×
Ir ao conteúdo
  • Cadastre-se

Transistor Tip122 em fonte 13.8v


leandrove

Posts recomendados

  • Membro VIP
Olá amigos,

Poderiam me informar como é o uso do transistor tip122?

Preciso utiliza-lo em uma fonte porém nos meus testes não tá funcionando...

Também gostaria de saber se alguem tem algum circuito de proteção para desarmar a fonte.

Abraço

fonte45a.gif[ATTACH]69000[/ATTACH]

Algumas dicas ai da sua futura fonte, que parece ser destinada a alimentar algum equipamento embarcado...

Como bem disse o soschip, usar TIP 122 com sendo PNP. É fria absoluta.. Eles são NPN... Não sei quanto imaginavas sacar dai dessa fonte, mas com essa configuração, com TIP 122, não sería mais do que uns 15 a 20 Amperes... Mesmo trocando para TIP127 (que é PNP) a corrente não será maior que isso dai..

Além disso somente o fato de que o led de saída, que indica fonte ligada, está invertido..

Se queres realmente fazer essa fonte, diga as condições de contorno, confirme o transformador, se o tens, diga que corrente esperas e para o que serve, e te ensino um modo melhor de arranjar isso dai...

Abraço...

Link para o comentário
Compartilhar em outros sites

Alguem podia me dar uma força aí e redesenhar o esquema, esse tal tip26 "no existe" não encontrei a venda, acabei comprando o tip 126, alguem tem interesse em me comprar eles ? tô vendendo!

Se alguem puder redesenhar esta fonte aí, fico grato. Quem quiser tenho outras fontes pra redesenhar no EWB Multisim 9...

Abraço, Leandro

Algumas dicas ai da sua futura fonte, que parece ser destinada a alimentar algum equipamento embarcado...

Como bem disse o soschip, usar TIP 122 com sendo PNP. É fria absoluta.. Eles são NPN... Não sei quanto imaginavas sacar dai dessa fonte, mas com essa configuração, com TIP 122, não sería mais do que uns 15 a 20 Amperes... Mesmo trocando para TIP127 (que é PNP) a corrente não será maior que isso dai..

Além disso somente o fato de que o led de saída, que indica fonte ligada, está invertido..

Se queres realmente fazer essa fonte, diga as condições de contorno, confirme o transformador, se o tens, diga que corrente esperas e para o que serve, e te ensino um modo melhor de arranjar isso dai...

Abraço...

Amigo,

Tenho um trafo de 20 ampéres é pra alimentar um rádio dual band IC2400 VHF e UHF. O circuito da fonte estourou, era a base de 3055 aí desmanchei e utilizei as peças em outras coisas. Agora quero remontar a fonte, achei este esquema aí no site feirinhadigital.com.br e comprei os componentes.

Agora tô em um beco sem saída...

Abraço

Alguem conhece algum ci ou circuito que faça o mesmo que o 7812 porém suportando 20 ampér ?

Abraço, Leandro

Link para o comentário
Compartilhar em outros sites

  • Membro VIP

Certa feita um amigo meu, radioamador e estancieiro, por isso os rádios eram um meio de comunicação antes de mais nada, me fez um desafio.. Fazer uma fonte para radioamador que acabasse com os principais problemas que elas tinham, todos derivados de esquema como o seu dai, que são:

1) Uso de transistores PNP, que são mais difíceis de encontrar e pior, tem seus coletores ligados ao +13,8, necessitando isolação a carcaça. Uma das vezes que queimou a fonte dele foi a queda de um parafuso que curto circuitou a carcaça de sua fonte, com o coletor de um transistor (+13,8), sem ninguém por perto..

2) Um modo de se fazer uma proteção por corrente dos transistores de saída;

3) Uma maneira de fazer uma limitação térmica desses transistores, para que a fonte se desligue ou limite com o excesso de potência..

4) Um modo de se usar a carcaça da fonte para a colocação dos transistores de modo direto, com seu coletor na lata, que seria o polo negativo da fonte..

Pois isso tudo foi contemplado e saiu a fonte, que pelo adiantado da hora não vou explicar agora e sim amanhã.. Agora tô pregado...

Aguarde que amanhã explico e ponho ai o circuito da mesma. Verão que nem por isso ela tem muito mais componentes que essa sua dai.. O que muda é a topologia, o modo de se pensar a fonte. O lado bom da história é que ela está operando já tem uns dois anos no campo e sem nenhum problema...

É uma fonte de 13,8 Volts x 30 Amperes..

Abraço...

Link para o comentário
Compartilhar em outros sites

  • Membro VIP

Tempo mesmo, pessoal, só arranjei hoje..

Direto para o assunto. Uma fonte com a visão, a topologia, diferente, tentando amenizar alguns dos problemas típicos dessa área.

Vai ai o esquemático:

Fonte13.jpg

É uma fonte extremamente parecida com aquela apresentada pelo nosso colega leandrove, só que diferente em alguns detalhes e , verão, muito importantes..

O cerne da topologia é o uso de um CI regulador do tipo LM7912, ou seja, igual ao proposto no esquemático original porém um regulador negativo..

O que se ganha com isso???

1) De cara a possibilidade de trabalhar com transistores NPN, mais comuns, mais baratos, tem até no açougue...

2) A grata satisfação de ver que seus coletores, desse modo, podem ir ligados diretamente ao terminal - da fonte, geralmente massa, e dai se ganha de três modos..

A) Se pode usar também a caixa da fonte auxiliando na dissipação. Ou seja, um bom dissipador acoplado termicamente com a caixa e os transistores de saída acoplados termicamente diretos sobre o dissipador.

B) Ausência da necessidade de uso de mica, de isolador, na fixação do transistor. É uma conexão térmica a menos, uma importante redução na resistência térmica desse conjunto ai, transistor, dissipador, caixa do produto...

C) O fato da carcaça do transistor estar a um mesmo potencial que a caixa evita que a queda de um parafuso, como foi o caso da perda de uma das fontes desse meu amigo, não aconteça mais, Tudo em torno do transistor é massa. Tudo está num potencial de zero volts..

Seguindo adiante, a colocação de resistores de 0,15 ohms x 10 Watts em cada emissor de transistor serve para equalizar esses transistores.

3) Dois componentes a mais fazem a proteção contra curto circuito na saída. Eles são o resistor de 1 Ohm e o diodo na base dos transistores de saída pois passarão a derivar a corrente de base dos transistores sempre que a tensão de base for maior que a tensão suficiente para colocar o diodo em condução. Derivando essa corrente de base, a corrente dos coletores sofrerá o efeito chamado de foldback, caindo e protegendo os transistores de saída, e com isso a fonte..

Pode colocar os terminais da fonye em curto que esse arranjo dai segura a parada, só que um grande problema acontece nessa hora.. Toda a tensão dos capacitores ficará sobre os transistores e a corrente será alta, aumentando a dissipação na saída..

4) Finalmente, a última proteção.. Proteção térmica.. Ao colocar todos os trannsistores sobre um mesmo dissipador e nele também o CI regulador, que tem intrínsecamente uma proteção térmica a tal ponto de se tornar quase indestrutível, essa proteção térmica será extendida a todo o conjunto, uma vez que é o CI regulador quem libera corrente de base para os transistores. Se o CI entrar em limitação térmica, os transistores também entrarão...

Ou seja. É basicamente o mesmo circuito apresentado pelo nosso amigo, só que com uma topologia tal que aproveita-se de uma série de recursos ficando praticamente indestrutível.

Tá no campo há mais de ano e meio e funcionando numa boa...

O bom da eletrônica é que a mesma solução pode ser implementada por inúmeros diferentes modos e nesse caso, bolei um modo que trás diversas vantagens com relação ao modo tradicional de ver as coisas..

Abraço...

Link para o comentário
Compartilhar em outros sites

Olá faller

Tempo mesmo, pessoal, só arranjei hoje..

Direto para o assunto. Uma fonte com a visão, a topologia, diferente, tentando amenizar alguns dos problemas típicos dessa área.

Vai ai o esquemático:

Fonte13.jpg

Eu poderia tirar algumas dúvidas, que serão primárias, em relação ao funcionamento e função de alguns componentes seu circuito?

Abs.

Link para o comentário
Compartilhar em outros sites

  • Membro VIP
Olá faller

Eu poderia tirar algumas dúvidas, que serão primárias, em relação ao funcionamento e função de alguns componentes seu circuito?

Abs.

Mas com certeza. Se o coloquei ai é para compartilhar com os amigos.. Do contrário colocaria num museu...

Pergunte o que quiseres...

Abraço...

Link para o comentário
Compartilhar em outros sites

Olá faller

Mas com certeza. Se o coloquei ai é para compartilhar com os amigos.. Do contrário colocaria num museu...

Pergunte o que quiseres...

Abraço...

Fiz a pergunta porque não queria desviar o assunto do tópico.

Fonte13-faller-duvida.png

Postei o esquema da sua fonte com as dúvidas em relação a função e como "funcionam" trechos do seu circuito (p.e. assinalei um diodo, sei, mais ou menos, como funciona um diodo, então, gostaria de saber por que ele está ali e como ele age naquele ponto do circuito). Como disse ontem, são perguntas de iniciante. Se tiver paciência, gostaria que respondesse.

Obrigado.

Abs.

Link para o comentário
Compartilhar em outros sites

  • Membro VIP
Olá faller

Fiz a pergunta porque não queria desviar o assunto do tópico.

Fonte13-faller-duvida.png

Postei o esquema da sua fonte com as dúvidas em relação a função e como "funcionam" trechos do seu circuito (p.e. assinalei um diodo, sei, mais ou menos, como funciona um diodo, então, gostaria de saber por que ele está ali e como ele age naquele ponto do circuito). Como disse ontem, são perguntas de iniciante. Se tiver paciência, gostaria que respondesse.

Obrigado.

Abs.

Bloco 1:

Zener 1N5353, proteção cruzada..

Ou seja, se algum surto de tensão aparecer na saída da fonte, ele até certo ponto, ficará limitado a tensão desse diodo zener dai, em 16 Volts..

Esse tipo de surto pode aparecer quando a fonte alimenta algum dispositivo com característica indutiva..

Capacitor de 100nF serve para apresentar uma baixa impedância a frequências elevadas, típicas de tranceptores..

Resistor de 68Ohms x 10 Watts. Sua função é a de descarregar o capacitor C4 de 18.000 uF, ao desligar a fonte. Dois fios de saída dessa fonte, com essa capacitância elevada podem descarregar essa energia ai acumulada gerando faísca significativa danificando alguma superfície que porventura faça os mesmos entrar em curto. Esse resistor dai tem a função de evitar essa faísca..

Capacitor de 18.000 uF. Sua função é armazenamento de energia e fornecimento de alta capacidade da fonte, em corrente, tipicamente necessária em transceptores..

Bloco 2:

Aquele zener é necessário naquela posição pois o ventilador alí alimentado não tolera toda a tensão ali presente... Esse ventilador, apesar de pequeno, cerca de 5 cm, está colocado no extremo do Cooler dos transistores, que esquentam. O simulador não tinha uma figura melhor para que eu colocasse como símbolod e um ventilador, por isso foi aquela alí mesmo..

Bloco 3:

A função desse bloco é a limitação da corrente nos transistores de saída. Sem esse conjunto os transistores poderiam oferecer corrente a ponto de ultrapassar seus limites. Esse conjunto dai faz com que a corrente de base dos transistores fique limitada a um valor que por sua vez limite as correntes de saída dos transistores (IC) a valores toleráveis..

Bloco 4:

Esse diodo dai tem a função de proteção dos transistores e do CI, sempre que existir na saída um capacitor de alto valor e existir a possibilidade da tensão do capacitor primário ficar descarregado antes do capacitor secundário (um curto por exemplo no capacitor C1)..

Evidente que para o entendimento global do funcionamento desses componentes, ai na fonte, é necessário que tenhas um conhecimento mínimo de como eles operam..

Abraço...

Link para o comentário
Compartilhar em outros sites

Olá faller

Bloco 2:

Aquele zener é necessário naquela posição pois o ventilador alí alimentado não tolera toda a tensão ali presente...

Bloco 3:

A função desse bloco é a limitação da corrente nos transistores de saída. ..

Bloco 4:

Esse diodo dai tem a função de proteção dos transistores e do CI...

Evidente que para o entendimento global do funcionamento desses componentes, ai na fonte, é necessário que tenhas um conhecimento mínimo de como eles operam..

Perfeitamente claro. Toda vez que vejo diodos invertidos fico confuso. Mas o seu esclarecimento acertou a questão.

Bloco 1:

Zener 1N5353, proteção cruzada..

OK

Capacitor de 100nF serve para apresentar uma baixa impedância a frequências elevadas, típicas de tranceptores..

Ou seja, o tranceptor pode "sujar" a tensão e a corrente que a fonte fornece. É isso?

Resistor de 68Ohms x 10 Watts. Sua função é a de descarregar o capacitor C4 de 18.000 uF, ao desligar a fonte. Dois fios de saída dessa fonte, com essa capacitância elevada podem descarregar essa energia ai acumulada gerando faísca significativa danificando alguma superfície que porventura faça os mesmos entrar em curto. Esse resistor dai tem a função de evitar essa faísca..

Por que o mesmo princípio não é aplicado ao capacitor de armazenamento na saída da ponte retificadora?

Capacitor de 18.000 uF. Sua função é armazenamento de energia e fornecimento de alta capacidade da fonte, em corrente, tipicamente necessária em transceptores..

O mais difícil de entender. O capacitor de entrada de 30.000uF já não tem essa função? Por que repetir a dose?

Por fim, a corrente retificada circula pelo terminal negativo, já que o CI LM7912 e os transistores têm suas saídas nesse terminal, ou não?

Novamente, muito obrigado pela paciência.

Link para o comentário
Compartilhar em outros sites

Olha,

Sinceramente, nunca pensei que um simples tópico poderia se desdobrar em uma explicação tão profunda sobre o funcionamento dos componentes, vou colocar este projeto no EWB multisim 9 pra testar as tensões depois irei monta-lo.

Sou técnico em eletrônica mas já estou afastado da área faz muito tempo, tô meio enferrujado, vocês são féras! muito obrigado pela ajuda.

Faller, suas explicações são muito esclarecedoras.

Quero agradecer a todos e vou continuar postando aqui conforme for montando a fonte. Também vou disponibilizar o projeto em EWB 9 pra vocês.

Link para o comentário
Compartilhar em outros sites

Amigos,

Não tô encontrando o 2n3772 no eletronic workbench 9 multisim, então proucurei o datashet dele e achei o tip41a similar, coloquei no lugar do 2n3772 e não está funcionando o circuito pelo simulador do EWB.

Alguma sugestão de transistor similar ?

Abraço, Leandro

Link para o comentário
Compartilhar em outros sites

  • 3 semanas depois...

Grande Faller,

Estou analizando o circuito desta fonte, aliás, já montei ela no protoboard e gostei muito, mas, por favor, poderia me informar se tem uma de alterá-la para que eu possa trabalhar com cerca de 100 Amperes? Tenho um transformador 18+18 volts com 100 amperes, a retificação ficou por conta de 6 diodos de 35 amperes (daqueles de alternador de carro), banco de capacitores contendo 22 capacitores de 35 volts por 4700uF, 10 transistores 2n3055 que irei colocar no lugar do 2n3772, (sem bem que eu acho que vai ser preciso colocar de 15 a 20 desses transistores).

Fonte13.jpg,

Valeu, até mais.

Link para o comentário
Compartilhar em outros sites

Daniel,

Olha, para ter segurança, é melhor usar 20 2N3055 .

Fiz uma conta básica, se tivermos na saida da ponte retificadora cerca de 24 volts quando solicitarmos 100 ampéres, teremos uma dissipação total de (24-13,8) X 100 = 1020 WATTS, onde teríamos cerca de 54 watts por transistor de dissipação.

Não confio nos 2N3055, eles dizem que suporta tranquilo, mas já ví queimar um monte deles. Infelizmente esse transistor tem um péssimo controle de qualidade de produção !

Já ví uma fonte semelhante, quem montou usou 20 transistores 2n3055, e funcionou durante anos.

Mas .... um dia um dos transistores queimou, entrou em curto, e apareceu quase 30 volts na saida, queimou o rádio, o módulo de potencia de RF, o repetidor, tudo .....

Falo isso para lembrar que quanto mais transistor voce usa, maior é o risco de queima da fonte .... basta apenas 1 deles queimar, por exemplo, por sobreaquecimento, e tchau ....

Eu colocaria na saida da fonte um sistema de proteção a tiristor, para garantir que o fusível abra se a tensão de saida passar em torno de 14,5 volts ok ?

Lembre-se de fazer um excelente dissipador, isso vai esquentar bastante, mesmo com ventilação forçada ok ?

Paulo

Link para o comentário
Compartilhar em outros sites

  • Membro VIP

A fonte é uma tetéia, quase indestrutível, pelo menos uns dois aos de campo, na fazenda, com poucos cuidados, não conseguiram apagar a mesma.. Ao contrário de outras duas convencionais anteriormente..

Pode usar 2N3055 sim, mas cuide o mercado está inundado desses transistores "carimbados". Mas não acho que necessite tantos assim, talvez uns 10 a 12 deles, bem dissipados, se forem dos quentes..

Abraço..

Link para o comentário
Compartilhar em outros sites

  • 8 anos depois...
Em 21/08/2009 às 07:48, faller disse:

Tempo mesmo, pessoal, só arranjei hoje..

Direto para o assunto. Uma fonte com a visão, a topologia, diferente, tentando amenizar alguns dos problemas típicos dessa área.

Vai ai o esquemático:

Fonte13.jpg

É uma fonte extremamente parecida com aquela apresentada pelo nosso colega leandrove, só que diferente em alguns detalhes e , verão, muito importantes..

O cerne da topologia é o uso de um CI regulador do tipo LM7912, ou seja, igual ao proposto no esquemático original porém um regulador negativo..

O que se ganha com isso???

1) De cara a possibilidade de trabalhar com transistores NPN, mais comuns, mais baratos, tem até no açougue...

2) A grata satisfação de ver que seus coletores, desse modo, podem ir ligados diretamente ao terminal - da fonte, geralmente massa, e dai se ganha de três modos..

A) Se pode usar também a caixa da fonte auxiliando na dissipação. Ou seja, um bom dissipador acoplado termicamente com a caixa e os transistores de saída acoplados termicamente diretos sobre o dissipador.

B) Ausência da necessidade de uso de mica, de isolador, na fixação do transistor. É uma conexão térmica a menos, uma importante redução na resistência térmica desse conjunto ai, transistor, dissipador, caixa do produto...

C) O fato da carcaça do transistor estar a um mesmo potencial que a caixa evita que a queda de um parafuso, como foi o caso da perda de uma das fontes desse meu amigo, não aconteça mais, Tudo em torno do transistor é massa. Tudo está num potencial de zero volts..

Seguindo adiante, a colocação de resistores de 0,15 ohms x 10 Watts em cada emissor de transistor serve para equalizar esses transistores.

3) Dois componentes a mais fazem a proteção contra curto circuito na saída. Eles são o resistor de 1 Ohm e o diodo na base dos transistores de saída pois passarão a derivar a corrente de base dos transistores sempre que a tensão de base for maior que a tensão suficiente para colocar o diodo em condução. Derivando essa corrente de base, a corrente dos coletores sofrerá o efeito chamado de foldback, caindo e protegendo os transistores de saída, e com isso a fonte..

Pode colocar os terminais da fonye em curto que esse arranjo dai segura a parada, só que um grande problema acontece nessa hora.. Toda a tensão dos capacitores ficará sobre os transistores e a corrente será alta, aumentando a dissipação na saída..

4) Finalmente, a última proteção.. Proteção térmica.. Ao colocar todos os trannsistores sobre um mesmo dissipador e nele também o CI regulador, que tem intrínsecamente uma proteção térmica a tal ponto de se tornar quase indestrutível, essa proteção térmica será extendida a todo o conjunto, uma vez que é o CI regulador quem libera corrente de base para os transistores. Se o CI entrar em limitação térmica, os transistores também entrarão...

Ou seja. É basicamente o mesmo circuito apresentado pelo nosso amigo, só que com uma topologia tal que aproveita-se de uma série de recursos ficando praticamente indestrutível.

Tá no campo há mais de ano e meio e funcionando numa boa...

O bom da eletrônica é que a mesma solução pode ser implementada por inúmeros diferentes modos e nesse caso, bolei um modo que trás diversas vantagens com relação ao modo tradicional de ver as coisas..

Abraço...

 

 

Seria possivel montar esse projeto com um LM723? se sim poderia disponibilizar o projeto. Estou tentando montar uma fonte com protecao e um colaborador me disse que a protecao do 78 e 79xx naoe boa pois ates de esquentar ele ja queimou a fonte e com o 723 nao e mais eficiente para fontes mais pesadas (30 a 60 A)

Link para o comentário
Compartilhar em outros sites

@luis brasiliano silva filh ,

 

Reparou que este tópico está parado fazem 9 anos ?????

 

Você já criou um tópico sobre a fonte que você quer, aguarde respostas nele !

 

Adiantando algumas respostas sobre o que você perguntou :

 

- Usar um 723 é a mesma coisa que fazer uma fonte totalmente nova.

Já foi disponibilizado para você um esquema de uma fonte com 723 que atinge 50A; para chegar em 60A é só questão de dimensionar os seus MJ14002 na quantidade e dissipação suficiente para; e claro, aumentar a potência do transformador e da ponte retificadora, e por ultimo recalcular o sensor de corrente, de 50 para 60A.

O datasheet do 723 mostra como fazer isso.

 

Paulo

Link para o comentário
Compartilhar em outros sites

3 minutos atrás, aphawk disse:

@luis brasiliano silva filh ,

 

Reparou que este tópico está parado fazem 9 anos ?????

 

Você já criou um tópico sobre a fonte que você quer, aguarde respostas nele !

 

Adiantando algumas respostas sobre o que você perguntou :

 

- Usar um 723 é a mesma coisa que fazer uma fonte totalmente nova.

Já foi disponibilizado para você um esquema de uma fonte com 723 que atinge 50A; para chegar em 60A é só questão de dimensionar os seus MJ14002 na quantidade e dissipação suficiente para; e claro, aumentar a potência do transformador e da ponte retificadora, e por ultimo recalcular o sensor de corrente, de 50 para 60A.

O datasheet do 723 mostra como fazer isso.

 

Paulo

Mas como não está fechado decidir perguntar né pra se fosse encerrado nem ousaria mas como está aberto deve ser pra interagir com novas dúvidas como a minha ou outras eu pensei que pôdesse interagir em todos os fóruns não necessariamente deveria ficar parado apenas na minha indagação em um fórum entendi? 

Link para o comentário
Compartilhar em outros sites

@luis brasiliano silva filh ,

 

Na teoria você está certo.

 

Mas na prática, veja bem o que disse o colega @faller : em 2009 já deveria estar em um Museu !!!

 

Não acha que é pedir demais fazer um colega tentar se lembrar de um projeto super antigo, e ainda jogar tudo fora e pedir para ele reprojetar com um 723 que na prática é totalmente outro projeto ?

 

E é bem raro o mesmo colega estar aqui no Fórum quase 10 anos depois....

 

Nao é recomendado fazer perguntas em tópicos parados fazem tanto tempo...

 

Paulo

Link para o comentário
Compartilhar em outros sites

Crie uma conta ou entre para comentar

Você precisa ser um usuário para fazer um comentário

Criar uma conta

Crie uma nova conta em nossa comunidade. É fácil!

Crie uma nova conta

Entrar

Já tem uma conta? Faça o login.

Entrar agora

Sobre o Clube do Hardware

No ar desde 1996, o Clube do Hardware é uma das maiores, mais antigas e mais respeitadas comunidades sobre tecnologia do Brasil. Leia mais

Direitos autorais

Não permitimos a cópia ou reprodução do conteúdo do nosso site, fórum, newsletters e redes sociais, mesmo citando-se a fonte. Leia mais

×
×
  • Criar novo...

Curso de Hacker Ético

LANÇAMENTO!

CLIQUE AQUI E CONFIRA!

* Este curso não é ministrado pela equipe do Clube do Hardware.