Ir ao conteúdo
  • Cadastre-se

Nelsaraiva

Membro Pleno
  • Total de itens

    22
  • Cadastrado em

  • Última visita

  • Qualificações

    0%
  1. As saídas do trafo são duas: 30 + 30VCA e 36,3 + 36,3VCA. Após a retificação, as tensões ficam como mostradas na imagem. Quando informo "cada saída de canal", eu me refiro às duas saídas da placa amplificadora. Você vê que o trafo suporta duas cargas de 60W 8 Ohm, sendo de 22V a tensão na saída para o falante. A questão é saber qual a potência e corrente do novo trafo, que irá sustentar SEIS cargas de 60W 8 Ohm.
  2. Olá, Renato.88. O transformador é muito antigo, não se encontra mais, veja as saidas dele na imagem
  3. Olá, amigo .if. Eu vou encomendar o trafo à Toroid, mas já sei que terei que informar, além da potência do amplificador, também a corrente na saida. Se a potência total é a soma da potência dos 6 canais, então a potência total seria de 360w (em 8 Ohms). Se a corrente total for a resultante da soma da dos 6 canais, então seria: 6 x 2,75A = 16,5A. Tendo em conta a margem a que você se refere, de 150%, então teriamos uma potência total de 900W e uma corrente total de 24,75A. O cálculo certo seria esse?
  4. Olá, pessoal, boa-tarde. Estou num dilema, aqui, do qual não sei a solução, porque sou aprendiz no assunto. É o seguinte. Em cada uma das saidas do meu amplificador estereo, tem-se: 22V, 60W em 8 Ohms. O trafo alimenta essas duais saidas. Ocorre que quero adicionar mais 4 canais, ou seja, mais duas placas estereo, iguaizinhas às do amplificador, ou seja, cada canal mono tendo na saida 22V, 60W em 8 Ohms. Vejo evidente que o trafo, do amplificador, projetado para alimentar dois canais, não irá conseguir alimentar os seis canais simultaneamente. Entendo, pois, se faz necessário um outro traf
  5. Eu medi aqui, a distância não vai além de 7cm. Obrigado, BCP e Renato.88.
  6. Obrigado, Renato, pela confirmação, e obrigado BCP pela ótima dica, que vou adotar. Nesse caso, será que 10cm de fio seria um tamanho aceitável?
  7. Olá, pessoal, boa-noite. Aqui estou, de novo, com uma outra questão, que pode até simples demais para os que sabem, mas misteriosa para mim. É o seguinte: também eu gosto muito dos Gradiente linha Compo, tanto que tenho um M-1660 e um M-246. Ambos usam a mesma placa de potência -a PCI-230-, sem nenhuma diferença. Ocorre que -por razões que não merecem ser declinadas aqui- resolvi usam um outro gabinete, com dissipadores nas laterais, bem maiores que os originais Gradiente. O gabinete está pronto e também as placas do circuito -a do pré, a de tonalidade e a de potência, que é a dita cuja PCI-
  8. Como observou o .if, vivendo e aprendendo. E para os que não sabem, como eu, basta aprender com quem sabe.
  9. Nossa, entendi errado, que burrice. Agora é que estou entendendo o que a frase acima quer realmente dizer: por meio do potenciômetro posso deixar passar pulsos ATÉ 30Hz, ou ATÉ 40Hz ...... e assim por diante, ATÉ o máximo de 150Hz. Eu, leigo na matéria, entendia que passariam pulsos somente de 30Hz em diante, até 150, ou seja, pulsos de 25Hz seriam barrados. Fico grato ao Eder e ao amigo .if, que me fez ver o meu desentendimento. Abraço a ambos.
  10. Olá, Eder Neumann, saudações. Já mandei montar a plaquinha, com as alterações por você recomendadas para o filho passa-média/alta. Como eu vou instalar, no gabinete do amplificador, também o filtro para subwoofer, cujo esquema você postou acima, surgiu uma nova questão. Esse filtro, como está posto na página http://nabucoeletronica.com.br/subfilter.html , é um "filtro ativo variável de segunda ordem, que permite selecionar a frequência de corte entre 30Hz e 150Hz", através do potenciômetro VR1. Como você pode ver, esse filtro deixa passar frequência a partir de 30 Hz até 150Hz, o que não
  11. Obrigado, mais uma vez. Tomando emprestado a saudação do Spock, lhe desejo vida longa e prosperidade.
  12. Eu fiquei realmente satisfeito, Eder, já que eu estava meio que desesperançoso de conseguir uma solução ao problema. Eu fico muito grato a você e apresento minhas saudações ao .if, que se manifestou. Outrossim, resta-me uma dúvida quanto ao circuito do Nabuco: para o fim que proponho à plaquinha, o potenciômetro VR2 é realmente necessário ao funcionamento do filtro? Pergunto isso porque, no meu entender, o volume, a ser entregue ao amplificador de médios/agudos, já seria regulado pelos potenciômetros dos dos amplificadores esquerdo e direito. Mas considero que posso estar redondamente enganado
  13. Eder, aí agora a coisa ficou mais clara para mim. Vou tentar fazer conforme sua orientação. Como faço para lhe compensar o tempo e a atenção a mim dispensados?
  14. Eder Neumann, você mostrou como resolver o problema, o que me deixa satisfeito. Não obstante, tendo em conta as minhas limitações, pergunto: você se disporia a alterar o diagrama esquemático, introduzindo as mudanças que você propõe? Isso resolveria de modo prático o impasse. Se for o caso de estabelecer contato mais reservado, meu email é nelsaraiva@gmail.com. De todo modo, diante da solução, entendo que devo encerrar o tópico.

Sobre o Clube do Hardware

No ar desde 1996, o Clube do Hardware é uma das maiores, mais antigas e mais respeitadas comunidades sobre tecnologia do Brasil. Leia mais

Direitos autorais

Não permitimos a cópia ou reprodução do conteúdo do nosso site, fórum, newsletters e redes sociais, mesmo citando-se a fonte. Leia mais

×
×
  • Criar novo...

minicurso-montagem-popup.jpg

MINICURSO GRÁTIS!

Como ganhar dinheiro montando computadores!

CLIQUE AQUI E INSCREVA-SE AGORA MESMO!