Ir ao conteúdo
  • Cadastre-se

codigo rapido

Membro Pleno
  • Total de itens

    72
  • Registro em

  • Última visita

  • Qualificações

    0%
  1. Olá pessoal! Como não conheço outro forum melhor e sei que aqui só tem cabeção, alguém pode de responder isso? Tenho duas imagens anexadas abaixo... Uma dos espectros de emissão dos elementos químicos. E outra imagem, mostrando a faixa de reflexão para alguns metais. No caso específico da Prata, pode se observar que como espelho, ela não é muito boa para refletir imagens na faixa do violeta e acima. Mas no espectro de emissão, pode-se observar que a prata possui pouquíssimas faixas de cores. Se a prata é excelente como espelho (para quase todas as cores visíveis), o espectro
  2. Ok! Entendi Então, vendo por esse aspecto, podíamos dizer que quase todos os componentes eletrônicos são assim. Com exceção dos componentes piezoelétricos? Isso que o artigo fala, parece uma propriedade comum dos componentes piezoelétricos. Obrigado pelo feed e sucesso ao senhor
  3. Ok... Mas em que parte ou fase disso tudo entra a indução cinética? Refere-se apenas a movimentação dos elétrons gerado pela variação do campo magnético ou é alguma outra propriedade mais sutil? Porque sendo como eu já afirmei ai acima sobre o meu entendimento do indutor, a movimentação dos elétrons sofre interferência exclusivamente por causa do magnetismo e essa movimentação não é desprezível. Se não é depressível, então o artigo deve ou estar equivocado, ou se referir a algum conhecimento que não tenho. Então... é isso que estou tentando confirmar...
  4. "Não é bem assim. Indutores resistem a uma variação de corrente da mesma forma que uma massa resiste a uma variação de velocidade." Ok, Isso ai descreve o funcionamento do indutor por completo. só exemplifiquei com uma fase do indutor (momento de corte) para provar que o movimento cinético dos elétrons por um indutor não pode ser desconsiderável... Acrescentei ainda que pelo que entendi do funcionamento do indutor deve-se exclusivamente por fatores magnéticos. No caso de uma bobina, supondo que a interrupção se faça pela abertura de um contato, tem-se a abertura de um arco volt
  5. Sim pessoal! Foi dai desse artigo mesmo que vi o termo. Pelo que entendi do elétron e do seu magnetismo, com o acúmulo e consequentemente aproximação dos elétrons, seja numa espiral ou numa chapa de capacitor, tem forças de repulsão intensificadas pela também aproximação de seus polos magnéticos. E essa energia é potencial em comparação com outra com menor energia acumulada. Tudo dentro do campo magnético. Então a indução cinética não é tão desconsiderável assim, pois creio se tratar do movimento de elétrons. Um indutor, quando tem sua corrente cortada, tem a tensão basta
  6. Olá pessoal! Por favor, alguém já ouviu falar disso, pode por favor me explicar e indicar outros materiais tais como vídeos mostrando como isso é medido e mesmo como pode ser utilizado. Hoje vi isso pela primeira vez, mas não encontrei nos livros. Obrigado pela atenção
  7. Desculpa mestre, eu ainda penso que a enrolamento secundário isolada do primário é algo importante Não sei se é por falta de termos técnicos meus, mas tem hora que eu sinto que tenho que provar que sei alguma coisinha... então: Assim que se retira da tomada, cessasse a variação do magnetismo que transfere a energia do primário para o enrolamento secundário. E se não existe nenhuma corrente alternada do circuito para o secundário (o que deve ser lógico pois foi retificado)... não existe retorno de corrente pelo plug da tomada. Isso é uma vantagem principalmente por causa da eficiência da transf
  8. Opa! Obrigado pela dica! vou pesquisar sobre isso. Mas se você puder indicar um, vai me facilitar...
  9. Só pra constar, mais uma sugestão... faz um tempão que perguntei onde fica esses botões de resolvido. hoje, passei pelo site. só vi agora ou foi feito hoje? Esses botões, deveriam ficar ao lado dos botões de responder, citar... tá quase que imperceptível. tive que ver que existia essa possibilidade quando vi um post com esse (respondido) marcado. Provavelmente um monte deve estar do mesmo jeito pelo mesmo motivo que o meu. Então, eu devo um monte de desculpas pra um monte de gente ai atrás, mas não dá pra voltar atrás pra ir corrigindo essa falta. desculpa mesmo.
  10. Eu responsabilizado por que? se esse fórum é pra criança? Ou tem alguma parte só para conteúdo adulto com corrente alternada e altas tensões? Eu não vi. Desculpa se tem isso. E pra ser sincero, acho que devia sim existir mesmo essa parte. fica a sugestão. Alguém aqui vai se responsabilizar quando alguma criança morrer ao tentar construir qualquer circuito que vocês tenham sugerido aqui? Oras faça-me o favor... Tá zoando comigo... Me responsabilizar... só pode tá brincando. A parte de incentivar alguém a criar sua forma de sentir o que é o choque é bem serio. Mas atentese bem carin
  11. Hehehehe! Claro que todo cuidado é pouco... mas não é um choquinho que vai me fazer parar. Eu duvido que tenha alguém que trabalhe com eletrônica a pelo menos 2 anos e não levou um choque. Se não levou, pode tratar de arrumar um jeito de ir tomar um pra pelo menos ver como é. Melhor levar um choque baixo e controlado do que ir de cara bricar com flybacks ou capacitores carregados... ai ta meu limite de loucura.
  12. Olá Sr. Mestre. Obrigado pela dica. Eu consegui fazer funcionar como o Daniel falou no primeiro post. Eu coloquei um capacitor de 560n, amarelinho quadrado pra fonte. Esses resistores acima de 100k fazer o capacitor descarregar muito lentamente. Esse de 2k eu tirei, mas eu vou colocar no lugar dele um potenciômetro pra poder variar para 5V. As vezes preciso de baixa tensão. Olá Sra Isadora 1 - eu tava sem fonte de bancada. tava com uns equipamentos de som encontrados na rua e resolvi pegar pra sanar a falta. A sua pergunta 4: eu tava sem fonte de bancada, com material
  13. Opa! Obrigado pelo feedback! Eu tentei no primeiro momento usar um capacitor de 560n. por causa da reatância capacitiva. Só que tava dando uma tensão muito alta. 40V nas duas simetrias. mas depois de me dar a dica, eu vi que tinha escolhido bem mal os resistores de 4k. eu devia ter colocado de 800 a 1k. Valeu mesmo pela dica. eu também tava achando estranho. O lance do resistor de 6k em paralelo com o capacitor é porque eu queria que descarregasse bem rápido mesmo. hoje mesmo tomei um chocão gostoso assim que tirei da tomada. penso qeu um resistor ali bem baixinho o mais baixo possivel desde
  14. Olá pessoal! Hoje fiz (tentando) uma fonte simétrica sem transformador de +-9V Só que ela está variando em 0.05 v. Tentei mexer pra ver se reduzo essa variação mas não tá dando certo. O resistor de 6k mas está esqeuntando um bocado... uns 60° é daqueles para alta potencia. Não to confiando que possa deixar ligado por uma hora... O capacitor de 7.7n é daqueles quadrados que tirei de uma fonte velha. As vezes alguem dá uma ideia melhor de como configurar estes componentes. pretendo utilizar essa fonte para alimentação de um lm741, mas essa variação está me preocupando pois acho que o
  15. Opa! beleza? Não sei se leu o meus post, mas por ai acima eu cito esse circuito.

Sobre o Clube do Hardware

No ar desde 1996, o Clube do Hardware é uma das maiores, mais antigas e mais respeitadas comunidades sobre tecnologia do Brasil. Leia mais

Direitos autorais

Não permitimos a cópia ou reprodução do conteúdo do nosso site, fórum, newsletters e redes sociais, mesmo citando-se a fonte. Leia mais

×
×
  • Criar novo...

Aprenda a ler resistores e capacitores

EBOOK GRÁTIS!

CLIQUE AQUI E BAIXE AGORA MESMO!