com a informação de que os DVDs comerciais usam essa frequência. A não ser que os programas que eu uso estejam informando dados errados eu não me lembro de ter visto nenhum DVD que utilizasse essa frequência. Vou prestar mais atenção daqui pra frente.

Abraços,

Red

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Redbeard,

Na verdade eu nunca precisei fazer essa conversao. Eu já tinha visto esse valor antes e quando vi seu post fui procurar qual era a porcentagem porque sabia q existia uma solucao simples para o problema.

Nos sites onde encontrei a informacao eles fazem essa afirmacao dos dvds comerciais utilizarem esse formato (NTSCfilm) 23.976 fps... eu sinceramente também fiquei surpreso mas faria todo sentido... porque arruinar seu material original filmado em pelicula em 24 fps transformando para 29.97? faz muito mais sentido eles utilizarem algo mais proximo de 24p NTSC ou desse formato bizarro NTSCfilm... (a não ser q seja a mesma coisa com nomes diferentes)

acho q vale a pena testar se a informacao é verdadeira em filmes bem comerciais, principalmente producoes americanas ...hollywood etc... qualquer coisa eu posto os links onde li as informações mas estão em inglês

abraços

hoax

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

hoax,

O problema dessa frequência estranha não é ter a fonte (filme original) deformada, mas é que a saída (nossas TVs) não geram essa frequência.

No Brasil e EUA (entre outros), a frequência da rede elétrica é 60 Hz e as TVs usam essa frequência como sincronismo, gerando os 30i hz da transmissão. Na europa, onde a frequência da rede elétrica é 50 hz, eles usam o 25i.

Se o DVD for na frequência de 23,97 , todos os aparelhos serão obrigados a inserir frames para mandar pra TV os 30/segundo ou 25/segundo que as tvs estão preparadas para receber. Isso que eu achei estranho.

Mande os links pra gente estudar melhor.

Abraços,

RedBeard

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Redbeard,

Essas conversas sobre fields e fps ainda vão acabar com meus poucos neuronios restantes...eita troco complicado...

Esse era o site q afirmava com conviccao a informacao q eu coloquei no primeiro post... não encontro o topico exato q eu li, mas se você der um search no site vai ver q comentam sobre os tais 23.976 em muitos e muitos topicos..

http://www.videohelp.com/forum/archive/t229793.html

Esse outro site aqui é bem interessante.. da uma lida na parte "Telecine" e na parte "Force Film": http://www.doom9.org/ivtc-tut.htm

Sobre as informações q você postou... você tem esta 100% correto.. O motivo dos 30 fps em ntsc vem da freqüência eletrica americana..

Acho q a confusao q você fez é outra... não é uma questao da tv "estar preparada" para receber 30 frames ou de precisar de 30 frames...o tanto de frames vai influenciar mais na representacao de movimento do q na compatibilidade...(continua sendo "compativel" por pior q fique o resultado)

30 fps sao somente necessarios e utilizados quando você quer ter o minimo de perda de qualidade de imagem/movimento possivel..

por exemplo.. não tem como você filmar em 24fps no cinema, como se estivesse gravando com uma camera NTSC em 30 fps, ou igual um cameraman da MTV, q na hora q for assitir vai ficar uma porcaria... mas se você filmar seguindo regras basicas do cinema (q já levam essas limitacoes em conta....evitando pan lateral, utilizando gruas, não utilizando zoom, etc etc etc...) você não tera problemas de movimentos nas suas imagens...

e ai da pra assistir ate numa tv ntsc sem problemas...e a imagem percebida remeteria mais a coisas q você costuma ver no cinema.. movimentos mais suaves, menos informacao visual, mais imaginacao por parte do espectador, normalmente uma imagem com bem menos sharpness etc... enquanto por exemplo no jornalismo estamos acostumados com 30fps, imagem perfeita, "retratando a realidade"...

é um assunto difícil.. e vou acabar falando muita besteira porque não consigo explicar direito..vou colar um trecho q eu tirei do manual de um plugin q costumo usar direto chamado magic bullet q é muito usado para telecinagem e tratamento de video ntsc... achei bem apropriado e explicam muito melhor do q eu:

======

60I, 50I, AND 24P—THE SCIENCE

AND PHILOSOPHY OF THE BULLET

The refresh rate of NTSC video is conveniently driven by the U.S. standard AC power supply, which cycles at 60Hz. Most people know that video in the States runs at about 30 frames per second (see Appendix 1), but few people outside of the professional video community understand how the interlaced fields of those rames actually present 60 new images to the viewer’s eye each second.

As television was in its infancy, the natural inclination was to scan images onto the CRT screen progressively, meaning simply from top to bottom with no funny business over the course of 1/30th of a second. The images would be recorded in a similar fashion, progressively scanned from analog tubes. However, experiments with this technique resulted in an interesting problem when fast-moving objects were photographed. As photographers know, 1/30th of a second is a rather slow exposure time, and a lot can happen in that interval. Objects moving rapidly from side-to-side exhibited a noticeable skewing effect as they traveled to a considerably different place on screen in the time it took the scan to get from the top to the bottom. The effect is quite similar to moving your original while making a photocopy. The solution that still lives with us 72 years later was to scan every other line in 1/60th of a second, and then go back up to the top to scan the missing lines into place. This cut the skewing problem in half, and also resulted in a smoother motion to the eye as the viewer was now effectively presented with 60 new images per second. Each of those images is half-resolution in the vertical dimension, but that limitation is nearly impossible to perceive during playback.

This 60 field-per-second standard is known as 60i, for 60 Interlaced images per second. PAL video, based on a 50Hz power system, refreshes at 25 frames per second, 50 fields. In other words, 50i.

On the other hand we have film. In the same way that the QWERTY keyboard was mechanically limited to be as inefficient as possible to prevent speedy typists from jamming up their keys, the first motion picture cameras were designed to run at the lowest acceptable frame rate. Before the days of sound this was roughly 16fps—deemed to be the lowest frame rate at which the audience would still perceive smooth motion. The addition of an optical soundtrack mandated an upgrade to 24fps to provide enough linear space for an optical soundtrack of acceptable quality.Even though film is not really “scanned” during exposure in a camera or when projected, we refer to its rame rate as 24p, or 24 progressive (whole) frames per second.

In the early eighties Douglas Trumbull began researching the ability of the human eye to perceive motion. His goal was to create a film format that would have a high enough spatial and temporal resolution so as to be indistinguishable from reality. The result of his experiments, called Showscan, was a 65mm negative shot at 60fps. Any more than that and he felt he was wasting film; any less and the audience may perceive some steppiness to the motion. Showscan is therefore a 60p format, which has much more spatial information than NTSC video, but the exact same kind of temporal quality.

So in one corner we have video—its NTSC incarnation representing the absolute maximum refresh rate perceivable by the human eye. In the other corner, film—steadfastly representing the bare minimum acceptable refresh rate. What does it all mean? Here’s some dime-store philosophy in the words of Magic Bullet inventor Stu Maschwitz: Video’s frame rate being as close to reality as we can discern jibes with our ingrained perception of how video is traditionally used: to document reallife events. The TV news, reality TV shows, and our own home movies have a documentary quality to them that subconsciously suggests to the viewer that they are seeing actual events. Even sitcoms and soap operas are less like movies than they are like simulations of being in a studio audience watching a live performance. Video clues us in that we are watching reality, and by showing us everything, it invites us to passively absorb it.

Movies are anything but reality. Ironically, by showing the audience less (40% of the temporal information of NTSC video), they trigger a part of our brains that works to fill in the missing information. In this way film creates a more participatory experience and at the same time informs its audience that what they are viewing is an authored, narrative work. This is backed up by our historical associations as well—we have learned to associate film’s flicker with storytelling and video’s unflinching detail with reality.

Since before history mankind has sat around campfires and told stories, and there are those who suggest that this association with narrative and the flickering image is so deeply ingrained in our collective unconscious that it in part explains our love for movies. Whether this is true or not, applying Magic Bullet to your video instantly transforms it from feeling like just another bit of DV camcorder footage to something more. Even if you’re not buying any of that, film looks one way, video looks another. Magic Bullet does what it can to make video look like film, to whatever end you have in mind.

(fonte: Manual Magic Bullet Suite)

=====

espero q esclareca um pouco.. desculpa pelo tamanho do post..

abraços,

hoax

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Quase todos filmes NTSC vêm com a seguinte informação:

Pics/sec: 23.976

Frames/sec: 29.97

O que isso significa? Sei lá.

post-48523-13884924718937_thumb.jpg

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Vixe... está na hora de eu rever alguns conceitos!!! hehehehe.

Gaius, os Pics/sec são a quantidade de quadros (Pictures) diferentes por segundo. Esse número corresponde aos filmes em película (cinema) que são filmados a 24 fps.

Como o Hoax estava explicando, o processo de Telecinagem pega esses 24 e vai repetindo eles alternadamente até chegar nos 30 que é usado nas TVs.

O que é surpresa pra mim é que pelo visto quem faz esse processo está sendo o aparelho reprodutor de DVD.

Vou pesquisar mais sobre isso. Dar uma lidas nos links indicados.

Valeu a colaboração.

Abraços,

Red

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Acho que você entendeu mal. A figura é de um VOB de um DVD analisado pelo GSpot. Pelo que eu entendi é um filme originalmente em 23.976 fps que sofreu o Pulldown para 29.97. Mas isso foi feito para transformar para DVD.

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Gaius,

Como o GSpot saberia que o original é 23.976 fps ?

Só faz sentido essa informação se o aparelho de DVD tiver que usá-la para fazer o Telecine dos frames. Ou haveria alguma outra utilidade ?

Abraços,

Red

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

putz pelo jeito ainda vai longe ate a gente entender 100%...heheh

nem vou tentar responder porque estaria chutando...

abraços

hoax

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Vou arriscar chutar. Pelo que parece, o GSpot mostra quantos quadros tem um segundo de vídeo e o método que está sendo utilizado para esse segundo ser exibido. Realmente estranho, mas o programa conseguiria saber isso, ou não?

Pelo que parece, a exibição de filmes feitos com 24 quadros/s em 30 quadros por segundo não altera nada. Em jogos isso é comum. Certos jogos rodam a 250 fps mas como a visão humana não consegue notar nada maior que 24 fps, não há problema. É só não ter desincronia entre áudio e vídeo nem aceleração da imagem que tudo fica normal.

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Nossa...

Eu nunca pensei que o tópico ia dar tanta informação...

Mas eu num to intendendo nada, perdoem minha ignorância...

É porque eu não sei o que são as Frames... sempre vejo lá XXX Fps e não sei o que significa. Também não sei o que é o Bit Rate...

E a propósito... se numa conversão de AVI para DVD NTSC o áudio ficar desincronizado com o vídeo, o que pode ser?

Valeu por toda atenção...

Abraços.

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Piloto

FPS ou F/S significa uma determinada frequência usada em um padrão de Tv: campos por segundo - fields per second - Eua, quadros por segundo - frames per Second - Europa ou fotogramas por segundo - Portugal.

NTSC/PAL-M - 525 Linhas de Varredura / 60 Fotogramas por Segundo

PAL/PAL-N/SECAM/MESECAM - 625 Linhas de Varredura / 50 Fotogramas por Segundo.

Acredito, que muita gente confunda ciclagem da rede elétrica (50/60Hz) com FPS, que para mim, são duas coisas totalmente distintas.

Sabemos que os aparelhos eletrônicos em geral, possuem internamente uma fonte, cuja a finalidade é converter a Corrente Alternada (AC 110/220V-50/60Hz) em Corrente Contínua (DC), corrente esta livre de qualquer tipo de OSCILAÇÃO, que é consumida pelos componentes internos.

Em relação ao AVI, verifique antes se o padrão é NTSC ou PAL, e grave o Dvd no padrão original do video, porque qualquer conversão de padrão que se faça, mesmo utilizando um Bom Software, haverá sempre assincronia, porque já aconteceu comigo em vários testes que fiz.

Poste o seu entendimento.

Aquele Abraço

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Ah sim cara...

Agora eu entendi :-BEER

Só tenho mais uma dúvida...

Como eu faço pra saber se o AVI tá em PAL ou NTSC??

Desde já agradeço...

T+

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Piloto de Fuga

Carrega seu avi no virtualdub (programa free), clique na aba File, a seguir File Information e veja na primeira linha como na imagem abaixo.

Veja na imagem aparece as dimensões do frame assim como o fps (frames por segundo).

720x480 é padrão DVD NTSC e sempre deve ser 29,970 fps

720x576 é padrão DVD PAL e sempre deve ser 25,000 fps.

Já baixei alguns videos da net no padrão Movie e vieram com dimensão de 720x360 a 24 fps. Isso não é padrão de DVD e pode ocorrer a falta de sincronia com o audio se não renderizar todo o video em 29.97 fps. Para corrigir ou tentar é preciso que o editor carregue todo o video e renderize novamente usando essa nova taxa de 29.97 pra NTSC. Acho que o próprio VirtualDub faz isso mas demora um bocado dependendo da duração do video acho que 1 minuto e pouco para cada minuto de video.

post-29525-13884925684481_thumb.jpg

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Crie uma conta ou entre para comentar

Você precisar ser um membro para fazer um comentário

Criar uma conta

Crie uma nova conta em nossa comunidade. É fácil!

Crie uma nova conta

Entrar

Já tem uma conta? Faça o login.

Entrar agora
Entre para seguir isso  





Sobre o Clube do Hardware

No ar desde 1996, o Clube do Hardware é uma das maiores, mais antigas e mais respeitadas comunidades sobre tecnologia do Brasil. Leia mais

Direitos autorais

Não permitimos a cópia ou reprodução do conteúdo do nosso site, fórum, newsletters e redes sociais, mesmo citando-se a fonte. Leia mais

×
×
  • Criar novo...

Aprenda_a_Ler_Resistores_e_Capacitores-capa-3d-newsletter.jpg

EBOOK GRÁTIS!

CLIQUE AQUI E BAIXE AGORA MESMO!